História No One Like You - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Personagens Nate Maloley, Personagens Originais
Tags Drogas, Omaha Squad
Visualizações 31
Palavras 864
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi, amores!
Estou de volta :D e vou desaparecer outra vez. Muito provavelmente só vou conseguir voltar depois da 1ª quinzena de agosto.
É um capítulo pequenino, mas não consegui fazer maior. Sorry :/
Enfim, boa leitura! <3

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction No One Like You - Capítulo 3 - Capítulo 3

Estava a ver Skam quando alguém chegou a casa. Olhei para trás e vi o meu pai.

– Boa tarde, filha. Estás sozinha em cassa? – ele perguntou e deu-me um beijo na testa.

– Sim, o Nate saiu e a Kate ainda não chegou.

– Ok. Como correu a escola? – ele tirou o casaco e sentou-se ao meu lado.

– Correu bem. Vi a Sophie – disse com um sorriso. Eu realmente amava a minha melhor amiga.

– Ainda bem que correu bem. E a Sophie tem que vir cá a casa um dia. Há muito tempo que não a vejo – desde pequena que conheço a Sophie, e o meu pai tratava-a quase como uma filha.

– Vou chamar – sorri e ouvi a porta de entrada a bater. Virei-me para trás à espera de ver Kate, mas quem vi foi um Nate sonolento e com os olhos vermelhos.

– Boa tarde – Nate disse com a fala meio enrolada. O quê que ele andou a fazer?

*

Estava na aula de inglês com o Johnson. Digamos que eu não estava a prestar muita atenção no que o professor estava a explicar.

– Sabes onde o Nate foi ontem?

– Não, porquê?

– Ele disse que ia ter com vocês à casa do Gilinsky, mas o Sammy ligou-me a perguntar se eu queria ir ao cinema com vocês os três. Achei estranho e fiquei curiosa.

– Provavelmente foi ter com alguma rapariga – Johnson disse dando de ombros.

– Não, se fosse isso ele dizia-me sem problema algum. Ele tem de ter ido fazer outra coisa.

–Não sei. Mas, vamos prestar atenção à aula que o professor já está a olhar-nos com uma cara nada boa.

Olhei pelo professor e ele realmente estava com uma cara nada boa. Gargalhei e comecei a prestar atenção à aula.

*

A Sophie estava a acompanhar-me até ao carro do meu pai. Estávamos a falar sobre o desaparecimento de Nate.

– Morgan, parece-me que estás a ficar um bocadinho obcecada com essa história do Nate. Esquece isso.

– Não consigo! Tu sabes que quando eu fico curiosa sobre uma coisa não a consigo esquecer!

Megan só não disse mais nada sobre o assunto porque chegámos ao carro do meu pai.

– Oi, tio! – ela cumprimentou o meu pai e sorriu.

– Olá, Sophie – o meu pai também sorriu. – Queres ir lá a casa hoje?

–Por mim – Sophie encolheu os ombros e entrou no carro sem a menor cerimónia.

Entrei no carro e beijei a bochecha do meu pai, já que estava no banco do passageiro.

Não demoramos muito a chegar a casa. Saí do carro e entrei logo dentro do prédio para chamar o elevador. O meu pai e Sophie juntaram-se a mim. Subimos para o nosso andar e logo estávamos dentro de casa.

– Sophie, o quê que queres fazer?

– Ver um filme e comer muitas pipocas? – ela sugeriu com o maior sorriso.

– Ah, assim estragas a minha dieta – disse na brincadeira. – Topo. Que filme vamos ver?

– Os Instrumentos Mortais?

– Pode ser. Vou buscar o computador e depois ligamo-lo à televisão.

Fui ao quarto buscar o computador e quando saí, Nate também saiu do seu.

– Vais sair? – perguntei já pensando nos sítios em que ele poderia ir.

– Vou. Se a minha mãe perguntar, fui sair com uma amiga.

– Tá – disse não muito convencida.

Fui ter com Sophie e esperei até Nate sair de casa.

– Sophie, o Nate vai outra vez ao sítio misterioso.

– Como é que sabes? Ele contou-te?

– Não, mas mentiu-me. Ele disse que ia ter com uma rapariga, mas não sorriu.

-Espera, como assim “não sorriu”?

– Sempre que o Nate anuncia que vai sair com alguma rapariga, ele sorri – revirei os olhos.

– Ah. Bom saber. Vamos ver o filme?

– Não, vamos seguí-lo.

– O quê? Morgan, queres dar numa de detetive? O sítio onde ele está a ir pode ser perigoso.

– Se não vieres comigo, vou sozinha. E olha que eu acho que se me acontecer alguma coisa, tu vais sentir-te culpada – chantagem emocional sempre funcionava com a Sophie. Claro que eu não gostava de fazer isso com ela, mas eu precisava que ela viesse comigo.

– Está bem, eu vou. Mas que fique registado que eu te odeio.

Peguei nas chaves e no meu telemóvel e saímos de casa. O Nate devia de andar mesmo muito lentamente, porque eu ainda o conseguia ver no fim da rua. Apressamos o passo só para não o perdermos de vista, mas como boas detetives, mantivemos uma certa distância.

Ele virou à esquerda, andou mais alguns metros e virou novamente à esquerda. Ele olhou para trás, mas por sorte, nós conseguimos esconder-nos. Ele continuou a andar e nós saímos do nosso esconderijo a tempo de o ver a atravessar a estrada. Fizemos o mesmo, seguindo-o até um beco. Nós estávamos a segui-lo até à parte de trás de uma casa quando um homem se meteu à nossa frente. Observei o Nate a distanciar-se.

– Ora, ora. O que duas belas raparigas fazem aqui? – ele sorriu, o que permitiu ver os seus dentes extremamente amarelos.

O homem começou a andar até nós cambaleante, aproveitei a oportunidade e puxei Sophie e começámos a correr. Só paramos quando já estávamos bem afastadas daquele sítio.

– Que sítio era aquele? – Sophie perguntou.

Isso gostava eu de saber.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e que comentem bastante.
Visitem as minhas outras fics e o RED: redemptiondesigns.blogspot.com
Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...