História Night End - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ficção, Mistério, Mitologia, Romance
Visualizações 13
Palavras 2.743
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O Florescer da vida passageira é mais eterna que uma vida na escuridão sem fim.

Capítulo 1 - O Ataque do Lobo


Fanfic / Fanfiction Night End - Capítulo 1 - O Ataque do Lobo

Night End é uma pequena cidade nas montanhas rodeada de florestas e muitas cachoeiras. A cidade é antiga e cheia de construções históricas, apesar de sua antiguidade, não teve um grande crescimento. Night End é considerada uma cidade perigosa, pois campeã em assassinatos, sequestros e sumiços no país. Por conta disso os movimentos nas ruas encerram cedo, com o toque de recolher às 18hrs, durante a noite a cidade fica deserta e todos os estabelecimentos se fecham, com exceção de um deles, a escola e universidade de elite High Five. 
        A cidade ainda abriga famílias antigas e cheias de tradições, dentre elas está a Monray a família mais rica e importante, sua fortuna é incalculável, começando por sua mansão em um terreno de km de hectares de propriedade, que abriga boa parte da área montanhosa que é cartão postal da cidade, dizem que nos porões da mansão há salas escondidas com tesouros dos quatro cantos do mundo antigo. A segunda família é a Vitorian, uma família coberta de talentos com uma linhagem artística extensa de cantores, pintores, músicos e atores, hoje vivem em um conjunto de castelos na floresta negra ao leste da cidade, dizem que há fantasmas na floresta e que sussurros podem ser escutados ao anoitecer. E por último, a família Colesk, o último sobrevivente dessa família é um senhor de 80 anos viúvo e sem filhos, que vive em uma fazenda antiga ao sul da cidade pois doou sua mansão no centro da cidade para servir de museu.

                                     ✞


- Você não acha meio estranho o garoto novato? - Disse uma menina morena de cabelos ondulados
- Não, ele é só na dele. - Disse Kiara
Era uma sexta-feira, e as meninas estavam indo para a escola em uma tarde muito ensolarada.
- Olha isso aqui Kiara! - Disse apontando para a banca de jornal.
- O que? - A garota parou abruptamente procurando para onde o dedo de sua amiga apontava
- Mais um acidente! - disse pegando o jornal que estava na frente da banca
- O que foi agora Malu ? quem foi ? 
- O carteiro de 26 anos é atacado por um animal, foi encontrado morto na Floresta Negra às 18 horas, suspeita de ataque de lobo, seu rosto estava irreconhecível, as identificações só foram possíveis devido ao uniforme do trabalho que trajava. - Malu arrumou os óculos e olhou para a amiga.
Kiara arregalou os olhos e levou automaticamente a mão à boca abismada com o que a amiga lia. - Foi o Carlinhos?! Não acredito! e também já tem quase um ano que eu não escuto falar sobre ataque de lobo, que tragédia!
- Devem estar em época de reprodução, esses lobos são loucos!
- O que você entende sobre isso?!  - Disse Kiara revirando os olhos
- Sei lá, mas eu achava ele bonitinho, poderia ter sido outra pessoa né.
- Qual o seu problema? Você é maníaca? Às vezes eu acho que você não bate bem da cabeça, por favor manere seus comentários ridículos!
- Eu tô brincando idiota! - Disse Malu rindo - Realmente é uma tragédia, só que ainda assim eu acho isso muito estranho. Você já pensou em fazer um grupo de investigação?
- Não começa com suas ideias malucas! - Kiara pegou o braço da amiga e puxou para continuarem seu trajeto.
- É sério, agora eu tô falando sério, você não acha massa aqueles caras dos filmes que investigam crimes e procuram pistas, desvendando mistérios? 
- Estamos atrasadas vamos! - Disse Kiara ignorando
- Tá eu vou montar sem você então, quando tiver tudo dando certo você vai implorar pra entrar.
As meninas chegaram na escola correndo para não perderem a tolerância, e sentaram ao fundo da sala para não chamarem atenção.
- Podemos ter um telefone secreto e umas carteirinhas de identificação, você tem ideia de algum nome pra nossa organização ? - disse Malu em voz baixa colocando a mão no queixo.
- SUUUA organização, não me meta nisso ! - disse Kiara enquanto tirava as coisas da mochila
- Ah claro, você já participa de um grupo legal! As pandoras lindas e glamorosas líderes de torcidas, veneradas e adoradas por todos da escola! - Malu virou o rosto e seu tom de deboche ficou evidente 
Kiara olhou rapidamente para a amiga percebendo a chateação de não participar de nenhum grupo e tentou amenizar a situação. - Que tal Detetives da Noite?
- Não, muito fantasioso e não vamos trabalhar só à noite! - Malu franziu o cenho para pensar
- O que você quer dizer com não só à noite? Você tá pensando em sair de casa depois do toque de recolher? - Disse curiosa.
- Mas é claro, qual horário você acha que acontecem os crimes misteriosos? - Disse achando óbvio a pergunta da amiga - E além disso todo mundo sabe que a High Five só funciona à noite, então não deve ser tão perigoso assim, várias pessoas estudam lá e nunca teve nenhum caso de estudantes mortos ou sei lá o que.
- Francamente, você está louca! - Disse Kiara
- Isso nós decidimos depois, vamos, preciso de um nome!
- Errr... ta bom, que tal NES?!
- NES? Que isso? - Disse virando para Kiara sem entender.
- Night End Secrets! NES Segredos de Night End, tão secreto quanto o nome. - Disse com um sorriso largo nos lábios que foi retribuído pela amiga.
- Eu gostei, não... eu amei! NES! Perfeito.
- Olha o novato que você tava falando hoje ali na frente. - Disse Kiara se esticando para olhar melhor.
- Ele é muito lindinho, mas ficaria ainda mais bonitinho se falasse comigo - Malu segurou o riso para não fazer barulho.
- Experimenta falar com ele, tenho certeza que ele vai te adorar. 
- Rum, até parece. - disse encerrando o assunto e virando para prestar atenção na aula.
A aula dos primeiros horários foi de História, parecia que não ia acabar nunca toda aquela baboseira de mitologias e lendas sobre lobisomens, bruxas, vampiros, deuses e seres sobrenaturais ao longo da história da humanidade. Quando bateu o intervalo, parecia que já tinha passado uma eternidade apesar de terem se passado apenas 2 horas e meia. As meninas foram ao refeitório se serviram e sentaram em uma mesa no canto. Os olhares para Kiara eram inevitáveis, sua beleza chamava atenção por onde passava, alguns olhares de admiração e outros de inveja, mas Kiara nunca ligava para isso, na verdade odiava chamar tanta atenção.
- Eu acho que deveríamos ter um local secreto para fazermos as reuniões... e também ... - a voz de sua amiga foi ficando cada vez mais longe, o assunto da amiga já estava lhe cansando, logo passou a apenas concordar sem saber com o que.
-Aham... sim! 
- Oiiii KIARA! - Disse um rapaz alto de cabelos loiros e olhos azuis se sentando quase se jogando no banco à sua frente na mesa.
Kiara quase deu um pulo da cadeira - AIIIII MEU DEUS JONNN!  Que susto! - disse colocando a mão no coração. - Você quer me matar?
- Jamais mataria uma princesa - ao olhar para o lado e ver que Malu parou no meio de sua frase disse - Atrapalhei alguma coisa? Desculpe
- Nãaao, claro que não, que isso, oi tudo bem jon? - disse Malu arrumando os óculos e se ajeitando no banco.
- Tudo - Jon se virou para Kiara. - Você tá sabendo Ki? 
- O que? do lobo assassino? já to sabendo sim - disse pegando uma batatinha da bandeja
- lobo assassino? - disse franzindo o cenho - Que lobo?
- Nada esquece, fala aí! 
- Vamos jogar na High Five amanhã como você já sabe... Mas a novidade é que se vencermos vamos participar do Baile de final de ano deles! 
- QUE? O BAILE DE FINAL DE ANO DA HIGH FIVE ? - disse Malu quase saltado do banco
- Mas somente o time e as Pandoras poderão participar CASO nossa escola consiga ganhar essa final. - disse Karina se aproximando e se juntando ao grupo na mesa, era uma garota de cabelos ruivos que também fazia parte do grupo de líderes de torcida chamado Pandoras.
 - Que foi, você não parece animada Ki. - disse Jon pegando uma batatinha na bandeja de Kiara.
- Eles nunca perderam nenhum campeonato, eles tem os melhores treinadores, os melhores jogadores os melhores tudo. - disse Kiara desanimada
- Os melhores jogadores e os mais lindos - Interrompeu Malu - E também tem o famoso e misterioso Allan Monray, o pecado em pessoa.
- Mas é a primeira vez que a escola faz um possível convite para os campeões - Interrompeu Jon ignorando o comentário de Malu -  e você está duvidando de mim Ki?  eu vou ganhar essa pra você, fica vendo.
Kiara riu - Não estou duvidando de você, e esse convite foi só pra fazer média, eles não se misturam com ninguém das outras escolas, afinal eles são da High Five, a escola mais riquinha e antissocial, antipática do mundo - disse Kiara colocando a mão no queixo e fazendo bico.
A Escola High Five é uma escola de elite que só tinham ricos estudando lá, o ingresso era feito por uma carta oficial para famílias nobres e de renome a qual a escolha dos candidatos não era conhecida, pessoas do mundo inteiro eram convidadas à estudar nela, a escola em si já esbanjava glamour, era um castelo cheio de torres altas e magníficas ao final da cidade, não se comparava à simples escola pública em um prédio de três andares de tamanho mediano em que Kiara e seus amigos estudavam.
Os últimos horários foram de matemática, a matéria mais chata para Kiara, e a preferida de Malu, que era sua salvação para as provas, pois a amiga sempre a ajudava nos estudos.
A única alegria de Kiara na sexta além do intervalo eram os treinos das Pandoras no final da tarde. O grupo das 10 meninas se reuniam na quadra coberta para se alongarem e treinarem as acrobacias. Kiara chegou mais cedo com Malu que sempre assistia aos treinos para irem juntas embora para casa. As meninas se sentaram na arquibancada para esperar a capitã que estava atrasada.
- Amiga, você já conseguiu arrumar outro emprego? Você ta lembrando que só tem mais um mês da pensão do emprego anterior né? - Disse Malu pegando um caderno pra rabiscar seu plano do NES
- Não, eu andei procurando no Candy Coffee e contrataram uma moça semana passada, na correria das provas acabei perdendo essa oportunidade, eu teria ido antes. - Kiara suspirou triste, sabia que viver sozinha não era fácil, estudando e trabalhando para se sustentar. Desde que perdeu seus pais em um acidente de carro, só tinha uma única tia a qual possuía apoio financeiro, porém esta parou de lhe ajudar quando completou 18 anos, apesar de sua tia morar em outra cidade, a lei obrigava a ajuda financeiramente até a maior idade.
- Eu sei que não ta fácil Kiara, mas você vai conseguir, desde os 16 anos que você trabalha tem bastante experiência, isso vai te ajudar
- Obrigada pela força, tô precisando. - disse Kiara triste
- Sério, se lá em casa tivesse espaço eu te chamaria pra morar comigo, mas aí você teria que dormir comigo na cama de solteiro e aturar o Vitor que divide o quarto comigo - disse Malu tentando quebrar o clima.
Vitor era o irmão mais novo de Malu, tinha apenas 5 anos de idade  e estudava pela manhã, na mesma escola que as meninas.
- Que isso, Mah - Kiara riu ao pensar em dividir a cama com sua amiga, iria ser um desastre total.
- Falando em coisa ruim, olha a Hiena Loira chegando
Laura a capitã das Pandora havia chegado em passos largos, e vinha com um sorriso no rosto, era uma mulher muito bonita, loira de cabelos compridos e cacheados e olhos azuis piscinas, também chamava atenção por onde passava.
Kiara desceu rapidamente as arquibancadas e se juntou ao grupo das líderes de torcida.
- JUNTEM AQUI MENINAS !! RÁPIDO, RÁPIDO! - disse chamando todas e acenando com rapidez.
Todas se juntaram ao redor da Capitã
- Tenho a maior novidade que vocês podem receber na vida de vocês! Nós fomos convidadas, para participar do Baile de fim de ano... da... HIGH... FIVE! - Disse em um entusiasmo tão grande que parecia que seus olhos iam sacar de tão arregalados.
O murmúrio foi instantâneo, as meninas começaram a cochichar entre si, e gritinhos para todos os lados. Kiara foi a única que não expressou nenhuma reação, Jon já havia lhe contado e sabia das condições.
- ISSO SE! Disse em um tom mais alto. - Todas se calaram no mesmo instante. - NÓS, vencermos o campeonato.
- Ahhhhh! Como assim - Disse a Saori, uma menina de olhos puxados descendente de japonês.
- É a condição Saori! Mas independente da vitória o que importa agora é que nossa escola vai pela primeira vez jogar no castelo com os High Five e na grande final, aposto que nenhuma de vocês já entraram lá, e além disso todos os garotos, quero dizer, todos vão nos olhar brilhar. - Disse Laura enquanto andava para o lado e para o outro. - Eu quero ver todas brilhando - Laura olhou de rabo de olho para Kiara. - Eu não admito erros, não admito os mínimos que sejam, eu quero tudo perfeito! E finalmente vamos usar nossa roupa nova que mandamos fazer ano passado, mas infelizmente não conseguimos ir à final. Se alguém aparecer lá com o nosso traje vermelho não vai apresentar! E vamos andando meninas, temos os últimos detalhes pra arrumar - Disse batendo duas palmas para apressar.
O último ensaio foi bem puxado, Laura fez alterações na apresentação, e nitidamente montou uma apresentação para seu destaque pessoal, o seu exibicionismo nunca tinha limites, Kiara percebeu alguns olhares de desaprovação de algumas meninas, mas ninguém teria coragem de dar opinião à Capitã, que tinha o poder de retirar e colocar quem quisesse no grupo, pois além de ser a filha do prefeito da cidade, era a fundadora das Pandoras, que ela mesmo renomeou.
Kiara e Malu estavam indo para casa ao final da tarde, e já observava a cidade adormecendo, as lojas fechando, as pessoas se dirigindo para suas casas. A banca de jornal com a notícia do lobo assassino já estava fechada, era sempre um dos primeiros a fechar.
- Eu ainda hoje me pergunto porque Laura ainda não me tirou do grupo, se nitidamente ela não gosta de mim e todos sabem disso. - Disse Kiara andando e olhando para o horizonte
- Não é óbvio? ela só ta usando sua beleza, o fato de você está ou não na equipe dela não faz dela mais bonita que você, todos da escola sabem que você é a garota mais linda da escola. - Disse Malu em um tom óbvio
- Isso ainda não faz sentido para mim, sinceramente.
- Veja bem! Ela está tentando parecer legal, ela só te recrutou porque era impossível não escolher você, ia da na cara que ela tava te invejando. Você é boa nas acrobacias e tem o perfil perfeito. 
- Ah para Malu, você sempre exagera em tudo! - Disse Kiara corando
- Não amiga, é sério. Ela ta tentando ser melhor que você em alguma coisa, porque na beleza que é o que ela mais preza, você já ganhou. Então ela tenta de apagar na equipe e se destacar, é simples, ela só quer se sentir superior.
- Hum... não tinha pensado nisso, mas vamos deixar pra lá esse assunto, hoje eu preciso dormir bem para a final amanhã e segunda já procurar um emprego novamente.
- Amanhã as 8:00 da manhã me encontra na praça ? - Disse Malu ao chegar em frente à sua casa. 
- Tá bom, a gente se vê - Disse dando tchau.
Elas se separaram e Kiara seguiu sozinha como de costume. A noite foi caindo e Kiara chegou no último conjunto de casas ao Sul onde alugava um quarto para morar aos fundos de uma casa onde uma velha senhora de cabelos grisalhos morava. Estava tão cansada que se jogou na cama ainda com a roupa da escola e adormeceu quase no mesmo instante.


Notas Finais


Desculpem os erros ortográficos que passam despercebidos, espero que vocês consigam entrar no universo que ainda será revelado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...