1. Spirit Fanfics >
  2. No Fundo dos Teus Olhos >
  3. No fundo dos teus olhos - I

História No Fundo dos Teus Olhos - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - No fundo dos teus olhos - I


Fanfic / Fanfiction No Fundo dos Teus Olhos - Capítulo 1 - No fundo dos teus olhos - I

Que saudades daquela sensação que sentia quando te via. Coração acelerado, mãos suando, pernas tremendo, sorriso largo, olhos brilhando, peito ardendo como brasa. É quase inexplicável a combustão de acontecimentos que ocorriam dentro de mim. Por fora eu estava quase paralisada, por dentro eu era explosão.

Sensações que por vezes você me proporcionou com apenas um olhar. Lembro-me bem do sorriso retribuído e de como me sentia amada, acolhida, segura. Você vinha em minha direção com os cabelos soltos e um sorriso largo, aquele batom vermelho e sempre a jogada de cabelo pro lado que desarmava qualquer uma das minhas barreiras.

Você foi peça fundamental no processo de desbloqueio sentimental que eu tive. Você foi a grande responsável por me mostrar que a vida a dois podia ser muito mais interessante do que eu já tinha conhecido. Foi contigo que eu aprendi que a vida é curta demais pra não ser vivida. Você me mostrou tanto, talvez até sem perceber, mas me mostrou tanto que a única coisa que eu queria era não perder você.

Foi olhando no fundo dos teus olhos que eu descobri o que e como é se sentir em paz. A nossa sincronia nas conversas, nas festas, em casa, na cama... tudo era cativante demais, arrebatador. No fundo do teu olhar eu via reciprocidade, e foi assim por muito tempo. Eu era fogo e você a lenha que me acendia.

Lembra quando tatuamos o ombro? Foi mágico. Foi único. Foi nosso. E tudo o que fazíamos era assim. Nosso. Nossos momentos eram mágicos. Únicos. Nosso. "Liebe gewinnt immer" é a frase, "amor sempre vence" a tradução. Meu dilema que você acolheu. Em alemão porquê eu sou apaixonada por histórias sobre a segunda guerra e meu sonho é conhecer a Alemanha. Sonho que você acolheu.

Por muito tempo foi assim. Você me incentivava, apoiava, tomava como teu os meus sonhos, dizia que iria onde eu fosse, que não iria me perder. Foi lindo. Foi louco. Foi intenso. Tudo que fazíamos era intenso demais, lembra? Tudo! Não tinha nada que não puséssemos nossa liberdade.

E falando em liberdade, lembro-me bem também quando começamos a perdê-la. Lembro-me quando começamos a brigar demais. Lembro-me melhor ainda quando tudo foi se perdendo aos poucos e aos prantos. Senti você escorregando pelas minhas mãos e... nossa! Doeu demais. Doía sentir que estávamos nos perdendo. Fomos distanciando cada vez mais. As acusações chegaram, a insegurança veio junto, de quebra elas trouxeram a desconfiança que na mala tinha a mentira guardada.

Então, meu bem, foi quando o fundo dos teus olhos não me diziam mais nada. Meu peito doía e minha mente gritava. Várias e várias vezes nos perguntamos o que havia de errado. Posso responder com segurança hoje: nós éramos o erro. Onde antes havia fogo, naquele momento só restava brasa. Senti você indo e com lágrimas nos olhos pedi para que ficasse um pouco mais. Porém, quanto mais insistíamos, mais nosso peito rasgava. Erramos muito na nossa caminhada, aproveitamos cada segundo como se não existisse o amanhã. Mas o amanhã existiu.

E então você me deixou...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...