1. Spirit Fanfics >
  2. Nonfiction >
  3. Capitulo 08

História Nonfiction - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Quem é vivo sempre aparece, ja dizia Hyunseong. E aqui estou para finalizar essa fic depois DE ANOOOOOOS. Okay, eu quero agradecer a quem acompanhou ate aqui e tambem irei finalizar a borboletas.

Aviso de gatilho: disband. ahushjahsja

Espero que voces gostem!
Muito obrigada e boa leitura!

Capítulo 9 - Capitulo 08


— Shim Hyunseong! — cheguei na cozinha, gritando. Hyunseong me olhou assustado, com uma torrada na boca — Seu desgraçado mentiroso.

— Ah não fiz nada não. Eu fiz?

— A namorada do Donghyun era mentira? — Comentei, colocando a mão na cintura como se fosse aqueles personagens muito bravos de uma sitcom que assistia.

— Eu falei que odeio mentiras! Eu falei para vocês se acertarem logo porque eu sabia que a culpa cairia na gente. Ah, vocês que se resolvam ai, seus doidos.

— Por que vocês entraram nisso tudo? Por que você não me avisou? — Peguei uma toalha e comecei a bater nele.

– Ai, para! Eu não entrei nessa porque queria. No começo a gente achou que era verdade mas ele contou depois que é mentira. E que era para esconder de você. Minwoo, você sabe. É difícil aguentar vocês dois juntos. E pelo jeito, separados também. Eu só peço para vocês dois resolverem isso antes de piorar.

 

Eu estava tão bravo que não conseguir finalizar uma frase, só enrolei um monte de palavra e terminei beliscando o Hyunseong que apanhou nessa história toda em que ele nem tem culpa. Bem, ele tem uma parcela por ter mentido para mim.

Meu deus, eu estou me sentindo o homem mais idiota desse país. Todo mundo já sabia e eu estava lá fazendo o papel de trouxa com todo mundo mentindo na minha cara.

 

— Minwoo… — Donghyun disse meu nome docemente, me tirando dos meus pensamentos — A gente pode conversar?

 

Eu queria dizer não mas eu sabia que era preciso. Como Hyunseong disse, tudo aquilo estava afetando não só nos dois como todo o grupo. E eu não podia continuar fugindo. Ele me levou ate o quarto e eu sentei na cama enquanto ele trancava a porta. Antes que Donghyun falasse algo, eu resolvi abri minha boca e dizer tudo o que estava sentindo.

 

— Donghyun, eu vou sincero com você. Eu fiquei duas vezes mais machucado após toda essa história, não é justo o jeito que você me tratou. E muito menos o jeito irresponsável que você fez que todos do grupo cooperasse com essa mentira. Por coisas assim que eu tenho certeza que nosso relacionamento não tem como dar certo. Eu te amo e talvez esse sentimento nunca passe, eu não sei. Mas eu preciso pensar em mim e no grupo, coisas que você não pensou quando fez suas escolhas. Prefiro que a gente siga apenas como amigos. — Vomitei todas as palavras de uma vez com pausas somente para respirar e não ter a chance dele me responder.

 

Donghyun abriu a boca e fechou logo após, ficando alguns segundos em silêncio. Eu pensei agora ele vai me chutar do grupo ou da vida de todo mundo só de raiva. Mas ele respirou fundo e disse apenas uma frase finalizando nossa conversa.

 

— Eu concordo com você, me desculpa por tudo.

— Sério?

— Sim, você está certo. Eu estava agindo como uma criança e você, que é mais novo, soube lidar muito melhor do que eu essa situação. E por mais que eu te ame também, não acho certo a gente continuar desse modo, afetando todos.

— Então… — no momento que ele falou essas coisas que caiu a ficha de toda a situação. O sentimento de se colocar um ponto final de verdade me deu um arrepio pelo corpo e uma dor no meu peito.

— Sim. — Donghyun afirmou sem ao menos esperar eu terminar de falar já sabendo que era difícil dizer isso. Como deve ser para ele também. Ele deu um sorriso fraco e me puxou em um abraço.

 

Eu espero que esteja fazendo a escolha certa.

 

-----x-----

 

 

Era estranho pensar que nesse momento o Boyfriend está fazendo seu último evento na Coreia. Decidimos junto com a empresa não renovar mais nosso contrato e no aniversário do grupo, fizemos nossa última apresentação. Ainda temos alguns eventos no japão pois nosso contrato lá não foi finalizado mas o sentimento de término esta novamente entrando no meu peito e me deixando ansioso.

 

Desde aquela conversa eu e Donghyun continuamos amigos e companheiros de grupo. No começo foi difícil mas aos poucos as coisas voltavam ao seu lugar. Ainda tínhamos ciúmes um do outro? Sim, principalmente quando Youngmin começou a flertar comigo. Mas sempre deixei claro que não gostaria de mais nenhum relacionamento no grupo então ele sempre falava que era brincadeira e eu ficava na dúvida se era mesmo ou não.

 

Choramos muito quando cantamos Sunshower e junto com as fãs até o final do evento. Voltamos para o dormitório e ainda estava aquela vibe de luto dentro da van. Eu encostei minha cabeça na janela e fechei os olhos, tentando conter mais lágrimas. Eu sentir uma mão apertar a minha e entrelaçar nossos dedos. Quando eu abri os olhos, deparei com o rosto de Donghyun, sorrindo para mim e segurando minha mão.

 

Ele ainda estava lá para mim como eu estava para ele. E isso que importava para mim.

 

E o futuro? Só as forças do destino dirá o que está reservado para nós.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...