1. Spirit Fanfics >
  2. No Tears Left To Cry - FILLIE >
  3. Eu sempre fui apaixonado por você

História No Tears Left To Cry - FILLIE - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Cara... vocês têm noção do quanto significou pra mim esses 51 favoritos? 51? Eu tô sem reação quando eu entrei aqui no Spirit pra dar uma olhada nas histórias que foram atualizadas, aí entro na minha e tem 51 FAVORITOS E A META (12) BATIDA DO CAPÍTULO ANTERIOR COM 13 COMENTÁRIOS! Sério, eu tô felizona :)


Tô apaixonada por cada um de vocês🖤 DE MAAAAAAISSSS, os comentários foram o que me motivou muito também, OBRIGADA MENINAS! me deu aquela coisa de se inspirar e trazer algo legal pra vocês novamente... me sinto feliz por que simplesmente eu me esforcei muito no capítulo 4 e já tinha vários favoritos mesmo que eu tenha arrecém postando capítulo nessa fanfic de Fillie...

Obrigada à todos e a @AnaGirl123 por ter me dado essa história pra mim continuar e valeu a pena❤🥰


Agora tenham uma boa leitura!


Ele tá meio assim já que é o capítulo seis, então a massa tá desandando um pouco HAHAHAHAHAHA, mas o próximo vai melhorar, prometo!


• Aliás a fanfic, no caso, a protagonista será a Millie, então lá de vez em quando irei colocar o Finn narrando, paciência!

Capítulo 6 - Eu sempre fui apaixonado por você



Millie Bobby Brown Poin't Of View 


21 de fevereiro de 2018.

14:14 PM 



—  Então quer dizer que vocês se beijaram? Você tem probleminha na cabeça Millie?  —  Pergunta Noah indignado comigo, apenas bufo impaciente.Ele é dificil de me compreender às vezes.  —  Mas que raios você fez? Você foi trouxa!


Eu havia marcado de sair com Noah e Sadie, já que ocorreu algo na cafeteria e fomos dispensados, então com o tempo livre, chamei ele para sairmos, Sadie não pôde vir por causa que ia pra casa do seu pai comemorar o  noivado do irmão pro casamento em Virgínia.


Cá estamos nós dois, na sorveteria, mesmo estando um frio aqui.


Contei à ele o que aconteceu pela manhã e como foi a festa, ele ficou tão maluco, pirou de vez quando contei detalhe por detalhe.Agora não para de me aconselhar mas ao mesmo tempo, me dar sermões que eu sinceramente, mereço muito.


Acho que eu ainda estou com álcool no sangue, estou meia inconsciente das coisas, por que pra conversar com Finn e ainda beijá-lo? Eu devo ter problemas, eu não sou assim e ainda passei por cima de tudo isso eo beijei, como eu queria que isso tivesse sido só um pesadelo bobo, mas não foi, eu realmente havia feito aquilo e piorou a minha vida.




BOSTA!




Mas isso não importa, quando eu o beijei, eu não senti nada, não consegui sentir aquilo que sentia antes, tudo mudou aparentemente.Mas eu vi o quanto ele me desejava, mas eu não cedi aquilo, eu havia esquecido ele completamente e ele saiu do meu coração, aquele peso saiu também, a mágoa eu espero que saia também e depressa.  



Está na hora de seguir em frente e deixá-lo para trás, está na hora de viver de verdade, de ser o que eu sempre quis ser, ser uma mulher independente que não precisa de homem nenhum nas costas para me dizer o que eu posso ou não devo fazer, sou dona de mim mesma e irei fazer tudo daqui pra frente, no intuito de me fazer feliz, bem consigo mesma e adquirir tudo que eu tanto sonho.



E a única coisa que eu quero ao meu lado durante toda minha caminhada, é minha família e meus melhores amigos que eu tanto os amo.



—  Eu sei que eu fui trouxa Schnapp! Mas já foi, eu não me importo com Finn mais, eu sei que vocês são praticamente irmãos, e você está do lado de nós dois, mas se ele te falar que se eu sinto ainda alguma coisa por ele, diga que aquele encontro foi o primeiro e último que tivemos.


—  O quê? Como pode dizer isso Millie? É óbvio que ele ainda pensa que você sente algo por ele, você praticamente atacou a boca dele hoje e ainda me diz isso? Me poupe.  —  Ele revira os olhos.


—  Eu sei seu imbecil, acontece que foi a última vez que eu o verei.


—  Por que a última vez? Vocês moram na mesma cidade e Los Angeles não é tão grande quanto aparenta ser.  —  Deu uma risada com o seu deboche e bebeu um gole do seu refrigerante de latinha.


—  Eu irei embora Noah.  —  Suspiro após ter dito isso.



Aos poucos ele foi cessando suas risadas e me encarou confuso.


Sim, eu irei embora desse inferno chamado Los Angeles.


Me decidi quando conversava com minha mãe por telefone, ela disse que New York seria um lugar ótimo para mim começar minhas coisas que tanto sonho, e também, tem um apartamento por lá que ela havia o comprado há muito tempo quando viajávamos pra lá nas férias de verão, será melhor pra mim.Eu sei disso.


Irei recomeçar a minha vida, do zero novamente.


Eu sei que tudo tem uma consequência por trás disso que falei, terei que deixar meus amigos novamente, meus pais, tudo que construí aqui, mas eu tenho que correr atrás do que quero, até por que ninguém irá fazer por mim, somente eu mesma.


New York é grande, meu sonho desde pequena sempre foi ir pra lá, tentar coisas novas e conhecer coisas novas, morar lá.Mas eu tive medo, medo de eu simplesmente ver que não é a minha casa, aquela expectativa que eu criava, mas agora eu tenho certeza do que quero e minhas expectativas estão de volta.


É necessário amadurecer.


Por isso crescemos.


Mordo um pedaço da casquinha do meu sorvete de chocolate, Noah estava quieto.


—  Você não está falando sério? Está?


—  Estou. 


Ele fecha os olhos com força e os abre.


—  Porra Millie! Você está fugindo dos problemas, que nem daquela vez.Por que faz isso? Alguma coisa aconteceu e você simplesmente decidiu isso de uma hora pra outra, me diga o que é.



—  Eu não estou fugindo dos meus problemas do passado Noah! Entenda isso.Eu quero realizar meus sonhos, meu sonho é ir pra lá desde que me conheço por gente, você sabe disso mais do que ninguém.  —  Falo em um tom alterado.



—  É claro que eu sei disso, acontece é que essa sua decisão repentina que me pegou de surpresa, eu não esperava por isso e afinal? Por que então mentiu? Mentiu pra todo mundo que ficaria aqui em LA, fazer tudo que puder e depois, daqui uns três ou quatro anos ir pra New York?


Estou de saco cheio.


Noah não me entende.


Ninguém me entende.



—  Eu não menti! Por que todo mundo diz que eu sou uma mentirosa? Que saco, é a minha decisão e ninguém vai tirar ela da minha cabeça, eu irei pra New York daqui alguns meses, eu vou correr atrás do que quero e ninguém vai me impedir de fazer isso.



—  Você é uma orgulhosa, não está nem aí para seus pais e seus amigos, você irá nos deixar de novo, por causa do besta do Finn, por causa de um relacionamento ridículo de criancinha e uma briga estúpida que vocês tiveram uma vez, e está fugindo de todo mundo.



—  Cala essa sua boca! Não era de criança, você nem sabe o que é amor, Noah! Não sabe! Nosso relacionamento era de verdade, mais do que qualquer casal mais velho por aí.Eu o amava mais que tudo e aquela vagabunda estragou tudo, tudo que eu havia construído com ele. —  Lágrimas descem.Eu odeio chorar. —  Me sinto melhor por não sentir mais nada por ele, mas sempre irei me lembrar do que tivemos mesmo que eu não sinta mais nada.E eu me importo com minha família e com meus amigos, mas ninguém irá fazer as coisas por mim, ninguém!



—  Eu sei sim o que é amor Millie Bobby Brown! Eu sei sim o que é o amor.Por que se eu não soubesse, não estaria aqui, na sua frente, ouvindo você dizer um monte de merda e ainda falando do ex pra mim, e do quanto está doendo ouvir isso, que irá partir novamente, sendo que eu te amo mais que tudo, mas você nunca viu.



—  Eu também te amo Noah, mas você deve me compreender, me apoiar, os amigos fazem isso.  —  Falo baixinho.


—  Que amigo o quê, você é tão cega Millie, puta que pariu.Você escolheu o Finn, que te machucou e ainda te machuca ao invés de ter me escolhido.Eu poderia ter feito milhões de coisas só pra te ver sorrir, ter seu sorriso pra mim.Mas você gosta de se machucar. —  Sorriu cínico. — E eu mais burro continuei demonstrando as coisas, mesmo sabendo que seu coração pertence ou pertencia à ele.



Do que ele está falando?


Noah está apaixonado por mim? É isso que estou ouvindo? Uma declaração?



—  Eu sempre fui apaixonado por você Millie, mas foi tarde de mais quando eu simplesmente bati na porta do seu maldito quarto pra fazermos o trabalho de história naquele ano, você estava no colo dele, na ponta da cama entrelaçada nele aos beijos.  



Ai... meu ... Deus!


Que merda ele está falando?



—  Eu nunca tinha visto tamanha intensidade, desejo e luxúria que você sentia pelo Finn, até no seu olhar pra ele, nunca tinha visto o quanto você o amava mais que tudo no mundo, ele era praticamente o seu mundo.E você era o mundo dele.Me doía, mesmo torcendo por sua felicidade acima de tudo, pois eu sempre fui seu melhor amigo e melhor amigo dele também, só não esperava que vocês estivessem em algo sério como aquilo que eu vi, que meus dois melhores amigos estavam apaixonados e justo a minha melhor amiga, justo a pessoa que eu amava, ele havia tirado de mim.Eu desejei que o relacionamento de vocês acabasse, eu queria te conquistar mas você sempre estava com ele na cabeça.


—  Você não fez isso.  —  Digo chorando.  —  Como pode me dizer isso também? Deveria ter ficado feliz por mim, deveria ter dito o que sentia antes dele ter chegado, e por que desejou que nós terminássemos? 


—  Pois é, foi tarde de mais, mas eu não o culpo, culpo à mim por não ter me abrido.Mas eu nunca, nunca irei aceitar todas aquelas cenas de vocês dois, principalmente no dia que aconteceu aquele acidente e fomos atrás de você, você foi de primeira correndo para os braços dele, me deixando sozinho, sendo que fui eu que havia avisado Finn que você estava junto no acidente que tinha ocorrido, você apenas me agradeceu e deu um abraço apertado, e voltou pros braços daquele mula.
























Notas Finais


Chocada ;-;


Noah nera gay naum? Brincadeiras à parte HAHAHAHAHAHHA


Capítulo curtinho, mas será necessário pro desenvolvimento da fanfic :)


Continuo a fanfic com 12 COMENTÁRIOS! ;)


Tá acontecendo uma surpresa atrás da outra, tô rachando KKKKKKKKKKKKKKK logo logo, tudo se indireita!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...