História Noites de um verão qualquer - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescência, Adolescente, Amor, Crush, Drama, Dúvidas, Ex-namorado, Paixão, Romance
Visualizações 7
Palavras 718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Para meus leitores...

Oie! Sabe tudo que eu disse no capítulo 1? Finge que eu escrevi a mesma coisa aqui ok? Esse capítulo promete ter mais nexo!

Ass: Y-Y

Capítulo 2 - Lei de Murphy


Fanfic / Fanfiction Noites de um verão qualquer - Capítulo 2 - Lei de Murphy

Segundo a lei de Murphy, se algo pode dar errado, irá dar errado e no pior momento possível, por exemplo: quanto mais tarde for, mais difícil será achar o seu sapato; quanto mais pratos estiverem na louça, mais fácil será quebrar algo; quanto mais urgente for ir para a casa de um amigo, mais irá chover...

-Então ele sentia ciúmes da gente?- Gabriel fala olhando para mim, eu estava deitada com a cabeça no colo dele na arquibancada da quadra, eu estava com o olho inchado de tanto chorar.

-Sim, mas não é por isso-

-Então o que foi?- 

-Parece até que tudo que eu quero não dá certo...- Falei isso e comecei a chorar mais uma vez.

-Al, você sabe que isso não é verdade, você deve está aumentando as coisas, você só usou as palavras erradas e na hora errada, acontece.-

-Mas e Thomas? Eu estraguei tudo com ele também...-

-Pare de se culpar pelo passado! E também você não tem nada a ver com isso! Se ele te amasse de verdade ele não teria feito aquilo!-

-Então o que eu faço?-

-Converse com Victor! Eu tenho certeza que ele vai entender!

Nós continuamos conversando por ali mesmo até que Gabriel teve que ir embora, eu fiquei para o treino de Vôlei e resolvi falar com ele no outro dia, mas não foi o que aconteceu... Eu comecei a ignorar ele mesmo que sem querer e durante todo o tempo não trocamos uma palavra, Gabriel era meio que meu informante, mas Victor não falava muito com ele e Gabriel ficava triste por isso mas ele nunca me contou o motivo.

E assim chegou o último dia de aula antes das férias! Estava sentada em um banco do pátio com minhas amigas e comecei a jogar conversa fora:

-Finalmente férias! Chega de estresse durante um mês!- Falou uma das minhas amigas: Valentina.

-Você bem que está precisando né Alice?- Disse a outra: Carmen.

-Nem me fale, essas semanas foram péssimas, finalmente vou descansar por um bom tempo! Esquecer tudo que aconteceu, ler um bom livro, tomar uma boa xícara de chá!- Respondi.

-Você precisa falar com Victor, você não pode ficar ignorando ele para sempre!- Valentina diz.

-Eu sei mas olha: Gabriel marcou um rolê com ele no Shopping e ele aceitou! Segundo Gabriel ele promete dar tudo certo.- Acrescentei.

-E você espera que Gabriel resolva seus problemas? Quais as chances de isso dá errado?- Carmen respondeu. 

-Eu não estou "jogando meus problemas" para Gabriel, eu sei me virar muito bem sozinha!- 

-É por isso que durante todo esse tempo você ignorou Victor e pediu para Gabriel ser seu "informante pessoal?- Carmen indagou, Valentina caiu na risada.

-Ele ofereceu ajuda!- Protestei.

-Vamos ser francas Alice, você está abusando da boa vontade dele!- Valentina mostrou sua opinião ao caso.

-Ai que saco! Eu mesma posso resolver meus problemas e não preciso de menino nenhum! Quer saber de uma coisa! Eu mesma resolvo isso! Eu vou agora falar com...- 

Antes que eu pudesse terminar minha mãe buzinou para eu entrar no carro, peguei minha mochila, me virei para elas e disse:

-Boas férias!- 

Nem olhei para ver a cara delas, só entrei no carro e fechei a porta, acho que usei força demais...

-Nossa! Aconteceu algo, Alice?- Minha mãe disse.

-Só estou animada com as férias! Não vou ter que me preocupar com problemas escolares!- Eu sei que isso pode ter sido a coisa mais babaca que já disse mas eu estava sendo cincera! Eu só queria esquecer esses problemas amorosos que tenho!

-Por que não escutamos uma música então?- Minha mãe respondeu, ligando o som do carro, mas ao invés de ouvirmos a voz de um cantor, ouvimos a voz do interlocutor, e ele parecia um pouco sério...

-...Daqui a uma semana será o grande acontecimento! Vai ser a maior chuva que Ohbella town já vivenciou!- Ele ficou repetindo coisas do gênero e sobre como iria ter uma chuva forte dia 9.

-Uau! Parece um dia perfeito para ficar nas cobertas assistindo série e tomando um bom chocolate-quente, enquanto finjo que a escola não existe- Pensei para mim mesma.

Naquela noite encontrei com Gabriel na praça, a gente sempre morou perto por isso fazíamos esses pseudo-encontro para relaxar, falei para Gabriel que ele não precisava se esforçar por mim, ele aceitou sem reclamar, mas disse que iria sair com Victor mesmo assim... Cheguei em casa exausta! Acho que é isso! As férias oficialmente começaram!


Notas Finais


Parece que Alice encontrou seu "país das maravilhas": as férias! Mas a Alice do conto também não esperava lutar com um dragão e enfrentar a Rainha Vermelha...
Ass: Y-Y


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...