1. Spirit Fanfics >
  2. Nine in the afternoon >
  3. Capítulo Único

História Nine in the afternoon - Capítulo 1


Escrita por: sugasinterIude

Notas do Autor


Oi

É. Então. Faz tempo que não posto uma scorose. Talvez por ainda estar de luto com Um Amor Improvável e ocupada com Seu Sotaque Inglês, mas aqui estou.

As always, essa one veio de uma narração que escrevi na aula de redação. A tia tinha pedido pra gente escrever uma aventura e acho que eu contornei bem o assunto :v mas aqui terão algumas mudanças, vai mais pro lado romântico e cute-cute ;-;-;-;-;-; Btw, eu já tinha ela escrita, prontinha, acho que desde março, mas minha irmã formatou o tablet e tudo o mais :x

O título veio da música do Panic! At The Disco e recomendo vocês a ouvir porque ♥

Boa leitura o/

Capítulo 1 - Capítulo Único


- O que faria se você fosse morrer amanhã? - O garoto cutucou a ruiva, que estava mais dormindo do que outra coisa.

Scorpius não entendia como ela conseguia dormir ao som das batidas pesadas das músicas do Black Veil Brides, mas ela conseguia, e muito rapidamente, por sinal.

- Quê? - Resmungou, coçando os olhos e bocejando. Ela sentou-se na cama, as pernas cruzadas estilo índiozinho e prendeu as madeixas em um rabo de cavalo meio frouxo, já meio desperta.

- O que vocé faria se fosse morrer amanhã? - Scorpius repetiu a pergunta, arrastando-se na cama para ficar de frente para Rose.

- Que mórbido - Comentou com um sorriso nos lábios.

- Bem - Ele deu de ombros. - Sou só um garoto entediado nessa tarde de sábado, você não pode me julgar por fazer perguntas esdrúxulas, Rosie.

- Certo - Concordou, rindo. Scorpius gosta de sua risada e de como seus olhos castanhos brilham. - Acho que... Bem... Eu com certeza roubaria uma livraria. Isso.

- Wow - Ele balançou a cabeça, sorrindo. - Com milhares de opções, você escolhe virar uma pequena ladra?

- Eu não seria uma ladra! - Defendeu-se. - Tipo, eu moreria no dia seguinte. Não teria tempo para ninguém me classificar como ladra, de qualquer forma e você me ajudaria a furtar uns livros.

- Um parceiro de crime? - Ele colocou uma mecha ruiva atrás de sua orelha e seus olhares se conectaram.

- Um parceiro de crime - Concordou.

Eles ficaram em siléncio pelos próximos minutos e Rose deitou a cabeça no colo do amigo, o mesmo fazendo um carinho gostoso em seus cabelos.

Scorpius nunca sentiu-se assim antes. Rose é sua amiga, sua melhor amiga desde sempre e faz um tempo que ele sente as mãos suarem quando ela o abraça ou beija sua bochecha. Não sabe exatamente quando isso começou, se foi aos poucos, gradativamente... ou se foi de repente, BAM!, seu coração sendo arrebatado pelo sorriso doce da amiga.

Mas é exatamente isso; Rose é sua amiga. Apenas isso. Ele já se cansou de esperar reciprocidade dela, pois sabe que nunca virá. Para ela, ele é apenas o melhor amigo... O garoto para quem conta seus segredos e angústias românticas com outros garotos. Obviamente, Scorpius não pode fazer o mesmo, já que suas angústias são com a própria Rose e a garota já chegou a perguntar por que não divide mais seus segredos com ela.

Ele prefere ficar assim, sendo seu amigo, mas perto, do que contar a verdade e correr o risco de ser rejeitado.

- Mas e você? - A voz de Rose o tirou de seus devaneios.

- Hm?

- O que você faria se fosse morrer amanhã?

Uma pergunta complicada. Scorpius poderia citar várias coisas que faria em seu último dia, mas apenas uma veio em sua cabeça naquele momento. E era perigosa, considerando que, quando se tratava de Rose, ele era um covarde.

Mas hoje não, pensou. Rose lhe fez uma pergunta, e, bem, ele iria respondê-la da melhor maneira possível.

- Isso - E, curvando-se até seus rostos estarem próximos, ele uniu seus lábios. Era um rsco a se correr, mas eles basicamente estavam falando de fazer coisas que não fariam em um dia normal de sua vida e Scorpius estava, literalmente, levando aquilo ao pé da letra.

Foi um leve selar, os lábios apenas tocando-se e sentindo o gosto um do outro, mas foi o suficiente para criar diversas interrogações na mente de Rose. Por que, em um momento, eles etavam conversando normalmente, e no outro estavam se beijando.

Ela não entende. Scorpius é seu amigo, praticamente um irmão e ela sentiu-se estranha quando seus lábios separaram-se e os dela passaram a formigar, em busca de mais, mais, mais. Mas ele... Scorpius é seu amigo e... Ela não pode...

- Desculpe - Scorpius sussurrou e ia se afastando, claramente arrependido ao notar a expressão de espanto em Rose.

- Não se desculpe, Malfoy - E, impulsiva como era, levantou-se e puxou-o pelo colarinho da camisa para outro beijo.

Era apenas curiosidade, é claro. Rose é uma garota curiosa e queria saber se o gosto de Scorpius era mesmo tão bom assim.

E sua curiosidade continuaria por um bom tempo, na verdade, mas essa é outra história.

"Into a place where thoughts can bloom
Into a room where it's nine in the afternoon
And we know that it could be
And we know that it should
And you know that you feel it too
'Cause it's nine in the afternoon"

 


Notas Finais


É. Esse é o tipo de one que se lê/escreve quando você não tem nada pra fazer e suas fica favoritas não atualizam -.-'

Enfim, é curtinha, é fofinha, tem friendzone e.e porque friendzone não é legal e.e

That's all, folks!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...