História No sense - Imagine Park Jimin BTS - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Jimin, Nosense, Parkjimin
Visualizações 430
Palavras 1.242
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIEEEEEE, COMO PROMETIDO HOJE POSTEI CAP EM MYSTERIOUS LOVE, E AGORA AQUI EM NO SENSE, PORQUE A TIA MANDY AMA VOCÊS, SÓ PRA PROVAR AINDA SAIR BLUE, THE HOTTEST COLOR HOJE TAMBÉM, DEPOIS THE RULES OF A MURDERER , EITCHA, TO IMPOSSÍVEL , VAMOS VER O QUE MEUS PERSONAGENS IRÃO APRONTAR...
E TUDO EM CAPS LOCK PORQUE SIM! <3
AMO VOCÊS BOLINHOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOS

Capítulo 26 - 24- Vou cuidar de você


Fanfic / Fanfiction No sense - Imagine Park Jimin BTS - Capítulo 26 - 24- Vou cuidar de você

Pov's Jimin

Eu estava na casa do Kihyun, hoje teria que falar com os pais deles, tudo em nome da empresa, e tinha uma consulta marcada, mas que eu claramente não iria, eu estava muito prestativo, o dinheiro da fam[ilia do Kihyun me interessava e muito, a irmã dele , sentou no sofá, fazendo uma troca de pernas indecentes, mas apenas ignorei, logo me veio s/n na cabeça, onde ela estaria e como estaria, sendo que um dia sem falar com ela , já me faz ficar digamos que "preocupado" , ainda não conheço os pais dela, mas pelo que me diz, são diabos.

Hoje eu tinha planos para ela, quero leva-la a um passeio romântico , se assim posso dizer, falei com Taehyung mais cedo, ele disse que iria sair com tal Hoseok, para investigar por mim a amizade dos dois, digamos que ele tem um jeito meio, apaixonado com a s/n, eu não tenho ciúmes, nada disso mas me sinto um pouco desconfiado dessa amizade, e a única pessoa que pode influenciar ela, sou eu.

Peguei os papéis em mão, os lendo, jamais assinaria algo pelo qual eu não saiba, do que se trata.

- Então Park , como estão as condições ? - o pai de Kihyun me olhava sugestivo.

Jimin: Um casamento seria então, a condição para suas empresas serem minhas?

- sim, quero que ela, se case com alguém que preste, você seria o tipo ideal.

a mesma, sorria pra mim, e eu apenas sorrio retribuindo, coitada, mal sabe que ficará isolada em casa, jamais largaria s/n por causa disso.

Kihyun: estou muito contente, mesmo que seja por essas razões, seremos ótimos para você.

apenas reviro os olhos, já não chega eu ter mentido sobre Kihyun ser meu primo, agora tenho que tolerar meu futuro "cunhado", tentando amizades, so quero ficar de olho nele perto da minha garota.

assino tudo, e vejo as datas deles, casariamos ano que vem, agora era pra nos conhecermos, coisa que não vai rolar.

termino de assinar, e saio da casa, enquanto ela vem correndo e pula em meu colo, caio um pouco pra trás.

- oppa, estou tão feliz, vamos sair amanhã - apenas assinto, nem falar eu quero, tudo por motivos maiores.

ela beija minha boca, mesmo que eu me sinta mal, coisa que nunca houve, já fiquei com outra menina, estando com a s/n, mas dessa vez eu não queria, estava me sentindo....sujo..e errado, é confuso mas eu não me sentia confortável, nessa situação, não agora. ela se soltou de mim, meio desanimada pela minha falta de vontade em falar, mas ela devia entender, e fazia dias que eu não tomava meu remédio, não estou me sentindo bem, fui para minha casa direto, eu como já disse, não vou na consulta hoje, estou bem nada demais irá acontecer.

dirigi correndo para lá, entrei em casa com minha mãe já se aproximando.

- você já foi fazer o que te proibimos, não condene aquela pobre menina, a viver ao seu lado - minha mãe dizia, até eu acertar um tapa em cheio nela, já me senti ficando descontrolado.

jimin: sai da minha frente, eu não quero fazer pior. - a mesma se retira nervosa da minha frente.

- Filho, pare de fazer isso, so queremos o seu bem, como anda o tratamento? - eles queriam me tirar do sério mesmo.

Jimin: eu terei que trancar vocês de novo dentro do porão? - serro os dentes, falando em um tom baixo , mais demonstrando toda minha raiva, minha mudança de humor, sempre ocorria, quando eu me sentia pressionado, ou por falta dos meus remédios.

entro em meu quarto, pego uns papéis, noto que ainda tinha coisas pra fazer,mas não iria, quero ver s/n, mal estava parado olhando pela janela, acho que logo irei tomar um banho de piscina, relaxar seria bom, ponho uma sunga branca, e quando vou sair do quarto, vejo Taehyung invadir minha casa correndo.

Taehyung: Vai na casa do Hoseok, s/n está com ele. 

Jimin: Não quero ir, depois eu busco ela.

Taehyung: eu disse que ela está sozinha, com um homem e você não da bola.

Jimin: É isso mesmo, to de mau humor, e não quero que ela conheça, esse meu lado, se é que me entende.

Taehyung: eu sentia algo a mais ali, cara vai to avisando.

taehyung havia implantado na minha cabeça aquela ideia, eu não tava querendo ir, mas do nada, ele fez  com que eu pensasse melhor, pelo pouco que pude analisar, o Hoseok é amigo mas não me engana.

troco de novo a roupa, deixando banho de piscina para depois, quem sabe acompanhado dela.

[..............] Dirigi rápido, deixando Tae em minha casa, ele tem livre acesso lá, estaciono em frente a casa de Hoseok, que estava silenciosa, bato na porta e os chamo, eu sou esperto e detalhista, ouvi sussurros dentro da casa, e logo notei que sim, ela estava ali, logo alguém abre a porta, e era ele.

Hoseok: ah oi Jimin, o que faz por aqui? - é impressão minha ou os lábios dele estão vermelhos demais. acho que a paranoia de taehyung passou pra mim.

Jimin: taehyung disse que s/n, estava aqui , quis aproveitar a oportunidade e ver ela.

Hoseok: claro entra.

ela estava já na sala, agindo de maneira nada discreta. Típico de quem tem culpa de algo, problema que ela não conhece, meus problemas, e como sou desconfiado, ela está agindo de forma errada e nada natural, e meu eu interior, que é perigoso e não tem medo de nada, já quer aparecer.

Jimin: desculpe, querer roubar a moça, mas s/n quer sair comigo?

ela me olha corando, e sua boca estava vermelha também, eu não sou bobo e hoje ela me paga.

S/n: oi amor - ela vem e me beija, aquele sabor que não era so dela, mas de alguém me fez ter sangue fervendo de ódio - claro que aceito, vim para cá , porque encontrei sem querer ele e tae, na sorveteria, e como sei que se eu voltar para casa vai ser pior, resolvi vir pra cá.

eu não digo nada, a pego pelo braço com carinho, e saio me despedindo do cara, que da em cima da minha garota , com essa de melhor amigo.

entramos no carro em silêncio, espero ela por cinto.

Jimin: então , hoseok namora?

ela me olha sem entender.

Sn: bom ele não namora, mas ta gostando de alguem

Jimin: quem seria?

S/n: que interesse repentino nele agora.

jimin: é que, conheço alguém que se interessa por ele, se ele é solteiro, podia investir - digo jogando verde, sempre fui esperto, meus problemas me fazem ter duas faces, e saber direitinho quando a presa, esconde algo.

s/n: ele é gay jimin, e gosta do taehyung.

eu ainda não caio nessa não, eu vejo o olhar dele sobre ela, talvez ele seja BI.

Jimin: hunm,,, talvez tae , dê uma chance para ele - sei que taehyung me mataria se souber o que estou dizendo, mas não custa nada ver até onde vai isso.

s/n: seria ótimo, converse com ele, talvez o mesmo queira o Hope.

apenas sorrio, mas tudo era parte de uma cena, arranco carro e levo ela para um lugar especial, eu sei que ela está me mentindo, e hoje vou fazer ela confessar.

ai baby, você jamais deveria mentir pra mim

do mesmo jeito que sou anjo, eu viro o demônio.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...