1. Spirit Fanfics >
  2. Nossa História - SUPERCORP >
  3. Capítulo 24

História Nossa História - SUPERCORP - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo maior hoje.
Cuidado com a COVID-19
Não esqueçam de lavar bem as mãos.
Usar álcool em gel.
Cuidem das suas famílias.
Não saiam de casa.

Capítulo 25 - Capítulo 24


Fanfic / Fanfiction Nossa História - SUPERCORP - Capítulo 25 - Capítulo 24


KARA

Fae? Que isso? 

Encarei Lena esperando uma explicação pois estava confusa. Lena estava nervosa maxendo as mãos.  

- Lena.. - Toquei as laterais do seu rosto fazendo a morena levantar seus olhos me encarando nervosa. - Respire fundo e  com suas palavras me explique o que exatamente é um fae.  

A morena bebeu um gole do seu chá respirando fundo e voltou a me encarar. Ela sentou na mesa e indicou para que me juntasse a ela. 

Me sentei na cadeira em sua frente segurando suas mãos passando calma e confiança.  

- Vamos.. estou aqui. - Falo beijando suas mãos.  

- Fae são pessoas que vivem no meio dos humanos. - Começou falar. - Lilian me contou que na verdade meu pai não é um alienígena, ele é um fea. - Lena parecia procurar palavras. - Ela não me explicou exatamente tudo, apenas o básico para que não me sentisse perdida. 

- O que é um Fae? - Pergunto. - Fora o fato deles viverem na terra.  

- Não sei como explicar. - Lena parecia nervosa.  - Eu sou um demônio que se alimenta da energia sexual dos humanos. - Falou tudo de uma vez.  

- Q-que? 

- Sou metade demônio sexual, Meu  pai é um demônio sexual que se alimenta da energia sexual das pessoas. 

- Você se alimenta do desejo sexual das pessoas? - Lena concordou com a cabeça.  

- Eu não sabia como contar isso para você. - Seus olhos encheram de lágrimas.- Kara, eu não sou totalmente um demônio, eu apenas sinto necessidade maior de.. sexo. 

- Lena, olha para mim. - Pedi. - Eu estou do seu lado, não será sua genética que me afastara de você.  

- Está falando sério? - Lena parecia surpresa com minha reação. - Eu acabei de contar que sou um demônio.  

- Lena, você é metade demônio, poxa eu tenho superpoderes. - Sorrimos. - Não tem nada de errado nisso.

- Sobre aquilo que a assistente da Samantha falou.. é um contrato que tenho com algumas mulheres, eu aprendi a me controlar bastante sobre o meu desejo  sexual, porém as vezes entro em abstinência ou me machucou de alguma forma.. preciso da energia sexual das pessoas, nem sempre durmo com elas.. apenas pego sua energia.  

- Que complicado.. você consegue se controla? - Pergunto. - A Samantha concorda com você fazendo os contratos com as mulheres. 

- Sim, na verdade muitas vezes ela participou. - Fala e meus olhos ficaram arregalados. - O importante é que estou controlando, não tenho grandes problemas pois minha genética é misturada, por isso apenas aumenta meu desejo e quando me machuco preciso de mais energia, por isso os contratos com mulheres, Kara eu juro para você, grande maioria das vezes eu apenas pego a energia delas e as pago, nem me  deito com elas. 

- Eu acredito em você. - Falo a beijando. - Vamos conversar com Winn, eu tenho um amigo que trabalha na Catco e ao mesmo tempo é um agente do governo que trabalha na parte científica, vocês dois podem conseguir uma forma de controlar essas abstinência. 

- Você ficará ao meu lado? - Lena parecia um tanto insegura. 

- Claro! Eu prometo. 

Lena sorriu para mim levando minhas mãos até seus lábios depositando um beijo carinhoso.  

- Onde está Jimmy? - Lena perguntou levantando da mesa. 

- Esse horário ele deve estar indo para o apartamento de Alex. - Respondi. - O que  você está planejando? 

- Vou resolver as coisas. - Lena respondeu. 

- Lena.. calma. - Tentei impedir que ela saísse do apartamento.

- Fique aqui, vou resolver tudo e trazer nossa filha para cá. - Lena estava diferente.

Seus olhos estava estranhos.  

- Lena.. - 

- Só fique aqui dentro! - Ordenou fechando a porta com a chave. 

Olhei pela janela e ela estava entrando em seu carro. Rapidamente peguei meu celular digitando o número de Alex. 

- Alô? Kara? - Alex entendeu. Sua voz estava sonolenta. 

- Alex, Jimmy já chegou? - Pergunto nervosa andando de um lado para o outro. 

- Ele ligou avisando que estava chegando e esperava que você estivesse em casa. - Respondeu.  

- Que merda. - Falo batendo minha mão em cima da mesa. 

- O que aconteceu? - Alex perguntou agora parecendo preocupada.  

- Lena.. - 

- A Luthor? 

- Claro. - Digo. - Ela me trouxe para o apartamento dela e conversamos, contei a verdade sobre Mayara e ela falou que iria atrás do Jimmy resolver o problema para que pudéssemos ficar juntas.  

- A Luthor vai matar ele. - Comentou do outro lado da linha. 

- Alex! - A repreendo. - Você é uma agente do governo, preciso que não deixei Lena cometer nenhum crime.  

- Ela já está aqui. - Alex falou antes de desligar a ligação.  

[Apartamento de Alex]

ALEX 

Kara acabou de me ligar falando que Lena estava atrás de Jimmy. Samantha estava adormecida ao meu lado da cama agarrada ao meu corpo.  

Com cuidado me levantei largando meu celular em cima do criado mudo. 

Saindo do quarto entrei no quarto logo em frente aonde Mayara dormia. 

Ela parecia um anjo. Seus bracinhos envolta do ursinho de pelúcia. Sorri e desci  as escadas apressada para impedir Lena de cometer qualquer crime.  

Quando cheguei na portaria a Luthor estava encostada em seu carro. Seus olhos estavam vermelhos e as veias do seu pescoço sartadas. 

- Lena. - Chamei seu nome. - Jimmy ainda não chegou. 

- Estou esperando por ele. - Respondeu. 

- Por favor.. não cometa nenhum crime. 

- Apenas quero tudo que é meu! Estou cansada dessa história! - Fala. - Eu e Kara  nos amamos e temos uma filha linda juntas.. eu só quero minha família, você e a  Samantha vão começar a de vocês.. deixa eu correr atrás da minha.  

Seus olhos estavam cheios de lágrimas.  Não tinha coragem de impedir que ela acabasse com tudo de uma única vez, tudo mudaria para melhor.  

Kara e Lena finalmente ficariam juntas, Mayara não sofreria novamente, eu e Samantha ficaremos juntas, Alura ficará com trono de Argo e Winn terá a ajuda de Lena e Kara para salvar a cidade.  

Sai dos meus pensamentos quando meus olhos viram a seguinte cena:

Jimmy estacionou seu carro em frente ao apartamento. Desceu arrumando seu  terno e caminhou em direção a Lena que o encarou enfurecida.  

- Você realmente não desiste? - O moreno fala. - Está casada! Vai importunar sua mulher.  

- Estou aqui para resolver de uma vez por todas nosso problema, hoje você deixará Kara livre, vou me casar com ela é cuidar da nossa filha.  

- Ela perderá tudo, Argo e sua herança, jamais vou dar o divórcio. 

- Não estou pedindo o divórcio dela, vamos resolver como tudo deveria ter sido anos atrás. 

De repente em minha visão Mon-El saiu de dentro do carro de Lena caminhando em direção aos dois parando ao lado da Luthor que sorriu.  

- Vocês vão me bater? - Jimmy ironizou.  

- Hoje tudo voltará ao normal. - Mon-El falou. - Minha amiga aqui perdeu tudo por  sua culpa, queremos vingança.  

Lena e Mon-El foram para cima do Jimmy que tentou correr porém foi impedido por Mon-El que o derrubou no chão segurando seus braços o prendendo contra o asfalto.  

- Adeus. - Lena falou. Fechei meus  olhos que em seguida foram abertos novamente. 

Arregalo meus olhos quando vejo os olhos verdes da Luthor brilharem e seus lábios abertos puxaram uma espécie de luz azul que saia da boca de Jimmy e entravam nos pulmões da Luthor que parecia ficar ainda mais forte pois apertava a garganta do moreno com uma força surreal.  

Foi questão de segundos para Lena e Mon-El soltarem o moreno que correu atordoado em direção ao meio da rua onde caiu ao lado de um latão de lixo.  

- Não pense em procurar Kara novamente. - Lena gritou. - Apenas não te matei em consideração a mesma.  

- Cruze nosso caminho novamente e acabamos com você. - Mon-El gritou caminhando em direção ao moreno. - Assine aqui.  

Jimmy sem protestar assinou o documento e saiu se arrastando pelo chão. Não sabia o que a Luthor fez com ele, porém estou curiosa.  

- Tudo resolvido. - Ela diz pegando o papel que Mon-El entregou a ela. 

- O que tem nesse papel? - Pergunto curiosa. 

- Divórcio. - Respondeu. - Aqui diz que ele deixou tudo para Kara, Argo, empresas e o Reino para Alura.  - Lena respondeu. - Eu falei que resolveria.  

- Você é incrível. - Falo sorrindo. - Kara não poderia ter se apaixonado por uma pessoa melhor que você. 

- Eu amo sua irmã.  - Lena diz. - Vou sempre proteger aquela loirinha.  

- Não tenho dúvidas. 

- Mon-El, muito obrigado, você novamente mostrou ser um amigo. - Lena o abraçou.  

- Sabe que poderá sempre contra  comigo.  - Mon-El diz dando um tapinha no ombro de Lena. 

- Você também, sempre poderá contar comigo. - Lena diz. - Toma. - Lena estendeu a chave do carro. 

- A chave do seu carro? 

- Agora é seu. - Lena diz pegando  Mon-El de surpresa.  

- Você sempre gostou desse carro. - Lena diz e Mon-El fica com as bochechas rosadas. - É um presente de gratidão, você  me ajudou.  

- Não posso aceitar. - Mon-El diz negando.  

- Vai dizer não para mim? - Perguntou com a sobrancelha erguida.  

- Lena, eu nunca pediria nada em troca de ajudá-la. 

- Mon-El, eu estou lhe dando de presente, apenas aceite. 

- Certo, muito obrigado. - Mon-El abraçou Lena antes de sair. 

- Você tem um coração enorme. - Comentei. 

- Mon-El é um grande amigo. 

- Estou impressionada com tudo que aconteceu.  

- Amanhã vou te explicar tudo, agora quero levar minha filha comigo, vamos  passar a noite em meu apartamento junto com Kara. 

- Ela está lá em cima. - Falo. - Vamos lá buscar a pequena Luthor. 

- Mayara é linda. - Lena sorriu boba. - Não vejo a hora de pegar aquela futura em meus braços.  - Seus olhos brilhavam, Lena estava emocionada. 

- Ela sempre quis conhecer você. 

- Meu coração está transbordando felicidade. 

- É agora. - Falo sorrindo. 

- Pode abrir. - Lena arrumou sua camiseta e limpou as lágrimas. - Estou  pronta para conhecer minha filha.  


Mãe:
palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria. Ser mãe não é só dar a luz e sim, participar da vida dos seus frutos gerados ou criados.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...