História Nós dois e você - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chankaisoo, Chansoo, Kaisoo, Poliamor baeksoo
Visualizações 93
Palavras 1.130
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá galerinha tudo bom com vocês?
Eu andei com uns problemas e por isso demorei para atualizar a fanfic , mas finalmente trouxe um capítulo novo para vocês, espero que gostem e tenham uma boa leitura ~

Capítulo 10 - Okay


NÓS DOIS E VOCÊ 

                           OKAY

                                 NARRADORA POV'S 


Por , aquela fresta de porta KyungSoo,  observava o que acontecia dentro daquele quarto totalmente espantado , sem conseguir desviar o olhar era como se ele fosse atraído,  instruído por uma força maior a olhar o que acontecia . Ele sabia que estava invadindo a privacidade alheia mas , ele estava ligando o "foda-se" , okay , ele não havia ligado o "foda-se" , mas estava quase . KyungSoo,  achou que ele acabaria sendo descoberto como em seus filmes favoritos onde , as pessoas estão espionando a vida alheia e acabam derrubando um vaso , ou o telefone toca chamando a atenção de todos , mas nada aconteceu.  Na vida real essas coisas acontecem raramente ou nunca e KyungSoo agradecia por isso , pois ser descoberto espionando a vida alheia era o cúmulo.  

As coisas começaram a ficar mais quentes dentro do quarto e KyungSoo sentiu aquele famoso rubor nas bochechas e fechou os olhos rapidamente dando alguns passos para trás.  Foi errado ter feito o que fez ? Sim , claro , mas a vontade de ver mais daquela cena o consumia, era como se em seus ombros estivessem um mini anjo e um mini demônio.  Um representava o seu bom senso e o outro a sua tentação,  e claro que quem venceu foi a sua tentação,  seu prazer carnal que o doixou afoito . O menor abriu os olhos e foi para o seu quarto batendo a porta com uma certa força antes de sentir uma sensação estranhamente familiar em seu baixo ventre . Pediu a qualquer entidade bondosa existente para que ele não estivesse com uma ereção entre as pernas , mas suas presses não foram atendidas e lá estava seu membro acordadissimo . Ele já havia passado de todos os limites mas se masturbar era demais para si , poxa! O Do já havia espionado a vida alheia e agora iria se masturbar pensando na cena que presenciou a alguns instantes atrás? 

Cogitou a ideia de tomar um banho para acabar com aquele seu fogo e para si essa séria a melhor opção. O Do entrou no banheiro e começou a se despir rapidamente,  jogando suas roupas em qualquer lugar daquele enorme banheiro.

"Água fria ,água fria ,água fria , é disso que eu preciso " repitia o Do como se fosse um mantra .

Ele abriu o box e logo em seguida o registro sentindo a água fria entrar em contato com seu corpo , lhe trazendo aquela sensação de conforto e lhe deixando leve , a água ia fazendo vários caminhos por seu corpo o deixando extasiado de uma forma deverás boa ,  quando ele se deu conta já estava com uma das mãos espalmada no azulejo da parede e a outra em seu membro, o estimulando vagarosamente , sentindo aqueles choques de prazer o dominando . Sua mão subia e descia com certa agilidade e habilidade naquela extensão ,  e quando o dedão fazia movimentos circulares sobre a glande rosada e inchada o deixava  com as pernas bambas , proporcionando arfares baixos do Do , este que tentava se manter de pé a todo custo.  Os movimentos iam se intensificando cada vez mais e a glande já expelia o seu pré gozo.  

Numa ação involuntária ele tirou a mão do azulejo e a levou até sua entrada penetrando seu dedo médio naquele anel róseo e  uma enxurrada de prazer tomar conta do seu ser , logo os gemidos começaram a sair de sua boca sem seu consentimento e logo mais um dedo foi inserido dentro de si , o menor se estocava com força tentando achar aquele pontinho de o fazia delirar,  dobrou seus dedos dentro de si reslavando com aquela protuberância que o fez ter espasmos violentos e acelerar ainda mais o ritimo da masturbação para atingir seu ápice.  Sua próstata era maltratada por aqueles dedos não tão curtos que faziam um ótimo estrago dentro de si , suas pernas tremiam dando indícios que seu ápice estava próximo e não demorou muito mais tempo para sua entrada se contrair envolta de seus dedos e seu prazer ser expelido de seu membro sujando o azulejo do box , o menor mesmo sensível por causa do recente orgasmo contínuo a se estocar até sentir que suas pernas iriam ceder de tão moles que estavam .

KyungSoo tomou seu banho e saiu do banheiro pegando uma roupa qualquer para se vestir . Se secou vestiu sua boxer e passou seu creme corporal antes de terminar de se vestir . Após esse feito se jogou na cama sentindo sua consciência pesar sobre os seus atos , mas por pouco tempo pois logo o sono lhe prendeu em mais uma de suas armadilhas e como sempre o menor novamente cedeu .

(...)

Quando KyungSoo acordou já havia passado umas quatro horas no mínimo e a fome o fez se levantar da cama e ir atrás de algo para comer , como a casa era enorme ele demorou um tempinho para achar a cozinha e quando achou teve uma enorme surpresa , lá estavam Chanyeol e JongIn,  sentados de frente um para o outro conversando sobre algo que provavelmente não era do interesse de KyungSoo,  este que assim como entrouna cozinha saiu , sentindo suas bochechas arderem e uma subta vergonha tomar conta de seu ser . Ficou parado ao lado da porta da cozinha cogitando a ideia de entrar ou não na cozinha até escutar a voz de Chanyeol falando para KyungSoo se juntar a eles.  O menor mesmo relutantefoi tropeçando em seus próprios pés,  parou a frente da mesa e olhou para os dois homens a sua frente .

"P-posso me sentar aqui ?" Perguntou meio sem jeito apertando suas mãos umas nas outras .

"Claro , agora você é de casa Kyung"

O menor quase sentiu um enfarto ao ver JongIn o tratar bem , era quase como se tivessem o abduzido e colocado outra pessoa em seu lugar .

"Obrigado JongIn "

"De nada Kyung e pode me chamar de Kai agora , eu ... acho ?"

"T-tudo bem "

"Bem , KyungSoo sente-se aqui " Chanyeol disse batendo em sua coxa fazendo KyungSoo querer enfiar sua cabeça em um buraco qualquer só para não fazer isso .

"Muito obrigado Chanyeol mas eu prefiro me sentar em uma cadeira "

"Mas eu insisto KyungSoo,  agora você mora com a gente e precisa ter mais contato conosco " disse simplista como se fosse algo banal " Era só uma brincadeira Kyung " deu algumas risadas sendo acompanhado po JongIn. 

"Eu sabia okay ?" 

"Mas mudando de assunto,  pode se sentar em qualquer lugar "

"Tá bom " 

O menor se sentou entre os dois e olhou para a comida que estava posta sobre a mesa sentindo sua boca salivar com aquela visão. 


CONTINUA...




Notas Finais


Foi isso . O capítulo ficou um pouco mais quente que o abtual mas acho que ficou bom .
Bjs até o proximo capítulo e não deem uma de leitor fantasma ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...