História No Mundo Shingeki No Kyojin - Capítulo 18


Escrita por:

Visualizações 103
Palavras 671
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Pedido



-É lindo, não é?


Falei enquanto me aproximava de Armin.


-Sim...


Falou ele enquanto olhava para o oceano sorrindo.


-É TAO SALGADA!!


-Jean, acho que não é uma boa ideia beber essa agua...


-Não estrague o momento, S/n.


Ata. Fala isso para o Eren, que vai começar com um discurso sobre um monte de merda...


(...)


Apenas observando Eren levantar o barco dos Marleyanos...


-UM DEMONIO...


Exijo mais respeito com Eren!


-OLÁ  SENHORAS E SENHORES DE MARLEY! SEJAM BEM-VINDOS Á ILHA DE PARADIS!! EU ME CHAMO HANJI. E ESTOU AQUI PARA RECEBER NOSSOS CONVIDADOS QUE VINHERAM DO OUTRO LADO DO MAR PARA NOSSA ILHA!


Dellay apareceu e falou


-Eu não sei o que dizer em relação á isso...Mas, esta tudo dando certo.


-Sim...Certinho.


-ESSA É A SAUDAÇÃO DE MARLEY Á VOCES!!


Yelena aparece e atira naquele homem deixando todos surpresos.


-VOCES...?!
-Façam o que ela ordenou.


Sorriu de lado.


-Hanji, fico honrada por receber seu convite. Vamos tomar um chá.


Ela olha para Eren.
-Estava ansiosa para lhe conhecer, Eren...


(...)


-Ah...Entendi. Com essa parte voce consegue atirar mais vezes sem precisar recarregar.


-S/n!


-...?


-Aqui embaixo!


Olho para baixo e vejo Dellay.


-O que esta fazendo ai?- Sussurro.


-Levi ainda pode me ver. E eu não quero que ela ouça minhas conversas com voce.


-Não posso conversar agora...


Levi me olha com o canto do olho como se estivesse perguntando o que eu estava sussurrando e perguntando porque estava olhando para baixo. Com isso, eu paro de olhar para baixo e volto á prestar atençao na conversa.


Yelena elogiava nossas ''habilidades'' enquanto falava que Marley tinha muitos inimigos.
Que fome...Geralmente não sinto fome nesse mundo, apenas as vezes, e a fome bateu de repente...


(...)


-Bem-vindos á nossa ilha imunda, lar dos demonios imundos. Faremos voces se sentirem, contanto que voces gostem de mijo de porco.


Chegou minha parte, hehehe...


-Sintam-se á vontade para rejeitar nosso convite. Porem, voces não receberão permiçao para aportar. Desculpe, mas voces terão que nadar de volta para casa...


(...)


-Nós começaremos construindo a coisa que essa mais necessita. Chama-se ''porto''.


-É claro...Um porto. As crianças amarão isso.


Quase dou risada do comentario de Connie, mas me contenho.


-Não é um brinquedo. É uma casa de banho. Voce fara um banheiro misto tambem, certo?


Ai meu Deus, acho que não vou conseguir segurar a risada...


-É de comer. Não algo disso ai que voce disse, seu pervertido.


Me viro para o lado com a mao na boca para não começar á rir igual uma louca.
Talvez eu devesse falar o que é ou deixar os outros adivinharem mesmo?


-Um lugar onde navios conseguem ancorar em segurança! Assim podemos usar os navios capturados para comercializar com pessoas do outro lado do oceano!


Acertou, Hanji.


Estou me sentindo meio boba de ser a única que sabe de ''coisas mais avançadas''...


-A proposito, porque sua pele é negra?


Onyanponpon começa á explicar o porque de sua pele ser assim. 

Mais tarde fomos comer, e apenas ai percebo que minha fome já ate sumiu de tanto esperar...


-Essa gororoba ai é comestivel?


-Batata frita! Fazia tanto tempo que eu não comia alguma!


Falo pegando uma batata e comendo.


-S/n! não vá comendo coisas que não sabe o que é por ai...Nem dando nomes.


-Ué, mas eu sei o que é. Sou de outro lugar, esqueceu, Armin?


-De onde voce é, S/n?


-Eu sou de...de...


Vamos, s /n! tenho que criar algum nome para Yelena, por que eu não vou explicar coisas pra ela que nem ela vai entender.


-Entendo. Voce não pode contar, não é?


-Si...Sim. é isso...


Olho para Sasha que já estava se empanturrando com os frutos do mar e sorrio.

(...)
-Hoje o dia foi tao longo...!


Falo me ajeitando na cama para dormir.


Levi pega minha mao.


-S/n. tenho um pedido para fazer á voce.


-Pedido? Que pedido?


Ele sorri fraco.


-Quando todo esse inferno acabar, vamos nos casar.


Acho que minha alma foi embora depois disso...


-Isso foi um pedido de casamento antecipado?


-Talvez.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...