História Normal - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Yang Jeong-in
Tags Demon
Visualizações 0
Palavras 611
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Imagine editado e traduzido da conta ieefelix

Capítulo 1 - NORMAL - Demon Jeongin


Suas pernas estavam balançando no prédio enquanto você observava os carros passando por você, correndo para que pudessem vislumbrar sua família ou amantes antes de adormecerem. Um pensamento bonito.  


Você não tinha ninguém assim.  


Sempre vagando pela cidade, tentando encontrar algo para fazer, alguém para assistir e você estava cansado disso, cansado de ver as pessoas felizes quando você não estava.  


Mas isso faz parte de ser um demônio, você está condenado para sempre, nunca sendo capaz de viver uma vida tão mortal e interessante. Uma vida em que todos os dias era uma surpresa. Você desejou uma vida na qual pudesse se apaixonar como todos os adolescentes que assistiu nas escolas, desejou poder dar as mãos a alguém a quem ama.  

Mas você não podia, você é apenas um demônio, ninguém jamais o amaria, ou pelo menos foi o que você pensou.


"Pare de ter pena de si mesmo." Você ouviu uma voz familiar dizer, fazendo você virar a cabeça para o lado, bufando quando viu seu amigo Jeongin fazendo beicinho para você. 


"Eu sei o quanto você gostaria de ser como eles. Você sente falta de ser humano, eu posso sentir isso." Ele murmurou, sentando-se ao seu lado, olhando as luzes da cidade, apreciando a beleza que elas possuíam.


"Você não quer viver uma vida normal?" Você perguntou fazendo o garoto ao seu lado rir.  


"Como poderíamos viver uma vida normal se nem somos normais?" Você deu de ombros com a resposta dele, ele estava certo. Você não era normal e nunca será normal. Mesmo se você pudesse ser humano novamente, todos os seus amigos já haviam falecido, seus irmãos, seus pais, seus avós, eles já se foram, todos vagando pelo céu enquanto você estava aqui, malditamente para sempre. Uma lágrima escorregou de seus olhos quando a realização o atingiu, mas você foi gentilmente abraçado por Jeongin.  


"O primeiro demônio que eu já vi chorando." Ele riu tentando aliviar o humor enquanto ele apertava seu aperto, certificando-se de que você se sentia seguro em seus braços. Um leve sorriso apareceu em seu rosto, fungando em sua camisa.


 "Jeongin?" Você perguntou e ele cantarolou em resposta. "Obrigado." Você disse com seu rosto ainda escondido no peito dele.  


"Você sabe o que, (S / N)", Jeongin começou, levantando-se e estendendo a mão para você pegar a mão dele. Você se levantou, parado bem na frente dele, com a mão ainda na sua enquanto sorria: "podemos não ser normais, mas isso não significa que não podemos ter uma ótima vida". Ele disse e se virou para puxá-lo com ele. Você não disse nada, apenas apreciou o quão animado ele estava ficando.  


"E nós vamos tornar nossa vida ótima a partir de agora. Agora, o que você quer fazer? Qual é a sua principal coisa na sua lista de 'eu queria que eu fosse humano?" Ele perguntou e você riu.  


"Provavelmente vá para a escola e faça novos amigos." Você disse com um grande sorriso, recebendo um dele também.  


"Bom, amanhã de manhã iremos nos inscrever em uma faculdade. Mais alguma coisa que você queira fazer hoje à noite?" Ele respondeu, as estrelas refletindo em seus olhos escuros.  


"Talvez ... um encontro?" Você perguntou e o sorriso dele desapareceu lentamente.  


"C-comigo?" Você assentiu e se aproximou do garoto, pegando o rosto dele em suas mãos, colocando um selinho nos lábios.       


"Olha, nós também podemos ser românticos." Você riu quando notou o rosto dele ficando vermelho.  


"A-ah, nós devemos- uh ... hehe, vamos pegar um pouco de comida!"  

Ele coçou a parte de trás da cabeça, descendo o prédio, uma risada caindo dos seus lábios.  


"Isto vai ser divertido."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...