História Nossa vida - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Tags Bakudeku
Visualizações 72
Palavras 1.365
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoal, desculpa não ter postado ontem, mas para ficar mais organizado, irei postar sempre as quartas e aos domingos, ok? Ai uma vez ou outra eu lanço outro dia como bônus, ta? Boa leitura

Capítulo 9 - O que tem para sobremesa?


POV Midoriya
Eu resolvo tomar um banho e ir dormir, hoje tinha sido um dia cheio, ótimo, mas cheio, essa noite então, nem se fale.. Tiro minhas roupas e resolvo tomar uma chuveirada mesmo sem prolongar muito a ocasião.. Depois que termino meu banho, coloco apenas uma cueca e me deito na cama, mas não adormeço, penso no que Bakugou disse sobre não querer ir mais rápido do que já tinha ido, confesso que achei uma atitude bem precoce, pelo menos a aliança, mas é tudo novo pra ele, e claro, apesar de ser uma atitude precoce, adorei o presente, esse anel me deixa confiante pois sei que o tenho ao meu lado de verdade.. Estou ficando com sono, pego meu celular que está conectando ao carregador numa pequena mesa ao lado da minha cama, vejo que há uma mensagem de boa noite de Kacchan, o respondo, devolvo o celular para o local que ele estava anteriormente e adormeço..
Acordo na manhã seguinte com o barulho da campainha, o que me deixa surpreso pois não esperava ninguém.. Visto uma bermuda apenas para atender quem está tocando a campainha, desço as escadas coçando os olhos, destranco a porta e fico mais surpreso do que quando acordei com o barulho da campainha.. Do outro lado da porta há um moço segurando uma cesta de café da manhã e logo que me vê faz a seguinte pergunta:
- Senhor Izuku Midoriya? Para você!
Eu concordo com a cabeça, pego a cesta, ele me deseja um bom dia e se retira, entro, fecho a porta e coloco a cesta em cima da mesa e penso em voz alta "Que..?" .
Subo para o meu quarto, e pego meu celular, e mando uma mensagem para o meu (?) Kacchan (ainda não me acostumei com a idéia de estar namorando com meu amigo de infância, ainda é surreal)..
" Bom dia amor, gostaria de saber se você tem algo haver com uma cesta que eu recebi agora de manhã.."
Como eu ainda não fiz minha higiene pessoal, deixo o celular em cima da cama e vou para o banheiro fazer minha higiene e tomar um banho rápido para despertar, já que fui acordado, melhor tirar a preguiça do corpo de uma vez.. Pronto, banho tomado, cabelos limpos e dentes escovados, mas a fome está se mantendo presente, pego meu celular para dar uma olhada nas notícias e preciso ficar com ele por perto caso aconteça alguma emergência e eu precise entrar em ação, quando aperto o botão para desbloquear a tela vejo que há uma resposta da mensagem que eu tinha mandado, era Kacchan: "bom dia nerd, não sei, descubra vc mesmo.." e então resolvo ir tomar café da manhã e aproveito para conferir se tinha ganhado mesmo a cesta de Kacchan.. Abro a cesta e ela está cheia de guloseimas, bolachas, pães, sachês de chá, algumas frutas frescas e há um pacote embrulhado que eu acredito ser um quadro, abro o pacote e vejo que acertei, era um porta retrato que já está com uma foto, era uma foto minha e de Bakugou juntos na escola, tirei aquela foto no 2° ano, a carranca do Katsuki é extremamente fofa para mim, sorrio lembrando do momento em que tiramos a foto e dou uma breve risada que depois de ter registrado, eu fui perseguido por um loiro irritado exigindo que eu apagasse a mesma, bons tempos de adolescentes.. Então mando uma mensagem agradecendo Katsuki pelo presente e começo a tomar meu café e penso no que eu poderia fazer hoje para o almoço e o que faria no decorrer do dia, e quando estou colocando a xícara com chá na boca eu tenho uma idéia e disco o número para quem eu queria que fizesse parte da minha idéia..
"Alô?"
"Kacchan, tem algo para hoje?
"Oi nerd, não, pq?"
"Não quer vir almoçar aqui em casa? Traga Laice.."
"Depende, o que terá para comer?"
"O que vc quiser.."
"Não me provoque Izuku.. Quero comer frutos do mar, sua vez de me impressionar, já usei toda minha cota de romantismo.."
"Kkkkk, ok, que horas vc vêm?"
"Meio dia? O que acha?"
"Por mim pode ser!! Até mais tarde meu loiro preferido"
"Até meu Deku"
Meu Deku, ai meu coração, ainda não sei lidar.. Termino meu café e vou correndo por uma camiseta para ir comprar frutos do mar para fazer o prato, vou fazer caldeirada, eu adoro e acho que Kacchan vai gostar (se é que ele nunca comeu ne..). Pego minha carteira, meu celular e minhas chaves e vou a caminho da peixaria comprar as coisas e passo no mercado também para comprar um bom vinho e mais uns ingredientes para fazer a comida..
Não sou de cozinhar muito por conta da minha rotina corrida, mas confesso que quando eu cozinho, eu arraso, o cheiro está ótimo, a caldeirada já está quase pronta e o arroz também, estou com uma taça com vinho nas mãos, cantando e dançando ao som de Bruno Mars que toca na televisão, estou tão animado que não vejo a hora, não escuto a campainha e muito menos noto que Kacchan provavelmente ficou impaciente com a demora e entrou sem eu ter aberto a porta, é, acho que já tínhamos intimidade pra isso, né? Estou dançando horrivelmente é claro, de olhos fechados, e sinto um arranhadinho em minhas pernas, quando abro os olhos e olho em direção aos arranhados vejo que é laice.
- Laice? O que? - subo meu olhar e me deparo com Bakugou escorado no batente da porta de braços cruzados, com um sorriso travesso nos lábios e um olhar penetrante, ele estava com uma bermuda branca e uma camiseta preta regata (acho que ele so têm camisetas pretas) - Kacchan? Quando você chegou? Eu não ouvi..
- Claro que não, você estava mega animado com esse som mega alto, parecia um adolescente.. Acabei de chegar, toquei a campainha umas 5 vezes, você não atendeu, então eu entrei assim mesmo.
Ele diz vindo em minha direção, quando está perto o suficiente, ele segura minha cintura e deposita um rápido beijo em meus lábios, depois que se afasta ele diz:
- Bom dia Nerd
- Bom dia Kacchan
Sorrio com nossa aproximação, ele me solta e vai em direção ao armário pegando uma taça e pergunta..:
- Aonde está o vinho? Também quero..
- Está ali. - aponto para o balcão que divide a cozinha da copa e volto para a minha panela - Já está quase pronto, o que acha de ir arrumando a mesa?
- Tsc, tá bom..
Me concentro em terminar a comida e nem reparo que Bakugou deu um jeito de achar as coisas e mesa estava pronta. Ele estava na mesma posição quando chegou, escostado com os braços cruzados no batente da porta..
- Estou com fome Deku, vai demorar??
- Calma Kacchan, estou quase acabando..
Ainda estou concentrado nas panelas e sinto um par de braços me abraçando por trás e um sussurro em meu ouvido..
- Estou com muita fome..
Gemo ao sentir um certo volume sendo prensado contra a minha bunda..
- Amor, assim não vou conseguir terminar..
Bakugou da uma risada rouca com a boca no meu pescoço, logo depositando uma mordida e o sinto se afastar, solto um choramingo e o escuto rir, e logo depois escuto o barulho da televisão indicando que alguém estava mudando de canal, e depois escuto um som mais baixo que aparentemente era de algum canal que estava passando alguma série..
Termino o almoço e carrego as panelas até a mesa que está muito bem arrumada, olha só, Bakugou sabe arrumar uma mesa para o almoço, sorrio com o comentário maldoso e escuto Bakugou falando.
- Sim, eu sei arrumar uma mesa - céus, ele leu meu pensamento?
Nos sentamos nas cadeiras para almoçar, vejo que laice está deitada no sofá dormindo e começamos a nos servir e Kacchan é o primeiro a dizer algo..
- hmm, está muito bom amor..- sorrio com o comentário e com o modo que ele me chamou mas ele logo acrescenta - Está muito bom mas eu quero saber o que tem pra sobremesa?? 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até domingo, beijoss..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...