História Nossa amiga - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jisoo, Kim Taehyung (V), Lisa
Visualizações 5
Palavras 3.216
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Capítulo 09


_Agora lá estava eu, parada na frente do Taehyung e da desconhecida, meu coração estava a mil, não tinha parado pra pensar: Ele não era nada pra mim, então não devia satisfação nenhuma. Como sou uma idiota, aish! Mas já que estou aqui o jeito é continuar nesse grande mico.

(S/N): Hein Tae, pode me dizer quem é ela? - falei tentando ainda manter a postura séria enquanto o mesmo me olhava assustado..

(Tae): S/n, essa é minha prima, Mi- Cha! - falou rindo da minha cara.. --- Aliás, o que está fazendo aqui?

(S/n): A-ah! Eu vim c-comprar flores. --- falei pegando uma flor rapidamente e cheirando - a para disfarçar..

(Tae): Ah sim! --- me olha desconfiado, parecia não acreditar na minha explicação..

Não sabia onde enfiar a cara, sou uma besta mesmo. Por que diacho me incomodei tanto com isso? Tae e eu não somos nada, não passamos de beijos sem compromisso - pelo menos eu acho que eram sem compromisso - e além disso, ele não quer nada comigo. Estava morrendo de vergonha de encara- los.

(Mi- Cha):Ooooi! Ainda estou aqui! 

(Tae): Ah, tinha esquecido de você! Mi essa é S/n, uma amiga.. -- falou pegando em minha mão e beijando - a..

(Mi-Cha): Prazer em conhecer você. --- sorri e estende a mão mim..

Solto a mão de Tae e pego na mão da mesma dando um sorriso mínimo. Ela era muito bonita, olhos escuros, cabelos castanhos e ondulados. Muito educada e bem elegante. Pena que não fui com a cara dela.

(S/n): Prazer em conhecer você também! - forcei um sorriso e soltei sua mão..--- Tenho que ir, até mais.

(Tae): Espera! --- se aproxima e me dá um selinho rápido, sorri logo em seguida..

(Mi): Calma aí, buguei agora! -- coça a nuca e olha confusa.. -- Vocês não são apenas amigos? (Tae): Por enquanto sim. --- me olha e da uma piscadela..

(S/n): A-ah tenho que ir, tchau gente! --- digo envergonhada pela atitude de Tae e me retiro de lá..

Estava voltando de novo pra casa em passos rápidos, quando vejo Jisoo e Lisa passando em frente a minha casa. Passo por detrás das duas sem que percebam, e me encosto na árvore que ficava bem do lado da casa, quando estavam se aproximando da árvore dou um susto nelas.

(S/n): Buuuuuuuh! --- saio de detrás da árvore em um pulo..

(Jisoo) Aaaaah menina!  Quer me matar de vez? --- fala colocando a mão no peito..

(Lisa): Você quase me mata do coração, imagina se tenho um ataque cardíaco? Ia ser culpa suaa.- fala me dando um tapa nas costas logo depois..

(S/n): Calma jumentas! --- ri por conta da reação das duas..--- Vocês iam mesmo passar direto sem me fazer uma visitinha?

(Jisoo) Sim, não somos obrigadas a ir na sua casa.. --- dá de ombros e sorri falso..

(Lisa) Eu mesma não ia não, estou com vontade de ir pra casa e não pra sua..

(S/n): Nossa, que amigas vocês são hein!  --- digo fingindo estar magoada..

(Lisa) Hahaha! Sabe que estamos brincando com você galinha!

(Jisoo) Íamos primeiro comprar uma coisa que a mãe da Lisa pediu e voltar pra ver você!  - diz revirando os olhos e sorrindo..

(S/n) Espero que seja isso mesmo. Vão lá comprar esse troço e voltem logo pra colocarmos o papo em dia.

As duas lesas foram em direção ao mercado e eu entrei em casa. Por um momento tinha esquecido do meu micão de mais cedo, mas logo lembrei e fiquei com vergonha alheia de mim mesma. Cara, imagine se fosse irmã dele, ou sei lá, uma tia..por que querendo ou não ela tinha aparência de ser um pouco mais velha que ele, o que ela iria pensar de mim?

'Ah meu sobrinho tem uma amiga louca.'

Pensando bem, minha vida é fudida mesmo. Se não for pra fazer merda,  não sou eu. Sabe quando você já é acostumada a se dar mal ou pagar mico no final de tudo? Então,  eu sou. Queria um dia - pelo menos um dia - ser sortuda, e não fazer cagada. Mas é a vida né, enquanto uns são sortudos pra caralho, eu sou uma azarenta fudida - queria que fosse fudida de outro forma - e que só faz merda e paga mico. Essa não é uma ótima descrição sobre mim, mas agente releva. 

Como vou olhar pro Taezinho agora? Ele irá achar que sou uma psicopata ciumenta - e sou mesmo_

Depois de tanto me lamentar por ter feito aquilo, ouço a companhia tocar então vou correndo abrir a porta. Era as meninas.

(S/n) Entrem suas vacas!

(Lisa) A melhor forma de receber as amigas não!?

(Jisoo) Ela é assim mesmo, não sabe ser educada! --- revira os olhos. -- Diga pelo menos " Entrem meninas e sintam- se a vontade".

(S/n) Vai tomar no cu Jisoo! --- mostro o dedo do meio..

(Lisa)Que ignorante essa menina! --- ri alto e de um jeito escândaloso..

(S/n) Eca! Tua risada é muito estranha, sério mesmo. --- acabo rindo dela..

(Lisa)Ha Ha Ha! - risada falsa.. --- Cala essa boca!

Ri e mandei elas se sentarem no sofá enquanto pegava algo pra comer. Peguei alguns salgadinhos e refrigerante e botei na mesinha a nossa frente. Me sentei entre as duas no espaço apertado que sobrava e coloquei os braços por cima do ombro de cada uma.

Nesse mês que passou, me aproximei mais de Lisa também, e agora estamos um trio inseparável.

(S/n) E aí parceiras, contem os babados! --- olhava para a cara das duas revezando as olhadas, virando o rosto pro lado e pro outro para dar atenção as duas.

(Lisa)Não temos! Conte você os seus. --- diz abrindo o pacote de salgados..

(S/n) Affs! --- tentei lembrar algo pra contar..- Meninas, vocês não sabem o mico que paguei hoje!

(Jisoo) Que cagada você fez dessa vez?

(Lisa) Nossa hein S/n, você já gosta de pagar micos, o que foi dessa vez?

(S/n) Bom, eu estava na varanda do meu quarto, quando vi meu amigo dando flores a uma menina. Então, fui até lá e gritei bem alto perguntando quem era a garota! E era a prima dele..não sabia mais onde enfiar minha cara. --- falei todos os detalhes enquanto as lesadinhas prestavam atenção..

(Lisa) Que micão da porra S/n! --- disse se acabando de rir..

(Jisoo) Caralho bicha, que vaciloo! --- diz rindo igual a Lisa..

(S/n) Vocês poderiam pelo menos não rir né!  - falo revirando os olhos..- Suas falsas.

(Jisoo)Falsa? Jamais..--- fala enxugando as lágrimas vindas do riso..

(S/n) Aish!

Passamos o resto da tarde lá, conversando e rindo que nem três idiotas.

O bom de ter amigas como elas, é que além de serem conselheiras e acolhedoras, são super engraçadas e divertidas. Sempre que as duas vem aqui em casa, meu humor melhora e fico feliz. Por sorte - ou não - fiz amizade com essas loucas que tanto amo.

As duas foram embora me deixando sozinha em casa novamente. Era chato pra caramba ficar no quarto o dia todo, então apenas deitei e adormeci. Sou uma dorminhoca né?

      ~ Jisoo on ~

Depois que sai da casa de S/n com Lisa, viramos em direções opostas, a caminho de nossas casas. Fui andando mesmo, já estava quase anoitecendo então apressei os passos. No caminho começou um sereno fraco que molhava minha pele aos poucos, mas logo foi se tornando forte e como eu estava sem guarda-chuva tive que esperar passar um pouco debaixo de um ponto de ônibus.

Minutos se passavam e aquela chuva não diminuia, muito pelo ao contrário, aumentava. Estava uma ventania muito forte. Me pergunto como o tempo mudou tão rápido? A poucas horas estava apenas dando um ventinho bom e agora está chovendo fortíssimo. E eu? Estou sentada num banco sozinha, numa rua meio escura e sem movimentação. Já está escuro e a chuva não passa, o medo invade meu corpo e não tenho o que fazer, não trouxe o celular - logo hoje que preciso - e muito menos dinheiro para pegar um táxi.

E os minutos se passando e nada da chuva passar. Não consigo me controlar, estou com medo de vim algum psicopata e querer fazer algum mal a mim. Mas vamos ter pensamentos positivos. Só pensamentos positivos.

A chuva foi amenizando e agora estava apenas serenando fraco novamente. Então me levanto se preparando pra seguir caminho de novo.

Como já estava escuro, tentei caminhar  o mais rápido possível, mas parecia que quanto mais eu andava, mais o caminho se prolongava. Uma sensação estranha percorria meu corpo, um mal pressentimento e medo. Era como se tivesse sendo perseguida ou observada por alguém. Apenas acelerei os passos mais ainda.

Andando rápido a espera de sair daquela rua deserta e entrar em uma mais iluminada, sinto uma mão me puxar pra trás e tampar minha boca.

(Xx) Vou ti foder com todas as minhas forças gostosinha! --- fala ainda tampando minha boca e me puxando pra algum lugar escuro..

(Jisoo)M-me solta! --- falo abafado e desesperada..

Uso todas as minhas forças pra morder a mão do homem, ele me solta e dou um chute em seu pênis. No instante que ele cai no chão por conta da dor, começo a correr pra longe dali chorando. Tentava correr o mais rápido possível. Até que esbarro em alguém e caio no chão..

(Jisoo) D-desculpe-me! --- falo chorando e de cabeça abaixada..

(Xx): Jisoo é você?  --- fala pegando em meu queixo e levantando meu rosto.

Era Baekhyun. Meu coração se alivia e me levanto rapidamente. Abraço o mesmo forte, ainda chorando.

(Jisoo) A-amor! Que bom que é você. 

(Baek) Por que está chorando e por que estava correndo meu amor? --- fala passando as mãos na minha costa e me apertando contra seu peito..

(Jisoo)U-um homem tentou me abusar querido! - desfaço do abraço e enxugo as lágrimas..--- Consegui escapar e correr!

(Baek) O que? --- arregala os olhos..--- Não ti quero mais andando sozinha huh? --- sela seus lábios nos meus. .--- Vamos, ti levo pra casa!

Ele entrelaça nossos dedos e me leva pra casa. Eu ainda estava em estado de choque, então fui o caminho todo calada. Baek pareceu entender que eu estava ainda assustada e não quis comentar sobre o assunto. Chegando em frente a casa, ele me leva até a porta.

(Baek)Pronto mocinha, está entregue. --- me abraça e beija minha testa..---Tenho que ir amor, até amanhã.

(Jisoo) Tá bem meu amor. --- abraço mais forte ainda e dou um selinho rápido no mesmo..--- Te amo.

(Baek) Te amo mais ainda vida.

Ele se vira e quando ia andar seu celular toca. Ele atende e apenas fala um "Ok" e desliga. Se vira pra mim é fala..

(Baek) Posso ficar aqui com você até meus pais chegarem em casa? 

    

      ~ S/n on ~

Incrível como a preguiça me consume as vezes. Dormi ontem a tarde e acordei agora de manhã. Não sei era muita preguiça ou se eu estava realmente cansada demais. E adivinha? Eu acordei tarde,  tarde até demais e não deu tempo de ir pra escola. A praga do despertador não alarmou hoje. Uma grande merda.

Me levanto da cama e quando ia em direção ao banheiro, vejo um papel brilhoso em cima da mesinha. Quando fui ver, se tratava da festa de aniversário da Lisa. Nem lembrava mais. É hoje. E puta que pariu, eu tinha esquecido completamente. Preciso comprar um presente pra ela e uma roupa pra eu ir.

Ando de volta em direção ao banheiro, lavo o rosto e escovo os dentes. Tiro a roupa e entro pra debaixo do chuveiro. Sabe? Estou acabada hoje - mesmo não tido feito absolutamente nada -. Preciso sair, me divertir um pouco. Desde do dia que sai pra ir na lanchonete com meus pais, eu não saio pra algum lugar diferente que não seja a praça daqui da rua. Talvez esse aniversário me destraia um pouco e me divirta. Mina é timida mas não deixa de ser festeira. Provavelmente vai ter bebida e vários boys na casa dela hoje.

Saio do banho e me visto. Vesti um short jeans e uma blusa de alienígenas, coloquei um tênis e pronto, já estava arrumada pra ir comprar o presente da Lisa.

Desço pra tomar café - almoçar no caso - e assisto um pouco de TV. Meus pais foram trabalhar hoje, às férias da mamãe já acabaram então apartir de agora ficarei sozinha todas as tarde. Isso é bom - eu acho-.

Estava ficando tediante, então decidi ir logo no shopping comprar o presente da garota. Liguei para um táxi - já estou cansada de andar de ônibus - e fui no banheiro rapidinho ajeitar os cabelos e escovar os dentes de novo. Peguei minha mesada e sai de casa. Enquanto esperava o táxi sentada no quintal de casa, vejo o Tae - acho que ele me persegue - aonde eu vou eu veio esse menino. Aish.

Ele vem até mim sorrindo, estava com uma calça jeans preta e uma blusa cinza, e o cabelo estava bagunçado por causa do vento.

(Tae): Oi xuxuzinha. --- senta do meu lado..

(S/n) Oi. --- reviro os olhos..--- Você me persegue? Onde eu vou você está.

(Tae) É o destino bebê. --- sorri sarcástico..--- Onde você vai?

(S/n)No shopping!

(Tae) Sozinha? Até parece que vou deixar minha menina ir sozinha a um lugar cheio de boyzinho. --- fala sério..--- Eu vou com você.

(S/n) Ta bom então. --- falo dando de ombros, logo percebo que o táxi chega..--Vamos, o táxi chegou..

Puxo Tae pra dentro do carro e ele senta então ao meu lado no banco de trás. Fomos conversando o caminho todo até lá no shopping e enfim chegamos.

(S/n) Obrigado Senhor! - aceno pro taxista..- Bora menino! - puxo ele pra dentro do shopping..

Fomos andando e entramos em uma loja de roupas e acessórios. Comecei então a procurar algo que Mina gostasse e ia perguntando sempre pra saber a opinião de Tae. Ele era uma ótima companhia pra fazer compras. Estava tudo ótimo até escutarmos uma voz fina e irritante vindo em nossa direção. 

(Xx) Oppa!

(Tae) Ah não. .--- revira os olhos..---O que você quer comigo Mia?

(Mia) Queria conversar com você oppa! --- olha por cima dos ombros de Tae e me ver..--- Já está com essa menina escrota de novo TaeTae? 


(S/n) Cala essa boca menina chata! Escrota é você puta velha! 

(Mia) Vai mesmo deixar ela me chamar assim oppa? --- olha para Tae revoltada..

(Tae) Vou! Agora vai embora lambisgóia! --- empurra ela devagar..

(Mia) Nhaaaaa. ---  bate o pé no chão e sai com raiva..

(Tae) Affs! Que menina chata..

(S/n) O que ela é pra você Tae? 

(Tae) Ex- namorada.

(S/n) Hum.

Mesmo não querendo admitir, senti ciumes. Sou psicopata. Seguimos caminho para outra loja, eu estava tentando ignorar o moreno que me seguia o tempo todo e ele pareceu perceber..

(Tae) Por que esta me ignorando linda? --- me abraça por trás enquanto eu olhava alguns relógios na vitrine..

S/n) Não estou ti ignorando. --- tiro as mãos dele de mim..--- E me solta! Estamos em público.

(Tae) Por acaso está com ciumes da Mia? --- fala soltando uma gargalhada alta..--- Ont que fofa!

(S/n) Não! E para de rir alto, está me fazendo passar vergonha.

(Tae) Admiti logo que está!

(S/n) Tá! Eu estou! Pronto satisfeito? --- falo séria e alto..

(Tae) Não precisa sentir ciumes! Eu tenho olhos só pra você. --- me dá um selinho..

(S/n) Mas não somos nada Tae!  Pretende ficar comigo sem ter compromisso? --- falo cabisbaixa..

(Tae) Se isso é um problema eu posso resolver. --- se abaixa na minha frente e pega minha mão..--- Aceita namorar comigo?

(S/n) Sim Tae. --- abro um grande sorriso..

(Tae) Amo você pequena. --- se levanta e me abraça..

(S/n) Também amo você! --- separo do abraço e olho pra ele..--- Agora vamos logo comprar uma roupa pra mim dessa vez.

(Tae) Mas já não tínhamos comprado?

(S/n) Não bobo, esse era o presente da Lisa. Esqueceu que hoje é a festa dela!? --- digo rindo da cara de tacho do Tae..

(Tae) Ah sim! Então vamos comprar sua roupa. --- entrelaça nossos dedos..--- Mas nada de roupas muito curtas em moça. - fala apontando com o dedo como se fosse um aviso importante..--- Essas pernas só eu posso olhar!

(S/n) Tae! --- coro com sua frase..

(Tae) Ué!  Agora que sou teu namorado você é só minha não é ?

(S/n)Aish, vamos logo.

Entramos na loja de novo e comecei a pegar as roupas para experimentar. Toda vez que vestia uma, eu saia do provador pro Tae ver como ficou. E todas as decotadas ele recusava. Só aceitou quando vesti um vestido de alcinha e preto bem simples. Mas lógico que não vou pro aniversário com ele né. Escolhi outro com decote nos seios, e então eu levaria os dois mas na hora vestiria o decotado. Acho que Tae não vai pra festa então não será um problema.

Paguei tudo e fomos pra casa. Levei bastante tempo escolhendo junto com Tae, já era 17h30, então fui tomar banho e lavar o cabelo. Sequei o cabelo, passei a prancha  e nas pontas babyliss. Fiz uma maquiagem bem " cheguei" e por fim coloquei o vestido e salto.

Terminei tudo já faltava poucos minutos pra dar a hora de ir. Sentei um pouco no sofá e logo meu celular começou a tocar. Era o Tae?


》Ligação on《

_ Oi?

(Tae) Eu vou com você para a festa.

_ Você foi convidado?

(Tae)Sim, a Lisa me chamou, estudamos juntos lembra?

_Ah, ti espero aqui em casa então.

(Tae) Estou indo.

》Ligação off《

E agora? Tae vai ficar puto por causa do vestido - rindo de nervoso -. Ah, mas ele não manda em mim. Vou assim mesmo, e dane- se.

Deixei um bilhete em cima da mesa da cozinha avisando meus pais que sairia e não tinha hora pra voltar e fui esperar Tae lá fora - é uma mania, não consigo esperar dentro de casa -.

Logo ele chega num carro preto e sai de dentro do carro.

(Tae) Mas que porra! --- me olha de cima a baixo..--- Cade o vestido que nós comprou?

(S/n) Nós não, eu! - reviro os olhos.. --- Ah, aquele vestido é tão sem graça. Vou com esse mesmo huh? --- dou um selinho nele. .

(Tae): Tá bem. --- olha pros meus seios. --- Mas se botarem o olho no teu peito não falo por mim..

(S/n) Tá bom amor. --- rio da forma em que Tae disse.. --- Ei,  por que não me disse que tinha sido convidado pra festa também antes ?

(Tae) Ah, eu não fui convidado. ---sorri mínimo..--- Só não ia deixar minha menina andando sozinha por ai.

(S/n) Meu Deus, seu intruso! - bato nas costas dele fraco. .- Tá, vamos logo!

Fomos pro carro e seguimos caminho até o local da festa. Chegando lá já dava pra se ouvir o barulho alto de som e pessoas na frente da casa. Saímos do carro e fomos até lá. Lisa estava na porta recebendo os convidados. Ela estava linda.

A decoração da festa era de flores e em todos os lugares tinha doces e lembrancinhas escrito " 16 anos" - sim, Lisa era uns meses mais velha que eu -. O bolo enorme, muita comida e uma mesa cheia de bebidas. 

Lisa nos atendeu muito bem e nos levou até lá dentro. Me aproximei do seu ouvido e num sussurro disse:

(S/n) Você está mó gostosona nesse vestido. --- ri e bati na bunda da mesma..--- Parabéns amiga --- dou o presente que havia comprado para a mesma..

(Lisa) Obrigada sua louca..--- me abraça rindo..--- Divirta- se.

Ela volta pra receber outros convidados. Quando ia me sentar numa mesa junto a Tae, vejo a chata de sempre.

Mia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...