História No Sense - Capítulo 56


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber
Tags Incesto, Possessivo
Visualizações 484
Palavras 861
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 56 - Acostumada


Fanfic / Fanfiction No Sense - Capítulo 56 - Acostumada

Estávamos em minha sala, enquanto Eduardo e Chris estavam sentados no sofá e eu andando pela sala agoniado. Ana está em perigo, grávida para piorar a minha agonia. Não faço à mínima idéia de onde ela esteja a três meses

 

Chris"eu entendo de computação, então se o Eduardo pedir permissão das câmeras das ruas e avenidas do hotel onde ela estava hospedada podemos ver em que direção eles foram, ou se ainda estão na cidade"

 

Justin"você hackea logo isso, não temos tempo para esse negócio de pedir permissão"falei impaciente

 

Chris"isso demora, com as gravações em mãos é mais fácil"

 

Eduardo"eu vou conseguir, e falo com você Chris"

 

Chris"certo"

 

Justin"o mais rápido"apontei o dedo para Eduardo que não me dava um mínimo de atenção

 

Eduardo"eu sabia que você era o namorada dela, não o irmão"

 

Justin"eu sou os dois"sorri largamente vendo a sua cara de assustado

 

Eduardo"você não tem vergonha nessa cara"se levantou ficando em minha frente 

 

Justin"e você não tem amor a vida"puxei minha arma da cintura

 

Chris logo se levantou e afastou Eduardo. Guardei minha arma de volta e subi para o meu quarto.

 

Não conseguia um dia se quer pensar em Ana, e pensar que ela pode está sofrendo com o bebê em seu ventre, me deixa puto. Eu era para ter ficado do lado dela naquele dia, era para ter insistido dela voltar para casa. 

 

 

 

 

 

Narração Por Ana Júlia / Angel 

 

Acabei de sair do hospital, tentei de várias maneiras ficar sozinha com a médica especialista em ultrassonografia, mas tinha um segurança que ficava ao meu lado o tempo todo, e Jenna, ela estava prestando atenção no que a doutora falava. A médica não queria nem conversar comigo, estava com medo de levar um tiro na cabeça. 

 

Jenna"o seu bebê está ótimo"vi um sorriso enorme em seus lábios

 

Estava apreensiva olhando o celular em suas mãos, eu ainda consigo me lembrar do número de Justin. Mas ela vive com esse celular na mão, não deixa em canto nenhum.

 

Júlia"quando eu vou poder saber o sexo do bebê?"perguntei realmente curiosa

 

Jenna"você agora que tem quatro meses de gestação, acho que no quinto mês já dá para saber"sorriu

 

Júlia"eu sinto que vai ser uma menina"levo minha mão na barriga massageando 

 

Jenna"então sua preferência e menina?"assenti

 

Poderia ser uma menina, aí como eu adoraria arrumar suas roupinhas e levá-la para escola. Ver o Justin sendo um pai, ver ele mudar pela nossa filha.

 

Desci do carro assim que ele parou de frente a mansão afastada da cidade, seria difícil fugir dos guardas e correr até a cidade, mas eu tentaria. Jenna me puxou pelo braço para dentro de casa e logo me levou para o meu quarto.

 

Jenna"Shawn vai gostar de ver"jogou meu ultrassom na cômoda branca 

 

Júlia"ele nem é o pai"me sentei na beirada da cama cansada

 

Jenna"sabe que o Shawn quer a criança"me olhou com olhar de superioridade

 

Júlia"o bebê é meu"falei a olhando

 

Jenna"eu sei, mas o pai agora é o Shawn"

 

Saiu do meu quarto batendo a porta e trancando logo em seguida. Fiquei no mesmo lugar pensando como ele teria coragem de pensar assim. Justin é o pai, o único.

 

 

(...)

 

 

Shawn"não entendo muito disso, mas parece um...."me olhou esquisito enquanto apontava para foto

 

Julia"um bebê"fui em sua direção tomando de sua mão as fotos da ultrassonografia

 

Shawn"nem da pra vê se é um menino ou menina"deu de ombros

 

Julia"só no quinto mês, a Jenna falou"voltei para cama me sentando

 

Shawn"eu quero que se mude para o meu quarto"se sentou na beirada da cama

 

Julia"por que?"o olhei assustada

 

Shawn"você agora é minha mulher"

 

Julia’’você tem que entender que não temos nada, esse filho não é seu, Shawn eu estou com medo desse seu lado possessivo’’

 

Shawn’’desculpa, Ana você não merecia aquela vida, o bebê não merece um pai como o Justin’’

 

Julia’’por que você não me matou?’’

 

Shawn’’você não merece isso, eu sei que seu irmão sofreu com a morte do seus pais, mas não justifica ele ter te tratado naquele jeito, Justin não merece uma justificativa e ele não merece que você o defenda’’

 

Julia’’eu criei muitas esperanças’’ me sentei ao seu lado na cama

 

Shawn’’você não merece minhas desculpas e nem precisa aceitar elas, mas eu peço, eu te tratei muito mal na primeira vez em que nos conhecemos’’

 

Isso fazia um bom tempo, me surpreendi ao ouvir suas palavras, tantas vezes eu perdoei o Justin e ele me maltratou em seguida. Shawn merece uma chance.

 

Julia’’sim, eu aceito suas desculpas’’

 

Shawn’’eu não sabia que Lívia era sua amiga, ela também não merecia’’

 

Julia’’eu já estou acostumada em perder as pessoas que amo desde quando nasci’’

 

Virei meu rosto oposto ao seu, deixei uma lagrima descer sobre minhas bochechas.

 

Shawn’’você pode fazer uma ligação para o seu irmão’’ o olhei assustada e vi o mesmo esticar o braço com o celular em mãos

 

 

 

O foco não é o mesmo se você não estiver na foto

Em todos os holofotes

As emoções não são as mesmas

Se não for por você, eu não entendo

Desde o início,

Você teve esse efeito em mim

Tudo que eu quero é você, oh

Justin Bieber - No Sense

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...