História No more Mr. Nice Guy - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Visualizações 1
Palavras 924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Ficção Adolescente, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Sadomasoquismo, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Só se conhece um homem, quando se conhece o lugar de onde veio. E só se conhecem seus demônios ao conhecer sua família.

Capítulo 1 - Família nossa de cada dia.



Outro dia no paraíso, incrível não é ? quando somos jovens achamos que o mundo é o nosso grande parque de diversões, que todas as coisas na terra foram feitas para nossa apreciação e que o mundo se molda a nossa vontade inocente, bando de babacas...
A verdade é que fica difícil manter a fantasia quando na sua primeira entrevista de emprego, ou no seu primeiro concurso publico você percebe uma coisa fundamental, você falhou e a vida não se importa com seus sonhos, suas expectativas, com tudo que foi investido em você, a vida é um grande e enorme ''dane-se'' . Você sabe do que estou falando, não é só uma mera questão de falhar da primeira vez, afinal você não vai desistir assim tão facil, não é ? Pois é, mas também fica dificil manter a determinação quando esta é a viségima tentaiva mal-sucedida do mês. 
Bom, acho melhor me apresentar, meu nome é José da Silva, nome compartilhado por outras 5 milhões de pessoas (difícil ser original assim não é ?), mas o sobrenome é quase exclusivo (sarcasmo, caso não tenha notado), vivo no maravilhoso século XXI, onde temos uma economia em em crise, pessoas tristes e solitárias, desemprego e blá blá blá, papo chato esse não é mesmo ? Os assuntos políticos ? Nah, a reclamação incessante. Acho que com efeito contrário a um regime militar que sofremos a algum tempo , acredito que as pessoas não podiam falar muito o que pensavam naquela época, então nos dias de hoje falam tudo que podem (geralmente besteira), mas não deve ser assim ? Todos tendo o livre direito de falar o que quiser, mesmo que seja idiotice. Afinal, isso é democracia. Mas não me entenda mal também não vejo com bons olhos essa galera que acha que o tudo vai se resolver se transformamos tudo em um grande quartel. Claro. 
Dando prosseguimento, estou no primeiro ano de formado no ensino médio, tenho 17 anos (novo pra me formar, mas não o suficiente para um tapinha nas costas, a história da minha vida) e sinceramente, não faço a menor ideia do que quero fazer da minha vida. Por quê temos de fazer alguma coisa das nossas vidas ? Por que não podemos seguir nossas vidas sem essa programação mental, de acordar, trabalhar, ganhar dinheiro, pagar contas e rezar (mesmo que você seja ateu, afinal, dinheiro é coisa séria) para que aquela promoção chegue e você possa fazer aquela viagem em família que a sua esposa espera desde a lua de mel. Por que de tudo isso ? Ah, é mesmo, sobrevivência. Estranho, achei que tínhamos saído de cima das selvas para isso mesmo, quem é o evoluído agora ?
Minha família é um encanto, meu pai é tão inteligente quanto uma porta, mas é um homem bom e trabalhador e ama minha mãe de todo coração, Minha mãe é uma mulher culta já á cem metros de distância , dona de casa e... bem, ela é dona de casa. Tadinhos, tinham tantos sonhos, mas acabou depois que meu irmão mais velho e eu nascemos, triste né ? Ainda não, como não conseguiram realizar seus sonhos eles tentam desesperadamente me dar possibilidade para realizar os meus, se sacrificando, ficando doente e passando necessidades absurdas para tornar real todos os meus caprichos, eu os amo por isso, por não serem obrigados a me amar (se você acha que seus pais tem que te amar pelo simples fato de você existir você é bem babaquinha) e mesmo assim o fazem. Não acredito que alguém possa um dia conhecer a real felicidade se não for amado pelos pais, por isso o mundo tem se tornado tão triste. Agora vamos ao meu irmão mais velho, bonito, inteligente, seguro de sí, no terceiro curso superior enquanto esta bem empregado e tem sua carreira em acessão, MAS QUE TREMENDO FILHO DA... minha mãe, enfim, o engomadinho nasceu ganhando a loteria da vida, tem uma namorada perfeita, estão juntos a 8 anos e pretende casar assim que ele terminar a terceira graduação, nojentos. O que ? isso é uma democracia, eu tenho direito de ter inveja do meu invejável irmão. O já citado compartilhador de genes não mora mais conosco está em Portugal... Ta, chega de falar dele. Eu e meus progenitores moramos num apartamentinho aconchegante no centro de nossa cidade natal, acho que você deve saber como é bom respirar o doce dióxido de carbono matutino, o futuro câncer nos pulmões é o meu projeto mais bem sucedido até agora. 
Agora imagine os passeios em família, geralmente gosto de acompanhar meu pai quando ele vai a igreja ( sim, como todo bom pai tradicional de classe média o meu vem com todos os opcionais, esse é a versão conservador cristão 2.0, presbiteriano, bom homem, bom marido, faz caridade, mas no fundo acha que todo mundo vai para o inferno se não for como ele), enquanto estava ouvindo (risos) a estimulante pregação do pastor comecei a viajar (como todo entendiado) ,olhei para todas as pessoas naquela igreja e pensei, porque Deus estaria com esse povo ? O recusam, o matam, o crucificam, depois fazem guerras,  fome massacre, fofoca entre vizinhas, baixar filme pirata, onde esse mundo vai parar cara. Por quê alguém tão incrível se importaria com os seres mais babacas do universo ? devem existir bilhões de ET's do tipo irmão mais velho bem sucedido quem valem muito mais a atenção dele,  mas não, ele esta aqui conosco segundo o pastor. Eu não consigo entender meus pais e Deus. 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...