História Nossa amiga - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jisoo, Kim Taehyung (V), Lisa
Visualizações 6
Palavras 1.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 03


Durante a noite o meu sono tinha sido ótimo,me levanto e vou para o banheiro fazer minha higienes. Nunca tinha acordado com o humor tão bom..

     Tomo um banho, coloco o uniforme, penteio os cabelos e faço uma maquiagem básica. Terminando tudo, desço e vejo minha mãe fazendo o café e meu pai lendo um jornal.

       (S/N): Bom dia gente! --- sento na mesa e dou um sorriso largo para ambos..

    (S/M): Bom dia querida, coma rápido senão irá se atrasar para a aula! --- vem em minha direção e beija o topo de minha cabeça..

      (S/N): 'Tá bem omma! --- me sirvo e começo a comer..

      Enquanto comia, não percebo o tempo passar, olho no relógio e saio da mesa desesperada.

      (S/N): Ah não, estou atrasadíssima! --- pego minhas coisas e saio nas pressas sem dizer nem ao menos 'tchau' para meus pais. Quando já estava um pouquinho longe, ouço um grito..

     (S/M) Tchau querida, tome cuidado! --- minha omma dizia acenando e sorrindo..

       Apenas aceno de volto enquanto corro em direção ao ponto de ônibus. E graças à Deus assim que chego lá o ônibus chega também. Entro no mesmo e me sento ,olho no relógio e percebo que já eram 06:59 hrs e me desespero.

      (S/N): Droga! Logo hoje que o primeiro tempo de aula é daquela professora chata ! ---  falo pra mim mesma e coloco as mãos na cabeça, abaixando a mesma..

      Chegando na sala percebo que a professora já estava lá, bato na porta e peço para entrar, a professora assenti e adentro na sala..

    (Prof): Chegando atrasada de novo senhorida S/n? --- diz me olhando de braços cruzados e com um olhar de reprovação..

       (S/N): Me desculpe, prometo que não irá se repetir. --- digo indo em direção a minha carteira..

         Vê aqueles alunos me dava um nervoso, não sei porque, mas me sinto desconfortável de alguma maneira com um número alto de pessoas me olhando. Ignoro todos e me sento.

A hora vai se passando, e logo bate pra o recreio, saio da sala e como todos já sabem ,as meninas estavam comigo. Assim que saio vejo as outras, mas percebo que Jisoo não estava com elas..

     (S/N): Oi Lisa. Onde está Jisoo? --- pergunto procurando a mesma..

          (Lisa) : Ela não veio hoje!

          (S/N): Aish --- reviro os olhos..

           (Lisa) Vocês são muito amigas não é?

     (S/n) Sim. São quase 11 anos de amizade. Acho que é bastante tempo. --- coço a nuca.

          A pálida apenas assente e logo sai dali me deixando sozinha. Acho que a mesma se sente enciumada com minha amizade com Jisoo. Mas procuro sempre dar atenção para a mesma também, mesmo não tendo tanta intimidade assim com ela.

          O sinal toca e entro para a maldita sala. A aula como sempre estava um tédio. Eu odiava história, minha lógica sempre foi "Para que estudar história se todos já morreram?" ou então "Por que nos interessaríamos em saber sobre nossos antepassados?". Com essa lógica passei a odiar história, se pelo menos os professores de história fossem legais né?  Mas fazer o que.

        A aula acaba e vou direto para casa, dessa vez fui a pé mesmo, pode cansar mas ajuda a pensarmos um pouco sobre a vida. Ver flores rosas claro caindo no chão e sentir aquele vento no rosto de alguma maneira era confortável, e eu me sentia confiante. Eu ia para casa em passos lentos enquanto ouvia pássaros cantar, sai de meus pensamentos assim que parei em frente a minha casa.

      Entro e passo pelos meus pais. Mas lembro da cena de mais cedo e logo me viro para os dois.

      (S/N): Desculpa por não ter me despedido de vocês. --- abraço os mesmos forte..

         (S/P): Tá tudo bem querida. ---- sorri e retribui o abraço..- Preste mais atenção no horário filha.

      (S/N): Ok papai. --- sorrio e vou para o quarto..

        Eu podia não ser a melhor filha do mundo, mas tentava ao menos agradar meus pais. Sou muito emocional, então se ver os dois tristes, fico triste também e começo a chorar, principalmente se o motivo de eles estarem tristes for eu.

       Tomo um banho e me visto, pego o celular e fico mexendo até sentir sono e os olhos fecharem.

       Horas depois me acordo com batidas na porta..

      (S/M): Filha? Está acordada? --- fala adentrando o quarto..

       (S/N): A senhora me acordou. --- falo sorrindo e esfregando os olhos..

         (S/M): Sabe que horas são querida? --- me olha séria..

            (S/N): Não omma. --- a olho confusa.. --- Que horas são mãe?

            (S/M): São 19h07 minha filha.

         (S/N): Nossa! Eu dormi muito. --- olho para minha mãe assustada..-

           (S/M): Desça logo, o jantar está pronto!

     (S/N) Já estou indo. --- vou para o banheiro lavar meu rosto e desço..

         Chego lá e logo percebo que o jantar seria sopa. Eu gostava de sopa, mas claro que tinha seus momentos né?  Tipo um dia friozinho e tals.

       (S/N): Fala sério né mãe? Sopa!? Em pleno dia calorento?

      (S/M): Ja está de noite, é uma comida mais saudável para comer a esse horário, e aliás, não está tão calor hoje.

       (S/N) Posso fazer outra coisa para mim comer ? --- reviro os olhos e pergunto sem esperança de receber um "Sim"..

       (S/M): Se limpar tudo depois, por mim tudo bem.

        (S/N): Tá bem. --- saio da sala e volto para a cozinha..

       Abro a geladeira e percebo que tinha lá ovos, verduras e suco. Então tenho a brilhante idéia de fritar os ovos e fazer uma salada, como não tinha arroz eu teria que fazer também. Minha família tinha boas condições, mas não fazia com que deixássemos de ser humildes. Agiamos como qualquer outra família simples por aí,  não tínhamos empregada, e nem motorista para me deixar na escola todos os dias..mas eu era feliz.

      (S/N): Vamos lá  (s/n), sem muita sujeira. --- falo para mim mesma enquanto coloco um avental..

        Começo a fazer tudo direitinho, fazia de tudo para não deixar cair muita sujeira no chão, mas era impossível, principalmente por que eu era uma pessoa muito desastrada..se eu morasse sozinha aposto que as coisas seriam todas quebradas.

       Termino tudo e me sirvo, pego os talheres e me assento na mesa..

       (S/n): Isso sim é algo digno de uma menina faminta comer. --- falo animada e começo a comer..

         Assim que termino percebo que a cozinha estava completamente suja e meu esforço para mante-la organizada tinha ido de água a baixo..

         (S/n): Caramba, só eu faço essa imundice toda? --- falo observando o local antes de começar a limpar tudo..

        Limpo tudo bem limpadinho, deixo o mais organizado possível e me sento no sofá.

         (S/N) : Agora sim. Vou assistir até me cansar. ---- ligo a TV e coloco em um filme qualquer..

          Passei horas assistindo, olho no relógio e percebo que já estava tarde, então subo para o quarto, faço minha higienes e me deito.

       Fico encarando o teto por alguns minutos, pensando em como a vida que eu tinha era boa. Eu dormia a hora que queria , comia a hora que queria, saia a hora que queria, enquanto isso tinham pessoas sofrendo em outros lugares.  Passei muito tempo tempo pensando e logo meus olhos foram fechando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...