1. Spirit Fanfics >
  2. No Meu Caminho - Noart >
  3. Cap. 29 - "Sorveteria"

História No Meu Caminho - Noart - Capítulo 31


Escrita por:


Notas do Autor


Trouxe mais um hoje!!! Cadê os gritos de comemoração de vocês, okay galera, tenham paciência, não sei quando eu irei voltar, apenas... Tenham paciência!

Amo vocês e

Boa leitura! ❤

Capítulo 31 - Cap. 29 - "Sorveteria"


Fanfic / Fanfiction No Meu Caminho - Noart - Capítulo 31 - Cap. 29 - "Sorveteria"

Sina Deinert


O caminho foi meio… diferente e silêncio, mas posso dizer que a bela sorveteria no estilo retrô ajudou um pouco. Com um enorme balcão, repleto de sabores diferentes de sorvetes, as mesas estilo parisiense em tons de azul claro. Um lugar um tanto quanto estranho para um cara tão 'parrudo como Jaz frenquentar. 

Nos sentamos em uma mesa com um banco alcochoado na parede. Depois de uns dez minutos de indecisão fui vencida a escolher um novo sabor. Jazon insistiu em pagar, mesmo eu afirmando "não ser um encontro" mentalmente. 

O tempo estava agradável, sempre o calor da Califórnia, trazendo várias pessoas a sorveteria. Adultos, crianças ou adolecentes. 

|•meia hora depois •|

Digamos que… estou em uma situação embaraçosa, Jaz não é tão "ruim" mas também não é tão legal. Quer dizer, ele é gentil, cavalheiro e… convencido, muito convencido. Ela já me contou sobre suas saídas, e como as garotas amam o estilo "vampiro”. Não que ele faça por mal… talvez seja só o jeito dele mesmo. 

Embora algumas conversas chatas, ele conta boas piadas, o que acaba salvando, juntamente com o sorvete que… eu amo sorvete! Jaz me convenceu a pegar o sabor de pistache e chiclete, devo admitir que é um bom sabor. 

-E então, meu irmão acreditou que se colocasse 50 dólares debaixo do travesseiro, a "Fada da grana" daria o dobro a ele. - pelo que parece, Jaz, como irmão mais velho aprontava muito com seu irmãozinho. O que me lembra o Josh, pois eu era um pouco inocente, e o mesmo fazia questão de me enganar. - Quando ele já estava dormindo, eu aproveitava e pegava o dinheiro. Eu soube fazer negócio… - o moreno ria, e eu apenas tentava manter o meu melhor sorriso, desviando o olhar para o local bem iluminado em tons de rosa e azul. 

Tenho que dizer, este não foi o melhor, nem o pior passeio que já tive. Confesso que acho muito mais legal, pular um telhado do que ouvir as histórias de um bad/popular boy. 

-Er… O sorvete é realmente muito bom - mudo de assunto mechendo no resto de sorvete, já derretido na taça de vidro. 

-É o que eu sempre digo, sorvete pode melhorar tudo… eu te contei da vez que.. - penso em como gostaria q… 

Antes que terminasse meu raciocínio, escuto meu telefone tocar, festejo por dentro, podendo dar uma "boa" desculpa para sair daquele lugar. 

-Eu tenho que atender, licença - me levanto tentando evitar ao máximo não dar pulinhos de alegria. Olho a tela vendo o contato da minha coreana salvadora. 


𝘠𝘰𝘰𝘯𝘻𝘪𝘯𝘩𝘢♡♛ 


-E ai! Como está o encontro? - pergunta com a voz estridente do outro lado da linha. Posso jurar que está rodeada pelas outras meninas. 

-Primeiro: pode parar, isso é um passeio! E segundo… não muito bem, digamos que o Jaz gosta de falar sobre ele… - olho para dentro da sorveteria, o garoto acena para mim e eu apenas sorrio, me virando novamente - Você acabou de me salvar de mais uma das incríveis histórias de Jazon 'fale sobre mim - reviro os olhos e escutou as risadinhas ao fundo. 

-Isso é verdadeiramente uma pena, tanta beleza desperdiçada por uma cabeça oca - ouço Sabina dizer, também suspirando - Bom, sabemos que somos salvadoras da pátria, ou do seu encontro que não é um encontro. - a mexicana diz, quase me empurrando pelo telefone - Agora vai lá e inventa uma boa desculpa! - me sinto mais aliviada. 

-Gente, muito obrigada, agora eu tenho uma… - assim que me viro vejo o moreno, com as mãos no bolsos na jaqueta de couro, seu olhar é tão sério que chega a dar arrepios - Obrigada por me falarem, peça pra ele ficar calmo, respirar fundo que eu já estou indo - antes que as meninas pudessem dizer alguma coisa, desligo o telefone, fazendo minha melhor cara de atriz. 

-Aconteceu alguma coisa? - voltamos para a fase inicial, onde temos um cavalheiro misterioso

-Ãnh é, meu irmão… ele - me embolo tentando inventar uma mentira - ele tem asma, e pelo que parece está entrando em uma crise, só que ninguém acha a bombinha, tenho que voltar pra ajudar. - "Que Deus me perdoe" penso tentando engolir minha própria história

-Ou! Que pena, bom vamos - ele se vira andando até o carro. Suspiro por quase ser pega na mentira. 

Entramos no carro e um silêncio se impregnou no ar, o tornando sufocante

Depois de uns minutos completamente em silêncio, a voz rouca do mesmo invade meus ouvidos, tirando minha atenção da paisagem por fora do vidro. 

-Me desculpa se eu pareço bobo e fútil, é só que… sei lá, faz tempo que eu não saio com ninguém, até me esqueci de como fazer isso - os lábios dele se esticam formando um sorriso ladino. Por um momento tenho pena do mesmo. 

-Ãn, tudo bem… é só que, você tem que ser você mesmo, você já é um cara bonito e parece ser muito interessante, eu só acho que tem que ser você mesmo. - assumo nervosamente, ainda tentando ser o mais calma possível. 

-Percebi que em alguns momentos você ficou entediada, então só desculpa mesmo… - aceno concordando - Também te acho muito bonita e interessante - minhas bochechas ficam vermelhas sem que eu as controle. 

-Bom, eu tenho que ir - desvio do constrangimento, vendo que estamos em frente a casa em que 'moro. 

Jazon sai do carro, passando para o meu lado e abrindo a porta. 


"𝘛ã𝘰 𝘥𝘪𝘧𝘦𝘳𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘥𝘰 𝘨𝘢𝘳𝘰𝘵𝘰 𝘥𝘢 𝘴𝘰𝘳𝘷𝘦𝘵𝘦𝘳𝘪𝘢…" Cantarolo mentalmente


-Jaz, obrigada pela tarde, foi muito… boa. - sorrio sem jeito parando na calçada. 

-De nada, e mais uma vez, Ms perdoe pelo modo em como agi - ele chega próximo a mim, olho para as orbes cinzas que parecem tão...intensas e...não sei porque mas… eu.. Não sei, sinto algo diferente e… quando volto a pensar, estou beijando Jazon, que mantém uma mão boba em minha bunda. Grito mentalmente, levando um susto com minha própria ação. 

-Eu ãn… tenho que ir mesmo - me separo sem entender nada. "Quando foi que eu o beijei?" É como seu uma parte tivesse é sido apagado e… uou, isso foi estranho. 

-Tchau Si - Jazon diz na maior naturalidade possível - espero que possamos nos encontrar novamente, hoje foi legal - ele entra dentro do carro, logo partindo e me deixando completamente confusa. 

Me sinto tonta e talvez… sinto que estou sendo observada. Rezo para que não seja quem estou pensando, mas assim que levanto o olhar o vejo… 


Ouh merda! 



Notas Finais


iiii quem estava observando a Sina??? Façam a suas apostas! Se bem que eu acho que dá pra saber...

Por hoje é só! Resolvi trazer dois, pq não sei quando estarei de volta, então aproveitem e não me matem!!!

ꀘ꒐ꇙꇙꏂꇙ 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...