1. Spirit Fanfics >
  2. Ninfomaníaco >
  3. Beast

História Ninfomaníaco - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora do capítulo (e pelo tamanho também), mas assim que possível irei um postar um mais longo.

Desculpe-me por qualquer erro ortográfico ou gramatical.
Boa leitura.

Capítulo 3 - Beast


   Sebastian Michaellis (N)


Algumas semanas se passaram dês da chegada de Ciel e mal consegui uma  aproximação mais íntima. A única que  parece está se divertindo com ele é a  senhorita Midford; ela está sempre ao  lado dele puxando algum assunto alheio ou até mesmo saindo juntos nos finais de semanas.


Já que eu não teria Ciel tão cedo - e muito menos a senhorita Midford, já que a mesma parecia bem mais interessada nele - resolvi procurar por uma antiga amiga, alguém que conhecia meus gostos e que eu não teria necessidade alguma de me segurar. Mas eu tenho um secretário persistente e seria extremamente difícil sair para conseguir uma foda.


"Eu poderia chamar ela para dentro do meu escritório, o rapaz nunca ousaria entrar sem bater e, mesmo se batesse, negaria sua entrada"


Saio do meu escritório e vou direto para a mesa de Elizabeth. Assim que eu falasse o nome de minha amiga ela já entenderia o que iria acontecer dentro daquela sala, pois a mesma já havia passado um tempo de folga comigo.


- Senhorita Midford, Beast virá me ver hoje a tarde e não quero interrupções. Caso eu tenha algo em minha agenda mande Ciel desmarcar. Entendido? - falo com tom de seriedade.


- Sim.


- Perfeito.


Ciel Phamtohive (N)


Estava em minha mesa trabalhando tranquilamente até Lizzy aparecer.


Pode parecer muito íntimo chamá-la desse jeito, mas pelo incrível que pareça eu e ela tínhamos uma intimidade muito grande - apesar de nós conhecermos a pouco tempo.


- Ciel, Senhor Michaellis pediu para que você desmarque os compromissos dele durante a tarde, ele receberá uma visita importante e não quer interrupções - Lizzy fala um pouco apressada.


- Lizzy, há compromissos que ele realmente não pode desmarcar, iria manchar o nome da empresa.


- Você pode ir como representante.


- Mas e o meu serviço? Sebastian tem que ter responsabilidades, desmarcar um compromisso por conta de uma visita é dizer que não tem interesse no assunto, mandar um representante é dizer que pouco se importa com o quê  vai acontecer no local - Falo um pouco irritado - Irei falar com ele agora mesmo.


- Ciel, escute o que eu digo, se Sebastian quer algo, apenas faça. Você se importa com seu emprego? Então apenas vá como representante - Lizzy nunca havia falado com aquele tom de voz para mim, parecia um pouco preocupada.


- Mas eu nem conheço certo essa pessoa com quem Sebastian topou fazer parceria.


- Deixe-me ver quem é - ela vira o monitor do computador para poder olhar a foto - Aaa sim, eu conheço este, na verdade tivemos alguns problemas com ele no passado. Este cara se chama Agnis, ele é um indiano que tem uma grande empresa culinária, há quem diga que a mão dele é abençoado pelos deuses hindu, pois sua comida é tão boa que podia até curar alguém - ela falava animada, parecia realmente conhecer ele - Agnis não lhe trará problemas, é uma pessoa bem mais gentil e carismática do quê Sebastian.


- Bom, irei fazer uma pesquisa breve sobre ele daqui a pouco, agora vou aproveitar que a visitante de Sebastian ainda não chegou e vou avisar sobre minha ausência hoje. Lizzy, se importaria de cuidar do meu trabalho por algum tempo? Até eu voltar.


- De maneira alguma, pode ir lá.


Vou até a sala de Sebastian e bato na porta, ele pergunta quem bate - o que soa um pouco estranho - então informei meu nome e ele permitiu minha entrada.


- O que deseja? - foi direto.


- Senhor Michaellis, você teria uma reunião daqui algumas horas com o senhor Agnis, entretanto por conta do imprevisto de sua visitante eu peço permissão para ir como seu representante.


- E seu trabalho?


- Lizzy tomará conta dele - Sem querer uso o apelido - perdão, Elizabeth.


- Vocês estão bem próximos ultimamente - ele diz afrouxando a gravata e logo depois se inclinando para trás com a cadeira - relacionamentos na empresa não são aceitáveis.


- Não tenho interesse em Elizabeth ou em qualquer outro funcionário daqui, ela apenas se tornou uma colega de trabalho - eu já tinha imaginado que nossa aproximação poderia ser um problema aqui, mas não sabia que seria tão rápido.


- É um bom garoto Ciel, igual a um cãozinho - ele dá um sorriso meio...estranho? - aaaaa agora saía, minha adorada visitante chegará em breve e eu não quero perder um segundo com ela.


- Sim, Senhor - saio e fecho a porta.


Irei ignorar completamente a atitude estranha de Sebastian e focar no que realmente importa.


Sebastian Michaellis (N)


- Beast, você é um colírio para os meus olhos - digo indo em direção a mesma. Aquele corpo, aquela áurea, aquelas curvas e principalmente aquele sorriso, só de pensar que vou dominar tudo aquilo sinto meu pau endurecer.


- Sebastian, faz um tempo dês da última vez que me chamou. Sente-se sozinho? - a mesma sorriu.


-Jamais - Seguro seu rosto pressionando meus dedos em sua bochecha e a encaro - agora seja uma boa garota e não faça barulho - coloco minha mão entre as pernas dela - As paredes tem ouvidos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...