1. Spirit Fanfics >
  2. No escurinho do cinema • Hyunsung >
  3. Only one

História No escurinho do cinema • Hyunsung - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oii, to morrendo de vergonha por motivos de ser Minha primeira pwp que estava praticamente pronta porque escrevi com uma amiga apenas fiz algumas alterações. Bom espero que gostem!!

Boa leitura💞

Capítulo 1 - Only one


Vencidos pelo tédio de domingo, o casal de namorados Hyunjin e Jisung estavam jogados na cama quando Han deu a ideia de irem até o shopping para poderem ver algum filme que estivesse passando, nem se importavam com o conteúdo, só queriam poder sair um pouco daquela casa e espairecer após um final de semana complicado como babás dos filhos de seus melhores amigos Minho e Chan. 

Esperaram “os papais do ano” buscarem os bebês para que pudessem pegar o carro emprestado e irem ao cinema. Chegando meia hora mais cedo do que o esperado, os dois decidiram comprar os ingressos e andar por volta do local.

― Falta meia hora pro início do filme, o que você acha de ir andar por aí depois de pegar os ingressos?? ― Jisung disse pagando o ingresso e voltando a sua atenção para Hyunjin.

― Boa ideia! eu estava pensando em olhar vitrines de algumas lojas, com o inverno ai preciso de novos casacos ― enlaçou sua mão com a do namorado e foram em direção as vitrines.

Pararam em frente de uma loja de marca, a coleção de inverno já estava exposta na grande vitrine o que fez os olhos do Hwang brilharem e os de Han se arregalar pelo valor das roupas.

― Se você falar que vai comprar esse casaco que tu deve ter muitos iguais eu bato em ti ― foi empurrado pelo ombro do namorado após a provocação, começou a rir pois sabia que se Hyunjin não comprasse agora ou iria vir durante os próximos dias ou iria fazer o de sempre que era mandar indiretas durante a semana toda agindo como um gatinho manhoso e carente, fazendo dramas até que lhe desse o que queria.

Jisung não conseguiu conter sua expressão de choque quando viu o preço das peças nas etiquetas enquanto Hyunjin sorria admirado e apaixonado pela peça. Com certeza a semana será difícil tendo que lidar com os dramas e manhas do namorado e Han já se preparava psicologicamente.

― Namoral esse casaco vem com ouro dentro?? E esse sobretudo, faz café, meu trabalho todo porque porra olha isso ― Como Jisung era barista sempre fazia questão de mencionar seu trabalho sempre que pudesse jogando na cara do Hwang que ele não tinha suas mesmas condições: criado em berço de ouro com pais muito ricos.

― Para de ser bobo, você vai ver que vale a pena, é lindo, confortável e posso ir a qualquer lugar com ele. Acho que vou pegar semana que vem esse bege ― apontou para a peça de roupa mencionada recebendo um belo revirar de olhos de Jisung que sabia bem que não adiantaria intervir o mais velho.

Andaram mais alguns minutos pelo shopping analisando as vitrines até que Jisung teve a ideia de irem para a praça de alimentação a fim de comerem antes de ir ver o filme, mas não só isso, com um olhar malicioso que Hyunjin conhecia bem e sabia o que viria depois, Han propôs para que os dois fossem em uma farmácia para comprar o que utilizavam sempre afinal uma sessão de cinema com poucas pessoas, um filme desconhecido era o lugar perfeito para ocupar mais um espaço na listinha que o casal possuía. 

A sim, os dois tinham uma lista, não era uma lista comum como de compras, lugares para viajar, etc. Era uma lista peculiar que foi proposta por Hyunjin após revelar uma das coisas que lhe excitava no início do relacionamento dos dois, uma lista de lugares inapropriados, mas insanos para transar e afins. Não era a primeira vez que estariam fazendo isso já que antes mesmo da lista ser formada ambos tiveram um episódio no elevador do antigo prédio que Hyunjin morava, não chegou ser transa mas foi ali que finalmente haviam admitido atração um pelo outro já que viviam brigando e discutindo. Conclusão: tesão acumulado junto com paixão.

― Amor? então o que a gente pegou na farmácia, vai ser em casa não é… é que se for aquilo eu teria que me preparar psicologicamente, você sabe ― Hyunjin soltou em quase um sussurro um tanto nervoso, apesar de gostar da sensação, antes disso ficava nervoso de dar tudo errado e realmente ser pego por alguém.

― Se preparar para que?? eu não estou lembrando de nada gatinho ― sorriu cinicamente com o nervosismo aparente do namorado depois de sussurrar as palavras no ouvido do mesmo, intensificando o aperto de sua mão que estava na cintura do maior.

― Nossa, eu odeio quando você se faz de sonso, você sabe muito bem do que to falando ― a expressão de Hyunjin se tornou impaciente pois sabia qual era a intenção do Jisung. Saiu do transe quando a mulher anunciou os pedidos dos dois para logo irem até a mesa enquanto não dava a hora do filme.

― Uma pena né gatinho, porque eu adoro, sua cara furiosa quando eu faço isso é incrivel, deveria ver. Mas bom, voltando ao assunto isso você só vai descobrir quando entrarmos lá, quem sabe se eu não gostar do filme e quiser ver algo mais interessante ao meu lado talvez eu faça, ou não.

Foram até a mesa logo abrindo as embalagens dos lanches, Han se habilitou e pegou o pacote de batata frita comendo uma e oferecendo outra ao namorado que estava com um bico enorme em seus lábios cheinhos por culpa do suspense, Jisung por sua vez não conseguia conter o riso sempre que isso acontecia.

 ― Ai gatinho, para de ser ranzina. Efeito surpresa é muito legal também.

― Voce é muito bobo sabia?? eu só fico ansioso porque você tem o dom de me pegar desprevenido em qualquer momento ― começou a comer seu lanche enquanto pensava naquilo, já tinha total certeza que Han faria algo e agora estava ansioso para saber o que seria.

― Você fica ansioso porque eu tenho dom de te deixar duro muito rapid... — sentiu sua boca ser calada no momento em que uma das mãos do Hwang correram rapidamente até ali, percebendo que acabou falando alto de mais aquelas palavras, rindo com o seu próprio descuido e labendo a mão do outro para que a tirasse dali, vendo o rosto preocupado e as bochechas levemente coradas do namorado — juro que foi sem intenção, agora me ajuda a levar isso tudo porque já já o filme começa.

— Boboca. 

Hyunjin disse por fim ainda frustrado em como Jisung sempre tinha esse poder sobre si, assim que jogaram os restos dos lanches fora logo seguiram em direção ao cinema. Adentraram a sala praticamente vazia e sentaram nas poltronas marcadas da última fileira.

— Pelo menos está quase vazia, to mais tranquilo — por fim Hwang sussurrou antes do filme iniciar.

— Tudo calculado, gatinho, agora tenta prestar atenção no filme e não ficar tão tenso, sim?

Jisung beijou a pintinha que o garoto tinha em seu pescoço e buscou pela sua mão para entrelaçar seus dedos, voltando sua atenção para a tela do cinema que passava os anúncios do shopping e de outros filmes que seriam lançados, deitou sua cabeça no ombro alheio para que ficasse mais confortável e também para comentar sobre o filme com Hyunjin. 

 — Quero ver de daqui algumas semanas a gente ir naquele cinema de carros que eu falei, é uma sessão de filmes antigos então não sei se vai gostar muito, na pior das hipóteses a gente da no pé e baixa um episódio de alguma série — Han falou assim que a abertura do filme apareceu no telão. Ambos planejavam a um tempo ir em um drive in mas sempre ocorria imprevistos e nunca dava certo a ideia do casal. 

Hwang apenas assentiu com um sorriso apaixonado, namoravam a quase um ano e sempre viviam planejando coisas para fazerem já que ambos já até mesmo viajaram para França que foi o presente de aniversário dos pais de Hyunjin a ele. 



Em poucos minutos de filme o casal havia se rendido ao tédio. Hyunjin estava já sonolento em cogitando a cochilar mas assim que prendeu seu olhar em Jisung viu que o mesmo estava na mesma situação. Quando tiveram a ideia de comprar ingresso pra um filme qualquer para que pudesse fazer o que tinha planejado não imaginavam que o escolhido era tão ruim quanto parecia. 

Em 20 minutos naquela sala, Jisung já não aguentava mais os atores daquele filme e notou que Hyunjin não estava muito diferente de si, queria poder demorar um pouco mais para realmente fazer algo que tinha planejado, por isso o mais novo dos dois deixou leves selares na extensão do pescoço do namorado o vendo se assustar com a aproximação repentina. 

— Não tá gostando do filme, gatinho??

— Para ser sincero?? é péssimo não to gostando nenhum pouco — Hyunjin suspirou voltando a atenção ao filme chato e tedioso fazendo cara de “nojo” pela má qualidade de atuação dos atores. 

Ao mesmo tempo que falava com desgosto sobre o filme, Hwang se arrepiava com todos os selares que Jisung deixava sob sua pele e passou a se aproximar mais para aproveitar aquilo. Seria uma ótima distração até o fim do filme, pensou. 

— Não acredito que eu gastei dinheiro com isso, na próxima me lembre de ao menos escolher algo interessante quando eu quiser fazer isso.

Han mordeu levemente a pele do garoto que dava atenção o vendo suspirar enquanto seu pescoço era maltratado. O Han tirou sua mão que estava entrelaçada com a própria para que fosse em direção as coxas do maior, apertando a área com certa força enquanto subia seus beijos até a altura de sua orelha. 

— Você prefere ir embora ou quer continuar aqui?? vai que fica interessante no final — Jisung sussurrou ao pé do ouvido de Hyunjin fazendo o mesmo suspirar. 

— Seria meio inconveniente a gente gastar dinheiro atoa e não ficar — virou seu rosto em direção ao de Han, encarando os olhos escuros que desapareciam pela escuridão da sala de cinema. Não tardou em deixar um simples selar nos lábios do namorado os direcionando para outras partes de seu rosto. Findou os selares segurando o lábio inferior do acastanhado, o puxando com certa força entre seus dentes. — então a ideia de ficar é mais favorável. 

—  Mais prazerosa também, não acha??

Subiu suas mãos que antes estavam nas coxas fartas de Hyunjin para a parte do cós da calça do mesmo, dedilhando a área enquanto ainda continuava com o olhar preso ao de Hwang com a expressão mais inocente possível para o momento, levou a mão que não estava sendo usada adentrou a camiseta alheia tocando o corpo do garoto enquanto ainda mantinham os olhares fixados. 

O mais velho arrepiou a cada toque de Jisung que o incentivou a tatear seu corpo erguendo a camisa dele. Porém durante os pensamentos, Hyunjin logo teve outra ideia então passou uma de suas mãos pela coxa do Han apertando com certa força ali, invadiu os rasgos de sua calça tocando diretamente na pele. Jisung sessou os beijos pelo pescoço do namorado após sentir o aperto em sua coxa. Com a mao livre, Hwang puxou o namorado pela nuca colando ambos os lábios em um beijo rápido e afoito mas com cuidado para que não estalasse alto podendo atrair atenção das poucas pessoas presentes no cinema. 

 Jisung findou o beijo com uma mordida no lábio inferior do Hwang antes de separá-los por completo. Moveu sua mão que estava no cós da calça do mais velho abrindo o ziper e os botões, sem ao menos esperar, adentrou seus dedos para a parte interna da boxer do garoto. Hyunjin arfou baixo mordendo o próprio lábio para conter os sons que desejavam sair, Han passava levemente os dedos pelo penis do namorado e tomando-o por completo nas mãos quando viu que Hyunjin fazia o mesmo, abria o zíper de sua calça.

Enquanto Hyunjin tentou conter seus próprios gemidos puxando Jisung novamente para um beijo, e notou que não estava somente contendo os seus mas sim os alheios também. Assim que adentrou a calça do Han , não tardou em colocar suas mãos direto na peça íntima tendo o volume em sua mão e com a outra ainda permanecia na nuca de Jisung puxando os fios castanhos da área. O ósculo foi quebrado pelo Hwang que olhou em volta para ver se ninguém havia percebido o que estavam fazendo. Ao mesmo momento, Jisung iniciou a masturbação leve em Hyunjin que soltou um gemido quase inaudível. O mais velho repetiu o mesmo que o namorado em si, espalhando todo o líquido que já sentia em seus dedos por toda a extensão do mesmo. Ainda com a mao na nuca do acastanhado, Hyunjin enterrou sua cabeça na volta do pescoço do garoto tentando controlar os sons que insistiam em sair de seus lábios. 

— A-amor, faz mas r-rápido — Hwang sussurrou em um gemido contra o pescoço, somente aquilo já era suficiente para Jisung se arrepiar por inteiro e chegar ao seu limite, mas sabia se controlar já que tinha outros planos para o final da sessão.

Sem ao menos responder o namorado, Han começou a aumentar a velocidade em que o masturbava, enquanto Hyunjin mordeu sua tez na área do pescoço fazendo o máximo para conter os gemidos ao mesmo tempo que ambos os movimentos das mãos do casal estava em sintonia tornando mais difícil abafar seus sons. Jisung retirou sua mão de dentro a boxer alheia levando seus dedos até o queixo do maior, roçando seus lábios com os do outro.

— A-acho melhor irmos pro carro, do jeito que tá vamos acabar sendo descobertos — tanto ele como Hyunjin estavam muito sensíveis e poderiam acabar dando ruim para casal.

— Eu também acho... e hoje é minha vez você sabe — Hwang disse com dificuldade controlando a respiração antes de fechar seu zíper e pegar as coisas e irem em direção a saída da sala de cinema. Puxou Jisung pela mão o mais rápido possível para chegarem até carro e terminarem o que começaram durante o filme. 

A sim, eles revezavam que ia ser o passivo ou ativo, mais conhecido como casal flex. Apesar de Hyunjin quase sempre se submeter ao papel do passivo sempre alternavam, é algo que o casal ama fazer. 

Os dois andavam o mais rápido possível pelos corredores do shopping em direção ao estacionamento, felizmente havia apenas algumas pessoas por aquela área então a ida até o local desejado foi mais rápida do que o esperado. Saíram pelas portas do estabelecimento e logo acharam o carro em que haviam chegado. Jisung enquanto buscava pelas chaves, era prensado na porta pelo Hwang que atacava seus lábios sem dó. Depois de muito esforço, abriu a porta do veículo trocando as posições e jogando o loiro no banco traseiro ficando por cima do mesmo passando a maltratar os lábios carnudos e totalmente atraentes de Hyunjin, era uma das partes favoritas que Jisung amava tocar. 

Nem mesmo tinha dado tempo de diminuir as ereções, o casal já estava excitado e não aguentavam mais esperar. Hyunjin agarrou a cintura de jisung puxando para mais perto a fim de ter mais contato, como o espaço escasso era inevitável ter menos contato, mas Hwang queria mais e precisava demais, mesmo estando por baixo fazia questão de arquear o corpo para que seu membro roçasse com o de Han. 

— Vai ser minha primeira vez em um carro, espero que seja bom quanto falam — disse o mais velho assim que findou o beijo em busca de fôlego, se ergueu minimamente apenas para retirar sua camisa e ajudar Jisung fazer o mesmo — e me fode logo porque já to ao ponto de surtar. 

— Você está comigo gatinho, qualquer lugar que você faça vai ser incrível — já descia suas mãos novamente para as últimas peças do corpo do loiro, as retirando rapidamente com sua ajuda, começou a trilhar beijos por todo o tronco de Hyunjin o vendo tremer quando se aproximou de sua pélvis. 

Hwang já estava mais sensível aos seus toques do que o normal e Jisung amava saber que o causador de tudo aquilo era ele mesmo. 

— Achei que a gente ia poder brincar um pouco antes disso, não sei porque pressa, não tenho problema algum em ficar aqui até mais tarde. 

Era sempre a mesma coisa, Jisung sempre quer ouvir Hyunjin implorando por algo e se divertia muito tirando o mais velho do sério no meio das fodas. Era algo que Hwang já estava acostumado e sempre tentava o repreender para que não aconteça mais, porém Han nunca o escutava. Por outro lado o loiro estaria mentindo se dissesse que não gostava de toda aquela provocação.

— Mas eu não quero esperar eu quero sentir você em mim agora, entendeu?? — Hyunjin rosnou como um gato raivoso apreciando a lentidão em que Jisung retirava a própria calça, o que lhe irritava por isso com tratou-se de se erguer na tentativa de o ajudar a retirar a peça logo.

Um novo ósculo necessitado foi iniciado quando Han fora puxado pela nuca. Hyunjin maltratava os fios castanhos do namorado em sintonia com o beijo, a cada puxão em seus lábios cheinhos, um arfar baixo e o cabelo de Jisung sendo puxados era a resposta pela o ato. 

O Han findou o contato dos lábios para que pudesse procurar pela sacola com as camisinhas que tinham comprado antes de irem para o cinema, os pegando e logo se sentando no banco do veículo chamando o Hyunjin para mais perto.

— Por que você não me coloca isso e senta em mim, gatinho?? bem gostoso e rebolando do jeito que só você saber fazer, sim? — falava tudo enquanto seus dedos estavam pressionando o queixo do Hwang e seus lábios se encostando minimamente.

—  Fica tranquilo que isso eu garanto — em alguns momentos Hyunjin demonstrava seu lado exibicionista, a essa altura já se tocava preparando si mesmo para receber o namorado de bom grado. Mais uma vez, Jisung poderia gozar ali mesmo só de ver Hwang daquela maneira. 

Assim que se julgou pronto, Hyunjin sorriu com o que namorado havia falado, chupou os lábios do mesmo antes de pegar a proteção se acomodando no banco. Colocou a camisinha entre seus dentes e se agachou em direção ao pênis já latejante do acastanhado logo o engoliu de uma vez só. Jisung gemeu alto com alguns movimentos de sucção feitos pelo maior que logo o soltou a extensão em um estalo. Hwang, por sua vez, ergue-se novamente distribuindo beijos e chupoes por toda a pele exposta do Han antes de chegar em sua boca passando a se acomodar no colo do mesmo.

Jisung espalmou a bunda do loiro apertando a região o ajudando a se acomodar dentro de si, esperando até se acostumar para começar a ditar a velocidade das reboladas em si. Gemidos eram liberados em concordância cada vez que Hyunjin se remexia com mais vontade no colo do namorado com as unhas cravadas nos ombros do mesmo enquanto suas pernas descansavam ao lado de seu corpo. 

As mãos do mais novo exploravam cada parte do corpo que o mesmo julgava como, esculpido por anjos, por completo. Fazia questão de apertar as coxas fartas do Hwang que gemia em concordância aos toques que recebia revirando os olhos a cada estocada em si. Jisung levou os lábios até a pele exposta do outro deixando selares por todo canto conforme as reboladas se intensificaram em seu colo. 

Os gemidos de Hyunjin se tornaram audíveis preenchendo todo o carro se misturando com sintonia com os se Han. suas mãos passeavam  por todo o braço alheio arrastando suas unhas por ali, tombou sua cabeça para o lado incentivando para que Jisung marcasse o local como sempre fazia. O calor já estava fazendo com que os corpos cansasse, mas a sensação era prazerosa demais, Hwang já gemia manhoso o nome do namorado para que aumentasse a velocidade das estocadas encontrando seu ponto sensível tornando cada rebolada e estocada mais certeira. 

— P-porra gatinho eu to tão perto — Jisung juntou sua força restante com a voz embargada não segurando mas nem um som em sua garganta. 

Os dois se davam conta que ambos estavam chegando em seus limites, Hyunjin foi o primeiro a notar pegando uma das mãos do namorado que estavam em sua cintura, o guiando para seu membro enrijecido prestes a chegar a um orgasmo. Jisung passou a não só dar as últimas estocada no mais velho mas masturba-lo em sincronia, estimulando cada vez mais. Em uma onda de prazer que atingiu seu corpo certeiramente, Hyunjin se desfez nas mãos do Han gemendo alto o nome do causador de todo aquele prazer. 

Jisung deu últimos movimentos certeiros até chegar ao seu próprio ápice, minutos depois todo o cansaço tomou seu corpo. Hyunjin na mesma situação, recuperava o fôlego de mais um das transas insanas com o amado que pendeu a cabeça para trás fechando os olhos recuperando a respiração descompassada. Os dois se aproximaram mais ainda unindo os lábios em um beijo dessa vez lento e não muito demorado, o contato foi findado com Han ajudando o namorado a lhe tirar de dentro de si. 

— O Chan vai matar a gente se descobrir isso.

O mais novo dos dois riu contagiando o outro que deu uma de suas risadas empolgadas enquanto tinha suas madeixas loiras acaricidas e selares no topo de sua cabeça. 

— Talvez sim, mas ele não precisa saber disso— Hyunjin dizia tranquilo colocando sua peça íntima de novo com esforço e sua camiseta logo se pondo ao se ao lado de Jisung de novo apoiando sua cabeça no ombro do mesmo — foi uma ótima experiência eu diria, não é tão ruim. 

— Que bom que gostou, gatinho. Agora a gente vai ter que lutar pra comprar um carro, ou cuidar das crias e conseguir o carro de prêmio — vestiu suas roupas com pressa e logo voltou para o banco do motorista, chamando o loiro para que se sentasse ao seu lado, percebeu uma leve inquietação do namorado que não era sempre normal — tá tudo bem?? desculpa se eu fui um pouco mais bruto que o normal…

— Tá tudo bem, amor. Você não foi bruto eu só cansei mais rápido hoje, foi intenso — disse em um suspiro soltando uma risada abafada antes de se aproximar de Jisung deixando um selar em sua bochecha — mas agora voltando ao assunto do carro do chan, eu compro o carro e você cuida das crianças fechado??

Hyunjin não gostava nenhum pouco de crianças mesmo sendo padrinho dos filhos de Chan e Minho, já Jisung se dava muito bem com Chaeyoung e Jihoon, logicamente não se importava em ter toda a responsabilidade das crianças quando ambas ficavam consigo e o namorado. 

— Vou acreditar em ti, chegando em casa eu faço massagem e você durante o banho, ok?? — o Han deixou alguns selares na mão que se entrelaçou com a sua e voltou para o seu banco. 

Ligou o carro e o casal seguiu para o apartamento que morava, chegando lá minutos depois, ambos estavam tão cansados que assim que colocaram seus pés dentro do quarto após um banho rápido, se deitaram na posição favorita de Hyunjin que era de conchinha, logo adormecendo depois de um domingo agitado. 







Notas Finais


é isso dknsjdjd espero que tenha ficado bom, me sigam no twitter @gcfhwang


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...