História NMCN - No More Cold Nights - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Bangtanboys, Bts, Jhope!ômega, Jikook, Jimin!bottom, Jimin!ômega, Jin!ômega, Jungkook!alfa, Jungkook!top, Kookmim, Namjin, Namjoon!alfa, Puros, Sexo, Sope, Taegi, Taehyung!beta, Taeyoonseok, Traição, Vhope, Violencia, Vkook!bromance, Yoongi!alfa, Yoonseok
Visualizações 283
Palavras 1.900
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu mereço um tapa na cara por ficar tanto tempo sem postar capítulo novo kkkk

Bem... finalmente criei vergonha na cara e atualizei essa fanfic e... mano... ELA ULTRAPASSOU OS 400 FAVORITOS!!! AAA VOCÊS NÃO SABEM O QUANTO EU ESTOU FELIZ POR ISSO!!
Meo Deus vocês merecem todas as coisas boas do mundo por me fazerem alcançar esse marco.

Deixa eu explicar uma coisinha rápida
A fanfic vai tomar um caminho louco depois desse cap.

Beijos e boa leitura ❤📖

Capítulo 35 - O que minha mãe não me contou?


POV'S Jungkook


Acordo um pouco desnorteado e morrendo de vontade de continuar deitado ali na cama abraçado com o ômega que conseguiu me esquentar a madrugada inteira.

Depois que eu e o Jimin subimos para o quarto, que está sendo mais meu do que do Taehyung, não fizemos nada de mais, apenas fiquei deitado encarando e acariciando o rosto do ômega que me proporcionou a melhor sensação da minha vida até adormecer. 


Já deve ser por volta de 7 da manhã, e era para eu estar indo para o colégio, mas não estou nem um pouco com vontade de ir para aquele inferno.

Me viro na cama me soltando do corpo do alaranjado, olho pelas enormes janelas de vidro do quarto do Taehyung e percebo que amanheceu nevando.

— Que maravilha! Logo hoje amanhece nevando. — Digo bufando antes de me levantar e sentar na cama. 

Me levanto e vou até o banheiro. Faço minhas necessidades matinais, lavo meu rosto e escovo os dentes antes de sair e entrar no closet para me vestir. Coloco roupas básicas, uma calça preta, uma blusa regata, uma blusa de manga longa branca, um casaco vinho e um vans vermelho, e um par de brincos que tenho uma grande dúvida se eles são meus ou do Taehyung, porém se não forem meus eu roubei. Saio do closet e volto para a cama onde avisto o Jimin dormindo na mesmo posição anterior.

— Jimin? — Cutuco as costas do mesmo.

— Hm... — Ele sussurra como se ainda estivesse dormindo.

— Vou descer para beber água, depois você levanta e se arruma, e depois desce lá para baixo. — Digo baixo tirando os fios laranjas do rosto amassado do ômega.

— Tá bom amor... — Ele diz e eu sinto que ele não prestou atenção em 15% do que eu falei. Mas dou risada do jeito manhoso que ele falou e por ele ter me chamado de... amor. 


Saio do quarto e passo na frente do quarto onde a minha mãe dormiu, e enquanto eu ia virar para ir para a escada vejo a Nicoli sair do quarto rindo. 

— Me desculpe por aquilo Unnie... — A Ômega diz sem jeito.

— Que nada Nicoli, eu endendo que aquele quase selinho foi sem querer e aconteceu porque eu cai por cima de você...

— Fala baixo Unnie!! O quarto dos meninos é ali do lado, eles podem escutar. 

— Que nada, o Taehyung tá na sala e o Jungkook dorme igual uma pedra. — Minha mãe diz rindo. 

Em silêncio coloco a mão na boca para não escutarem minha risada e desço devagar até o andar de baixo. 

Fui focado na direção da cozinha para beber água, que por acaso estou desidratado, nem olhei pro lado porque já imaginei que o Taehyung ia estar desmaiado no sofá.

— Ué... a Sonya não chegou ainda? — Me pergunto olhando ao redor sentindo falta da beta que deveria estar aqui na cozinha. 

Peguei um copo no armário enquanto xingava mentalmente a porta do móvel que tinha apertado meu dedo. Caminhei até o filtro e peguei um copo bem cheio d'água, e peguei meu celular que eu não sei como foi parar no balcão da cozinha. Caminho lentamente enquanto mexo no celular e bebo minha água. Passando novamente pela sala olhei de canto de olho para o Taehyung e quase derrubei meu copo quando vi o Yoongi deitado no sofá abraçado com o beta que quase caía dali. 

— Gente esse sofá não foi feito para duas pessoas dormirem nele. — Falo baixo na tentativa de falar comigo mesmo. Mas ao dar outro paço o alfa acordou e olhou na minha direção. — Eu ia ficar aqui na sala, mas vou subir para não atrapalhar o casal.

— Jungkook me ajuda aqui! — Escuto o Yoongi dizer baixo e volto de ré. — Tu que dorme com o Tae... como eu faço para sair daqui sem acorda-lo?

— Tu pode sair dai e ainda mudar o sofá de lugar que ele não acordar. — Digo terminando meu copo d'água. — Mas já que você precisa de ajudar... — Vou até os dois e puxo o braço do Taehyung enquanto espero o Yoongi sair dali.

— Ai obrigado. — Ele se levanta mas antes de sair ajeita o beta no sofá com cuidado.

— Ai que fofo... — Digo rindo.

Ele vai na direção da cozinha e eu o sigo. 

— O que você queria falar comigo? — Pergunto.

— Você é o melhor amigo do Taehyung, então você deve saber o que eu preciso fazer para reconquista-lo. — Ele diz.

— Mas vocês não estão de boa? Vocês estavam dormindo abraçados...

— Você fala isso porque não viu o sofrimento que eu passei. Ele esperou eu desmaiar de frio e cair de cabeça no chão para me trazer para dentro de casa, e mesmo depois de eu ter me abrido com ele e ter falado tudo o que eu sinto ele não queria passar o resto da madrugada comigo. — Ele diz e eu pude perceber que sua testa estava machucada. — Me diga Jungkook, o que eu preciso fazer para mostrar para o Taehyung que eu gosto realmente dele? 

— Bem... seja verdadeiro. O Taehyung odeia mentiras, então não minta para ele, o Taehyung também é sarcástico até o extremo, então quando ele vier com sarcasmo para cima de você, seja mais sarcástico que ele, ele vai fechar a cara por alguns segundos mas depois ele vai começar a rir e ele adora isso...






Contei tudo o que eu sabia sobre o Taehyung, mas na verdade eu sei pouca coisa sobre o gosto amoroso dele, porque a gente quase não conversa sobre isso. 




Enquanto eu e o Yoongi conversávamos na cozinha o Jimin apareceu junto com a Nicoli.

— Oie Yoongi. — Os dois ômegas dizem juntos. 

— Bom dia gente. 

Como eu pedi, o Jimin desceu arrumado, e eu esperei apenas ele beber um copo de café que a Nicoli fez para sairmos. 



— Vamos aonde mesmo? — Já do lado de fora eu caminhava ao lado do ômega que estava morrendo de curiosidade. 

— Você vai ver... — Digo dando um sorriso animado, e vejo o alaranjado fazer um bico. — Mas antes vamos passar em uma padaria para tomar café.

Tinham poucas pessoas nas ruas, eu não sabia o motivo, mas eu estava incomodado com o fato de não ter ninguém caminhando pela rua nesse horário. 







( . . . )









Saimos do shopping e agora eu tenho que aguentar o Jimin todo feliz e saltitante do meu lado.

— Muito obrigado mesmo Jungkook! — Ele diz quase pulando de alegria. 

— Eu sabia que você ia gostar. — Digo dando um sorriso sem mostrar os dentes. 

— Eu adorei!! Coloca para mim?! — Ele me entrega o colar que eu dei de presente para ele. É um colar normal, mas no pingente tem as iniciais J&J. Eu sei que isso é meio brega, mas eu sabia que o Jimin ia adorar. 


No shopping tinha poucas pessoas, e isso me espanta porque hoje é dia primeiro, era para o shopping estar lotado. E novamente estamos andando pelas ruas vazias, o Jimin nem se importa, mas eu estou curioso para saber o motivo. 

Andando pela rua passamos na frente de uma loja onde tinha uma televisão falando sobre a previsão do tempo. Curioso parei para escutar.

Tivemos uma mudança climática enorme na Coréia do Sul, não era previsto nada de anormal para os próximos dias, mas pelo horário da manhã fomos avisados pelos meteorologistas que hoje, dia primeiro, por volta de 8:45 da manhã teremos a maior tempestade de neve do século! Indicamos que todos fiquem em suas residências ou lugares seguros para previnir acidentes. Voltaremos depois com mais notícias. 

Olhei para o céu e engoli seco ao ver uma nuvem imensa se formar em cima de Busan. Peguei meu celular para olhar as horas e percebi que era 8:32.

— Fudeo Jungkook. — Jimin diz também olhando para o céu que estava ficando escuro. 

— Eu nunca mais vou no shopping... — Digo paralisado. Mas voltei meus sentidos quando senti o vento aumentar.

Procuramos alguma loja para entrar mas todas estavam fechadas, e não temos tempo para chegar em casa. 

Começamos a andar, o vento aumentava e sinto a mão do Jimin apertar a minha. Olhei para seu rosto e percebi que ele estava com medo ou preocupado. 

— Se acalme Jimin, vamos achar um lugar para ficar... 

Eu estava tão perdido no meio daquele vento que nem percebi que estava no meio da rua, percebi apenas quando escutei o freio de um carro e senti algo bater de leve em minhas pernas.

— Jungkook?! — Alguém pergunta de dentro do carro, e eu reconhecia aquela voz. 

— Pai?! — Pergunto olhando melhor e vejo que era realmente meu pai. 

— Entrem no carro! — Ele grita.

Me sentei no banco da frente enquanto o Jimin estava no banco traseiro.

— Vocês são doidos?!! — Ele pergunta alto — O que estavam fazendo no meio da rua logo agora? E vocês tiveram sorte de eu estar passando aqui agora. — Eu não respondi nada, apenas ficamos em silêncio.




( . . . )




Chegamos rápido em uma casa, e mais rápido ainda entramos nela, e foi apenas a gente entrar na garagem que começou a nevasca.

— Obrigado pai por deixar a gente passar a nevasca aqui. — Agradeço seguindo o alfa mais velho até a sala da casa. 

— Vocês não sabem olhar as notícias não? O que estavam fazendo na rua logo hoje?

— Eu não tinha olhado as notícias hoje pai, e eu tinha ido no shopping com o Jimin e... o que o senhor fazia na rua também? — Pergunto.

— Eu fui comprar velas, vai que a energia acaba com essa nevasca, eu não ia ficar no escuro! — Ele rebate.

Ia me sentar no sofá junto com o Jimin, mas antes enfiei a mão no bolso para pegar meu celular, mas a carteira resolveu vir junto e se espatifou no chão, espalhando todas as minhas coisas no tapete. Ia me levantar para pegar mas meu pai resolveu fazer isso. 

— Senhor onde fica o banheiro? — O jimin pergunta.

— Na segunda porta do corredor a direita.

— Obrigado. — O ômega diz indo, deixando assim apenas eu e meu pai na sala.

— Eu me lembro dessa foto... — Ele diz se referindo a nossa foto em família que eu tinha guardado dentro da carteira. E enquanto ele olhava um leve sorriso se formou em seus lábios. — Você ainda era um filhote, e sua mãe estava tão feliz...

— Pai, você se lembra do dia em que a foto foi tirada? — Pergunto curioso. 

— Claro que eu lembro! Foi um dos dias mais especiais da minha vida. — Ele diz se sentando ao meu lado no sofá, e ele ainda olhava a foto com atenção. 

— Então você deve saber quem é essa criança pequena ao lado da minha mãe segurando um urso de pelúcia azul não sabe? — Pergunto e vejo a expressão do meu pai mudar.

— Então significa que sua mãe ainda não te contou... 

— Contou o que? — Pergunto ainda mais curioso. 

— Vocês quatro vivem juntos e ela ainda não te contou... — Ele suspira fundo e fecha os olhos. — Até onde ela quer levar essa mentira?

— O que minha mãe não me contou pai!? — Pergunto. — Que mentira pai?

— Sobre seu irmão e seu verdadeiro pai...


Notas Finais


O que estão achando??
👀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...