1. Spirit Fanfics >
  2. Noite sombria >
  3. O aviso

História Noite sombria - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Quem for ler minha fic c poder arrumar criticas ai para eu poder melhorar

Capítulo 2 - O aviso


Tinha acabado de me preparar para minha grande estréia,arrumei uma roupa mais formal ,li e reli oq eu tinha q falar,e esperei ate dar a hora.

11:40AM

Eu mas minha equipe pegamos a vã e fomos ate o local,tinha policias e investigadores procurando digitais e pista sobre  o maníaco. Já tava quase na gora de ficarmos ao vivo.meu colega de trabalho o câmera men se chamava Teo,era meu melhor amigo lá da empresa,estávamos sempre juntos,e ele sempre me contando histórias engraçadas de repórters que ele já havia filmado,ele era um doce. Veio ate mim.

Teo- vc ta muito nervosa?

- sim 

Digo suspirando olhando pro céu

Teo- ei olha pra mim 

Ele pega em meu rosto virando para ele ,me forçando a olha- lo

Teo- eu vou ta com vc,na sua frente,vc não ta sozinha, relaxa 

Dou um sorriso - obrigada 

Teo- agente podia sair pra tomar uma dps né😅 pra comemorar

Ele diz passando a mão na cabeça olhando para direção oposta.

- sim ,claro ,so que ta tudo fechado 

Teo- tem um barzinho q ainda ta abrindo,é de um velho amigo meu

-legal,quem mais vai?

Teo- a-aa eu teva pensando só nos mesmos... Eu e vc

Ele cora

- umm,ok então ^^

Já ia começar o jornal ,estavam fazendo os últimos preparativos.

Teo- kim quando eu falar 3 vc começa ok?

-ta

Teo-1,2,...3

- Estamos aqui na cena do último assassinato do serial killer que vem assombrando a cidade, Como podem ver há resquícios de tortura, ainda não temos muitas informações sobre....

Sou cortada bem na hora com gritos ,vejo os policiais caindo um por um em uma poça de sangue,meu coração acelera quando a visto um homem alto e palido vindo na minha direção ,todos da equipe ficam paralisados de medo,o cara tinha matado 5 policias armados com uma faca ,os investigadores resolvem falar

Investigador- calma eles são apenas reportes ,não vamos reagir nem nada

Killer- umm mesmo se reagissem não teriam chance

Ele diz com uma voz roco e calma,da uma risada no final .

Killer- ei ainda está ao vivo

Ele pergunta para Teo

Teo- s-sim

Teo estava tão nervoso que nem viu que a câmera estava ligada, retratando todo o caos e o medo 

Killer- eiii mocinha ele vem ate minha direção

Percebo que Teo estava por um fiu de largar a câmera e vim me ajudar . eu olho pra ele e fasso sinal de negativo

-calma .digo bem baixinho 

O assassino se aproxima de mim e passa a mão no meu rosto me acariciando.fico paralisada de medo

Killer- Como pode mandar uma menina tão jovem vim fazer uma reportagem perigosa desse tipo

Eu começo a tremer 

Killer- filhos da puta

Killer- Ei câmera você está gravando?

Teo- sim

Killer- ok ok 

Ele vai acariciando meu rosto como se nada estivesse acontecendo

Killer: Ei calma eu não vou fazer nada com você por enquanto.

Fico com mas medo ainda, Ele para de me acariciar e olhe diretamente para câmera

Killer: meu nome é Jeff, vim aqui me pronunciar publicamente pois acho que vocês merecem algumas explicações, não sou um cara mau, apenas busco preencher um vazio dentro de mim, e esse vazio pode ser preenchido com a morte de vocês, então vocês podem me ajudar a preencher meu vazio e lembrar a mim mesmo que estou vivo. As mortes vão continuar não tenham medo!, prometo matar cada um de vocês Da forma mais dolorosa possível.

Ele diz isso calmamente

Jeff- Ei você

Ele disse apontando para um dos investigadores

Jeff- vem até aqui

Ele vai lentamente desconfiado e com medo nos seus olhos.

Jeff pega sua faca e enfia Nos olhos do investigador fazendo ele gritar agonizando de dor. E começa a esfaquea-lo até que ele morre. Eu ao seu lado fico desesperada. Ele volta passar a mão em meu rosto.

Jeff- Adeus mocinha até outro dia

Jeff vai embora e todos podem respirar aliviados, novos carros de polícia chegam ,porém chegam atrasados pois jeff já tinha ido embora. Os policiais nos fazem algumas perguntas, respondemos todas e vamos direto para a empresa.

Chegando lá empresa estava mais louca do que quando eu cheguei de manhã nos dizendo que audiência tinha batido o recorde. O desgraçado do meu chefe nem estava se importando com a nossa segurança só queria saber da audiência.

Ao acabar meu turno Téo venha até mim ele diz

Teo- Ei você tá bem? que dia não? Aquela hora que ele chegou perto de você eu quase não consegui me segurar estava Prestes a pular em seu pescoço só recuei porque você pediu

- você fez bem e não ter feito nada, provavelmente ele teria te matado .eu não sei se eu tô bem ainda, ainda estou muito assustada com tudo que aconteceu ,acho que mal vou dormir essa noite ,só de lembrar das mãos dele passa em meu rosto..

Começo a chorar, o teo me abraça

Teo-eiii kim,não chora,eu to com vc sempre vou está

Eu fico mais calma em seus braços,ele se solta do abraço .

Teo- vamos para quele barzinho

Ele da um sorriso

- mas c ele aparecer de novo?

Teo- calma,ele não vai aparecer,a polícia ta na cola dele,vc precisa relaxar,passou por muita coisa hoje

- a,ok

Então saímos e vamos para o barzinho.




Notas Finais


É a ser humana que está lendo minha fan fic,ta gostando? :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...