História Noite Fantástica - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Especial Jin, Seokjin, Taehyung, Taejin, Worldwide Handsome
Visualizações 76
Palavras 2.354
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Lemon, LGBT, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura~

Capítulo 1 - I'm not a Sant


Fanfic / Fanfiction Noite Fantástica - Capítulo 1 - I'm not a Sant

No começo do dia, assim que o Jinnie entrou na sala de ensaio, todos os garotos lhe cobriram de abraços e beijos carinhosos. Sem contar com o bolo desengonçado que fizemos de última hora, e as velas mal coladas que o Jimin insistiu em quebra-las.

Tivemos poucas horas para organizar tudo, já que tínhamos combinado às nove, e o Jin havia chegado às oito. Mas no final deu certo.

Estava tudo muito legal, as piadas sem graça do Jin acompanhadas com sua risada escandalosa, Jimin e Hoseok discutindo sobre qual seria o melhor presente. Jungkook, Yoongi e Namjoon prestando atenção nas palhaçadas do mais velho, e eu fazendo uma massagem nos ombros largo do Jinnie.

O ambiente estava agradável, até o momento que Jimin anunciou os presentes e todos os outros apareceram com embrulhos coloridos nas mãos, menos o Yoongi e o Jungkook, que dividiram o mesmo presente com o Hoseok.

E eu não havia comprado nada, justo porque não achei nada interessante.


— Eu não sabia o que comprar para o Jin hyung, então eu mandei um dos funcionários da loja escolherem, e bem.. – Jimin esticou o braço com o embrulho de peixes rindo um tanto quanto alto – Abre..


Um ¹visco branco. Tá, eu acho que nunca escutei o Jin rir tanto quanto agora.


— Meu deus! Eu amei isso! – comentou rindo puxando Jimin para um abraço amigo


— Eu sei que você esqueceu o seu na viagem que fez a casa da sua tia e me lembrei que você não consegue viver sem ele, então eu te comprei a coleção de ²Queen Seondeok.. – uh.. eu deveria ter me lembrado que o Jin é apaixonado nessa série


Mais uma vez, Jin deixou um pequeno beijo na testa de Namjoon e agradeceu trezentas e cinquenta e sete mil vezes pelo presente, okei. Já estava sem saber o que fazer, e minhas mãos não aguentariam por muito tempo.


— Esse daqui eu e os meninos que compramos, espero que goste hyung! – o sorriso do Hoseok era tão lindo que eu facilmente me esqueci de meu desespero, isso até ele entregar uma pequena caixa cheia de comidas de diferentes países


Como se isso não bastasse, Jin ainda olhou para mim depois de agradecer aos meninos. Ele estava esperando um presente meu?


Ah, se eu me desculpar ele vai me desculpar?

Se eu explicar que não sabia o que comprar, ele vai achar que é uma desculpa?

Acho que sair correndo não dá muito certo.


— Desculpa hyung, mas eu não achei nada interessante para comprar. Eu queria algo significativo, mas eu não achei nada legal. – acho que agora foi


— Ah.. então é por isso que estava tão calado? – concordei um pouco desconfortável percebendo que todos me olhavam – Não se preocupe Tannie! Isso não é importante, você está aqui, certo? Isso já é o suficiente! – talvez eu esteja derretendo de amores


— Kim Taehyung não é Kim Taehyung sem fazer alguém sorrir! – Yoongi comentou se levantando – Mas agora, vamos comer esse delicioso bolo que foi preparado com muito amor por todos nós!


Concordamos em um misto de gritarias e acenos antes de sentarmos em uma roda desengonçada esperando o aniversariante cortar o bolo, como tradição.

Fiquei com o segundo pedaço, já que a ordem foi apenas para pegar um e passar o outro, sem isso de importância e significado amoroso. Por mais que ambos estejam envolvidos.


— Ei, Tae. Não precisa se preocupar com isso, okei? – acenei devagar antes de começar a comer e colocar toda minha atenção nas palhaçadas que estavam fazendo.


Também não demorei muito até me envolver com as brincadeiras poucas exageradas que surgiu em pouco tempo.


[ . . . ]


— Podem ir! Não se preocupem com isso, o Taehyung está aqui para me ajudar. – acenei para os meninos que saiam pela porta principal se preparando para voltarem aos seus aconchegos, enquanto eu e Jin decidimos ficar e arrumar tudo


Seria bem melhor do que arrumar tudo amanhã antes de fazer qualquer coisa, já era uma da manhã, mas não nos preocupamos com isso. Decidirmos que eu tirava as coisas do caminho, e Jin passava o pano.


—Você não se importa mesmo?


— Uh?


— Em eu não ter te dado um presente, você não se importa?


— Na verdade, eu esperava sim uma coisinha de você. Nós estávamos falando sobre meu aniversário faz um tempinho já, e você sempre falava que seu presente ia ser o melhor. Mas tudo bem, não guardo rancor de você. Não precisa.. – riu baixinho antes de voltar a fazer seus afazeres


Agora eu me sinto um incrível idiota.

Por mais que ele não se preocupe, eu acabo por me sentir na precisão de dar no mínimo uma balinha de café para ele.


— Desculpe..


— Não precisa se desculpar idiota, eu vou ³varrer seus pés se não parar com isso! Eu já disse que não me importo criança! – olhei emburrado para o mesmo logo rindo alto


— É só três anos de diferença!


— Cri–an–ça! — soletrou antes de começar a correr pela sala


— Você que está parecendo uma criança.. e eu não sou uma, já sou um adulto. E mais maduro que você!


Jin riu alto, fazendo eu rir junto. Sua risada era contagiante, e não importa o motivo de seus sorrisos, eles automaticamente farão eu sorrir junto.

Não sei se pode ser considerado uma magia ou bruxaria, mas eu me sinto completamente estranho sobre isso.

Os meninos já me falaram algumas vezes o que isso pode ser, mas eu prefiro ⁴esconder debaixo do tapete. Não é como se eu conseguisse líder muito bem com essas coisas de sentimentos.


— Ah vamos lá Taehyung! Não fique desse jeito, eu sou seu amigo não sou?


— Poderia ser outra coisa.. – sussurrei baixinho levantado minha cabeça para encará-lo – Jin, e se eu te desse um presente diferente?


— Como o que? Uma viagem? Ingresso para algum jogo no Tokyo Dome? Um animalzinho? – questionou rápido sem nenhuma expressão que podesse me deixar sem saída, fofo


— Ah.. algo diferente, sem envolver essa coisas. Algo para o momento.


— E o que seria?


— Isso me deixa besta, não é como se eu tivesse uma forma decente de abordagem... – suspirei andando em passos lentos até o mais velho


— Tannie, o que você quer? Uh? Diga-me, eu irei tentar lhe ajudar. Você parece tão ⁵avoado..


— Isso me deixa envergonhado, mas é a única forma de fazer com que eu não te deixe na mão..


— Relaxe Tae, eu não irei brigar com você por causa disso, já está ficando chato essas suas desculp-.. – não deixei terminá-lo de falar, já que em pouco tempo o resto de juízo que me restava saiu correndo


Colei seus lábios nos meus em um mero selar, apenas isso. Mas não demorou muito para eu tentar colocar minha língua em sua boca e de bom agrado, o mesmo ceder. Mesmo relutante.

Eu já tinha escutado o Hoseok falar de como os lábios do Jin eram macios e gostosos, e também já havia sentido-os. Mesmo em minha testa ou bochechas.

Realmente, eram tão macios e gostosos

Só que agora, parecia três vezes mais surreal ainda.

Ainda tinha um pouco do gosto do morango que ele insistiu para deixarmos ele comer todos sozinho, mas não estava desagradável. Deixava o beijo ainda mais gostoso.

Me separei por poucos segundos apenas para recuperar o fôlego perdido, mas como se fosse uma ação proibida continuar, Jin me empurrou pelos ombros de leve se afastando receoso.


— Tannie, por que você fez isso?


— Aish.. desculpa, eu só pensei que assim você podesse me desculpar. Desculpa hyung!


— Não precisa se preocupar, okei? Não precisar se forçar a fazer essas coisas só por minha causa. – ele acha que eu estou me forçando??


— Ah hyung, não é como se eu fosse um santo. Eu sei o que estou fazendo! – suspirei me aproximando novamente e deixando um beijinho em seu pescoço – Por favor, me permita dar seu presente antes que eu fique mais envergonhado que tudo..


— Tae..


Ignorei seu chamado e puxei seu rosto para mais perto do meu, mesmo com a pouca vergonha que me restava, agarrei sua cintura e apertei um pouco trazendo-o para mais perto de mim.

A tensão sexual já estava formada, e não havia mais como eu voltar atrás com minha decisão. Até porque eu não queria voltar.

Senti meu corpo ser empurrando um tantinho até chegar no sofá no canto da parede, para quem não queria muita coisa, Jin até que estava com uma vontade grande. Antes do mesmo conseguir me colocar sentando, o empurrei no sofá e logo tratei de sentar em seu colo.

Se for para fazer alguma coisa, que seja da maneira certa.

Segurei a barra de sua camisa parando o beijo e pedi permissão para terminar minha ação de retiras sua camisa, que foi permitida em pouco tempo. Joguei sua camisa em qualquer canto da sala e desci de seu colo, ficando de joelhos na sua frente.

Ainda relutante, tirei o cinto da sua calça e abri o primeiro botão.

Meu nervosismo era visível graças a tremedeiras das minhas mãos, mas não era algo que fosse fazer eu parar de fazer o que eu comecei.

Desci sua calça acompanhada de sua cueca e senti seu pau bater em meu queixo. Como uma confirmação, Jin pegou em minha mão e levou até seu membro.

Deixei um beijinho em sua glande raspando meus lábios por toda lateral de sua extensão, subindo e descendo enquanto dava leves selares.

Sem muita enrolação, coloquei sem membro por completo em minha boca escutando-o arfar enquanto eu chupava o que cabia em minha boca e masturbava o que não cabia com minha mão. Decidi por fazer uma garganta profunda.

Levei seu pau até minha garganta engasgando um pouco, mas nada que podesse me preocupar. Deixei seu membro parado em minha boca por tempinho enquanto usava minha língua para pressionar sua extensão em meu céu da boca.

Quando voltei a chupar seu pau com mais rapidez, senti sua mão agarrar meus cabelos com um pouco de força deixando um gemido pouco alto sair de sua garganta.


— Ah~, eu vou gozar Tae.. – falou com dificuldade por causa dos gemidos entrecortados


Acelerei os movimentos de vai e vem fazendo de tudo para não me engasgar em seu membro, mas era uma atividade um pouco difícil.


— Goze para seu menininho hyung.. – pedi depois de tirar seu pau de minha boca apenas para falar, já que logo voltei a chupar o seu membro


Senti o mesmo tremer enquanto gemia alto e despejava todo seu líquido quente e viscoso em minha boca. Engoli tudo sem fazer careta e limpe um pouco do que tinha fora da minha boca com a mão.


— Você faz isso muito bem.. – confessou me puxando para seu colo – Se for assim, eu gostei do presente. – riu apalpando minha bunda com suas mãos


— Quer mais? – questionei rebolando devagar sobre seu membro desprovido de qualquer roupa


Puxei seu rosto para mais perto começando a beijá-lo com voracidade enquanto aumentava a intensidade de minhas reboladas. Me levantei de seu colo escutando-o soltar um gemido de reprovação.

Desabotoei os botões que tinha em minha camisa e joguei a mesma em qualquer lugar. Desci a bermuda que usava acompanhada da cueca lentamente.

Já havíamos tomados banho juntos, então não era algo muito difícil de se fazer. Voltei a sentar em seu colo dando pequenos pulinhos em cima de seu membro.

O mesmo levou dois de seus dedos até minha boca me fazendo chupar cada um enquanto lambuzava-os com minha saliva. Depois retirou seus dedos de minha boca e levou até minha entrada, onde penetrou apenas um dedo.

Dei um leve solavanco encostando minha testa na sua quando ele enfiou o segundo dedo.


— Vamos fazer um 69. – pediu me tirando de seu colo e se deitando no sofá


Me virei ficando de cara com seu membro. Peguei na base de seu membro começando uma masturbação lenta enquanto sentia seus dedos entrarem em mim.

Coloquei seu membro na boca tentando segurar os gemidos que insistiam em sair no mesmo momento que senti sua língua lamber meu anel enquanto enquanto tentava enfiar o membro quente no mesmo lugar que seus dedos.

Tirei seu membro de minha boca masturbando-o enquanto dava atenção a suas bolas por simples segundos para novamente voltar a chupar seu membro.

Lambi toda extensão de seu membro antes de sugar a glande e tentar por todo seu pau na minha boca.


— Está bom, assim eu vou gozar de novo.. – mordeu minha bunda antes de me tirar de cima de si e novamente me colocar em seu colo – Quero gozar dentro de você bebê.. – sussurrou beijando meu nariz


Rebolei em seu membro causando uma fricção prazerosa para os dois.


— Preparado? – afirmei vendo-o pegar a base de seu membro e direcionar até minha entrada


Segurei sua mão fazendo-o colocar devagar. Suspirei pesado sentindo sua outra mão acariciar minha cintura.


— Está doendo?


— Não precisa se preocupar.. – respondi sentando com força em toda extensão de seu membro


Comecei a quicar ouvindo nossos gemidos se misturarem junto ao som de nossos quadris se chocando e suas bolas batendo em minha bunda a cada quicada que eu dava.

Gemi manhoso a cada vez que seu membro roçava em minha próstata me proporcionando cada vez mais prazer.


— Oh caralho.. como você é gostoso Tannie.. – disse entre gemidos puxando meu rosto para si, começando um beijo necessitado – Porra!


Gemi entre o beijo quando senti uma tapa ser deferido em minha bunda acompanhado de um aperto. Comecei a rebolar em seu colo escutando-o afar a cada movimento meu.

Seok levou sua mão até meu pênis esquecido e começou a masturbá-lo na mesma velocidade que eu subia e desci em seu pau.


— Ah.. hyung... – arfei sentindo meu cabelo ser puxado e o corpo do mesmo começar a se mover embaixo do meu – Ohw.. eu vou gozar.. – avisei jogando minha cabeça para trás


Senti meu corpo tremer sendo acompanhado do mais velho e depois algo quente, que eu sabia muito bem o que era, me preencher por completo.

Jin gozou dentro de mim e eu gozei em nossos abdomens. Me levantei de seu colo sentindo seu esperma escorrer dentre minhas pernas.


— Ah.. obrigado Taehyung. Esse foi o melhor presente que eu recebi.


Notas Finais


Mesmo sendo significados fáceis, eu decidi deixar aqui o significado

¹visco = almofada para pescoço, geralmente usadas em viagens de aviões

²Queen Seondeok = seriado que o Seokjin gosta muito, este drama é sobre a história de uma linda rainha, que tem que desistir de seu amor para salvar as pessoas e, assim, deixar para trás muitas realizações brilhantes

³varrer seus pés = superstição a qual a pessoa que tem os pés varridos, não poderá casar mais

⁴esconder debaixo do tapete = ocultar, ignorar

⁵avoado = pessoa distraído e/ou aéreo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...