História No Place - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Dark, Drama, Gaalee, Gaara, Gotico, Lee, Leegaa, Narusasu, Naruto, Romance, Sasuke, Vampiro, Yaoi
Visualizações 32
Palavras 1.594
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


desculpe pela demora!
e boa leitura!

Capítulo 8 - Eight


- E DAÍ ELE DISSE QUE ELE ERA UM SINDICOZINHO DE MERDA... HAHAHAHHAHAH – contava Maito Gai de forma exagerada a discussão que seu novo vizinho ruivo teve com o síndico do prédio durante a reunião. O síndico era um cara pequeno, grisalho e calvo ao mesmo tempo; que passava os seus dias dando sermão sobre bom comportamento; ninguém ia muito com a cara dele.

- Ei... um dia desses ouvi falar que ele apostou um dinheirão em uma corrida de cavalos... e ficou devendo metade do aluguel...parece que ele não é tão certinho assim... – kakashi lembrou, enquanto entornava o restante da cerveja que restava em seu copo.

- como você fica sabendo dessas coisas sobre as pessoas cara? -  perguntou Gai olhando para o melhor amigo de forma curiosa. Kakashi sempre parecia saber algo sobre alguém, algo do tipo que ninguém mais saberia; e isso as vezes chegava a ser inusitado, levando em conta o jeito quieto do mesmo.

- Sou um espião... estou de olho em todo mundo – riram cúmplices, brindando os copos quase vazios.

- Ei do que estão rindo tanto? - Chegou Itachi colocando uma nova garrafa para os dois sobre o balcão. Itachi era o tipo de jovem que gostava de andar com os mais velhos; então por isso as vezes dava uma forcinha no pequeno bar que quase todos os quarentões daquela cidade frequentavam; era uma forma de matar o tempo e se divertir com as histórias que vez ou outra um contava por ali.

- O Gai estava contando sobre a pisa que o novo inquilino deu no sindico... – kakashi explicou, pegando seu copo em seguida e enchendo até a boca. Gai achava muitas coisas incríveis no amigo, mas com certeza uma delas era o quanto ele aguentava beber sem ficar bêbado.

- Nunca uma reunião foi tão divertida... – riram os três.

_ queria ter visto essa reunião- kakashi indagou.                 

- Da próxima a gente grava... -  disse Itachi olhando cumplice para Gai.

- Por favor... – concluiu Kakashi, levantando seu copo em sinal de agradecimento.

 

Naruto estava parado em frente a porta do apartamento do moreno que tanto almejava, sabia que Sasuke queria o mesmo que ele; o Uchiha o disse para ir aquele horário, sabia que o louro não tinha horários durante o dia, e aquele era o único horário que Itachi não estava durante a noite. Aproveitaria a oportunidade que ambos estavam em sintonia.

 A porta foi aberta na primeira batida; o louro não deixava de pensar que talvez o moreno estivesse ansioso, assim como ele. Apesar das épocas infinitamente distantes em que nasceram; suas vidas pareciam incrivelmente sincronizadas.

- Atendeu rápido! - Indagou o louro colocando uma das mãos atrás do pescoço.

_ estava perto da porta! - Disse o moreno se virando, para mascara o rubor que ele sentia chegando sobre seu rosto, caminhou poucos passos deixando a porta aberta para que Naruto entrasse, notando que o mesmo permanecia parado do outro lado da mesma; se virando sem entender o porquê que o louro ainda não havia entrado.

_ posso entrar? – Perguntou o Naruto impossibilitado de dar um passo sequer para dentro do apartamento alheio.

_ sim, fique à vontade – disse gentilmente Sasuke, esperando que o louro entrasse.

_ posso mesmo? – Perguntou novamente esperando ele proferir audivelmente e de forma mais concreta a confirmação.

_ sim, pode entrar! – Disse Sasuke, vendo o louro por fim adentrar o apartamento. Naruto sentia como se uma amarra houvesse se desprendido; notando a confusão nos olhos alheios o Uzumaki se aproximou de Sasuke o abraçando de forma terna. Logo em seguida se guiando atrás do moreno até onde provavelmente seria a sala de estar; não podia deixar de achar interessante a decoração composta por tons de cinza e azul, observava enquanto sentando-se no sofá.

Após alguns minutos de conversa; onde Sasuke achava estranho Naruto não aceitar nem mesmo um copo de água; as coisas começaram a ficar quente entre eles.

  Sasuke se aproximou um pouco mais do corpo maior que o seu; colocando uma das mãos sobre a perna do outro; o louro captando bem as intenções do moreno, aproximou o seu rosto do rosto do mesmo, beijando primeiro sua bochecha esquerda, e em seguida selando gentilmente os lábios alheios; se separaram por um segundo mantendo contato ocular; Naruto fechou novamente a lacuna entre eles,  lambendo levemente os lábios do outro na intenção de pedir passagem para adentrar com a língua, recebendo a permissão prontamente; conforme o beijo ia se intensificando, as mãos ligeiras do louro, não paravam, hora era nas costas do moreno, hora nas cochas; a essa altura Sasuke já havia se acomodado sobre o colo de Naruto.

 Enquanto trocavam caricias quentes, onde a blusa de Naruto já havia ido parar no chão, não escutaram a porta sendo destrancada e passos chegando até eles.

- Hrum...hrum- pigarreou lentamente Itachi, parado a poucos metros de distância dos dois; o moreno mais velho se sentia envergonhado e chocado; pensou em seguir para seu quarto e fingir que não havia visto nada..., mas, por mais que odiasse, as coisas entre aqueles dois poderiam chegar aos finalmentes e ele odiaria escutar... então precisava interromper.

Ao notarem a presença do outro, ambos se assustam, Naruto mais que depressa se levanta pegando sua camisa jogada no chão; saindo rápido dali, dizendo um “boa noite” ao passar perto de Itachi; deixando um Sasuke completamente sem reação para trás. Sasuke estava com medo de como o irmão agiria, aliás havia pego o seu irmão mais novo se pegando no meio da sala com UM HOMEM. Até onde Sasuke sabia, Itachi não sabia de sua orientação; não havia tido essa conversa com o mesmo; não sabia como o outro reagiria em descobrir assim.

_ foi mal! – Foi tudo o que Itachi disse a Sasuke; após se virar e caminhar até a cozinha para procurar algo para comer. Sasuke não sabia, mas Itachi tinha conhecimento de sua orientação a muito tempo; Kakashi havia contado para ele; e como Kakashi sabia?! Ninguém sabe; e preferiu esperar o irmão estar à vontade o suficiente para por si só conta-lo; mas pelo visto esse dia foi adiantado.

Sasuke soltou a respiração, que nem sequer notara que havia prendido, em seguida se levantando e indo para o quarto para provavelmente se prender o restante da noite.

 

Lee apenas observava enquanto Gaara xingava de todos os palavrões que conhecia, até mesmo que não conhecia o síndico do prédio no qual havia discutido ontem.

_ aquele baixote...dá próxima ele vai ver.... pensei em umas respostas que ele merece! – Gaara falava sem parar, enquanto Lee se mantinha calado; apenas balançando a cabeça em confirmação. Conhecia o ruivo a pouco tempo, mas sabia o suficiente, para entender que uma briga com ele era uma briga perdida.

Lee gostava de reparar nas feições de Gaara, as vezes ele parecia terrivelmente mal, doente, e logo no dia seguinte ele parecia incrível; sua pele até mesmo reluzia... hoje era o dia que ele reluzia. Estava contendo a vontade imensa de tocar na pele ou quem sabe no cabelo, incrivelmente vermelho do outro, mas não faria isso.

Lee se sentia confuso em relação a Gaara; a pouco tempo atrás ele era perdidamente apaixonado por Sakura Haruno; no entanto; agora, sente algo parecido pelo ruivo; Lee nunca havia olhado de forma diferente para um homem antes; tem em mente de que é uma fase, ou até mesmo curiosidade; aliás sempre escuta os relatos de Sasuke quando arruma um affaire, é natural se sentir curioso; esperaria esse sentimento passar, e tudo ficaria normal.

Voltou o olhar novamente para o ruivo; notando que ele havia se calado.

- Terminou? - Brincou, cutucando com o cotovelo o braço do mesmo

- Sim... até eu me lembrar de mais algum xingamento- disse o ruivo sorrindo pequeno.

_ você e hilário sabia? –Disse Lee brincalhão, se aproximando mais do ruivo, a fim de acabar com o frio que sentia; frio de uma noite após um dia que nevou o tempo todo; e que não parecia afetar em nada o ruivo.

_ você e a primeira, e talvez única pessoa que acha isso... – disse Gaara olhando para o moreno.

Sem se conter Lee levanta uma das mãos tocando o rosto do ruivo; constando o quanto era gelado.

- Você está com frio? – Pergunta Lee se atentando ao fato do ruivo sempre usar roupas relativamente leves pelo frio que fazia. Talvez Gaara não tivesse agasalhos adequados; nunca havia pensado nessa possibilidade, pensa Lee.

_ frio?! Não, eu estou bem-disse sinceramente Gaara; não sabia o que era frio a um bom tempo; pensava.

_ você está gelado! – Disse Lee ainda com as mãos sobre a fase do ruivo

Lee realmente se preocupou em talvez o ruivo não ter condições de ter roupas adequadas para o frio; se fosse esse o caso ele faria uma limpa em seu guarda roupa, com certeza havia peças de quando era menor que serviriam no ruivo.

_ eu só não sinto muito frio- Gaara disse verdadeiramente, notando o olhar de preocupação do outro - não precisa se preocupar- concluiu sorridente.

_ LEE VEM CÀ... PRECISO DE UMA AJUDA AQUI... – gritou seu pai pela janela de seu apartamento.

_ bom, já vou indo- levantou Lee, _ qualquer coisa e só falar comigo- disse por fim saindo; deixando Gaara ainda sentado no banco em que estavam; saiu aquecido de certa forma; pois pela primeira vez havia tocado em Gaara, e também pela primeira vez, o ruivo havia sorrido de verdade para ele; um sorriso sem ser trancado espontâneo e verdadeiro.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...