1. Spirit Fanfics >
  2. No Training Wheels (STEREK) >
  3. Twelfth

História No Training Wheels (STEREK) - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Twelfth


“Do jeito que você fala sobre o desinteresse das pessoas não condiz como a sua aparência. Confesso que é difícil de acreditar que eu consegui agarra-lo".

"Sexo sem significado é fácil de encontrar, sei como me pareço. O problema é que a maioria acha que estar em um relacionamento com um deficiente físico significa que não posso fazer nada sozinho. E não é todo mundo que quer responsabilidade de criar um bebê barbudo". Eles estavam de conchinha, Derek era a big spoon. "Outros temem que conhecidos caçoem deles por estar com alguém assim e o restante acha que tenho que me conformar com qualquer merda que tentem me alimentar porque estão fazendo um favor de aceitar alguém pela metade". O despertador dele já tinha soado há horas, eles aguardavam o do professor. "E o meu padrão é elevado — Tem se olhado no espelho? Você é a personalização da perfeição".

"Garanto que encherá o saco de mim sem demora porque sou muito carinhoso e grudento, ainda estou me segurando para não assusta-lo".

"Eu gosto de grudento".

"Fala isso até estar me pedindo espaço". Stiles cheirava como ele.

"Me dê privacidade para usar o banheiro e estamos tranquilos".

"Também não exagere, né. Tenho limites".

"Não quero que se segure, manda vê. Posso aguentar".

"Talvez seja uma boa hora para dizer que os glóbulos que constituem o meu sangue vem de ciúmes. E não tem nada a ver com desconfiança por assim dizer, talvez com insegurança minha, pois tenho pensamentos negativos o tempo todo e preciso me certificar de que não procedem. Às vezes procuro tanto que acabo achando e enfim o apocalipse acontece antes de que possa me explicar o que está acontecendo, sou a besta que a bíblia tentou avisar sobre".

"Pareceu saudável". Stiles o olhou sobre o ombro, "O que você quer? Senha do celular?"

"Yeah, rede social e e-mail".

"O e-mail não será possível, é monitorado pelo banco e é crime compartilha-lo".

"Certo, você não trocaria mensagens indevidas por lá podendo ser pego".

"Sou um livro aberto, não tenho nada a esconder. Ciúmes não é nada que eu não possa lidar".

"Como já pode presenciar, tendo a ficar agressivo quando estou chateado, não  partirei para a agressão, mas xingarei até a terceira geração da sua família".

"Nada que uma dose de spanking não resolva".

"Amo quando me diz o que fazer".

"Me diga uma novidade?", Derek riu de lado e subiu a mão da cintura dele para o pescoço.

O despertador dele tocou, "Porra".

· · ·

"Sem academia hoje?", Mrs. Vaughan perguntou, "Bom dia".

"Bom dia". disseram em uníssono.

"Irei no horário do almoço, quis ficar e passar mais tempo com o meu marido".

"Parabéns, Mr. Hale e Mr. Hale".

"Gosto de como isso soa", Stiles sorriu para ela e depois para o parceiro, "Nós teremos uma festa de arromba, durará três dias e você está mais do que convidada. Traga a sua família".

"Posso faltar?", Hale perguntou passando a ponta do nariz abaixo da orelha dele, Stiles como de costume estava sentado sobre suas pernas.

"Desculpa amor, mas os noivos precisam estar presentes em seus casamentos".

"Oh que pena".

"Para de ser um velho rabugento". Stiles saltou de uma cadeira para a outra na cozinha, "É o nosso momento".

"Preferiria ter o nosso momento longe de qualquer outro ser humano respirando, ainda voto para irmos direto para o Egito depois de uma saideira".

"Você sempre pode escolher outro noivo".

"Festa de três dias está ótimo, é o que a minha alma anseia", eles riram, "Você é indiano ou algo do tipo?"

"Não, é extrovertido o nome". 

"Você quis dizer extravagante?"

"Não, eu quis dizer para você comer de uma vez para dar tempo de irmos a escola antes do expediente. Ainda tenho que ir trabalhar".

"Sim, mamãe".

"Se junte a nós, Mrs. Vaughan". Ele gesticulou e ela se sentou, "Desfrute do manjar feito por suas mãos, Derek queria te dizer algo, mas eu não me aguento. Ele passará a pagar o seu seguro e te dará um aumento substancial". Derek arqueou as sobrancelhas porque era a primeira vez que estava ouvindo sobre aquilo, "Não é magnífico?"

Hale o observou conversar com a senhora e umideceu os lábios ao perceber o chupão sutil que tinha deixado na noite anterior, sexo chapado tinha entrado para lista de coisas que ele adorava fazer. Ele não viu nada psicodélico, mas o relaxamento fez a relação ainda mais satisfatória. O bancário não tinha tido tempo para entender a magnitude do que estava acontecendo ao certo, dentro de um prazo de uma semana ele tinha passado de alguém certo que morreria sozinho para um homem completamente apaixonado por alguém que mal conhecia na teoria, mas tinha essa certeza que ele era a pessoa como uma coceira insistente de picada de inseto. "Nós podemos ir até o seu apartamento para buscar as suas coisas".

Stiles trocava de roupa, "Não é necessário, eu trouxe tudo que tenho".

"Está falando sério?"

"Yeah, tudo que tenho cabe em uma mochila, foi algo que ficou do tempo que morei na rua. Tenho uma cafeteira, mas como você já tem deixarei a minha para eles".

"Morou na rua?", Derek o puxou pelo pulso.

"Eu tinha que levar o que eu tinha comigo ou roubariam, meu pai morreu quando eu estava no segundo ano. Tentei não entrar para o sistema com identidades falsas, na maior parte das vezes eu conseguia dormir no abrigo, mas às vezes não dava".

"Por quanto tempo ficou assim?"

"Quatro meses até que a mãe do Scott soube e me trouxe para a casa dela".

"Deus", Derek o trouxe para seu colo e o abraçou, "Não posso acreditar".

"Levei alguns tombos, Der. Minha vida nunca foi fácil".

"Não foi, mas agora será".

"Não sei se sei fazer o fácil".

"Eu te ensino, temos tempo".

"Yeah, nós temos".

"Farei a sua vida mais fácil e leve, prometo".

"Você já está", o beijou com a boca fechada. "Nós deveríamos ir, podemos contar histórias tristes depois". Derek assentiu. "Não pense muito sobre isso".

"Tentarei".

"Somos mais do que aconteceu conosco no passado, sei que não acredita nessas coisas, mas talvez não estivéssemos aqui se infortúnios não tivessem ocorrido. Você provavelmente estaria casado com outra pessoa, talvez eu estivesse em outra cidade... Não posso falar por você porque perdeu muito mais do que eu para estar aqui, mas para mim valeu a pena".

Talvez Stiles estivesse certo, talvez ele estivesse com Anthony até hoje se o acidente não tivesse sido demais para o relacionamento deles. "Definitivamente valeu".

"Quero que conheça a minha família". Stiles se levantou e eles seguiram para a porta principal.

"Claro, parecem melhor do que a minha". 

"Com certeza são, mais barulhentos e amigáveis".

"Não acha que tentarão nos fazer desistir?"

"Está brincando? Claro!", Stiles riu, "Eles não sabem melhor do que nós, a situação é delicada e terceiros não poderiam entender se tentassem".

"Nós ao menos entendemos? Quero dizer, estamos pulando passos e indo diretamente para o final da linha".

"Não nos casaremos amanhã, Derek. Festas desse tamanho levam tempo e dinheiro, quero contribuir também, o que nos dá mais do que tempo o suficiente para conhecer alguém muito bem".

"Aparentemente você pensa em tudo, huh?"

"Sou o cérebro e você os músculos".

"E a beleza também".

"Está falando de quem?

"De mim, óbvio".



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...