História NMCN - No More Cold Nights - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Bangtanboys, Bts, Jhope!ômega, Jikook, Jimin!bottom, Jimin!ômega, Jin!ômega, Jungkook!alfa, Jungkook!top, Kookmim, Namjin, Namjoon!alfa, Puros, Sexo, Sope, Taegi, Taehyung!beta, Taeyoonseok, Traição, Vhope, Violencia, Vkook!bromance, Yoongi!alfa, Yoonseok
Visualizações 329
Palavras 1.909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu preciso tomar vergonha na cara e atualizar essa fanfic mais vezes kkkk. Me perdoem por favor, vou tentar voltar a postar cap dia sim dia não.

Aviso: CAPÍTULO NÃO REVISADO!
(Tenho que tomar vergonha na cara com isso também e começar a revisar meus capítulos para a fanfic não apresentar muitos erros e para o pessoal não achar que eu não sei escrever.)

Bem... boa leitura para todos vocês ❤📖
(A foto da capa é apenas para mostrar os cabelos do Jiminnie e da Nicoli)

Capítulo 31 - Eu mudei bastante


Fanfic / Fanfiction NMCN - No More Cold Nights - Capítulo 31 - Eu mudei bastante


POV Jungkook


Depois da "ameaça" que ganhei do irmão do Jimin resolvi deixar ele para lá e voltei para minha barraca junto com o Chim. Quando cheguei aqui a Nicoli já estava dormindo então nós dos entramos e também fomos dormir logo. A noite pelo visto rendeu para o Taehyung, porque ele não voltou para a nossa barraca.

Bem... pela claridade que consigo enxergar daqui de dentro da barraca, o sol já deve ter nascido. E consigo ver que sou o único que já acordou. 

— Hoje mais tarde vamos embora, então tenho que deixar minhas coisas arrumadas. — Me levanto com cuidado para não acordar os ômegas ao meu lado. E com mais cuidado ainda saio dali. — Ô frio do capeta. 

Com as mudanças que ocorreram no mundo nesses últimos séculos afetaram no clima, e acabou que o mundo foi dividido em dois climas, o clima frio e o clima quente. Os países que ficaram no hemisfério ocidental ficam o ano inteiro aguentando o calor, no primeiro semestre do ano eles aguentam um verão seco, já no outro eles tem que aguentar um verão mais úmido e com vento, e por lá eles raramente vêem neve ou sentem frio. Já no hemisfério oriental é ao contrário, os países daqui passam o ano inteiro no frio como eu já expliquei, uma parte do ano é mais ou menos fria e chuvosa, já a outra é feita por muita neve e o tempo seco. E era para o inverno forte ter chegado em Junho, mas com umas mudanças ele acabou demorando mais alguns meses para chegar.

— Acordou cedo hoje Jungguk. — Escuto uma voz feminina atrás de mim. — Tudo bem? 

Olho para trás e vejo que era a JeGyun.

— Eu estou bem e você? — Pergunto tentando ser simpático com ela.

— Não está a coisa mais maravilhosa desse mundo mas está indo. 

— O que aconteceu? — Pergunto.

— O Breno...

— O que aquela coisa fez de novo? — Pergunto.

— Ele terminou comigo...

— Já estava passando da hora de você terminar com ele! — Digo e vejo a ômega me olhar espantada. — Não me entenda mal JeGyun, não quero seu mal e nem nada disso, mas o Breno é um filho da puta que te traí com a primeira ômega que ele vê pela frente.

— E-eu já sabia disso Jungguk... mas eu amava aquele traste. — Ela diz rindo. — Mas antes que você jogue na minha cara que eu sou burra, na verdade eu sou mesmo, eu já me conformei com essa história, e sei que é bem melhor ficar longe dele.

— Muito bem. — A ômega chegava a ser mais pequena que a Nicoli, e por isso ela deve bater na altura do meu peito. Seguro em seu rosto com as duas mãos e vejo suas bochechas corarem. — Você é uma pessoa muito legal para ficar com aquele idiota. 

— Mas eu era famosa no colégio apenas por causa dele, agora ninguém vai querer falar comigo e... — Ela diz com os olhos marejados.

— Não precisa de nada disso Je, você é legal o bastante para fazer amizades com pessoas que prestam realmente. Use esse seu jeito alegre e seguro de si e mostre para as pessoas que você não depende do capitão do time de basquete para ser popular! — Digo ainda segurando o rosto da ômega que estava espantada. 

— JeGyun!! — Escutamos alguém gritar a ômega que levou um susto e acabei soltando seu rosto. 

— Eu vou ter que ir Jungguk... — Ela diz sem jeito com os braços atrás das costas. — Mas... obrigada por tudo, e obrigada por ter protegido o Jimin daquele embuste.

— Ele não precisava nem um pouco de ser protegido... — Digo baixo para que a JeGyun não escuye. — Por nada Je, qualquer coisa estarei aqui. — Digo dando um sorriso simpático enquanto vejo a ômega se virar, mas antes de ir embora ela me abraçou e com o rosto corado saiu correndo.

— Bonito em Jungkook... — Escuto Nicoli dizer me encarando com apenas a cabeça para fora da barraca. — O Jimin vai ficar sabendo disso!

— Ah mas não vai mesmo! Volta daqui. — Digo puxando a mão da ômega. — Não estava acontecendo nada de mais, mas como eu conheço o Jimin ele vai revirar o mundo por conta disso e vai sobrar só para mim.










( . . . )






Depois de alguns minutos o Taehyung apareceu na barraca com o maior sorriso que já vi na vida. Nem eu nem o Jimin tocou no assunto do Hoseok, mas a Nicoli não se segurou quando viu uma marca no pescoço do beta e de esperado começou a zua-lo. O Jin e os meninos não podem se juntar aqui com a gente, porque eles não vieram junto com o colégio, mas o Namjoon mandou recado pelo Taehyung falando que quando chegarmos na cidade vamos nos encontrar. 










O dia passou e finalmente chegou a hora de ir embora. Finalmente porque eu não aguentava ficar mais nesse frio.

— VAMOS LOGO NICOLI!! — Nós três gritamos a ômega que estava andando muito atrás da gente. 

— Calma ai gente! — A morena diz arrumando seu coque no cabelo. 

— Nicoli ninguém vai perceber que metade do seu cabelo virou pó! Anda logo! — Jimin diz irritado com a demora da ômega.

— PORQUE NÃO FOI O SEU CABELO!! — Ela diz fazendo bico e andando em passos largos até chegar no ônibus e se sentar no último banco dali.

Todos dando risada do desespero da morena entramos no ônibus e nos sentamos. Já com o mesmo em movimento olho para a janela tendo a vista das árvores cheias da neve que caiu na noite e madrugada passada. 

Voando junto com os insetos no céu me lembrei de um passado não tão legal, e com isso percebi que minha vida mudou muito em tão pouco tempo. Há quase um mês atrás eu era um alfa esquisitão e solitário, que ia para o colégio e voltava com o pai por medo de apanhar na rua novamente, não falava com ninguém, não se interessava por medo de ser rejeitado, não dava sequer uma risada e tinha problemas em controlar a raiva e era bipolar. Já hoje eu sou totalmente diferente. Conheci várias pessoas legais que me mostraram que não são todos preconceituosos, que eu posso confiar em alguém, eu consegui fazer um melhor amigo, vivo acompanhado de alguém, sou uma pessoa mais alegre e feliz, não ligo mais em andar na rua e ter medo de ser xingado ou até de apanhar novamente, várias outras coisas e principalmente, encontrei alguém para chamar de meu...

— Alguém está pensando na morte da bezerra desmamada. — Taehyung diz rindo sem olhar em meu rosto, mas pelo tom de sua voz já percebi de cara que a indireta era para mim.

— Alguém suspira de vinte em vinte minutos possívelmente lembrando da transa da noite passada. — Jimin diz e me seguro para não soltar uma gargalhada que iria fazer todo mundo olhar para a gente.

— Pessoal! — Kai diz chamando nossa atenção. — Vocês devem estar curiosos para saber qual grupo ganhou, mas infelizmente ficarão sabendo apenas segunda-feira quando voltarem para o colégio.

— Aaaaahhwww... — Escutamos todos do ônibus dizerem em desânimo. 





Continuamos o caminho para casa até chegarmos no colégio. Descemos todos do ônibus e ficamos na frente do portão esperando a Nicoli chegar com o carro para nos levar até a casa do Taehyung. 

Entramos no carro e a Nicoli nos deixou em casa.

— Vai entrar não? — Taehyung pergunta.

— Eu prometi para ela que ia levá-la no salão quando chegarmos... então vou ter que ir. 

Sem dizer nada me despeço dos dois e entro na casa com a companhia do beta. Chegando na sala avisto a Sonya limpando alguma coisa. Indo para a cozinha vejo minha mãe cantarolando enquanto cozinhava, fiquei de longe observando ela cozinhar enquanto escutava música com os fones de ouvido e em seu rosto tinha um enorme sorriso que me hipnótizou e me fez rir junto. Eu ia me aproximar dela mas dei meia-volta e continuei na porta quando vi o pai do Taehyung se aproximar. 

— Como assim o Hyung já está em casa? — Penso comigo mesmo enquanto me escondo mais ainda para que os dois não percebam minha presença.

Você não vai contar para eles Jung? — Contar o que? 

Eu não sei se é o momento certo para contar isso... — O que está acontecendo? 

Acho que depois de 18 anos os dois merecem saber disso Jung, é do direito deles saber, e quanto mais cedo você contar melhor eles vão aceitar? — Eles quem? Do que eles estão falando? 

— Jungkook tá fazendo o que? — Taehyung pergunta aparecendo atrás de mim me fazendo levar um susto.

— Ai caralho! Vai assustar outro. — Digo dramático com a mão no peito. — Nada de mais.

— Tá né... Mas eu vim aqui dizer que vou tomar banho porque vamos sair com os meninos mais tarde. E assim que eu sair do banho é para você ir. — O acastanhado diz fazendo um sinal com a mão indicando que eu vou ter que subir depois.

Ainda encabulado com a conversa dos dois alfas na cozinha saio dali antes que me percebam e vou até o quarto para colocar meu celular para carregar.

Chegando lá pego o carregador no criado mudo e conecto em meu celular e na tomada. Deixo meu celular ali e vou até a porta do banheiro e chamo o beta.

— Taehyung a gente vai sair que horas daqui de casa? E vamos encontrar os meninos onde? — Pergunto. 

— São 6:10... vamos sair por volta de 7:40 e o local ainda vai ser decidido. Por quê? 

— Nada não. 

Ando até meu celular e vejo que ele ligou. Olho na tela de bloqueio e vejo que tinha algumas mensagens do Yoongi e de um número desconhecido.


Yoongi: Jungkook você sabe onde o Hoseok foi?
Yoongi: Ele saiu e não me deu notícias. Estou ficando preocuoado.  
Yoongi: Ele não responde minhas mensagens.
Ele tá bem Yoongi. Não se preocupa.

Agora que me caiu a ficha que o Taehyung conseguiu fazer a proeza de pegar os dois!

Bem deixa eu ver quem me mandou mensagem.

Número desconhecido: Seu nome é Jungkook correto?
Sim
Mas quem é você?
Quem te passou meu número? 
N/D: Você é irmão de Kim Taehyung correto?
O que?
Isso é trote né? 
N/D: Seu nome completo é Kim Jeon Jungkook correto? 
Mas que porra tá acontecendo? Para de encher meu saco!
N/D: Me desculpe então... deve que foi um engano.
[Contato bloqueado]

É cada uma que me aparece...






. . . )






Não teve como a Nicoli vir aqui nos buscar, então tivemos que ir de ônibus até um barzinho. Chegando lá já encontramos na mesa o Jin com o Namjoon, o JiHyun, e... o Jimin?

Um ser dos cabelos alaranjados conversa com uma menina dos cabelos quase brancos e curtos enquanto os dois dão risadas altas.

Nos aproximamos da mesa e complementamos o pessoal ali.

— Gostou? — Jimin pergunta passando as mãos em seus cabelos alaranjados enquanto se levantava e vinha na minha direção para um abraço.

— Claro! — Digo dando um selinho nos lábios do ômega e vejo de relance seu irmão bufar.




( . . . )



— EU VOU TE MOSTRAR QUE VOCÊ NUNCA MAIS DEVE TOCAR UM DEDO EM MIM! — Digo bravo. Sentindo meu lobo rosnar ao lobo do outro alfa que não estava intimidado com minha ameaça. 


Notas Finais


Bem... é isso?
Estão gostando?

Eu estou sentindo a falta dos comentários de vocês ;-; (voltem, não me deixem sozinha)

Minha outra fanfic: https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-life-of-a-ghost-13456951


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...