1. Spirit Fanfics >
  2. Nossa nova vida em Mystic Falls >
  3. Conhecendo Josie Saltzman

História Nossa nova vida em Mystic Falls - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Conhecendo Josie Saltzman


 

POV - Alaric

 

Já era de manhã e daqui a pouco a família Mikaelson ia estar aqui na escola. Klaus e Hayley iam acertar os últimos detalhes da entrada dos seus filhos na escola e Hope e Henrik iam conhecer a escola pela a primeira vez. Nos últimos meses, eu tinha encarregado Lizzie de apresentar a escola para os novos alunos e Josie de ajudar os alunos novos com os horários das aulas. Mas hoje eu tinha pedido para Josie acompanhar Lizzie na apresentação da escola, porque apesar de Lizzie ter boas intenções, ela conhecia as histórias dos Mikaelson dos livros e talvez sem perceber, ela poderia fazer um comentário desagradável sobre a família de Hope e Henrik. Já com Josie lá, eu ficaria mais tranquilo, afinal ela faria de tudo pra irmã não falar demais. E eu sei que a minha filha tinha esse poder.

 

- Papai, quando os alunos de ouro vão chegar? - Saí dos meus pensamentos, ao ouvir Lizzie perguntar sarcasticamente. - Quero dizer, não é sempre que você deixa eu e a Jô matar três aulas seguidas. - Ela continuou, tentando se explicar, mas acabou saindo ainda mais sarcástica.

- Guarde o seu sarcasmo, Elizabeth. - A repreendi, sério - E vocês não estão matando aula, estão apenas ajudando seus pais. - Expliquei, olhando de Lizzie para Josie.

- Claro, depois que a mamãe foi pra Europa, sobrou pra nós. - Minha filha mais rebelde comentou, sarcasticamente novamente. Antes que eu falasse algo, Josie se intrometeu.

- Lizzie, não seja tão irritante. - Ela falou, repreendendo a irmã. - Você sabe que no fundo você adora apresentar a escola aos novos alunos. - Josie completou e Lizzie bufou, sabendo que a sua gêmea estava certa.

 

Depois que Caroline partiu pra Europa pra tentar encontrar uma solução pra fusão com a desculpa que estava recrutando novos alunos, Lizzie se tornou ainda mais rebelde. Ela e Caroline são muitos próximas e Lizzie sente muito a falta da mãe. Isso refletiu no seu comportamento. E mesmo com seu temperamento difícil, mimado e seus surtos capazes de destruírem uma cozinha inteira, eu amo a minha garotinha com todo o meu coração, mas Lizzie sabia me tirar do sério como ninguém. Se não fosse Josie se intrometendo pela irmã, eu teria perdido a paciência com ela mais vezes do que posso contar.

 

- Querida... - Suspirei suavemente, olhando pra Lizzie - Apenas seja educada, ok? - Pedi com o meu melhor sorriso.

- Vou fazer meu melhor, papai. - Lizzie sorriu, parecendo sincera - Eu só não entendo porque os Mikaelson são tão importantes, você até pediu pra Josie me acompanhar... - Ela continuou, levantando uma das sobrancelhas para a irmã em dúvida.

- Os Mikaelson são a família mais antiga do mundo, meu amor, então precisamos ter cuidado com as palavras. - Afirmei, tentando parecer suave.

 

Eu não queria que Lizzie pensasse que eu não confiava nela para apresentar a escola para os Mikaelson. Eu confiança, o problema é que as vezes a minha garotinha falava demais sem ao menor perceber e isso poderia acabar magoando Hope ou Henrik.

 

- O que você quer dizer? - Lizzie se virou para me olhar, não entendendo aonde eu queria chegar. Na mesma hora Josie trocou um olhar comigo, que foi despercebido por Lizzie.

- Lizzie, o papai já mandou mais de quinze convites para a Hope e o Henrik entrarem aqui na escola e agora finalmente os pais deles decidiram colocar eles aqui. - Josie explicou e eu sorri, minha menina sempre sabia o que dizer. - Apenas precisamos que eles não mudem de ideia, certo? - Ela completou e Lizzie fez uma careta de interrogação, antes de balançar a cabeça e dar de ombros.

- Que assim seja então. - Ela deu um suspiro dramático e se jogou no sofá do meu escritório.

 

Josie observou a irmã por um momento, antes de ir se sentar ao lado dela. Ao ver que Josie estava ao seu lado, Lizzie soltou um bocejo e encostou sua cabeça no ombro da irmã. Eu sorri para a cena e olhei no relógio. Eram 7h45 da manhã. Eu tinha combinado com Klaus e Hayley as 8h. Ficamos em silêncio alguns minutos e finalmente ouvi batidas na porta do escritório. Na mesma hora, Josie cutucou Lizzie para se levantar.

 

- Pode entrar. - Falei, olhando para a porta do escritório.

- Com licença, Senhor Saltzman? - Emma abriu a porta e eu a olhei - Os Mikaelson chegaram! - Ela avisou e eu sorri.

- Obrigado por me avisar, Emma, você pode pedir para eles entrarem? - Perguntei e ela acentiu com um sorriso, antes de ir chamar eles.

 

POV - Klaus

 

Ontem Hayley teve uma conversa com Hope e fez ela prometer que ia tentar se adaptar a escola Salvatore. Para minha surpresa, a conversa surtiu efeito. Hope levantou com um bom humor que fazia tempo que eu e Hayley não víamos e até se ofereceu para me ajudar com o café da manhã. Então depois do café da manhã mais do que agradável que tivermos entre família, nós partimos para a escola Salvatore. Chegando lá, fomos atendidos por uma das professoras e logo ela nos encaminhou para a sala de Alaric. Sinceramente, eu não estava prestando muita atenção, mas ouvi ela dizendo pra Hayley que se chamava Emma.

 

- Por aqui. - Emma foi nos guiando pelo corredor até a sala do diretor - Fiquem a vontade. - Ela nos olhou, abrindo a porta da direção.

- Obrigada, Emma. - Hayley como sempre era muito mais gentil do que eu. Emma sorriu em resposta, antes de se retirar. Entramos na sala da diretoria e ao perceber a nossa chegada, Alaric imediatamente se levantou da sua cadeira.

- Klaus. - Alaric cumprimentou, assim que me viu. Eu sabia que eu não era a pessoa favorita do mundo para Alaric, mas depois que me tornei pai, sempre que a gente se viu, tentavamos nos tratar com o mínimo de respeito.

- Alaric. - Devolvi o cumprimento, acentindo com a cabeça.

 

Em seguida, Alaric cumprimentou Hayley, Hope e Henrik também, mas dessa vez com um sorriso muito mais caloroso no rosto.

 

- Essas são minhas filhas Josie e Lizzie. - Alaric apresentou, mostrando duas garotas paradas em pé ao lado dele. Uma era loira e a outra morena. Se eu já não tivesse ouvido as histórias da família delas, nunca pensaria que eram gêmeas. - São elas que vão apresentar a escola Salvatore para vocês, enquanto eu e seus pais conversam. - Ele explicou, olhando para Hope e Henrik.

- Vamos? - A loira falou, dando um sorriso para os meus filhos.

- Claro. - Henrik olhou pra mim e Hayley animado, antes de seguir a loira.

 

Eu dei uma olhada para o lado para ver a reação de Hope e vi ela olhando a morena de cima a baixo. Se a minha filha gostasse de garotas, eu poderia até pensar que ela estava secando a filha de Alaric. Mas como ela nunca demonstrou nenhum sinal que gosta de garotas, além daquele mald/ito caso com o infeliz do Roman Sienna, eu prefiro acreditar que minha princesa só a está avaliando. É típico dos Mikaelson fazerem isso. Porém o gesto não passou despercebido pela a filha de Alaric que apenas mexeu a cabeça constrangida como se pedisse para Hope segui-lá.

 

- Sentem-se. - Alaric pediu, assim que as garotas se retiraram da sala dele. Hayley e eu sentamos e ele nos olhos antes de continuar: - Fico feliz que vocês finalmente aceitaram o meu convite. - Ele falou, humildemente.

- Não foi fácil... - Hayley comentou, sorrindo de lado - Mas recentemente tivemos um pequeno problema com a Hope e isso pareceu convencer o meu marido. - Ela me olhou e eu revirei os olhos. Só de pensar no que aquele Roman fez com a minha garotinha, eu já sinto vontade de ir atrás dele e pendurar sua cabeça em um espeto.

- O que aconteceu? - Alaric perguntou, preocupado.

- Apenas podemos dizer que a Hope teve a sua primeira decepção amorosa. - Hayley mordeu os lábios, não querendo entrar em detalhes.

- Entendo. - Alaric a olhou e surpreendentemente deu uma risada - Isso acontece quando se tem filhas adolescentes. - Ele continuou, se referindo as meninas dele.

- Quantos anos as suas meninas tem? - Hayley perguntou, parecendo interessada.

- 14. - Alaric respondeu, orgulhoso.

- É, quase a idade da Hope. - Hayley o olhou, sorrindo.

- Sim. - Alaric concordou, antes de fazer uma pequena pausa e se virar para me olhar - Na verdade, eu gostaria de discutir o fato de Hope e Henrik não dormirem aqui na escola como todos os outros alunos. - Ele começou, ficando sério.

- Eu pensei que já tivessemos discutido sobre isso. - Falei, levantando as sobrancelhas.

- Você chegou a mencionar, mas eu não posso dizer que concordei. - Alaric rebateu e eu bufei.

- Hope e Henrik vão dormir na mesma casa que os seus pais. - Afirmei, sério - Fim. - Completei, sem querer alongar essa conversa.

- Klaus, você não deter... - Provavelmente ele ia falar que não determino as regras da escola dele, mas Hayley o interrompeu.

- Alaric... - Ela começou, suavemente - Klaus perdeu 5 anos da infância de Hope e eu sei que somos imortais, mas nossos filhos não. - Hayley continuou, o olhando - Não queremos ficar tanto tempo longe deles. - Minha esposa completou e eu sorri. Quando Hayley falava ela quase sempre saía com a razão. Isso sem dúvidas, era uma das coisas que eu mais amava nela.

- Eu entendo, Hayley. - Alaric falou, dessa vez mais calmo - Mas ficar mais tempo na escola, ia fazer Hope e Henrik se adaptarem mais rápido. - Ele explicou, a olhando - Além disso... - Alaric se virou para me olhar e eu o interrompi.

- Além disso o quê? - O encarei, dando um sorriso irônico.

- Além disso não quero você em Mystic Falls. - Ele teve a ousadia de falar e eu imediatamente me levantei da cadeira que eu estava sentado.

- Faça-me o favor, Alaric, você não tem que querer nada. - Falei ironicamente e ele se levantou da sua cadeira com o rosto vermelho de raiva pronto pra me responder, quando Hayley nos interrompeu.

- Faça-me o favor vocês de se acalmarem. - Minha esposa ralhou, olhando para nos dois - Vocês são adultos, deveriam é estar dando o exemplo para as crianças. - Ela continuou e Alaric pareceu se acalmar, enquanto eu revirei os olhos.

- Você tem razão, Hayley. - Alaric se recompôs, respirando fundo e voltando a se sentar na sua cadeira. Já eu apenas dei um sorriso irônico e voltei a me sentar também.

- Alaric... - Hayley começou, o olhando - Eu sei que Klaus já fez coisas horríveis em Mystic Falls, mas isso já faz 15 anos e agora estamos aqui apenas por causa dos nossos filhos. - Ela continuou, séria - Eu te garanto que Klaus não vai fazer nada. - Hayley me olhou e eu dei de ombros. Não posso garantir nada. Se alguém ameaçar a minha família, pagará, como sempre acontece.

- Me desculpe Hayley, mas Klaus não parece interessado em cooperar. - Alaric afirmou, me olhando de canto.

- Klaus... - Hayley insistiu, se virando para me olhar.

- Amor, eu não posso garantir nada. - Falei, sincero - Se alguém ameaçar a minha família, você sabe que essa pessoa vai ter exatamente o que merece. - Continuei e ela suspirou. Ela sabia que eu estava certo.

- Klaus tem um ponto, Alaric. - Hayley me defendeu e eu sorri em vitória.

- O problema é que a 15 anos atrás foi ele quem causou problemas primeiro. - Alaric bufou, me olhando - Como posso confiar nele? - Ele olhou pra Hayley e eu dei um sorriso irônico.

- Pelo amor de Deus, Alaric, supere. - Eu o olhei, revirando os olhos. O que eu posso dizer? Eu sei que eu era visto com o grande lobo mal dessa cidade, mas agora estou tentando mudar. Por Hope. Por Henrik. Por Hayley.

- Olha, já chega. - Hayley respirou fundo, parecendo estar cansada da nossa discussão - Klaus, apenas dê a sua palavra que só vai atacar alguém se essa pessoa ameaçar a nossa família primeiro. - Ela pediu, se virando para me olhar.

- Você não pode estar falando sério, né lobinha? - Bufei, a olhando.

- Klaus. - Ela chamou meu nome, me lançando um olhar mortal.

 

Eu podia, mas não queria irritar Hayley. Da última vez que a irritei, ela ficou uma semana sem fazer sexo comigo e isso sem dúvidas era uma tortura. Parece que a mãe dos meus filhos finalmente achou um jeito de me controlar. Mas que ninguém me ouça dizer isso em voz alta. Eu nego.

 

- Ok Alaric, vamos acabar logo com isso. - Suspirei, ficando sério - Você tem a minha palavra que não vou atacar ninguém nessa cidade, somente revidarei se for uma ameaça real para a minha família. - Afirmei e ele me encarou surpreso por alguns segundos, antes de falar.

- Pela primeira vez, você realmente me pareceu sincero, Klaus. - Alaric falou, ainda me olhando com surpresa. - Portanto, vou te dar um voto de confiança dessa vez. - Ele sorriu e eu sorri de volta, ironicamente, é claro.

- Bom, já que tudo foi resolvido... - Hayley sorriu, olhando para a gente - Nos conte um pouco mais da escola, Alaric. - Minha esposa pediu e por quase uma hora, eu tive que ouvir aquela conversa chata sobre escola que eu tinha que fingir que tinha interesse.

 

POV - Hope

 

Eu não estava nem um pouco interessada em conhecer a escola Salvatore hoje, mas como eu prometi pra minha mãe ontem que ia tentar me adaptar, eu resolvi realmente tentar fazer isso. Por isso eu acordei cedo e até ajudei o meu pai a fazer o café da manhã. Eu gostava de passar um tempo com o meu pai, então isso não foi nenhum sacrifício. Depois do café da manhã tranquilo que tivemos, nós fomos todos juntos pra escola Salvatore.

 

Chegando lá, uma professora aparentemente simpática nos recebeu e então finalmente fomos a sala do tal diretor para conhecer ele. Meu pai e Alaric Saltzman se cumprimentaram respeitosamente, mas qualquer um alí, podia sentir a tensão entre eles. A prova disso é que o diretor pareceu mil vezes mais gentil quando cumprimentou minha mãe, Henrik e eu. Em seguida, o diretor apresentou a suas filhas para a gente, falando que eram elas que iam mostrar a escola para a gente. Pelo que eu ouvi, elas se chamavam Josie e Lizzie. Eu nem estava dando muita atenção pra isso, quando ouvi a voz da loira chamando a gente pra ir.

 

- Vamos? - Ela falou, sorrindo para a gente.

- Claro. - Ouvi a voz de Henrik respondendo a loira e foi quando eu finalmente notei a presença da morena.

 

Pu/ta que pa/riu. Como eu não tinha notado ela antes? Eu sei que a loira praticamente tava na frente da morena, mas eu definitivamente não podia deixar a morena passar despercebida. Ela é tão bonita e definitivamente faz o meu tipo. Então sem me conter, eu a olhei de cima a baixo. O gesto não passou despercebido por ela, que me olhou constrangida e apenas mexeu a cabeça para que eu a seguisse. Quando ela passou por mim, mordi o lábio nervosamente e a segui. Dro/ga, Hope Mikaelson, se controle.

 

Se meu pai soubesse que eu gostava de garotas também, provavelmente ele ia me dar uma palestra quando a gente chegasse em casa, porque eu vi que ele percebeu que eu olhei a morena de cima a baixo. Mas felizmente o único relacionamento que meu pai soube foi com Roman. Ele não pode nem sonhar que antes de Roman, eu já tinha dado o primeiro beijo. Foi com uma bruxa do Quartel Francês que estudava comigo. Maya Machado. Infelizmente nosso relacionamento não durou, porque me apaixonei por Roman e fui uma verdadeira babaca com Maya. Então depois que eu quase matei Roman, eu me arrependi e tentei voltar com Maya. Mas aí eu acabei tomando um belo de um pé na bun/da. Merecido, eu admito.

 

- Como vocês se chamam? - Henrik perguntou, olhando para as filhas de Alaric - Desculpe, seu pai não especificou quem era quem. - É o que eu também gostaria de saber. Obrigada, Henrik.

- Sou a Lizzie. - A loira exibida falou e eu coloquei uma mecha do meu cabelo atrás da orelha. Então a morena se chamava Josie. Belo nome.

- Então você é a Josie? - Meu irmão de 11 anos perguntou se virando para a morena e ela acentiu gentilmente. - Prazer em conhecer vocês. - Ele falou, sorrindo para elas.

 

Isso eu tenho que admitir. Meu irmão é mil vezes mais simpático do que eu.

 

- Ele é tão fofo, nem... - Lizzie ia comentar algo, mas se calou derrepente.

- Obrigada, Henrik. - Josie o agradeceu e eu sorri. Era a primeira vez que eu ouvia Josie falar. A voz dela era tão fofa. - É muito gentil da sua parte falar isso. - Ela continuou e Henrik deu um sorriso caloroso em resposta.

- Ei Lizzie, onde é o campo de futebol? - Henrik perguntou, indo atrás da loira e na mesma hora eu notei Josie fazendo um feitiço rápido com as mãos. Então, eu levantei uma das sobrancelhas pra ela, como se pedisse para ela me explicar o que houve.

- Sou uma bruxa sifão. - Josie me olhou, achando que isso me explicaria tudo, mas ao ver a minha cara de confusão, ela continuou: - Uma bruxa sifão... - Ela ia explicar, mas eu a interrompi.

- Eu sei o que é uma bruxa sifão. - A olhei, dando um sorriso irônico. Qual é, eu sou uma bruxa Mikaelson. Eu já ouvi esse termo da Tia Freya e do Tio Kol. - Eu só não entendi porque você fez um feitiço para calar a sua irmã. - Afirmei e ela arregalou os olhos.

- Eu não fiz isso, Hope. - Josie negou, me olhando.

- Relaxa Josie, eu não vou te dedurar, só quero saber porque você fez isso. - Falei, tentando tranquilizar ela e ela me olhou, antes de suspirar.

- É que as vezes Lizzie fala demais. - Ela sorriu e eu rí.

- Eu acho que já percebi isso. - Comentei e ela concordou ao ver Lizzie contando mil e uma coisas da escola para Henrik, se é que isso era possível. - E eu acho também que te devo desculpas... - Continuei, sem me conter.

- Porque? - Josie me olhou, levantando as sobrancelhas.

- Porque eu fiquei te olhando de cima a baixo na sala do seu pai e talvez isso tenha sido assustador pra você. - Expliquei e ela ríu. A risada dela era tão gostosa também. Dro/ga, Hope Mikaelson, pare. Você acabou de conhecer essa garota.

- Não se preocupe. - Josie me tranquilizou, sorrindo - Mas foi assustador realmente. - Ela confessou e foi a minha vez de soltar uma risada.

- Desculpe. - Pedi, ficando séria - Mas é que... - Eu ia me explicar, mas me calei.

- O quê? - Josie insistiu, me olhando de canto.

- É que eu tenho um fraco por garotas bonitas. - Confessei e minhas bochechas ficaram coradas imediatamente. Dro/ga, Hope Mikaelson, eu não acredito que você deixou escapar isso.

- Eu acho que entendo. - Josie mordeu o lábio levemente e sorriu pra mim, antes de acelerar os passos e alcançar o meu irmão e Lizzie.

 

É impressão minha ou ela também me achou bonita? Neguei a cabeça, tentando não pensar nisso e continuei o tour pela escola, tentando literalmente não pensar no mald/ito sorriso de Josie Saltzman.


Notas Finais


Muito obrigada a quem favoritou a história ou escreveu algúm comentário, sem dúvida isso é o combustível para eu continuar a escrever.

E o que vocês acharam do primeiro encontro de Hosie? A Hope é bem direta, né? hahaha O que eu posso dizer... Os Mikaelson sabem como ninguém como cortejar uma garota.

Eu também devo dizer que no começo a Hope e a Lizzie não vão se dar bem, mas com o tempo, eu prometo que elas vão se acertar. Eu inclusive, adoro a Lizzie :D

Beijos e até daqui a uma semana provavelmente!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...