1. Spirit Fanfics >
  2. No salão dos prazeres (Jikook) (ABO) >
  3. Vinte e oito;

História No salão dos prazeres (Jikook) (ABO) - Capítulo 28



Capítulo 28 - Vinte e oito;


Foi o melhor Yule da vida de Jimin. Não que ele tivesse passado muitos feriados felizes.

O Ômega se recostou na cadeira e observou o restante da mesa.

Yoongi, Taehyung e Hoseok já estavam bêbados antes da meia noite, o que os tornava cada vez mais divertidos.

Jin e Namjoon se aproximaram rápido do resto das pessoas, e no momento conversavam com Milah e Elethya.

Jimin já tinha tirado um tempo para ouvir a risada de Milah. Memoriza-la. Sua irmã, sua linda, pequena e frágil irmã...

Mais um herdeiro das chamas que se apagaria.

Jimin casualmente bebeu o líquido âmbar de dentro de sua taça. Brandy, talvez.

O Ômega levou os olhos até o seu Alfa, que lhe ofereceu um breve sorriso.

Jungkook não bebeu, nem encostou em nada na mesa. Jimin franziu o cenho pra ele.

_ É Yule. Vai desonrar os deuses dessa forma.

Jungkook se espreguiçou na cadeira.

_ Eu nunca liguei muito para os deuses.

Hoseok piscou diante da frase.

_ Jungkook é melhor ter cuidado com o que diz.

Jimin apoiou os cotovelos na mesa.

_ Quem é a nossa companhia?

Hoseok abriu um sorriso sombrio e fechou os olhos.

_ Sol, Lua, Vetru, Annieth, Briget, Caos, Paz, Elethya e...

Os olhos do Ômega voltaram a se abrir, se voltando para Namjoon.

_ Soluna.

Jimin automaticamente levou a mão ao ombro. Em aviso a Sol, para que deusa fosse com sua filha.

Sol apertou de volta, com se entendesse.

Jin estava com a mão no coração.

_ Então ela está comigo. Annieth?

Hoseok assentiu.

_ Sol, fica com Jimin e Lua com Jungkook. Vetru fica comigo, Briget com Tae e Caos com Yoongi. Paz fica com Milah, Elethya com Elethya. Annieth fica com Jin e Soluna com Namjoon.

Jimin não sabia se era por que Hoseok estava bêbado ou se os deuses realmente o autorizaram a falar.

O rosto de Jungkook estava lívido.

_ O nove deuses estão conosco.

Hoseok assentiu.

_ Eu falei pra ter cuidado com boca.

Jimin não conteve a pergunta:

_ E o resto? Faltam três, para serem os doze deuses.

Hoseok levou os olhos até Milah.

_ Ainda não chegaram no mundo.

                       • ───── •

Jungkook olhou para Jimin. Deitado. Do seu lado.

O Ômega devia estar muito bêbado no final da festa pra fazer isso.

O cheiro de Jimin o manteve acordado. O manteve saboreando o improvável.

_ Não vai dormir?

Jungkook deu risada.

_ Por que nós dois temos a tendência de fingir que estamos dormindo?

O Ômega abriu os olhos. Os lindos olhos verdes.

_ Para não preocupar um ao outro, acho.

Jungkook mordeu o lábio.

_ Vá dormir. Bebeu a festa inteira. Vai acordar com uma tremenda dor de cabeça.

Jimin fez uma careta.

_ A questão é, eu sei beber.

Jungkook soltou um ronco de escárnio.

_ Ah, sabe. É claro que sabe.

Jimin lhe lançou um olhar afiado, e então voltou a fechar os olhos.

_ Eu sabia o que estava fazendo quando deitei nessa cama.

Jungkook ergueu as sobrancelhas. Mas o tom foi de puro escárnio:

_ Sério?

Jimin lhe deu um tapa no ombro que fez o Alfa urrar de tanto rir.

_ É sério inferno!

Jungkook cobriu o rosto com as mãos.

_ Acredito em você.

Jimin voltou a abrir os olhos.

_ Então diga alguma coisa.

Jungkook apoiou o cotovelo na cama e o rosto nas mãos.

_ Eu diria que você ainda está bêbado - Jimin se preparou pra dar outro tapa nele - Mas, como eu sei que por trás desse ódio todo você ainda me ama, eu diria que você fez isso por puro desejo.

Jimin lhe deu um soco no estômago dessa vez, nada forte.

Jungkook abriu um sorriso ladino para o Ômega.

_ Para de ser tão vulgar.

Jungkook inclinou o rosto.

_ Sabe que é verdade.

Jimin piscou diante da frase.

_ E se for?

O Alfa deu de ombros.

_ Acho que só você pode responder isso.

                   • ───── •

Jimin pensou em socar o Alfa de novo.

Mas, ele tinha toda razão.

O Ômega suspirou baixinho. Tentando encontrar as palavras certas.

Jungkook sorriu.

_ Apenas diga sim ou não. Posso viver com as duas escolhas, posso esperar até que esteja pronto.

O Alfa ergueu a mão, em um convite silêncioso.

Jimin passou os olhos pelo rosto de Jungkook.

Uma semana. Inferno. Ômega tinha passado só uma semana longe dele, e foi como anos.

Jungkook era o maior motivo da sua felicidade, o seu amor encarnado.

Se o mundo pareceu cair em uma semana, Jimin não desperdiçou tempo em imaginar como seria ficar anos sem ele.

Então o Ômega entralassou os dedos com seu parceiro.

_ Sim.

Jungkook pareceu extremamente surpreso com a resposta.

_ Graças aos deuses.

E o menor não teve nem tempo de raciocinar quando Jungkook reivindicou sua boca pra si.

                          • ───── •

Yoongi estava ficando com um humor de bosta, e o Alfa sabia disso.

Primeiro por que Hoseok e Taehyung não contavam o que havia de errado, e segundo que a bebida do dia interior fazia sua cabeça zunir.

_ Antes de arrancar nossas cabeças, tivemos um bom motivo pra não te contar.

Yoongi levou os olhos até seus Ômegas e gesticulou para que eles continuassem.

_ Era Yule e o assunto é complicado... - Hoseok se sentou a sua frente, o sol da manhã lhe refletindo nos cabelos - Precisamos que mantenha a mente aberta.

O zunir dentro da sua cabeça só aumentou diante da tensão nas palavras de Hoseok.

Taehyung se ajoelhou na frente dos dois.

_ Hoseok recebeu uma mensagem dos deuses.

Yoongi esfregou as têmporas.

_ E o que diz?

Hoseok engoliu em seco.

_ Milah provavelmente não vai sobreviver.

O zunido tomou a mente de Yoongi.

Não. Não.

Ele tinha perdido Jimin, não iria perder Milah.

Milah. Milah.

Não poderia ser ela. Não. Que fosse ele mas não Milah.

Uma luz se acendeu na mente do Alfa.

_ O quão vago é esse "provavelmente"?

Taehyung lhe segurou a mão. Hoseok suspirou.

_ Imortais são privilegiados. Quando um nasce outro terá que morrer. Mas, se Milah passar sua imortalidade para outra pessoa a criança nascerá mortal, eu não levará a vida de Milah.

Yoongi fitou Hoseok.

_Então faça isso...

Hoseok negou com a cabeça.

_ Pode matá-la no processo.

      • ───── •

Os joelhos da Ômega tremiam.

Ele iria morrer. Morrer.

Pela primeira vez na vida ela se arrependeu de ouvir atrás da porta.

Milah entrou cambaleante na sala. Hoseok se pôs de pé.

_ Eu vou morrer.

Uma lágrima escorreu pela bochecha de Hoseok.

A menor teve que lutar para deixar o café da manhã dentro do estômago.

Elethya...

A mão da Ômega deslizou até o útero. Por aquela vida. Milah daria a sua.

Por aquela pequena vida, sua chamas se apagariam.

E foi ali que Milah começou amar a criança que crescia dentro de si. Foi ali que ela entendeu.

_ Eu vou morrer.

Hoseok assentiu, mas não em confirmação, foi como se ele entendesse.

Milah sorriu. Ela não temeria a morte.

Por aquela vida que crescia dentro de si. Por seus irmãos, amigos, por Elethya.

A garota não temeria a morte.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...