1. Spirit Fanfics >
  2. NO kiss ( jikook!ABO ) >
  3. Fifteenth

História NO kiss ( jikook!ABO ) - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Quem está [email protected] para o casamento??
.
.
.
Finalmente estamos próximos do tantantantan💛

Capítulo 17 - Fifteenth


Jungkook estava começando a se arrepender de não ter fugido para algum lugar na argentina. Tinha esquecido como era demorado o caminho do aeroporto para o castelo, e queria apenas chegar logo. Jeon deixou sua mente vagar e acabou perdendo os sentidos e bateu a cabeça no vidro do carro. Apesar da dor, Jungkook também teve um deja vu, e se lembrou de que na primeira vez também aconteceu a mesma coisa. Olhou para o motorista e ele tinha um sorriso enigmático, e logo depois desviou os olhos para a pista.

- Está animado para seu casamento, senhor Jeon? - perguntou.

- Quem não estaria?...digo, é meu casamento, não é?

- É, claro que é! Sabe, eu odeio fofocas e notícias sobre a monarquia, mas desde que o casamento foi divulgado ao público, tem uma questão que todos estão comentando.

- Eu entendo como isso pode infiltrar na cabeça das pessoas, não tem problema nenhum em perguntar a respeito - disse Jungkook querendo ser educado, mas também queria saber o que séria aquela fofoca.

- Bom, eu sei que pode parecer bobagem, e eu acho que é, mas o senhor sabe como são as pessoas... está vagando uma pergunta por aí: qual é o motivo desse casamento? Porque, sejamos francos, não é amor, é?

Jungkook ficou desconfortável pela pergunta, não era todo dia que recebia uma pergunta assim. Na verdade nunca recebeu, mas era compreensível que as pessoas pensassem nisso. Em anos nunca se ouviu falar em nenhum relacionamento envolvendo o príncipe caçula e, em alguns poucos meses, é publicado um casamento.

- Me diga, é muito evidente? - Jeon perguntou sincero.

- Não, não é. Mas as pessoas que pensam se perguntam: se não é amor, o que deve ser?

- Bom, na verdade, a resposta é: não é nada. Apenas um casamento.

- Hm, desculpe, na verdade esperava que fosse alguma coisa, porque... desculpe, desculpe senhor Jeon, eu não gostaria de me meter em problemas que não são meus.

- Eu já disse, não tem problema. O que estava dizendo?... esperava que fosse, porque...?

- Se o senhor vai se casar com alguém que não ama e também não tem nenhum motivo, então porque vai se casar? Na minha opinião, será muita infelicidade, para os dois lados.

- Eu também acho, mas também acho que poderemos viver bem. Aliás, trabalha para a família real a muito tempo?

- A uns nove ou dez anos, mais ou menos, eu me lembro que fui contratado no dia do aniversário do senhor Hoseok, ele estava fazendo quinze anos.

- Então conhece o príncipe Park Jimin, sim? - Jungkook se desencostou do banco e se apoiou no banco da frente.

- Sem dúvidas, ele era ainda muito menino quando o conheci, muito arteiro, não parava quieto. Eu lembro que sempre deixava no carro algumas peças extras de roupas, porque ele sempre acaba sujando e rasgando as deles.

- Então ele mudou muito, sim?

- Quando Jimin era pequeno, ele era muito agitado, e seu pai vivia dizendo para ele parar, apesar de ter outros dois filhos, sempre empunhava regras apenas a Jimin. Eu acredito que foi com variadas regras que Jimin ficou tão distante, ele adorava andar no banco da frente e conversar sobre minha família e eu contava as histórias dos meus filhos, mas hoje em dia, o príncipe nem mesmo me olha no rosto, acho que se esqueceu de mim.

- Entendo...posso te fazer uma outra pergunta?

- Claro, eu te devo varias perguntas - o motorista sorriu.

Jungkook estava receoso de perguntar, apesar da confiança que sentia em relação ao motorista, ele ainda ficava relutante. Jungkook sentiu uma sombra passando e lembro do arco de entrada, estavam pertos do castelo.

- Sobre... hm, como Jimin mudou fisicamente? - tentou uma pergunta diferente.

- Senhor Jeon, se quer me perguntar diretamente, apenas faça, certo? Eu sei o que quer perguntar e a resposta é: ele está te esperando na escada e tem um pente na porta do carro.

Jungkook olhou para o castelo e Jimin estava de pé lendo um livro. Era mais de duas horas da tarde, mas ele parecia estar usando roupas de dormir. Jungkook procurou o pente e quando achou penteou os cabelos de um modo que os deixasse arrumados, mas não perfeitos.

- Em um casamento, mesmo que de mentira - disse o motorista estacionando - deve haver uma coisa além do amor, e se o seu não tiver amor, mesmo assim tem que ter uma única coisa...

Ele não terminou de dizer e abriu a porta do carro. Jungkook estava se preparando para sair e ouviu o motorista dizer:

- deve haver sinceridade e honestidade.

- são sinônimos - disse ao lado do carro.

- Então tenha em dobro.

Jungkook se virou, pois aquela conversa tinha acabado. Jimin estava com o livro na frente do corpo e olhava os passos que Jungkook dava até subir todos os degraus.

- Suponho que tenha sido uma longa viagem e ainda não almoçou, sim?

- Hm, sim, não almocei.

- Bom, então vamos falar com a minha mãe e depois te levo para almoçar.

- Falar com a sua mãe?

Jimin começou a andar e Jungkook o seguiu. Quando a rainha queria conversar com ele, simplesmente diziam "a rainha que conversar com você", mas nunca diziam "minha mãe" no começo.

- Ela ficou um pouco zangada porque viajou sem dizer tchau, acho que ela queria dar uma lembrancinha para sua mãe.

Jungkook ficou em silêncio pensando em como se desocuparia, e não tinha nenhuma ideia. Jimin levou Jungkook a sala de estar, e a rainha estava sentada em um sofá tomando algum tipo de suco.

- Boa tarde, vossa majestade, o príncipe...

- Quieto, Jungkook.

Jungkook se calou e deu um passo para trás.

- Como foi a viagem?

- Bem, foi muito tranquila, o voo estava ótimo...

- Porque não se despediu? O quanto custava para que viesse se despedir?

- Nada, majestade...

- Sohyun, me chame de Sohyun.

- Eu fiquei chateada, mas fico feliz que visitou sua mãe e que teve uma boa viagem, mas acho melhor ir comer, sim?

- Sim, senhora Sohyun.

Jimin estava na porta em silêncio. Jungkook fez uma breve reverência e seguiu Jimin.

- Só Sohyun.

Jungkook fechou a porta e suspirou, Jimin estava com sua mesma expressão, com um livro debaixo do braço, e apenas uma coisa se diferenciava.

- Pintou o cabelo?


Notas Finais


Uma rainha tão poderosa deveria ter um nome, sim? Então vos apresento: Sohyun💜
.
.
.
Não esqueçam das minhas outras fic's, por favor aaaaaa e desculpem os erros💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...