História No coracão do Deserto (Camren) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Harry Styles, Justin Bieber, Shawn Mendes
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui, Personagens Originais
Tags Camren, Justin Bieber, Shawn Mendes
Visualizações 115
Palavras 719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - -5


— Nunca! — Camila ficou ruborizada, embaraçada e surpresa. Como Lauren poderia acreditar em algovsemelhante?! A certeza de que ela fora capaz de pensar o pior a seu respeito machucou-a mais do que poderia esperar.

Nutrira a esperança de que Lauren viesse procurá-la. Também esperara que descobrisse a traição de Chris.

Mas, em vez disso, aceitara ser traída, aceitara sua falha, aceitara que ela fora infiel. Pelo visto, nem ao menos se deu ao trabalho de dar-lhe o benefício da dúvida...

Lágrimas queimaram-lhe a garganta. Lágrimas que nunca seriam vertidas. Abandoná-la quase a destruíra. Fora a coisa mais difícil que já fizera. Camila quase enlouqueceu quando voltou ao Texas e descobriu que estava grávida.

Era o filho que Lauren tanto queria. E que jamais conheceria. O sentimento de culpa quase acabou com ela. Agradeceu a Deus pela pobreza, que a obrigava, todos os dias, a sair da cama e ir trabalhar até a noite, para ir dormir logo que chegava em casa, morta de cansaço.

Lauren talvez zombasse de Shawn e de sua corretora de seguros, mas trabalhar como secretária em seu escritório sem dúvida salvara a vida dela.

— Por que não me dá o divórcio e passa por cima disso, Lauren ?

— Não posso fazer tal coisa.

— Por que não?

Camila a fitou e notou a firme disposição de sua boca, a inteligência de seu envolvente e brilhante olhar, e pôde vislumbrar seu filho ali, na semelhança dos olhos, do nariz, dos lábios. Por que jamais o notara antes? Ben era Lauren em miniatura. E de repente, constatou a terrível verdade. Ela e Lauren não eram duae estranhas. Tinham algo em comum, uma preciosidade. Ben.

— Fácil demais — respondeu ela, seco. — Divórcio talvez seja a solução mais fácil, mas não sou do tipo que resolve tudo com facilidade.

Ela sabia sobre o que Lauren estava falando, entendia a referência ao casamento entre eles. Ela a prevenira, dizendo-lhe que tal união criaria muito alvoroço, previu a reação de sua família e até a dura censura do pai. Afirmara também que passariam por momentos difíceis, e Camila deu de ombros, beijando-lhe a adorável boca. Garantiu a ela que venceria aquela batalha, certa de que o amor e a aprovação de Lauren  eram suficientes. Mas enganara-se. E muito.

Observou o duro perfil de Lauren . Outrora, adorara beijar todos os ângulos e planos de seu rosto. Sentiu-se invadida por uma aguda mágoa. Ela já  a amara. Certa vez. O que mais quisera era ficar com ela. Adorara-a com loucura, esperando que Lauren sentisse o mesmo. Mas, ao contrário disso, sua mulher se retraiu,o calor desaparecendo sob uma máscara impessoal. Obrigações, país, negócios. Seus mundos não tinham nada em comum, seus caminhos se separaram.

— Esse divórcio é muito importante para você?

Essa pergunta causou-lhe seguidos arrepios que subiram-lhe pela espinha. Lauren estava brincando com ela da mesma forma como um gato faz com um rato, antes de engoli-lo.

Ela não engrandeceria esse jogo com uma resposta. Deixaria que ela falasse primeiro. Deixaria que imaginasse as explicações. Porém, uma justificada angústia a assolou ao se confrontar com o tamanho do problema. Não se tratava de algo de simples resolução. O futuro de Ben estava em jogo. Mais do que provocar Lauren, precisava lidar com ela, tentar uma composição. A sra. Taylor, babá de menino, traria Ben de volta às onze horas da noite, ou seja, faltavam menos do que três. Precisaria estar de volta ao lar até esse horário, portanto, tinha de se livrar de Lauren.

— Muito.

— A ponto de colocar tudo em risco?

— O que você quer dizer com "tudo"?

— De ser minha durante o final de semana.

Ela pegou seu copo d'água e o levou à boca. A borda do copo bateu contra seus dentes, derramando um pouco do conteúdo.

— Quero você para o fim de semana. — Lauren se inclinou para frente.

— Essa é sua proposta?

— Estou lhe dando a oportunidade de determinar sua vida.

— Seu eu passar o final de semana com você, seu agradecimento será o divórcio?

— Desde que meus termos sejam aceitos.

Parecia fácil para ela dizer isso. Aquilo esvaziara a cabeça de Camika. Nenhuma palavra, nenhum som, nada parecia conseguir se formar.

— E esses termos são...

— Quero um final de semana prolongado a seu lado. Quatro dias. Três noites. Eu escolho o lugar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...