1. Spirit Fanfics >
  2. Nossa Música >
  3. Amanhã

História Nossa Música - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Amanhã


Depois de algum tempo conversando com minha mãe pelo celular já estava bem sonolenta, nada da minha tia chegar. Eu iria ter que conversar com ela pela manhã torcendo para estar acordada.

Perdida em meus pensamentos, pensamentos esses mais voltados a Marina que invadia meus sonhos todas as noites, quando recebo uma mensagem:

– Ei sumida! Como você está?

Era Chiara, fazia alguns dias que não conversávamos direito.

– Olha se não é minha cozinheira favorita! – Respondi com emojis sorrindo. – Anda bem sumida em?!

– Ah, você sabe né, meu tempo é pouco! Mandei mensagem pra saber como você está mesmo... Mais feliz, se adaptando...

– Acho que nunca tive tão feliz assim, está sendo um dos melhores anos que já tive na minha vida.

– Ual! Que ótimo que está se sentindo assim, então aqui está fazendo bem pra você!

– Eu não diria que é o lugar, e sim alguém...

– Olha ela! Tá de casinho? – Respondeu com emojis rindo.

– Digamos que sim... Eu não sei bem o que a gente tem, não teve pedido de namoro ou compromisso ainda.

– E quem é o sortudo?

– Não é "O"... É uma garota...

Ela mandou alguns emojis de surpresa.

– E quem é ela? Me conta tudo!

– Lembra que te contei que fiz uma amiga no colégio...

– Sim!

– Então, é ela...

– Parece que você estava destinada a encontrá-la, sabe. Minha mãe é taróloga, eu herdei um pouco disso dela, quando vi você naquele ônibus eu senti uma flecha, eu não quis dizer nada pra não te assustar.

Mandei alguns emojis de risos.

– Ai, não acredito nessas coisas, você tava dormindo acordada, estava vendo coisas. – Eu respondi com mais emojis sorrindo.

– Tá! Engraçadinha, mas é verdade, juro que você ficou aérea sem dizer nada por uns 2 minutos, então pede ela em namoro logo, pelo jeito que está falando tá toda apaixonada.

– Pior que eu tô, mas não sei, ela ainda tem muito medo sabe. Fico meio com um pé atrás com isso.

– Entendo, mas se ela está te fazendo feliz não deixe isso escapar.

– Obrigada, vou tentar não deixar isso acontecer, e você e o Stevie?

– Ih, ele não sai do meu pé, não gosto tanto dele assim. Estou me sentindo pressionada.

– Nossa, que chato isso... Tenta conversar com ele sobre isso, talvez ele saia um pouco de cima.

– Vou tentar ter uma conversa definitiva com ele, ou me dá mais espaço ou me esquece.

– Isso aí! – Respondi com um emoji piscando.

– E você o que está fazendo?

– Estava esperando minha tia chegar mas acho que ela não vem mais.

– Entendi, eu estou indo dormir Lisa, meu corpo precisa de descanso. Eu depois tenho uma proposta pra você, não sei se vai te interessar.

– Que proposta?

– Você no ônibus disse que quando chegasse iria procurar um emprego, vou precisar de uma ajudante na cozinha, mas isso é mais pra frente quando ampliar.

– Nossa, eu iria adorar, apesar de não entender muito, mas juro que aprendo rápido. – Respondi com emojis felizes.

– Ah, seria fácil! Você aprenderia rápido sim.

– Obrigada!

– Quando tiver pronto volto a falar com você sobre o assunto, estou indo dormir. Tenha uma boa noite Lisa!

– Boa noite Chiara, bom trabalho amanhã!

– Obrigada!

Terminando a conversa já passava da meia noite, ouvi um barulho na sala. Minha tia tinha chego, me levantei e fui descendo para conversar com ela.

– Boa noite tia! – Fui em sua direção dando um abraço.

– Boa noite filha, e como foi no colégio? – Ela perguntou colocando sua bolsa na mesa da cozinha.

– Foi muito bom! E como foi o trabalho? 

– Hoje até que foi bem tranquilo, não teve tanta emergência, já comeu?

– Eu comi no colégio. – Eu disse me sentando.

– Vou preparar um sanduíche pra mim então.

Ficamos conversando coisas aleatórias, e eu tentando criar coragem pra pedir a ela para me deixar dormir na casa da Marina no sábado.

– Tia, queria te pedir uma coisa...

– Sim. – Disse terminando de tomar seu suco.

– A Marina me perguntou se eu queria ir dormir na casa dela amanhã, conversar, assistir filmes, coisas de garotas. – Nesse momento pensei na minha cara de pau. – Queria saber se me deixa ir?

– Olha filha, por mim você pode ir sim mas conhece sua mãe, você tem que falar com ela.

– Claro, falo sim com ela. – Disse sorrindo.

– Você e essa menina são bem próximas né?

Esse momento queria poder enxergar qual era minha cara, eu fiquei gelada, mas tentei responder o mais normalmente possível.

– Sim tia, gosto muito dela, é uma ótima amiga! – Sei, amiga. Pensei comigo mesma.

Conversamos mais algumas coisas, notei que minha tia estava muito sonolenta, me despedi dela e subimos, ela foi para o banheiro e eu para meu quarto. Iria acordar bem cedo amanhã, iria ver meu amor.


Notas Finais


Bom, não está tendo leituras, talvez seja algum bug. Postei essa história originalmente no meu Wattpad e decidi colocá-la também aqui no Spirit. Como não está tento leituras é como se eu estivesse escrevendo para o vento, se tiver volto a publicar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...