1. Spirit Fanfics >
  2. No hablo español >
  3. ÚNICO - Lo siento, amor...

História No hablo español - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


tá aqui a fic chanbaek baseada na música No Hablo Español da Pabllo Vittar que ninguém pediu rsrsrsrs

indicação: escutem Seu Crime (do mesmo álbum) na hora da salsa, é muito animada e dá um gás pra dançar

essa fic só foi possível graças a minha melhor amiga senhorita milenna que cursa espanhol rs só ela pra me aturar pedindo pra traduzir as frases KKKKKKKK eu te amo demais, viu?

e eu vou enfiar chanbaek em qualquer lugar

boa leitura!

¡avisos relevantes!

• embora tenha menção de álcool, não estou insinuando o consumo.
• todos os personagens são maiores de idade.

Capítulo 1 - ÚNICO - Lo siento, amor...


Deixou a mão do homem, rodopiando até parar no balcão do bar. Sentiu-se tonto por alguns segundos, mas apenas riu com a mão na cabeça.


Baekhyun estava dançando desde que amanheceu e, estranhamente, não sentia os pés doerem. Talvez aquela fosse a magia de Madri que tanto ouviu falar. Se apoiou na bancada e encarou o céu; escuro, estrelado. O clima era quente e o moreno conseguia se sentir mais quente ainda. Byun jogou a cabeça para trás e os fios grandes do cabelo acastanhado caíram junto, estava um tanto suado, nada de mais. Permaneceu mirando a imensidão azul escura, até Sehun, seu melhor amigo, parar ao lado e lhe chamar a atenção.


— Quantas bocas você já beijou?


— Bem… Nenhuma.


— O que?! — Oh exclamou espantado — Não acredito que fizemos essa viagem para comemorar a formatura da faculdade e você não beijou uma boquinha sequer!


— Mas é que…


Baekhyun ergueu o olhar na direção de um homem. Loiro, alto, forte e bronzeado. Vestia uma camiseta florida com a maioria dos botões abertos, uma calça jeans relativamente larga e um colar de flores de plástico em volta do pescoço.


— O que você quer com o grandão gostoso ali?


— Ouvi falar que uma noite quente aqui é tão raro… Dançar assim, deixou claro, sabe? Ele olhou pra mim…


— Ah, meu deus, se apaixonou? — Sehun tirou sarro, pedindo uma bebida para o barman apenas erguendo o dedo indicador.


— Desde que viemos para cá de manhã que ele não para de me encarar, e nossa, eu quero tanto beijar aquela boca, Sehun… Vou me entregar.


— Se entrega então, por que não fez isso ainda?


— Não sei falar espanhol, Sehun. As únicas coisas que eu aprendi foi “Por favor, Gracias, ¿Adónde és el baño?, ¿Cuánto és eso?, Yo quiero aquilo.” Entendeu? O básico. Não tinha cantadas no curso rápido!


— E pra beijar você precisa saber espanhol?


— A-...


Abriu a boca para retrucá-lo, porém nada saiu. Ficou sem reação alguma.


— E pra gemer? Geme as vogais, amigo. Não precisa gemer “Ay papi mete mais fuerte!”. — Sehun gargalhou alto, proferindo um espanhol bem arrastado. Baekhyun riu mais alto ainda, lhe dando um tapa.


— Ah, Sehun, tão difícil… e como eu vou falar que ele é um gostoso do caralho? “Tu és un puta guapo do carajo, tá ligado?”


Os dois amigos continuaram rindo. Sehun e Baekhyun se entendiam tão bem que pareciam irmãos de outra mãe.


— E ele parece ser gostoso em tudo, sabe? Fala um espanhol no meu ouvido assim, que eu me calo. Não vou mentir…


— Bem, eu não sou idiota igual você e vou aproveitar. Tô ficando com um moreno que nossa, quem precisa falar espanhol quando se tem aquela boca. — Oh desceu o shot de tequila de uma vez só, sacudindo a cabeça e indo na direção do tal moreno que já o esperava.


Byun encarou-os juntar a boca e iniciar um beijo meio desajeitado no ritmo da salsa animada que tocava. Suspirou.


— Eu quero assim, até cansar… — falou consigo mesmo.


Virou na direção do barman e pediu um shot também, utilizando gestos. Iria falar com o loiro bonitão de qualquer forma, estava decidido, só precisava de um pinguinho a mais de álcool na veia. Engoliu o líquido amargo rapidamente, fazendo uma careta depois. Não gostava muito de tequila, porém era a bebida que mais lhe tirava dos eixos, embora sentisse arame farpado arranhando a garganta.


Deu pulinhos no mesmo lugar e permitiu a música dominar seu corpo aos poucos, movendo-se dançante para a pista de dança. Percebeu o desconhecido bonito fazer igual.


Girou, se divertindo com outro homem. Gostava do ritmo elétrico e que podia dançar com quem quisesse sem precisar saber seu nome. Definitivamente a melhor escolha de comemoração foi Madri.


Baekhyun agarrou a mão de uma mulher e sorriu, ao passo que seu quadril acompanhava os movimentos dela. Rodou para o outro lado e, abruptamente, parou no enlace dos braços fortes do bonitão bronzeado. Arfou, parecendo perder toda a pose confiante de antes.


Alguien llame la policía, porque la chiquita aquí robó mi corazón.


Ele possuía um timbre grave, ainda mais grosso tão pertinho de seu ouvido. E, de fato, Byun se calou.


O moreno riu com a cantada que pouco conseguiu compreender, resolvendo perguntar uma das coisas que aprendeu no curso rápido.


— ¿Cómo te llamas?


— Chanyeol, Park Chanyeol. — respondeu o, agora, Chanyeol, segurando em suas mãos sem parar de dançar.


Talvez ele fosse filho de coreanos criados em Madri, ou estivesse aproveitando igual si. Não importava, não quando o tinha tão perto, finalmente.


— Guapa, guapíssima, lo que quieras...


“Eu me apaixonei de primeira.”


— Guapa, guapíssima…


“Vou confessar…”


Admirou o rosto bronzeado, segurando neste com suas mãos. As bocas, momentaneamente, tão próximas…


“Yo no hablo español.”


— Lo siento, amor, pero no hablo español.


Chanyeol sorriu de canto antes de segurá-lo forte pelo cabelo e juntar os lábios. O beijo foi em tal intensidade que Baekhyun se surpreendeu e deixou os dentes chocarem; um choquezinho gostoso. Logo abriu a boca e as línguas enroscavam deliciosamente, uma fricção enlouquecedora, no ritmo da salsa que tocava ao fundo.


Realmente não precisava saber espanhol para beijá-lo.


Deixava o próprio corpo falar o que queria e a língua do Park o levar. Pra lá e pra cá, pra lá e pra cá, pra lá.


Dígame.


Outro sussurrar em seu ouvido. Este, diferente do outro, lhe atingiu em cheio e fez arrepiar fortemente. Chanyeol gostou de observar os poros destacados.


— Hoy viene, amor… Y aquí estoy…


Foi o que Baekhyun conseguiu raciocinar no momento, para falar. Park atacou sua boca novamente, sem piedade alguma quando chupou a língua de um jeito totalmente erótico. Byun gemeu, mas a música alta cobriu o gemido.


Chanyeol desfez o ósculo devido a falta de ar e os olhos escuros deram uma boa encarada nos lábios daquele que ainda não sabia o nome – porém uma hora saberia – ; vermelhinhos e inchados. Merda, já podia sentir o comichão na boca do estômago. Sugou o inferior com volúpia e moveu a língua para o pescoço dele, o gostinho salgado do suor lhe deixando ainda mais eufórico.


Baekhyun, em contrapartida, jogou a cabeça para trás num rodopiar suave e apertou a camiseta florida do outro. As pálpebras se fecharam. Era tão bom sentir sua pele sendo chupada e mordida pela boca gostosa do Park, não conseguia explicar em palavras. Não sabia se aquela língua o levava para o paraíso ou para o inferno. Juntou os quadris e os esfregou, embora estivesse levemente inclinado para baixo. Chanyeol grunhiu – e Byun escutou aquele grunhido.


— Vamos terminar eso en mi hotel.


O moreno balançou a cabeça positivamente, sem entender de fato o que ele queria, mas ia segui-lo até o fim do mundo caso fosse preciso. Depois dava alguma explicação para Sehun.


Quando chegaram no local destinado, Park foi logo iniciando outro beijo e tirando as roupas dos dois. Se afastou minimamente, precisava fazer aquela pergunta.


— ¿Y tú?, ¿Cuál és tu nombre?


— Byun Baekhyun, encantado.


Compartilharam sorrisos cúmplices e nada mais de espanhol fora dito durante a madrugada inteira.


E Baekhyun precisaria agradecer o melhor amigo depois, realmente não precisou falar espanhol. Não quando estava ocupado demais gemendo o nome do loiro gostosão enquanto sentia-o surrando sua próstata sem intervalos e lhe pressionando contra a parede.




Não foi só a língua do Park que o levou prá lá e pra cá, pra lá e pra cá, pra lá.



Notas Finais


não sabia que precisava de uma fanfic chanbaek com música da pabllo até fazer uma fanfic chanbaek com música da pabllo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...