1. Spirit Fanfics >
  2. Noite da conquista >
  3. Noite da conquista

História Noite da conquista - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Konbawa!
Continuando a "valentine's week", temos Roy e Riza, de fullmetal alchemist!
Enjoy!

Capítulo 1 - Noite da conquista


Fanfic / Fanfiction Noite da conquista - Capítulo 1 - Noite da conquista

A noite da dança do salão mais famoso da cidade Central atraía os mais diferentes tipos de pessoa. Como em todo sábado, lá estava ele, Roy Mustang, encostado no balcão. Um pouco de whisky, goladas rápidas e os olhos atentos. Era naquele lugar que as moças mais belas vinham atrás de acompanhantes para suprir a solidão. Não que ele gostasse de brincar com os sentimentos alheios, mas, por que não se permitir um pouco de diversão? 

De repente,uma bela mulher em um vestido vermelho entrou no salão. Cabelos dourados como a luz do sol, um batom vermelho nada discreto e um salto alto chamativo. Ele levou as mãos até os cabelos, alisou os fios rebeldes e ajeitou a gola da camisa. Era por aquele tipo de companhia que ele saía em uma noite como aquela.

Com toda sua exuberância, ela avançou até o centro do salão. Como esperado, os vários clientes voltaram sua atenção para ela. Ela tinha um olhar confiante e ostentava um certo um ar de desdém, como se fosse inalcançável. Outras mulheres sentiram seu poder e começaram a contrair os rostos, intimidadas. Quem era aquela mulher, cujo caminhado sensual conseguia atrair toda atenção?

Então, ela foi na direção de Roy e ele a encarou sem pudor. Não era bem um homem de dar voltas, gostava de ir à caça sem receios. Ela correspondeu, momentaneamente, e o encarou de volta, com seus olhos castanhos. Ela mordeu de leve o lábio inferior. A bela mulher de cabelos loiros, entretanto, desviou sua rota, se distanciando dele, propositalmente. Ao chegar no bar, a exigência dela foi uma taça de champanhe. Ela tomou um gole, voltou-se para ele e ergueu a taça em sua direção. Uma abertura que ele, certamente,  não deixaria  escapar.

 Sua voz era suave, porém, ela era uma mulher de grande determinação. Seu nome: Riza Hawkeye. Aquele era o nome do desafio sensual e tentador daquela noite. Sem perder a oportunidade,ele se apresentou e  providenciou mais uma rodada de bebida para ambos. O clima começou a ficar interessante. Para sorte de Roy, ele encontrou uma dama de grande inteligência, o que tornou a conversa interessante e fluida. Aquela seria uma companhia extraordinária para aquela noite.

Um ritmo lento deu início a festa.  De repente, os violinos ressoaram pelo salão, indicando o início de um tango. Riza teve toda sua atenção roubada pela música, o que deixaria Roy em maus lençóis, se ele não fosse tão experiente na arte da conquista.  Uma mulher como ela não teria tanto interesse naquele estilo musical se não tivesse talentos na dança.  Roy tinha suas habilidades também e aproveitaria aquela oportunidade, já que aquilo poderia significar uma pós-festa glorioso. Ela recusou seu primeito convite para dançar. Ele sabia que aquela era uma alternativa para tornar seu charme mais irresistível. Após uma certa insistência, ela se tornou o  par dele durante a dança. Ele ofereceu sua mão e a conduziu ao meio do salão. A pressão sobre eles era nítida, pois eles tinham olhos invejosos de homens e mulheres sobre eles. Roy achava aquilo excelente, pois, queria mesmo que eles assistissem sua vitória, ao conquistar a mulher mais bela da festa. 

Mãos posicionadas, corpos colados e uma forte energia entre eles. Os olhos dele invadiram as duas esferas castanhas, que brilhavam  intensamente. Respirações quentes e levemente aceleradas se misturavam. Os lábios dela abriram-se em um sorriso malicioso. Pelo o que pode notar, ele não era o único com outras intenções naquele momento. Movimentos precisos, bem finalizados e lentos das pernas. Testas unidas e a troca de olhares, constante. Um aroma doce invadia as narinas de Roy, o que o fazia delirar e imaginar como seria o sentir diretamente da pele dela. Admirar seu  decote nada generosa tornava a concentração dele mais dificultosa. Como seria ver o corpo que o vestido cobria? 

A perna, revelada pela fenda do vestido, o fazia imaginar como seria tocá-la das cabeças aos pés. Uma perfeita perdição. Era o que ele pensava quando ela o encarava. Ela era precisa, era atenciosa, pois ela sabia que errar tiraria seu brilho. Seus corpos estavam tão sincronizados, que parecia que eles se conheciam desde sempre. Ela afastou-se dele e estendeu aperna para o lado.Enquanto desenhava um círculo no chão, ela deslizava a ponta do sapato no chão e lançava um olhar ameaçador e destemido para as outras moças do salão, como se marcasse seu território. Podia-se ouvir o ranger de dentes de ódio ao redor.

No movimento final,ele a pegou em meu colo, a fez encaixar seu tronco entre as pernas dela e enquanto a apoiava pela cintura, ela deixou seu corpo inclinar-se para trás, enquanto o rosto dele se aproximava de seu decote divino. O salão ficou em choque. Silêncio. A paixão transmitida pelos dois transbordou pelo salão. Porém, após a calmaria inicial, a completa euforia tomou de conta dos demais presentes. Ele aproveitou o retorno dela para em pé para fazer com que seus rostos se encontrassem. Sorrisos maliciosos e foi inevitável: tomados pelo calor da dança,beijaram-se com fervor. Alheios aos aplausos e longe do bom senso, um beijo ardente. Os lábios se encontravam e os olhares não podiam mentir: a chama estava acesa. 

Após a euforia, eles se retiraram do centro de atenção e foram para um canto mais reservado. Ele pediu licença para se recompor, já que usava seus lábios estavam coloridos de batom. Foi ao banheiro e quando retornou, ela não estava mais lá. O bartender lhe chamou e lhe indicou a direção. Ele correu até a porta e ao lado de um carro vermelho, Riza olhou para Roy, o chamou com o dedo indicador e ele foi até ela. Entraram no carro e saíram sem destino. A sorte estava ao lado dele naquela noite.


Notas Finais


Esse ship é tão maravilhoso! <3
Sentiram o clima de sedução? xD
Bisoous!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...