História Noites de Suspense (Thriller Nights) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 36
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Um Novo Lar


Fanfic / Fanfiction Noites de Suspense (Thriller Nights) - Capítulo 1 - Um Novo Lar

O JOVEM MATTHEW PARKER e sua família acabam de chegar de mudança na pacata cidade de New Thorndyke, localizada ao norte do estado de Nova York.

A família Parker logo chega na Rua Beverly, na nova casa em que vão morar.

Eles vieram da Cidade de Nova York, do Queens, em busca de uma vida mais tranquila.

A mãe de Matthew, Morgana Parker, estaciona seu carro em frente a nova casa.

– Chegamos! – disse Morgana.

Logo atrás, o caminhão de mudança também estaciona.

– Casa bacana! – disse Matthew.

– Eu vou poder escolher o meu quarto ou nem isso vou poder escolher? – disse Mabel Parker, irmã mais velha de Matthew.

É só ela conhecer um menino bonito e se esquece de Queens, pensou Morgana. Eu espero…

– Eu fico no de cima! – disse Matt, saindo do carro.

Morgana e Mabel saem logo em seguida e se aproximam do caminhão.

– Matthew, Mabel, vamos ajudar o pessoal levar nossas coisas pra dentro!

. . . .

Alguns minutos mais tarde.

– Onde eu coloco? – disse um homem carregando duas cadeiras.

– Na sala de jantar – disse Morgana. – Matt, já arrumou seu quarto?

– Sim mãe – disse Matt, descendo as escadas. – Tá tudo lá! Minha cama, meu computador, meus CDs, DVDs, quadrinhos, tudo!

– Legal! Ajuda esse homem com as cadeiras.

– Não precisa não, Srta. Parker, tô de boa! – disse o homem.

– Mabel! – gritou Morgana. – Terminou de arrumar seu quarto?!

– Tô quase! – gritou Mabel, do seu quarto ao lado do quarto de Matthew, no andar de cima.

– Ô garoto! – disse outro homem. – Ajuda aqui a carregar esse outro sofá!

– Claro Sr. Crenshaw! – disse Matt.

Matthew e o Sr. Crenshaw levam o sofá até a sala de estar da casa.

– Mãe eu terminei de arrumar meu quarto – disse Mabel, descendo as escadas.

– Fica aí filha – disse Morgana, se afastando para que Matthew e o Sr. Crenshaw entrassem na casa com o sofá.

– Perfeito, abaixa aí! Ai! – exclamou o Sr. Crenshaw, aliviado. – Ufa! Valeu garoto!

– De nada Sr. Crenshaw! – disse Matt.

– Obrigada novamente Chuck – disse Morgana.

– Que isso, é um prazer ajudar! – disse Chuck. – A Mudanças Crenshaw tá sempre aí se precisarem! Adeus pessoal! Vamos indo moçada.

Chuck Crenshaw e sua equipe vão embora. Eles entram no caminhão, Chuck é o motorista. Eles agora saem da Rua Beverly.

. . . .

A noite cai em New Thorndyke. Era uma noite tempestuosa.

Eram 23h45mins.

A família Parker estava reunida na sala, assistindo o noticiário. Mais tarde, Morgana se levanta do sofá e vai caminhando até a TV.

– Olha a hora, vamos dormir – disse Morgana. – Nós não nos mudamos pra cá só por causa do clima agradável e tranquilo da cidade.

– Ah sim, seu novo emprego – disse Mabel.

– É isso aí! Vamos – Morgana desliga a TV.

Matthew e Mabel sobem as escadas.

O quarto de Morgana ficava no andar de baixo, ao lado da cozinha.

Matthew e Mabel entram em seus quartos e fecham as portas.

Quando Morgana apaga a luz da sala, ela sente um tipo de presença. Ela acende a luz novamente e olha para trás, mas dessa vez não vê nada. Ela apaga a luz. Nada acontece, e ela vai até seu quarto.

Ela fecha a porta e tira a camisa e a calça, ficando apenas de calcinha e sutiã.

Ah, liberdade, pensou Morgana. Ela pega uma camisola no guarda-roupa. Depois, ela pega um livro na estante, apaga a luz, se encosta na cabeceira da cama e liga o abajur.

. . . .

01h25mins.

Morgana ainda estava lendo. Ela olha a hora e depois se leventa da cama e guarda o livro na estante. Ela sai do quarto, vai até a cozinha para beber água.

Ela acende a luz da cozinha e vai pegar um copo.

A chuva já tinha parado, ela olha pelas janelas da cozinha que do lado de fora, uma forte neblina se formou.

Ela estava enchedo o copo com água quando olha pela janela e vê a neblina se mexer de forma estranha.

Ela toma a forma de uma pessoa, parecia ser uma garotinha. Ela usava vestido branco e tinha os cabelos pretos até os ombros. Sua pela era branca, mas dava para diferenciar o que era a pele da jovem e o que era seu vestido. Seus olhos pareciam estar fechados.

Morgana se distraiu que nem percebeu que seu copo estava cheio. Ela aproxima mais a cabeça da janela para ver a suposta garotinha mais de perto.

E ao encostar a testa no vidro, a garotinha de branco abre os olhos, revelando seus olhos brancos como neve.

Morgana dá um pulo para trás, mas ainda segurando o copo. Ela desliga a torneira e quando olha pela janela, a garotinha levanta seu braço direito e aponta para a floresta, nos fundos da casa.

Morgana olha para onde a menina apontou, e ao olhar novamente para ela, a garotinha desapareceu em meio a neblina.

Ela bebe a água rapidamente, coloca o copo no lugar, e volta rapidamente ao seu quarto e fecha a porta às pressas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...