1. Spirit Fanfics >
  2. Ninfomaníaco >
  3. É Pavê ou...?

História Ninfomaníaco - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oi mis amoreees!!
Outro cap quentinho!!
Boa leitura!

Capítulo 6 - É Pavê ou...?


 

É isso, família tradicional japonesa!

Uma mulher irá cozinhar para esperar seu pretendente. Enquanto o bonito só vai chegar e comer, sem ajudar em nada!

E os filhos dessa mulher irão se ferrar porque “tem que estar tudo perfeito pro blábláblá MInato-san”

Ta, eu nem tava tão estressado assim. É que eu estava ainda meio surtado por conta da situação de ontem.

Mas obviamente, não ia decepcionar minha mãe por isso. Então como um bom filho que sou, ajudei ela a preparar algumas coisas pro jantar.

O que tinha me deixado puto da cara, era que o viado do Itachi tinha ido buscar seu namorado fazia mais de meia hora e tinha me deixado com toda a louça pra lavar!

Mas fiquei muito feliz por minha mãe exigir a presença de Deidara no primeiro jantar com seu pretendente.

Já pra ele perceber que preconceito nessa casa não tem vez!

Já estava tudo pronto. Apenas com o prato principal no forno e a sobremesa na geladeira.

- Filho, irei tomar banho. Termine a louça e vá se aprontar também.

Assenti; vendo minha mãe subir as escadas para o seu quarto.

Ouvi o barulho vindo da porta da sala e já fui com sangue nos olhos pra dar na cara do meu irmão quando quem eu vi foi Deidara e ele logo soltou:

-Seja paciente com seu irmão hoje. Ele está muito enciumado.

Ao terminar de dizer, porta abriu novamente com Itachi carregando algumas bebidas e Deidara me lançou um olhar claramente pedindo silêncio e foi ajudá-lo com as sacolas.

Ele estava tentando se controlar, mas tinha medo que nossa mãe se magoasse.

Eu também tinha; mas ela era adulta, sabia viver a sua vida muito mais que nós dois.

Terminei de lavar a louça que restava e fui pro banho.

Xxx

Estávamos todos reunidos na sala e o clima de tensão e ansiedade da minha mãe já estava em todo mundo. O único que realmente falava alguma coisa e tentava acalmar a todos era Deidara.

Mamãe olhava no relógio a cada 1 minuto e quando deu exatas 19:00, a campainha tocou. Mamãe pulou do sofá e foi logo abrir a porta e por ela passou Naruto, que abraçou minha mãe forte.

Mas que porra??

Vi que mamãe também estava surpresa mas o abraçou de volta e sorriu para Minato que estava olhando toda a cena da porta.

-Muito prazer, Mikoto-san! - Naruto pronunciou ainda agarrado à minha mãe, que só o acolheu nos braços, como qualquer Boa mãe faria.

Quando ele se afastou, direcionou seu olhar por toda a sala e quando me viu arregalou os olhos.

-Sasuke?

Eu já ia surtar quando lembrei da ameaça da minha mãe.

- Naruto? Como não percebi a semelhança antes?- perguntei me controlando ao máximo que podia e vi ele largar de minha mãe e vir me abraçar também.

Dei uma boa desviada de seus braços e fui pra onde minha mãe estava, que me olhou feio por ter deixado Naruto no vácuo e ouvi Minato se pronunciar pela primeira vez.

-Desculpe por meu filho, ele é um tanto impulsivo.

Mamãe riu e o convidou para entrar, já que ele ainda aguardava na porta.

Vi Itachi me olhando e soube que ele tinha compreendido tudo o que havia acontecido ali.

Deidara parecia desesperado, pois o clima estava um tanto tenso e salvou a todos com a frase:

-Estou morto de fome! E esse cheiro vindo da cozinha vai me matar mais ainda!

Mamãe olhou agradecida pra ele e todos nós sentamos a mesa.

Naruto se sentou ao meu lado, o que me fez querer morrer.

- E então? De onde se conhecem?- Minato se pronunciou sorrindo. E vi todos os olhares da mesa voltarem pra gente.

- Ele é meu amigo da faculdade! Até fizemos uma prova juntos essa semana!- Naruto disse animado.

As coisas além da prova que fizemos essa semana você não vai contar na mesa né?

Eu estava indignado!

 E como se não bastasse ele dizer isso na maior naturalidade do mundo, esse desgraçado colocou a mão na minha coxa por baixo da mesa.

Virei o rosto assustado pra ele e ele sorria pra minha mãe .

- Mas que coincidência Boa!- minha mãe falou sonhadora, pelo que eu tinha visto, ela já tinha se apaixonado por Naruto.

Mamãe era assim, ou ela amava a pessoa ou ela odiava pro resto da vida.

Senti a mão de Naruto deixar minha coxa, e quase resmunguei, afinal tava quentinho.

Me soquei mentalmente por esse pensamento e decidi esquecer a existência daquele ser ao meu lado.

Iniciamos o jantar e o clima tenso foi se dissipando lentamente.

Minato era alguém agradável de conversar, então foi mantida uma conversa ok enquanto jantávamos.

- Meninos, bem, vocês já devem imaginar o porque estamos reunido aqui, não?- Minato começou e minha mãe sorriu pra ele.- Eu gostaria que aceitasse o meu namoro com a mãe de vocês.

Por mais que a situação estivesse bem tensa pra mim, eu conseguia ver que minha mãe estava feliz, então assenti.

Itachi, já mais calmo, falou:

- Se a nossa mãe está feliz, eu fico feliz também.

Vi que Minato ficou encarando Deidara e ele se pronunciou:

- Ah eu também tenho que aceitar?

- Claro! Você ainda é meu caçula! - Minha mãe disse

- Pois só até hoje! Porque agora eu sou o caçula!- Naruto disse colocando a mão sobre minha coxa de novo, me fazendo olhar mortalmente pra ele.

-Não precisa ter ciúmes, Sasuke!- Deidara falou inocentemente ao me ver olhando feio para Naruto.- E é claro que aceito esse namoro, sogrinha! Você sempre foi tão boa comigo! Fico feliz por estar feliz!

-Eu também aceito! Meu pai é um ótimo partido!- disse Naruto, arrancando risada de todos, menos de mim, já que agora esse idiota estava com a mão sobre meu membro, fazendo uma massagem estranhamente boa, me deixando excitado.

-A comida está realmente boa, Mikoto! – Minato disse sorrindo.

-Espera só até comer a sobremesa, minha mãe é uma deusa nos doces.- Itachi disse se sentindo mais à vontade.- Ela fez Pavê!

-Pavê?- Minato perguntou animado.

Senti um aperto um tanto mais forte na minha coxa e soltei um suspiro um pouco assustado.

-Não ouse, pai!- Naruto falou ainda me apertando forte e levei minha mão até a mão dele a tirando de lá, mas acho que ele não entendeu o recado e simplesmente entrelaçou a mão à minha mão.

-É pavê ou pra comê?- MInato continuou a piada e Naruto apertou minha mão mais forte ainda.

E caralho!

Que força!

Me levantei bruscamente da mesa e olhei serio novamente para Naruto e ele sorriu pra mim se desculpando.

-Sasuke?- minha mãe perguntou e eu percebi o que tinha feito.

Sorri para todos e me expliquei:

-Vou buscar o Pavê.- eu disse indo em direção à cozinha.

-Vou ajudar! – Naruto disse vindo atrás de mim.

-Qual é a sua, hein?- perguntei ao chegar na cozinha.

Naruto riu e desconversou.

-Onde ficam os talheres?- ele perguntou abrindo as gavetas da minha cozinha sem olhar pra mim.

Me irritei!

Fui até ele e o puxei pela gola, fazendo ele olhar pra mim.

-Que tal não termos uma D.R. na cozinha enquanto nossa família nos espera na sala?- ele perguntou olhando profundamente em meus olhos.

O soltei bufando e peguei a sobremesa na geladeira.

Entreguei pra ele e peguei o restante dos utensílios.

Voltamos pra sala e Deidara ainda fazia piada sobre minha mãe estar namorando o tio do Pavê e servimos o doce para todos.

Comemos a sobremesa sem mais estresses por minha parte e conversas leves sobre nós pra que todo mundo se conhecesse melhor.

Quando terminamos de fato o jantar, Itachi e Deidara foram para o quarto e ficamos nós quatro no sofá.

Mamãe e MInato as vezes sussurravam entre eles e soltavam risadas baixinhas.

Percebi que eu estava sobrando ali, e Naruto também. Mas problema dele. Vai ficar segurando vela sozinho. Vou pro meu quarto.

Levantei anunciando isso e rumei para o meu quarto quando ouvi minha mãe dizer:

-Leve Naruto pra brincar com você no quarto, Sasuke!

-Brincar?- perguntei olhando de minha mãe para Naruto, vendo ele dar um sorrisinho indecente.

Mamãe não me respondeu, mas Naruto já estava em pé no segundo seguinte vindo atrás de mim.

Fui pro quarto e assim que entramos Naruto me empurrou conta a porta e passou a me beijar lentamente.

Merda! Por que ele tinha que beijar tão bem?

Percebi que Naruto já estava excitado e ele fazia questão de me sinalizar isso, se esfregando em mim como um gato no cio.

Inferno!

Eu tranquei a porta, sem parar de beija-lo e empurrei em direção à cama.

Nos beijávamos e nos apalpávamos com intensidade.

Eu sentia sua mão passando por meu corpo sem pudor nenhum e eu retribuía da mesma forma.

Quando caímos em minha cama Naruto parou e se separou de mim.

-Sabe que não mudei de ideia né? Não vamos transar.

-Posso saber por que?- perguntei dando pequenos beijos em seu pescoço

-Achei que eu já tinha te dito.- ele disse voltando a me beijar.

-Eu não me lembro!- falei puxando os cabelos da sua nuca ouvindo-o gemer de prazer.

-Depois eu te falo de novo, agora usa essa boquinha gostosa pra outra coisa, vai!

-Até onde podemos ir?- perguntei sério o olhando nos olhos e achei ter visto um brilho diferente neles.

-Eu falo quando parar.- Ele disse tirando minha calça, beijando meu membro por cima da cueca.

Fiz o mesmo com sua roupa e me deitei por cima dele, me deixando de frente para seu membro enquanto ele ficava de frente para o meu.

E eu entendi que por algum motivo ele tinha algum bloqueio comigo. Por isso, eu fiz nele apenas o que ele fazia em mim.

Eu sentia meu membro mergulhar em sua boca e fazia o mesmo com o dele, no mesmo ritmo e força.

Quando ele descia as carícias por meus testículos, eu descia também e quando ele chupava com mais intensidade, eu apenas reproduzia seus movimentos.

Estava tudo muito excitante e eu percebia que ele estava ficando mais agitado.

De repente Naruto passou a me chupar com mais força e velocidade, e passou a se arremeter contra a minha boca, com isso percebi que ele estava perto de seu ápice.

Eu estranhamente me esforçava ao máximo para dar prazer à Naruto, até me engasgando as vezes com seu membro.

-Sasuke....!- Naruto gemeu e eu apertei sua bunda com força o empurrando mais para dentro de minha boca e ele se desfez, rangendo os dentes e puxando meu cabelo.

Ele não parou de me chupar em nenhum momento e em meio a toda aquela situação prazerosa, eu gozei também, sentindo Naruto limpar todo o sêmen que escorria de meu membro.

 

Continua~~

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E aí, gente?? Estão curtindo? Contem aqui embaixo por favor <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...