História No Daddy - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo Três


                  Min Yoongi:

_ Presidente Min, esses papéis precisam ser assinados. – Avisou a minha secretária colocando algumas pastas sobre a mesa. _ O senhor Jung desembarcou nessa madrugada e está hospedado no hotel que o presidente recomendou e a reunião de mais tarde está confirmada e o senhor Namjoon já está na sua acomodado na sua sala.

_ Pode sair agora. – Mandei encarando-a e vendo-a se afastar da minha mesa, ela era uma funcionária exemplar se não fosse pela sua mania se jogar sob os seus superiores e eu detestava aquele tipo de mulher. _ Não quero ser interrompido até o horário da reunião e marque uma reunião com os novos contratados, quero ter uma conversa com eles.

_ Senhor também há uma mulher esperando-o na sala de espera. – Informou-me ela com um sorriso falso nos lábios. _ Ela diz ser sua noiva, se apresentou como Kim Hyun. Mando com que os seguranças cuidem dela? Tenho certeza que é mais um paparazzo querendo notícia.

_ Trate bem a senhorita Kim, ela não oferece nenhum perigo para a empresa e não é nenhuma jornalista. E ela é realmente minha noiva. – Anunciei vendo o seu rosto empalidecer e foi a minha vez de abrir um sorriso sarcástico, eu tinha conseguido me livrar dos seus joguinhos de sedução. _ Dê um chá de cadeira nela e depois avise que eu estou em uma importante reunião e não irei poder a receber hoje e avise-a para marcar um horário caso queira tratar dos assuntos do casamento.

    Ela anuiu e saiu da minha sala rapidamente, meu humor tinha acabado de mudar, Kim Hyun estava se mostrando uma adversaria a altura, eu imaginava que ela viria ao meu encontro na primeira semana depois do desastroso jantar de noivado, mas, pelo que eu soube ela tinha saído da universidade e estava hospedada em um hotel no centro da cidade, fontes seguras tinham me informado que seus pais tinham cortado todos os seus cartões e claro que mesmo com todos os seus diplomas nenhuma empresa lhe daria um emprego e compraria briga com o poderoso Presidente Kim, todas as portas estavam se fechando e ela não tinha muitas alternativas ou se acostumava com a ideia do casamento ou teria de arrumar uma maneira de se sustentar que não fosse usando o seu brilhante cérebro.

    A porta foi aberta em um supetão fazendo com que eu arqueasse uma sobrancelha, quando a vi passar pela minha secretaria irritada, suas bochechas estavam vermelhas e parece que a secretaria Park tinha lhe comunicado sobre os meus pontos de vistas com as palavras certas.

_ Desculpe-me presidente. – Desculpou a minha secretária apressadamente agarrando o braço dela. _ A senhorita Kim está de saída, ela realmente não quer atrapalhar o seu tempo precioso.

_ Tire as suas mãos de mim. – Rosnou ela puxando o braço e assustando a mulher ao seu lado, parece que alguém naquela sala tinha senso de perigo, mas, eu estava adorando aquele showzinho, passaria o dia inteiro vendo aquilo, era realmente engraçado vê-la descer do salto e perder a cabeça. _ Acho melhor você sair, pois, eu irei conversar com Yoongi e acho que você não vai querer participar disso e chame os malditos seguranças como se ameaçou a dois segundos atrás e você nunca mais trabalhará na sua vida, terá sorte se algo não reconhecer o seu rosto na Ártico.

_ Pode sair senhorita Park. – Mandei. _ Por favor, nos trago dois cafés, acho que a minha noiva precisa de um pouco de cafeína para acalmar os seus nervos, não a leve as suas palavras a sério, ela está sob pressão com os preparativos do casamento.

    Ela saiu fechando a porta e Hyun se aproximou da minha mesa espalmando as mãos sobre ela e me encarando raivosamente.

_ Eu não sei como você conhece todos os centros científicos do país, mas, é melhor parar de interferir na minha vida. – Avisou ela e eu apenas abri um sorriso, como se eu precisava mover uma palha para fazer aquilo. _ Esse casamento não acontecerá, nem que eu tenha que trabalhar como garçonete em uma dessas lanchonetes imundas, não irei me casar com você.

_ Você deveria fazer esse discurso para o seu pai e não há mim, já que ele quem está fechando todas as portas para você. – Falei levantando-me e aproximando-me dela, todo aquele estresse faria mal a sua saúde e ela só poderia morrer depois do nosso casamento. _ Não sou um homem que costuma usar métodos baixos para conseguir o que eu quero e por mais que você seja uma ótima adversária eu não tenho pressa para que você realmente caia em si e saiba que não conseguirá fugir desse casamento, isso está decido muito antes de nós nascermos Hyun, acostume-se com a ideia que é melhor para a sua saúde, irá ter um AVC ou infartar se continuar a se estressar dessa maneira. Agora, você pode me dar licença, pois, eu tenho uma reunião importante e realmente não posso mais perder o meu tempo com os seus chiliques, acho que minha secretaria avisou que é pra você marcar horário na próxima vez que você vier discutir algo comigo e não ameace os meus funcionários, eles podem pensar que você é maluca e a sua fama na empresa não ficará nada boa e pode acabar prejudicando os meus negócios e nós nem ainda somos casados para isso acontecer.

    Ela rosnou e jogou os meus papeis no chão antes de sair batendo a porta com força, aquela mulher era realmente maluca e eu não sabia o que seria da minha vida quando me casasse com alguém como ela, acho que aquele cérebro brilhante só serve para conseguir diplomas.

_ O que você fez pra irritar Hyun? – Perguntou Namjoon entrando na minha sala enquanto eu catava os meus documentos, deveria fazer com que aquela garotinha os colocasse em ordem, mas, como eu estava de bom humor iria deixar aquela pequena falha passar, porém, não seria benevolente da próxima vez que ela falasse naquele tom comigo. _ Encontrei-a no corredor e ela estava com um olhar assassino que eu nunca tinha visto antes e sua secretária me informou que ela acabou de sair da sua sala. Está inteiro?

_ Sua prima é maluca. – Afirmei ouvindo a sua risada, parece que ele estava ciente daquela personalidade difusa da sua parente. _ Ela invadiu o meu escritório e quase agrediu a secretária Park, pensei que ela iria sair apenas algemada, conversarei com o presidente Kim sobre o seu comportamento inadequado.

_ Você não vai fazê-la se curvar as suas vontades dessa maneira. – Avisou ele sentando-me na poltrona e me encarando. _ Hyun sempre foi mimada por todos, acho que por ser diferente dos outros, ela era um gênio desde os dois anos de idade, as crianças eram um pouco más com elas, então meus tios acharam melhor a educar em casa, com 14 anos ela já estava na universidade, com 20 terminava o seu primeiro doutorado em Londres, Hyun não é uma mulher que será facilmente enganada Suga, acho melhor você dá um passo para trás e repensar os seus planos.

_ Não se preocupe com isso, eu não preciso repensar nada, sua prima virá até mim. – Garanti pegando os documentos que eu precisaria para a reunião daquela tarde. _ Vamos, todos estão a nossa espera e eu realmente não gosto de deixar os outros esperando por mim.

    A reunião foi tediosa, eu não gostava de participar de reuniões, meu lance era estar produzindo em um studio, por isso eu tinha dois sócios, Namjoon cuidaria da parte burocrática da empresa já que ele era bom com as papeladas e Hoseok cuidava dos artistas, eu não tinha paciência para os papeis e detestava o contato com as pessoas, gostava de ficar preso no studio compondo, descobrindo novos artistas e produzindo músicos que seriam a próxima geração de idols da Coréia e dos EUA.

_ Fique sabendo que a sua noiva deu um show mais cedo na sua sala. – Comentou J-Hope quando entrou na minha sala, eu preferia quando ele estava nos EUA pelo menos assim ele não se metia nos meus assuntos pessoais, ele poderia ser o meu melhor amigo, mas, eu nunca dei esse tipo de intimidade para ele se meter nos meus problemas pessoais. _ Você deveria ter desistido dessa mulher quando os seus pais quiseram cancelar esse contrato por não ser produtivo para a sua família, há tantas mulheres querendo você e o grande Suga não consegue esquecer uma garotinha, ela pode processar você por perseguição se souber que você a stalkeia desde os seus onze anos.

_ Você não consegue manter a sua boca fechada? – Perguntei massageando as minhas têmporas, o meu bom humor tinha ido embora e eu estava preparado para matar alguém e ele seria J-Hope se ele continuasse a encher a minha paciência com aquele assunto indigesto. _ Eu já lhe disse que esse é um assunto pessoal e não está em pauta em nenhuma das nossas conversas, então concentre-se no assunto que temos que para tratar. Park Jimin, Jung Jungkook e Kim Taehyung já estão na Coreia? Quero que os dois comecem a se preparar imediatamente, já gastei muito dinheiro neles e até o momento ainda não vi nenhum retorno e estou cansado dos ataques de estrelismos dos dois, avise-os que se não se comportarem, eu irei rasgar os seus contratos e mais nenhuma gravadora no universo irá contratar os dois.

_ Não se preocupe com esse assunto, eu tenho tudo sobre controle. – Garantiu ele cruzando os seus braços. _ Estou mais curioso em saber como está a senhorita Kim, pelo que eu me lembro dela, era uma garotinha fofa que usava duas trancinhas no primeiro dia de aula quando você a protegeu daqueles valentões. Ela realmente não se lembra daquilo? Você ficou marcado o resto do ensino médio por causa disso, bem que isso não manchou a sua fama com as mulheres, acho que elas acham fofo você ter protegido o pequeno gênio 

_ Aish, como você é irritante! – Exclamei ouvindo a sua risada característica. _ Saia da minha sala, vá arrumar o que fazer e me deixe em paz, eu tenho muito o que fazer do que ficar lidando com a sua falação, já está me dando dor de cabeça esse seu monologo.

_ Você continua o mesmo antissocial de sempre. – Afirmou ele. _ Espero que com o casamento isso melhore ou nem a pequena gênia irá aguentar o seu mau humor.

_ Suma da minha frente. – Mandei jogando o peso de papeis nele que desviou com facilidade. _ Está apenas gastando o meu precioso tempo.

    Ele gargalhou e deu dois tapinhas no meu ombros antes de sair.

    Sentei-me na minha cadeira e massageia as têmporas com mais força, aquela dor de cabeça infernal não me deixava em paz a dias e com aquele assunto indigesto que Heseok tinha desenterrado para estragar o meu dia, ela não desapareceria tão cedo. Okay, eu confesso que stalkeio Hyun desde a primeira vez que a vi, mas, nos primeiros anos eu pensava em ela como apenas uma criança que tinha um cérebro brilhante e que nunca conseguiria interagir entre adolescentes cheios de hormônios do ensino médio, ela era apenas uma criança quando eu a protegi das lideres de torcida maldosas que queriam apenas humilhar aquela pobre criança, mesmo com o QI elevado ela ainda tinha a inocência de uma menina de onze anos, depois daquele episodio ela saiu do colégio e eu acompanhei o seu desenvolvimento de longe até ir estudar música nos EUA, me tornei um Rapper e compositor importante do outro lado do mundo e segui com a minha vida, sem saber o que tinha acontecido com aquela criança, até o dia que os meus pais finalmente me contaram sobre aquele contrato de casamento, minha carreira estava no auge e eu não liguei para ele até saber quem seria a minha suposta noiva e não foi difícil descobrir o que ela andou fazendo depois que eu me tornei mundialmente conhecido, seus estudos e teses tinham se tornado muito conhecidos no mundo cientifico e todos estavam interessados naquela jovem cientista sul coreana. Pedi para que os meus pais não cancelassem o contrato de casamento e dei uma pausa na minha carreira musical para investir na gravadora e ela se tornou um sucesso em pouco tempo e como eu não iria perder a oportunidade de ter aquela mulher na minha vida, quis começar tudo de novo na Coreia um mercado competitivo e que me traria muitos frutos e novas oportunidades de negócios.

_ Cancele os meus compromissos pelo resto do dia. – Mandei quando saí da minha sala, minhas cabeça estava explodindo e eu não conseguiria mais passar um segundo naquela empresa, precisava de um pouco de ar puro. _ Não me pergunte para onde eu irei, pois, isso não é do seu interesse secretária Park, atenha-se aos seus trabalhos e não a minha vida pessoal.

    O jaguar estava na minha vaga e apenas de sentir o ronco daquele motor já fez com que eu me sentisse melhor, segui para casa, por mais que eu não tivesse confortável com o tamanho daquela mansão, minha mãe tinha me obrigado a compra-la falando que a minha esposa precisaria de espaço para fugir do meu mau humor quando fosse necessário e eu estava começando a perceber que eu precisaria me esconder dela quando os seus ataques de raiva tomassem conta da sua pequena pessoa. Segui diretamente para o meu studio, aquela era a parte que eu mais utilizava na casa, eu não cozinhava e sempre fazia as minhas refeições fora de casa então raramente frequentava a cozinha e a sala de estar, meu quarto era apenas para dormir e eu não sabia mais o que tinha naquela casa, pois, além de me faltar tempo para a explorar eu não tinha paciência para aquilo, só precisava de uma cama para dormir e do meu studio e tudo estaria bem. Passei boa parte da noite trabalhando em algumas composições que precisavam de uma atenção especial.

    Dormi no studio naquela noite e acordei com uma notícia que me deixaria de bom humor pelo resto do dia.

Jin:

Ela teve uma discussão calorosa com nosso pai ontem à noite e se rebelou e conseguiu um emprego em uma franquia do Starbucks. Centro da cidade, apenas não a humilhe ou nunca irei perdoá-lo por isso.

    Não me dei ao luxo de responder, precisava me preparar para aquela ocasião especial. Tomei um banho demorado e me vesti sem presa, não tinha compromissos importantes naquela manhã e eles poderiam esperar por mim se quisessem a minha presença em alguma questão relacionada a empresa. Segui para a localização que Jin tinha me mandando, ele estava se tornando um cunhado melhor do que eu poderia imaginar.

_ Quero um americano. – Pedi quando vi quem era a atendente e adorei ver aquelas bochechas corarem de raiva, ela tinha ficado uma graça com aquele uniforme. _ Vai anotar o meu pedido ou fazer com que a fila cresça ainda mais? Acho que isso não vai ser bom para alguém no seu primeiro dia de trabalho ou isso é demais para alguém com o seu QI?

_ O que você está fazendo aqui? – Perguntou ela encarando-me irritada. _ Veio ver a minha humilhação com os seus próprios olhos? já fez isso, agora dê o fora e me deixe trabalhar em paz, pois, não foi você que me aconselhou a conseguir um emprego para me sustentar, pois, eu consegui isso com muita facilidade.

_ Vim apenas comprar um café. – Respondi vendo-a fechar ainda mais a sua expressão e eu adoraria passar o dia inteiro olhando para aquele rosto bonito e raivoso. _ Irei me sentar e esperar pelo meu café senhorita Kim, espero que não erre o pedido, eu realmente não quero fazer uma reclamação para o seu chefe no seu primeiro dia de trabalho, isso não será bom para você.

    Eu ouvi um rosnado baixo quando me virei, não duvidaria que ela me jogaria aquele café, mas, parece que Hyun estava realmente querendo passar uma boa impressão no seu primeiro dia de trabalho e ela parecia se dar bem trabalhando com as pessoas, mesmo que eu achasse que aquilo era tudo uma boa impressão, eu sabia que ela era tão antissocial quanto eu e aquilo era uma tortura que ela estava impondo a si apenas para mostrar que não iria se curvar perante das tradições, eu apenas queria ver até quando a sua resistência duraria.

    E é claro que aquele fato mudaria o meu dia, além de ter recebido ligações de todos perguntando se eu iria aceitar aquele comportamento da minha futura esposa eu ainda tinha que aturar as piadinhas dos meus amigos, como se eu tivesse o direito de joga-la nos ombros e tirá-la de lá a força, ela tinha feito aquilo com as próprias pernas, então que saísse com elas, pois, eu queria ver o quanto ela conseguiria trabalhar anotando pedidos e atendendo a pessoas.

_ Presidente, seus pais estão na cidade e solicitaram um almoço com o senhor. – Avisou a minha secretária entrando no meio da manhã, duas semanas depois de Hyun ter cortado totalmente as relações com a família Kim. _ A senhora Min não parecia muito contente ao telefone e pediu para que avisasse que o senhor deveria ir se encontrar com eles o mais rápido possível.

_ Pode sair. – Mandei suspirando, aquele era o último problema que eu esperava que acontecesse naquela semana. _ Reserve uma mesa e não se esqueça de ligar avisando ao meus pais, eles não gostam de ser informados sobre algo sem antecedência.

    Ela saiu rapidamente e eu apenas voltei a trabalhar nos meus problemas, pensaria sobre aquele almoço mais perto do horário marcado, eu não precisava ser muito inteligente para saber o que os meus pais queriam, se eles não estavam felizes com aquele contrato quando Hyun era uma garota obediente e que faria qualquer coisa que os pais falavam, agora eles deveriam estar furiosos e ainda mais propensos a mandar aquele contrato para o inferno e voltarem para os EUA para viverem a vida luxuosa que eles tinham em Los Angeles sem que ninguém os incomodasse.

_ Aquela garota não é boa o suficiente para você querido. – Falou omma apertando a minha mão sobre a mesa, eu sabia que ela viria com esse papão furado. _ Podemos conseguir uma boa esposa coreana se é esse o seu desejo, mas, deixe esse maldito contrato de lado, você não precisa o cumprir, isso é coisa do século passado, não iremos ficar bravos com você se rompê-lo, a sua felicidade não está em jogo. E aquela garota é muito deselegante para estar ao lado do meu filho, cortar relações com a família que tipo de moça descente faz isso. Nós não concordamos com esse casamento Yoongi, nós abalamos de Los Angeles até Seul para abrir os seus olhos querido, desista dessa ideia maluca e volte para os EUA conosco, não iremos mais reclamar da sua carreira ou tentar fazer com que assuma o seu papel na empresa, apenas volte para casa querido, sentimos a sua falta.

_ Sua omma está certa, filho. – Disse meu pai pacificamente, ele concordava com tudo que ela falava apenas para não levar problemas para casa e por muito tempo eu senti inveja da relação deles. _ Além de não ser um contrato vantajoso para nós, aquela garota apenas iria manchar o nome que você levou tanto tempo para construir, se ela não quer casar com você, liberte-a, tenho certeza que conseguirá além muito melhor do que a senhorita Kim e que irá fazer você feliz.

_ Não irei voltar para Los Angeles e não cancelarei o casamento eu irei me casar com Kim Hyun e honrar a palavra de meu avô. – Avisei ouvindo os dois bufarem, por mais que eu não quisesse brigar sabia que não tinha muito o que ser discutido naquela situação. _ Tenho uma vida em Seul e não quero voltar para os EUA e também não quero arranjar outra noiva ou deixar isso ao encargo de vocês, tenho certeza que Hyun será uma ótima esposa, ela apenas precisa de um pouco de tempo para se adaptar a essa ideia, afinal tudo foi jogado no seu colo de uma maneira nada delicada, ela está em pânico e eu não a culpo por isso. Então eu peço que respeitem as minhas decisões, não interfiram nos meus planos, não quero discutir com vocês.

_ Eu não sei como você nasceu tão teimoso. – Resmungou omma cruzando os seus braços irritada. _ Okay, não iremos interferir, mas, não venha nos culpar por fazer um péssimo casamento e ser infeliz se vendo preso a uma mulher que não o merece. Vamos querido, perdi todo o meu apetite depois dessa conversa. 

    Dramática, ela sempre fazia uma cena quando não era atendida, terminei o meu almoço tranquilamente e voltei para a empresa.

_ A senhorita Kim está lhe esperando na sua sala senhor. – Avisou, minha secretária um pouco assustada. _ Eu tentei a impedir, mas, ela não me ouviu e disse que não era para eu me meter nos seus problemas e eu não queria que ela criasse confusão como da última vez, não é bom que os contratados vejam esse tipo de situação.

    Respirei fundo e entrei na minha sala vendo-a sentada na minha cadeira usando um uniforme sujo de café e com os olhos brilhando de raiva e eu acho que conseguia entender o motivo da sua visita. Fechei a porta tranquilamente e sentei-me na poltrona esperando com que ela começasse a falar, já que ela veio até mim e eu queria saber o motivo daquela visita inesperada.

_ Sua secretária além de ser arrogante é burra como uma porta, ela não sabe nem ao menos redigir um contrato simples. – Avisou ela levantando-se e fazendo-me arquear uma sobrancelha, eu não tinha nenhuma vontade de conversar sobre a senhorita Park com ela. _ Deveria contratar pessoas mais competentes para estar ao seu lado e não apenas um par de peitos bonito.

 _ Está aqui para pedir o emprego dela? – Perguntei vendo-a fazer uma carreta engraçada. _ Ou isso não está a altura do seu QI, pensei que ele tinha diminuído depois de duas semanas trabalhando em um café. O que você realmente veio fazer aqui Kim Hyun?

_ Você venceu. – Avisou ela aproximando-me perigosamente de mim. _ Cansei de fugir, irei me casar com você, mas, saiba que essa é a escolha mais errada que você está fazendo na sua vida, irei transformar a sua vida em um inferno e não terá como se livrar de mim. Então prepare-se senhor Min, pois, eu irei ser o seu pior pesadelo.

_ Terá de se esforçar muito para conseguir chegar a esse patamar. – Avisei cruzando os meus braços e vendo o seu rosto ficar vermelho de odeio e eu tive vontade de gargalhar, mas, aquilo apenas faria com que ela se irritasse e eu não queria que ela sofresse nenhum dano até o casamento. _ Se era só isso que você tinha para tratar comigo, entendi perfeitamente as suas palavras. Então, por favor, saia que eu tenho muito o que resolver e a sua presença é um pouco irritante e tenho certeza que ficará muito entediada se ficar aqui me observando trabalhar por mais que eu adorasse a sua graciosa companhia.

    Ela se afastou pegando a sua bolsa e saiu batendo a porta com força me deixando com um sorriso vitorioso no rosto, eu sabia que não suportaria aquela situação por muito tempo e eu sempre conseguia aquilo que eu quero e quando eu decidi que Kim Hyun seria minha, ela não tinha outra alternativa a não ser aceitar aquele casamento e se tornar minha esposa.

_ Vamos ver quem vai fazer a vida de quem um inferno querida. – Sussurrei levantando-me e arrumando o meu terno. _ Adoro um bom desafio e estou começando a perceber que esse casamento irá ser muito mais divertido do que eu imaginava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...