1. Spirit Fanfics >
  2. Nossa Relação Está a Sete Palmos do Chão >
  3. A perdição em seu olhar

História Nossa Relação Está a Sete Palmos do Chão - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Vou colocar mais um cap, pra não deixar só com a introdução. Talvez, eu poste amanhã, se tudo der certo.

Capítulo 2 - A perdição em seu olhar


Fanfic / Fanfiction Nossa Relação Está a Sete Palmos do Chão - Capítulo 2 - A perdição em seu olhar

Dentro de meus sonhos, somos felizes, eu sou...pelo menos. Mas como nada são flores, sou acordada pelo barulho de notificação do celular. Estava muito escuro, então era madrugada ainda. Sendo assim, Hyunjin não vai voltar hoje.

 

 

 

Pego o aparelho e vejo que eram 03:42, então vi a notificação que me acordou. Era de Hyunjin.

 

 

 

"Sinto muito, não vou voltar hoje.

 

Tenho que adiantar o conteúdo da minha aula, por conta de alguns imprevistos. Durma bem."

 

 

 

Hyunjin é um professor de artes, ele dá aulas para o ensino médio. Foi em uma dessas, que nos conhecemos.

 

 

(Flashback on)

 

 

_Tia, eu não acho que o ensino médio vai ser legal, odeio pessoas -disse minha sobrinha, ao lado de meu assento.

 

 

Estava dando carona para ela, em seu primeiro dia no ensino médio. Minha irmã estava ocupada, então eu me ofereci para fazer isso.

 

 

_Interagir com as pessoas sempre é difícil, eu sei bem. Já senti isso na pele -disse, tentando acalma-la.

 

 

_E como você lidou com isso? -disse ela, me olhando curiosa.

 

 

_Foi difícil, mas enfiei minha cara nos livros, estudei o máximo que pude. Se conseguir, se empenhar em apenas ganhar notas, vai conseguir e rápido -disse, parando o carro e abrindo a porta- Bom, chegamos.

 

 

_Saco -disse minha sobrinha, descendo do carro, enquanto eu a acompanhava- Pode me ajudar a encontrar a sala, antes de ir?

 

 

_Tudo bem, vamos -disse, andando ao seu lado, em direção a escola.

.

.

.

 

_Eu tô perdida, puta que pariu e já vai começar a aula -disse ela, estressada e segurando o celular.

 

 

 

_Calma menina, vai dar tudo certo. Só vamos perguntar na secretaria, então -disse, tentando acalmar a situação.

 

 

Eventualmente, achariamos a sala, certo?

 

 

_Licença? -disse uma voz masculina.

 

 

Levei um micro susto e olhei, para ver quem era. Era um homem alto, trajado em uma roupa formal, seu rosto tinha traços delicados, era muito bonito. Tão bonito, que eu me perdi um pouco da situação.

 

 

 

_P-pois não? -perguntei, me sentindo patética, por ter gaguejado na sua presença.

 

 

 

_Vocês pareciam perdidas, então eu gostaria de ajudar, se possível. Eu trabalho aqui, sou professor de artes, meu nome é Hyunjin -disse, estendendo sua mão, para me cumprimentar.

 

 

 

_Ah sim! É o primeiro dia dela e não sabemos, onde é a primeira aula -expliquei a situação.

 

 

 

_Eu tenho a chamada das turmas aqui, deixa eu ver... -pegou uns papéis e os folheou- Qual é o seu nome, jovem?

 

 

_Ester -disse minha sobrinha, curta e grossa.

 

 

Ele parou por um momento, analisando os nomes.

 

 

_Está aqui, sua primeira aula é comigo. Pode ir para a sala -disse, apontando para a sala, em sua esquerda.

 

 

_Certo, tchau tia. Obrigada pela ajuda -disse, indo na direção apontada e adentrando a sala.

 

 

_Sua sobrinha, então? -perguntou olhando em meus olhos.

 

 

Seu olhar era intimidador, mas tão atraente. Tenho que parar de pensar nisso, é o professor da minha sobrinha, porra.

 

 

_É sim, bem, tenho que ir agora -disse, me distanciando dele, antes que pensasse em mais besteira.

 

 

Mas decidi pedir algo primeiro.

 

 

_Pode garantir que ela vai ter companhia? Ela tem dificuldade em socializar e tudo mais. Pode ser mais fácil de ensinar, se ela tiver ajuda dos outros colegas -perguntei para ele.

 

 

_Claro, já fui um adolescente, sei como é. Não se preocupe -Disse, em um tom amigável.

 

 

_Muito obrigada, tchau -disse, finalmente me distanciando dali e voltando pra casa.

.

.

.

 

Eu tive que ir até a escola de Ester, mais algumas outras vezes. Sempre que ia, Hyunjin parecia fazer questão de falar comigo. Sempre me atualizando, se Ester tinha melhoras, como eu pedi.

 

 

Ficamos nessa durante um tempo, até ele me pedir para nos vermos, fora da escola. O que me deixou muito feliz, mas confusa também. Afinal, ele era lindo pra caralho.

 

 

(Flashback off)

 

 

 

O que alguém como ele, poderia querer algo com alguém, como eu? 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...