1. Spirit Fanfics >
  2. Noites em Verona >
  3. Capítulo um

História Noites em Verona - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo um


Era uma manhã fria e as gostas de orvalho escorriam pelo vidro do quarto de cristal, sim seu nome era cristal e muitas vezes ela se perguntou o por que de seu nome ser assim e sua mãe sempre dizia:

_ Seu nome é o lembrete diário de que você é uma das coisas mais preciosas do mundo para mim e seu pai

Cristal não tem lembranças de seu pai, mas sua mae sempre deixou claro que ele amava tanto ela de uma maneira na qual palavras não seriam o suficiente para explicar, mas a pergunta que rondava sua mente se ele a amava tanto por que decidiu a deixar.

Cristal continua olhando por sua janela, seu quarto só estava com o abajur acesso e raios de sol entravam pela janela para avisar que mais um dia se iniciou na vida monótona e entediante dela.

_ Minha joia já está acordada? Não são nem seis horas ainda? – falou sua mãe com a voz mais doce que esmeralda já ouvirá em sua vida – insônia de novo ou romeu e julieta te tirou mais uma noite de sono?

-nada disso só estou observando o movimento.

- tudo bem minha florzinha já estou indo trabalhar, tenha um bom dia.

- você também.

Oh, e a minha mulher e o meu amor! Se amor é cego, nunca acerta o alvo. Só ri de uma cicatriz quem nunca foi ferido. Essa é a frase favorita de cristal em Romeu e Julieta, chega é engraçado pensar que alguém que ela não conhece te deu o livro que é apaixonada há 10 anos. Duas semanas após seu aniversario de 8 anos chegou uma encomenda de Veneza para cristal, ela achou estranho pois nunca tinha saído de Londres, quando abriu o pacote encontrou o livro que a faz sonhar com o amor verdadeiro desde então, sua mãe insistiu para que guardaste o livro para ler só quando tiver idade para saber o que é ter um coração partido mais é claro que cristal não deixou que ela guardasse e quando abriu o livro viu que tinha uma dedicatória:

‘’ Minha borboletinha, você é a rosa mais cheirosa de meu jardim todos os dias penso em você eu te amo mais que tudo espero um dia poder te reencontrar’’

Ela leu para sua mãe o que estava escrito ali e a mulher ficou branca que nem papel e falou que foi alguma tia dela que tinha mandado e se levantou rapidamente para que a criança de oito anos não fizesse perguntas, claro que cristal não acreditou mas preferiu não contestar a mulher.

Voltando a realidade, cristal se veste sem pressa pois já estava na hora de ir pra o seu trabalho. Ela trabalhava em uma cafeteria de uma senhora super gentil e educada, mas era estranho pois sentia que a mesma escondia coisas dela porem ela nunca contestaria isso.

Ela tranca seu apartamento seguindo até o elevador, segue até a portaria e comprimenta educadamente o porteiro. O seu percurso leva em torno de 20 minutos andando e quando chega ao estabelecimento acha vê que já estava aberto e entra

-Bom dia cristal – diz Harry o garoto que trabalha com ela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...