História Noiva em fuga - Capítulo 9


Escrita por:

Visualizações 279
Palavras 2.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello pessoas, cá estamos em mais uma atualização semanal de noiva em fuga.

E puta que pariu eu nunca sei o que falar aqui e_é.

Então, pessoas que esperavam ver um hentai eu já adianto que me mudei de casa e tudo mais -qq *corre*

Capítulo 9 - Aquele dia em que Sasuke Uchiha cavou a própria cova


Fanfic / Fanfiction Noiva em fuga - Capítulo 9 - Aquele dia em que Sasuke Uchiha cavou a própria cova

Sakura tinha ciência de que existia grandes chances de Sasuke vê lá naquele estado. 

Todavia a sanidade abandonou completamente sua mente quando seus olhos se depararam com os cremes, e nisso ela não viu mal nenhum em ter um momento íntimo e também pelo o que tinha visto antes de ir para o quarto. Sasuke demoraria dias para sair do banheiro, exageradamente falando.

Esquecendo se da existência de seus cremes a mulher andava sem pressa até o guarda roupa, tirando uma camiseta folgada e um short para colocar com pijama, fez isso com rapidez visto que tinha posto pão de queijo no forno não queria correr riscos como um incêndio. A camiseta não tinha decote era algo simplista pintada em um cinza bem claro assim como o short a diferença entre ambos era a tonalidade. Enquanto a camiseta era algo claro o short de pijama era algo escuro, discreto que tampava parte de suas coxas. 

Não tardou para se mover em direção à cozinha com os dedos afundados nos fios de cabelo, bagunçando os. Contudo a mulher parava no meio do caminho para batucar seus dedos na porta do banheiro. 

— Sasuke? — chamou pelo rapaz encostando um pouco um dos ouvidos na madeira, prestando atenção que o lugar estava silencioso e talvez ele não estivesse mais ali. 

A voz da mulher passou rapidamente por seus ouvidos e como primeiro instinto o moreno abriu a porta e deixou a cabeça exposta e uma pequena parte do corpo, sem a parte necessária. Não queria que ela soubesse. 

Sasuke riu fraco ao ver os olhos verdes observando o. 

— Está tudo bem? — perguntou a moça, descolando o corpo da porta aproximando devagar do rapaz. 

— NÃO CHEGUE PERTO — falou o Uchiha apressado e com medo que ela o pegasse no flagra.

— Sasuke? — chamou pelo moreno, estranhando o comportamento dele — Você está me assustando — falou entre pausas, analisando o de cima a abaixo — Você está bem? 

— Estou — retrucou torcendo para que a voz não estivesse assim tão vacilante. Passou as costas da mão sobre a testa liberando um sorriso torto no rosto — Estou apenas terminando de me trocar. 

— Certo — retrucou a mulher ainda desconfiada. Dava para ver bem nitidamente em seu rosto tendo de bônus uma de suas sobrancelhas erguidas — Eu vou ver os pães de queijo — anunciou a mulher que não dava nem sequer um mínimo espaço para ele retrucar, andou com passos rápidos para frente louca para sair daquela situação constrangedora. 

Sasuke ao contrário da mulher manteve se no mesmo lugar. Com um sorrisinho tosco nos lábios e sua mão aquela que segurava a porta, estava erguida se balançando para os lados e sua mente só dizia uma coisa; idiota. 

Mais do que rápido o Uchiha fechava a porta deixando o corpo deslizar para baixo e os dedos foram rapidamente para os fios de cabelo, agarrando os sem medir um único esforço e às vezes até puxava enquanto dos lábios saiam murmúrios involuntários. 

Sim ele tinha visto Sakura nua, sim ele tinha adorado aquela visão já que cada vez que fechava os olhos aquela imagem vinha em sua mente. Aquela mulher já mexia com ele antes disso e agora bem talvez no fim daquilo ele realmente acabasse indo para o hospício. 

Aos poucos retirava os dedos do meio dos cabelos passando a apoiar as mãos nas pernas até enfim se levantar. Se ficasse naquele escuro a noite toda seria rude da parte dele visto que estava como visita, suspirou devagar tentando acalmar seus nervos enquanto seus dedos tocavam a maçaneta. 

Primeiro passo, o som do gemido vinha nítido na sua mente. Segundo passo, a visão da bunda de Sakura Haruno ainda estava bem presa na mente, terceiro passo e último às mãos dela passeando pelo próprio corpo, aquela mulher não era de deus. 

Em todo momento olhava para um ponto cego, nunca para frente mesmo sabendo que no fim das contas iria acabar encarando os olhos de Sakura e os deuses tinham certeza que iria sair correndo se fizesse isso. Na verdade Sasuke estava sentindo se como um animalzinho indefeso prestes a ser entregue para seu caçador. Afinal, como olharia para a pessoa que tinha acabado de ver nua?

— Ei — disse Sakura, de costas para o rapaz virando seu corpo apenas o necessário para poder encara ló no canto dos olhos — Eu fiz chocolate quente, você gosta? 

— SSS-iiiii-mmmm — retrucou o moreno enrolando se com as letras. 

— Que bom — disse a moça entre pausas, virando se mais uma vez para frente e agarrar as xícaras começando a andar em direção à mesa onde os pães de queijo se encontravam ao lado de um potinho pequeno de requeijão, assim que chegou deixou ambas perto da bandeja para abrir o pacote de marshmallow tirando de lá quatro pares do doce colocando os sobre o liquido quente nas xícaras. — Pode levar para mim? — perguntou Sakura, tratando de ocupar seus dedos com a bandeja.

 

Ainda meio sem jeito, Sasuke aproximou se de Sakura desviando do corpo da mulher indo direto a mesa e agarrando as xícaras. 

— Claro — falou o moreno que não demorou nada para segui lá em direção a sala. Quando chegou lá deixou ambos os copos sobre a mesinha de centro logo em seguida sentou se no espaço livre do sofá, ao mesmo tempo em que olhava Sakura pelo canto de um dos olhos. 

— O quê foi? — perguntou a moça, não entendo o motivo dele estar tão longe assim, até onde sabia não tinha feito nada. Mordiscou mais um pão de queijo, sua fome estava perturbando seus pensamentos isso não era mentira. 

Sasuke não respondeu nada, desviou seu olhar para frente prestando atenção na TV e também deixou o corpo totalmente relaxado sobre o sofá. Até mesmo se espreguiçou. 

— Então, vamos ver um filme? — sugeriu o rapaz desviando se de qualquer assunto constrangedor. 

— Não — respondeu Sakura, apressada praticamente amassando as palavras do rapaz.

— Não? — retrucou o Uchiha confuso. 

Sakura largava a bandeja com os pães de queijo sobre o colo, desviando o olhar um pouco para o lado até encarar Sasuke mesmo que não tão diretamente. 

— Não — repetiu a mulher com calma — Não até conversarmos um pouco. 

— Conversar? — interrogou Sasuke, surpreso pela atitude dela na verdade ele estava desesperado para encontrar uma saída — Sobre o quê?

— Qualquer coisa — respondeu quase que imediatamente — Como foi seu dia? 

Ao ouvir a pergunta o moreno não pode deixar de rir baixo algo que durou vários minutos ele até mesmo pescou um dos pães de queijo no potinho mordendo o com fúria. Isso infelizmente não acabou muito bem, já que Sasuke pelo nervosismo acabou engasgando no processo. 

— Sasuke — disse à moça que as pressas se levantou para ir ao socorro do rapaz, batendo suas mãos nas costas do Uchiha — Coloque as mãos para o alto, vamos Sasuke.

Como instruído o rapaz não demorou nada para colocar as mãos para o alto, não parando nem um minuto de tossir apenas em um único minuto em que os tapas nas costas deram finalmente em alguma coisa, Sasuke abaixou uma das mãos e chegou perto da boca para que enfim cuspisse o conteúdo que quase causou sua morte. Virou seu rosto para a mulher o maximo que conseguiu e sorriu constrangido, — Me desculpe — falou o Uchiha arrancando um sorriso curto dos lábios de Sakura. 

A mulher colocou uma das mãos sobre os seios, suspirando aliviada por não ter causado uma morte, — Acho que é melhor vermos apenas o filme você não acha?

Na cabeça de Sakura pelo menos, o rapaz a sua frente era totalmente alérgico a conversas sentimentalistas ou ele realmente tinha engasgado com o pão, algo normal de se pensar. O sorriso alargou se dominando a maior parte do rosto da mulher, — Você já viu jogos vorazes? — perguntou a rosada que aos poucos assistia o rosto de Sasuke franzir.

— Jogos o quê? — questionou o moreno e Sakura apenas soube rir. 

Com rapidez, Sakura movia se para perto da mesa de centro agarrando o controle da TV e ligando enfim a Netflix. Também a mulher aproveitava para se acomodar de forma confortável no sofá, pelo menos a forma que ela achava ser confortável, as pernas estiradas no canto livre do sofá enquanto o tronco superior do corpo ficava apoiado sobre o colo de Sasuke. 

— O quê está fazendo? — perguntou Sasuke, arrumando se aos poucos no sofá permanecendo com sua postura reta e um dos braços apoiados no sofá. 

Sakura virou seu corpo até estar com a cabeça para cima. Encarando com um sorriso largo e travesso, igual ao de uma criança prestes a aprontar. 

— Usando você como travesseiro Sasuke — falou a Haruno — Tem algum problema com isso? 

Sasuke piscou algumas vezes antes de retrucar aquilo. Riu sem jeito pela situação, coçando temporariamente a nuca. 

— Não — respondeu o Uchiha rápido praticamente esmagando as palavras dela. 

Sakura riu baixo, ajeitando se novamente para assistir o filme aproveitando que estava usando um pouco da boa vontade do moreno ela resolvia abusar também de sua sorte.

— Fazer carinho no meu cabelo também seria uma coisa muito boa. 

— O quê? — perguntou o moço, descrente das palavras ditas pela mulher — Você quer que eu faça o que Sakura? 

— Carinho — disse sem a necessidade de encara ló, calma para que o moreno entendesse desta vez e claro não causasse pânico — Acariciar meu cabelo, pode fazer? 

Por segundos Sasuke Uchiha sentiu a respirar parar, as palavras não saiam entre os lábios apenas sons desconexos aos ouvidos alheios. Os batimentos cardíacos do rapaz estavam acelerando e podia jurar que gotas de suor escorriam pela testa, os dedos trêmulos próximo aos fios cor de rosa sem ao menos saber o que fazer. 

Sakura nesta altura do campeonato já tinha largado do controle remoto, colocando o sobre a mesinha de centro. Deixava as mãos próximas ao rosto e os olhos vidrados no filme, sem desvios. 

Os primeiros minutos do filme foram de puro silêncio pelo menos para Sakura que já tinha visto aquela sequência umas trocentas vezes e nunca conseguia se cansar. 

Já para o Uchiha, era um momento de pura tensão. Seu coração não parava de bater e os dedos tentavam chegar perto dos fios cor de rosa sem fazer algum estranho e de bônus a respiração totalmente descompassada. 

— Está gostando? — perguntou Sakura. 

Sasuke sabia que não conseguiria mentir, era um péssimo mentiroso e por isso levantou a cabeça pra cima mantendo o olhar em linha reta. Assisti do uma cena aleatória de jogos vorazes, aparentemente as pessoas estavam sendo escolhidas para morrerem ou algo parecido, ele não entendeu, visto que tinha perdido a introdução. 

— Não é um filme ruim — falou o Uchiha. 

— Mas? — questionou a mulher. 

— Vou esperar pelo fim do filme Sakura, não posso opinar sobre algo que eu não conheço direito. 

 Revirou os olhos ao ouvir o comentário dele. Voltando logo sua atenção ao filme desta vez irritada. 

— Você nem ao menos está prestando atenção Sasuke — disse a Haruno. 

Confuso o moreno abaixou um pouco a cabeça até observar Sakura de cima, depois virou novamente seus olhos para tela franzindo o cenho. 

— Claro que eu estou — retrucou. 

Ao ouvir a resposta quase que de imediato o corpo da mulher se erguia novamente, ficando sentada ao lado do moreno. 

— Mesmo?Então me diga como eles vão parar na arena Sasuke. 

Ouviu e mordiscou a ponta dos lábios, essa cena infelizmente já tinha passado e ele estava mais ocupado em fazer um cafuné em Sakura Haruno. 

Os braços dela se cruzaram acima dos seios e a moça levantou um pouco a sobrancelha ansiosa por uma resposta do rapaz. 

— Então? — disse a rosada. 

Rangeu os dentes voltando o olhar para a mulher ao seu lado. 

— Ah, sorteiam a dedo?

Sakura ouviu e riu de maneira rouca, dando um tapa sobre um dos ombros do rapaz. 

— Quase isso, quase isso Uchiha — falou a rosada, deixando que a cabeça repousasse sobre um dos ombros do moreno que sem jeito virou o rosto na direção da mulher, porém não demorou muito tempo admirando a afinal de contas detestaria ser pego observando a mulher. 

Sakura por outro lado não se manteve quieta, ou melhor, dizendo seus dedos, aproximou a mão esquerda das dele unindo seus dedos com o do rapaz para que discretamente sorrisse. 

— Quer ir à aula de dança comigo no fim de semana Sasuke?

Dança, ele tinha vagas lembranças envolvendo aquela coisa do demônio. No primário, lembrava se de estar enfiado em um terninho e o cabelo arrumado daquele jeito boi lambeu enquanto inutilmente tentava acompanhar os passos da amiguinha, digo tentava não pisar nos pés dela. Com o passar do tempo, a falta de jeito de Sasuke Uchiha apenas piorou e também o rapaz evitava dançar, evitava eventos com dança e tudo mais. 

A respiração falhou e pode sentir os batimentos irem um pouco mais rápido do que o comum. Palavras falhavam até algo curto sair entre os lábios. 

— É claro — disse o moreno, sabendo que tinha feito sua própria cova naquele exato minuto em que aceito o convite da mulher. 


Notas Finais


Estão lembradas de um certo ruivo? Pois é, ele não morreu.

https://www.youtube.com/watch?v=9Hh3TmXV-fA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...