História No Pressure - Camren - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila, Camila Cabello, Camren, Girlxgirl, Homofobia, Lauren, Lauren Jauregui, Violencia
Visualizações 47
Palavras 1.008
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello!
Olha só, consegui terminar esse capitulo bem rapidinho, minha inspiração estava boa em,,,,,,,,,,
Bom, thank u so much por todo o carinho, comentários e favoritos, eu agradeço de coração toda a paciência e o amor por essa historia.
EU ESTOU SOFRENDO, GENTE, EU QUERIA TANTO ESTAR NO ROCK IN RIO PRA VER MEU AMOR, VULGO SHAWN MENDES, QUE BAD,,,,,,,,,,,,
Eu escrevi esse capitulo ouvindo Life is Worth living do Justin Bieber, meu amor também; ♡
Se vocês quiserem ler ouvindo essa musica, vou deixar o link nas notas finais ;)

Boa leitura yaaaaas

Capítulo 7 - No pressure VII


Fanfic / Fanfiction No Pressure - Camren - Capítulo 7 - No pressure VII

Camila Cabello. Narrando.

Esperei por um minuto e pensei em espiar para ver quem era, porém, decidi não fazer isso e permaneci encostada na parede intacta. Ainda estava tudo calado. O medo, o bombeamento do sangue, a antecipação...
O silêncio foi quebrado.

— Camila? — Uma voz soou.

Era a Lauren. Meu coração batia descontroladamente. Me movi lentamente do lugar, olhei para atrás e a vi.

— Camila? — A voz grave e rouca falou novamente.

— Lauren? — Chamei.

Eu só precisava estar com ela. Eu precisava dela, eu não queria andar por essas sombras sozinha, eu precisava que a Lauren voltasse para mim e que lutasse comigo. Pode parecer fraco, mas eu não tinha coragem para fazer isso sem ela.

— Camila. — Lauren falou alto e eu fugi de uma vez do meu esconderijo.

— Lauren. — Gritei e sai correndo em sua direção.

Lá estava ela, com seu cabelo selvagem e a sua expressão aliviada. Em segundos, senti seu corpo junto ao meu e finalmente pude respirar tranquilamente, senti os seus braços ao redor de minha cintura.

Foi aí que eu levei as minhas mãos até seu queixo e pressionei os meus lábios nos dela. Foi um beijo rápido, mas com paixão e desejo, que está sempre presente quando nos beijamos.

— Estou tão feliz e aliviada por ver você Lauren.

— Eu também. — Disse ela, apertando os braços à minha volta ainda mais.

— Esta bem? — Perguntei me lembrando de sua perna. Olhei para a mesma e estava bem enrolada e amarrada com um tipo de pano.

— Eu estou bem, foi difícil tirar aquilo da minha perna, mais já passou meu amor. — Ela sorriu toda meiga e meu coração se derreteu todinho. — E você esta bem?

— Estou. — Falei, fisicamente eu estava bem. Mentalmente eu estava abalada e nervosa.

— Bom, e você nenê? — Lauren perguntou para Darcy dando-lhe um abraço e a bebezinha apenas concordou com a cabeça. — Ok, estamos bem, foi apenas um susto certo? Vamos embora.

Era muito arriscado o que estávamos fazendo e não muito fácil de realizar. Nós estávamos cegas a andar pelos corredores com uma grande responsabilidade em nossas mãos. 

— Pronta? — Lauren sussurrou me olhando. Abanei a cabeça seguindo-a.

Ela andou na direção da onde eu tinha saído, eu estava com medo e desesperada, eu estava ficando muito nervosa, agarrei na mão da Lauren. Nessa parte de baixo do prédio do colégio estava muito escura e molhado, eu estava apavorada.

Lauren abriu uma porta, ouvimos um estalo da fechadura, após isso, ela virou a maçaneta. Eu conseguia ouvir os batimentos do meu coração nos meus ouvidos enquanto a parte mais temida da escola nos estava a ser revelada.

Não havia absolutamente nada. Era como se até os ruídos de fundo habituais das saídas de ar e de tubos estivessem ausentes. A escuridão engolia a maior parte deste lugar. Tudo o que eu podia perceber é que nós estávamos à frente de duas fileiras de celas. Ambas em frente umas às outras.

— Estou com medo. — Darcy choramingou e eu apaguei no colo.

— Deite no meu ombro e fecha os olhos, quando a gente chegar eu digo para você os abri, certo? — Falei suave para não assusta-la mais e ela concordou.

Lauren e eu permanecíamos relutantes na mesma posição. Algo não estava bem.

Mas nós tínhamos que continuar. A Lauren deu um passo tranquilo para a esquerda e eu imitei-a. Os nossos passos permaneciam quietos linha após linha. O nosso plano continuava a trabalhar a nosso favor.

Finalmente chegamos a uma parte da ala que tinha só carros velhos e imundos, no fundo tinha um grande portão branco, respirei de alivio, ao perceber que aquele era o portão principal da nossa fuga. A saída que Gigi nos falou. Lá estava ela.

— Vamos, corre. — Lauren falou eufórica e começou a correr. — Esta-

Tampei a boca dela assim que ouvi um barulho e prendi minha respiração com medo de olhar para atrás e encontra alguém da escola, algum inspetor ou algo parecido. Ficamos nos encarando por um tempo, tomando coragem de olhar para atrás.

— Não é nada. — Lauren falou, ela teve a coragem de olhar enquanto eu a olhava pasma. — Vamos, aquela é a saída, estamos livre Camila, finalmente livres. — Lauren sorriu me dando um selinho. — Vamos antes que alguém apareça e acabe com tudo.

— Sim. — Concordei.

— Merda. — Suspirou Lauren ofegante.

— O que foi? — Perguntei atenta.

— Esta trancado. — Lauren falou e me mostrou que não conseguia abrir.

— Da um golpe. — Falei simples. — Não podemos ficar aqui, corremos risco, da o golpe e corremos, ou você tem outra ideia melhor?

— Você tem razão, se afasta. — Lauren falou e deu um golpe com força na fechadura do portão que na mesma hora se estorou e causou um grande barulho. — Deixa eu ir primeiro, quero ter certeza que é seguro.

Se era seguro ou não, não importava, mas eu não protestei com a sua sugestão.

— Ok. — Concordei.

— Me da a lanterna. — Lauren pediu e eu a dei. — Vem amor. Esta tudo ok, pode vir.

Eu passei pelo o portão e na mesma hora que passei o portão despencou nos assustando, foi ai que eu ouvi passos atrás de nós, olhei imediatamente para atrás, mas não tinha nada.

— Esta tudo bem? — Perguntou Lolo virando a cabeça para olhar para atrás.

— Sim.

Eu seguia a Lauren junto de Darcy, eu foquei na luz da lanterna de Lauren à sua frente, tentando controlar a minha respiração. Estávamos tão perto, porra, concentrei-me na minha própria respiração. De repente a Lauren parou me fazendo parar também.

— Escuta. —  Disse ela.

O olhar preocupado no seu rosto devido ao que ela tinha ouvido me assustava  inacreditavelmente. Ergui uma sobrancelha esperando alguma coisa acontecer, mas não ouvi nada. Só o silêncio.

O que eu ouvi no momento seguinte foi um pouco diferente, mas era assustador. E não havia mais nada a não ser o som da respiração de Lauren ao meu lado. O barulho era distante e ecoava na nossa direção ao longo das paredes.

— Camila. — Uma voz estranha e baixa disse.

E foi aí que eu e a Lauren percebemos que não estávamos sozinhas nesse lugar. 


Notas Finais


Me desculpem os erros, se tiver, eu revisei, duas vezes, mas sempre tem um erro que passa desapercebido......... espero que tenham gostado'♡
aushudfjas rindo de nervoso
AAAAAAAA AAA AAAA 10 MINUTOS PARA COMEÇAR O SHOW DO MEU AMOR SCR, EU TO PASSANDO MAL

https://www.youtube.com/watch?v=e934LuQlAeg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...