História Nossas Estrelas - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Tags Armin X Eren, Attack On Titan, Eren X Armin
Visualizações 30
Palavras 2.644
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


IAI MEN

Eu demorei pra postar pq eu tava com um nó na garganta no roteiro, eu achava muito que podia melhorar e eu tava certo. Eu, pobre e triste, estava procurando em todos os cantos da internet uma inspiração foda que eu pudesse usar na fanfic, mas logo depois, eu percebi que o problema não era esse, TINHA ALGO ERRADO NO MEU CADERNINHO VERDE!!! Depois disso, eu procurei a ajuda de uma beta reader que era a que mais se encaixava com oque eu desejava, dai ela me disse que não podia pegar long-fics, mas que tinha uma pessoa que tinha se interessado.
Ela me passou o profile do cara e depois de várias MP, ele me deu a melhor ideia do mundo, e o nome desse cara é 2gay2lift, o melhor beta reader que eu já achei. Recomendo pacas se precisarem de uma ajuda extra, ele corrigiu o problema no roteiro com perfeição e ajudou demais!!!

Acho o trabalho dos beta readers sensacional!

Se puderem, divulguem a fanfic para seus amiguinhus, pq meus amiguinhus não gostam de fanfic, eles viram a porra da sinopse e pensaram que era putaria gay o tempo inteiro mas n é

Então se puderem assassinem eles ok?-não

Obrigado por tudo mesmo! É nóis!

Capítulo 22 - Em Oque Te Transformei?


Fanfic / Fanfiction Nossas Estrelas - Capítulo 22 - Em Oque Te Transformei?

P.O.V: Mikasa Ackerman

1 Dia Depois

-Então, oque pretende fazer agora?- Pergunto a Annie, que estava andando ao meu lado no shopping 

Decidimos sair um pouco para curtir nossos momentos como amigas, estranho, quando cheguei em casa ontem a noite, não tinha ninguém, nem o meu carro! Só conseguia notar inúmeras marcas de pneus na frente, mandei uma mensagem pro Eren perguntando oque aconteceu, era um áudio de dez segundos, mas ele me respondeu em 3... Apenas com a curta frase "To bem"

Ele não me respondeu mais desde então, decidi deixa-lo em paz por um tempo, e como era tarde da noite, fui pra cama e agora de manhã resolvi sair com Annie, vou tentar entrar em contato de novo em pouco tempo

Tediosas, nós dois andávamos sem rumo, mas no momento que vemos uma lanchonete que ambas gostávamos, paramos e pedimos nossos respectivos lanches

-Me diga, Annie...- a relembro da pergunta de antes

-Eu...- Ela olha para a mesa com um rosto sério- eu quero garantir minha existência...-Não entendo muito bem oque ela quis dizer, mas Annie continua e explica melhor- Quando eu ver mais inferno na minha frente, quero lutar contra ele, a todo custo.... Assim eu poderei conviver comigo mesma...

Já sentadas no segundo andar daquele edifício enorme, em uma pequena mesa de formato circular, essa que estava próxima de uma borda de vidro. Era uma situação de nada, nada mesmo, eu reflito sobre oque me levou até aqui, olhando para o lado

-Não acho que esse lugar vai mudar, sabe?- Eu digo apoiando minha cabeça com minha mão- Todas essas pessoas nasceram e conviveram com uma realidade... A maioria não consegue aceitar novas coisas, porque desde que a maioria esteja com eles, esta tudo bem...

-Você tem que ser mais direta... esta dizendo que essa cidade esta lotada de homofóbicos e que nenhum deles vai mudar, né?

-Não é isso! Bem... você já deve ter visto a Christa, ela sempre anda com o Eren e com o Armin, ela é lésbica e a namorada dela também fica sempre com ela, os pais dela sempre foram homofóbicos mas ela é assim do mesmo jeito...- eu me levanto e fico em frente a borda de vidro, que era segurada por vigas de ferro- Isso prova que nem todo mundo segue como planejado... É por isso que eu disse "praticamente" Annie

-Entendi... considerando isso, pra mais pessoas mudarem, mais pessoas que nasceram acreditando que homossexualidade não é errado... mas para mais pessoas nascerem acreditando que homossexualidade não é errado, precisamos de mais pessoas que apoiam o movimento LGBT, mas pra mais pessoas apoiarem o movimento LGBT, mais pessoas devem nascer acreditando que homossexualidade não é errado, e vai continuar nessa...- Ela afirma, manhosa

-... Bem... Parando pra pensar, antes de conhecermos o Armin... Eu e o Eren... Nós nunca fomos tão felizes...- Digo triste

-Me conte mais sobre vocês dois

-Mais do que já te contei?

-Uhum...

-... Ok... Eu conheci o Eren num inverno em 2010, eu nem consigo lembrar do rosto dos meus pais, já que passei minha vida inteira num orfanato... Eu me sentia culpada, muitas pessoas tentavam me adotar, mas minha identidade tava cheia de diplomacias estúpidas... Até que chegou um dia que dois adultos apareceram na minha frente, e mais uma vez, abriram o pedido... Pensei que seria mais um daqueles casos decepcionantes, mas, no dia 25 de dezembro, quando eles iriam receber aquele "não"... começou um incêndio na sala de estar, e não um normal... eu entrei la e vi um homem com uma jaqueta preta jogando um isqueiro no chão... Ele olhou pra mim e perguntou... "Você quer passar por uns tempos loucos???" e começou a rir... Antes que ele fizesse qualquer coisa, o pai do Eren e ele me salvaram... eu sigo o Eren pra qualquer lugar que ele vá desde então... tanto que desenvolvi um amor indescritível por ele-

-WOW, Mikasa! Sabe que isso é errado, né?

-Incesto? Como se eu tivesse uma chance...

Annie subitamente pega minha mão

-NÃO DEIXE ISSO CONTINUAR!- Ela grita olhando para mim

-A-Annie...

-... Tsc... Eu sei que você esta triste, Mikasa... Eu sei que você ainda ama o Eren! Eu sei que você queria poder beija-lo! Então para de esconder isso atrás dessa mulher forte!

-... É tipo um acidente, Annie... Não devemos tentar ir contra oque sentimos...

-Mas- Eu a interrompo 

-As vezes é melhor deixar as coisas como estão.- Afirmo

-.... Ta.

Estou fugindo, estou fugindo imensamente do que prometi... mas ao mesmo tempo, estou mentindo a minha amiga, mas mentir não vai ajudar a cumprir oque jurei... Mas se eu parar de mentir, oque vou fazer? Eren vai me odiar, vou criar uma situação onde não tem certo e errado... oque eu faço, alguém! Alguém esta me ouvindo? ME DIGA OQUE FAZER, DROGA!

P.O.V: Eren Jeager

Qualquer que seja a lição que o mundo quer me dar, eu não entendi... Porque você tem que fazer o Armin sofrer? Ele já foi pro hospital várias vezes... Ele estava se recuperando... Ele... Ele já estava conseguindo andar de novo... Pare de machuca-lo, eu estou mandando! Eu não consigo mais...

Com a cabeça abaixada, eu, sentado no corredor de espera escuro, com os pais do Armin totalmente quietos sentados lado a lado, não consigo ficar calmo

-Podemos deixa-lo aqui?- Eu pergunto seriamente sem mover minha cabeça

-É óbvio, moleque, esse é o melhor hospital da cidade...- Responde o mais velho do mesmo jeito que eu

-Entendi, velhote... Eu já avisei pros meus amigos e vou avisar pra minha irmã, eles devem chegar logo...- Ele não responde e a mulher fica na dela-... Ei.. Velho... A culpa é minha?

-... Se o Armin confiava em você... Quer dizer que também podemos confiar, Eren- A mãe de Armin responde

-Eu... Causei muitos problemas a vocês... Tirei de vocês o filho que vocês amavam e fiz dele outra pessoa... É isso que aconteceu, né- Pergunto

Eu sei as coisas terríveis que eles fizeram com Armin e o jeito que eles são intolerantes, mas sinto que eles deixaram isso de lado agora, sinto como se eles não se importassem mais, tenho certeza que isso é o melhor deles, toda pessoa tem seu lado bom e ruim. A mãe de Armin, Amy, que era relativamente gentil, se levantou e se dirigiu até mim com um sorriso ingênuo, eu sinto o calor me alcançando, estou nervoso e não sei oque fazer; seguro meu pulso com a outra mão, mesmo que apenas por cima do tecido de minha jaqueta preta, mesmo assim, a escuto

-Sabemos que você deixou a vida dele mais feliz- Ela diz, eu levemente levanto minha cabeça- E sabemos que ele era triste antes também...

-Então porque deixaram ele daquele jeito?- Respondo rapidamente, inconformado 

-É que... queremos muito que ele seja professor... Queremos muito que ele seja cientista... Ele conseguiu decifrar o Enigma Da Bíblia  de Gutenberg  aos 12 anos... Ele claramente tem QI elevado... Mas... Sabemos que não podemos força-lo a fazer oque queremos, mas ele continua desviando desse caminho desde criança... Nós achamos que ainda tinha tempo antes que ele desenvolve-se suas próprias vontades e começasse a lutar sem parar por elas... Então exigimos muito dele, mas agora percebemos que já é tarde demais...

-... É?... Então... Oque acham que ele deve fazer agora?... Naquela cama com aqueles tubos, tendo que usar máquinas para respirar... Em que gênio acham que o Armin pode ser agora? 

-...- Ambos não respondem

-Deveriam ter percebido isso antes, velhos

Eu me levanto e me viro de costas, logo começando a andar até o banheiro, ranjo os dentes de insatisfação e quase insanidade, mas logo me controlo e me olho no espelho, meus olhos estão vermelhos de tanto chorar, mesmo que não estivesse o fazendo-o no momento

Me encosto na parede de costas e pego meu celular, logo discando rapidamente o número de Mikasa, depois de alguns segundos de espera, ela atende

-Mikasa- Digo seriamente, porém de maneira calma e precisa

-Ah, Eren, finalmente... 

-...- Fico sem dizer nada

- Cara, você deveria criar um WhatsApp, é muito mais rápido para falar com as pessoas e tal, deixa eu adivinhar, foi com o Armin num motel e esqueceu de colocar créditos?- A ligação é interrompida por um barulho no outro lado da linha- WO-WOW, ANNIE! TOME CUIDADO- Logo depois disso, ouço risadas- A-Ah, Eren, desculpa, To com a Annie no shopping, ela quase tropeçou em mim com o suco dela, então, só ligou para me avisar que ta tudo bem mesmo?

-Mikasa... Venha até aqui... Estou no hospital Rose Mary- Eu a comunico

-M-Mas... porque você ta ai? Não me diga que o Armin desmaiou de novo...

-Pior, a doença dele avançou e esta em estado de emergência, estou aqui desde ontem a noite... 

-E-Eren...

-Mikasa... Por favor... Vem aqui...

-E-EREN, ESTAMOS INDO!- Ela diz

-Calma, o Bertoldt e o Reiner e a Christa e Ymir também vem, queria chamar o Connie e a Sasha mas eles foram viajar juntos- Eu dou uma pequena pausa- Não se apresse, não faz bem pra você, maninha...- Digo tristemente

-O-Ok...

Me dirijo a entrada do estabelecimento, havia várias pessoas, mas era um hospital de luxo apenas para ricos, então não estava lotado e o ambiente era agradável, isso me lembra uma vez que eu estava doente e minha mãe, junto com Mikasa, me levaram num posto de saúde, eu não queria entrar e a Mikasa me acalmou e me perguntou porque eu estava me recusando, então eu disse "É porque eu odeio cheiro de médico!" e todo mundo caiu na gargalhada, eu estava me referindo ao ar purificado usado nos postos de saúde, que ocasionava um cheiro estranho que não podemos dizer se é bom ou ruim, mas eu disse que odiava porque eu tinha medo de agulhas, hah, agora eu já estou bem mais acostumado com elas...

Pensamentos felizes num momento como esse me fazem um hipócrita? Queria perguntar isso a Christa, que estava chegando ao lado da Ymir, logo depois Reiner e Bertoldt marcham para dentro, espantando cada um que entrasse em seu caminho, dois reais titãs! Após isso, Mikasa e Annie chegam andando normalmente, por natureza, Mikasa corre na minha direção.

Eu parecia estar forçando um sorriso, mas não, estava com um sorriso tenso, meus olhos bem arregalados e minha mente dizendo que vai ficar tudo bem; todos nós, incluindo os pais de Armin, esperamos para que nos chamassem...

1 Hora e 30 Minutos depois...

Sentados, lendo revistas, dormindo, mexendo no celular, falando com pessoas aleatórias, fazíamos tudo menos ficar parados sentados, como os mais velhos faziam. Eu honestamente não estava com ânimo para nada, mas fazia qualquer coisa que eu achava interessante, esperar num hospital é ruim e chato, mas quando o médico começa a andar até você, você pensa "NÃO! EU NÃO ESTOU PRONTO AINDA, ME DEIXA ESPERAR MAIS!!!" 

Depois de olhar bem ao nosso redor, vemos o homem de jaleco branco se dirigindo até nós segurando uma pequena tabela, todos ficamos sérios e o escutamos atentamente, mesmo que estivéssemos conversando aleatoriamente momentos atrás

-B-Bem... Conseguimos o examinar e... Senhor, Senhora, tudo bem se eu disser aqui?- Ele pergunta

-Não, diga logo- O homem responde

-... A doença dele avançou em um nível avançado... Não tem cura mais... só podemos adiar a morte dele...

Todos ficamos espantados e encaramos o homem com medo, até que Ymir range os dentes e grita

-DO QUE CARALHOS ESTA FALANDO?

-Y-YMIR, ACALME-SE- Diz Christa

-TEM SIM! SEU DESGRAÇADO!

-Não tem, me desculpe, senhora- Ele diz

Ymir se levanta e olha para o homem raivosa

-ELA TEVE A MESMA DOENÇA!- Diz apontando pra Christa- E NÓS CONSEGUIMOS CURA-LA COM OS REMÉDIOS QUE VOCÊS VEM ESCONDENDO, OQUE ESTÃO ESPERANDO, MINISTÉRIO DA SAÚDE?

Todos nós olhamos para Ymir confusos, sobre oque ela esta falando? Não tinha uma cirurgia?

-... Eu tenho que chamar meu chefe- Ymir o corta e o segura pela gola da camiseta

-PRA OQUE VOCÊ TRABALHA, AHN? PRA CURAR PESSOAS DE DOENÇAS MORTAIS, NÉ? ENTÃO PORQUE ESCONDEM ISSO DE NÓS?

-... Nós... Nós não divulgamos o remédio nem a cirurgia porque é caro demais... Temos que conseguir mais recursos para podermos realizar a cirurgia sem perder nada...- ele diz

-Você esta dizendo que bens materiais valem mais que a vida de uma pessoa? Você vai dar um jeito, e foda-se o preço- Ymir retruca

-Tu-tudo bem... Vo-Vou tentar abrir uma exceção...- Ymir o solta e ele diz que vai falar com seus superiores

Nós ficamos no mesmo lugar que estávamos e todos ficam sem dizer nada; Ymir fica com a cabeça abaixada

-Ymir... Mas que...- Reiner diz

-... Vou explicar- A mesma diz, podemos perceber que a namorada esta com um rosto culpado-... Assim como o Armin, a Christa tem a doença a muito tempo... Foi sabendo disso que, quando nos matriculamos na escola, eu senti que tinha risco de algo acontecer, como por exemplo, os pais dela a abandonarem... Eu... Conheci o diretor do colégio pela internet e ele me convidou para estudar la, nós conversamos e eu disse a ele sobre o risco da Christa ficar doente... Então... Eu descobri que a família dele esta cheia de médicos... E de alguma forma, ele teve acesso a remédios ilegais ainda não publicados... Ele me disse que queria me ajudar, ele sabe que tem várias coisas quebradas no ministério da saúde; ele fez a cirurgia na Christa usando os soros e com ajuda do irmão dele, conseguiram realizar com sucesso... Estão nos escondendo a cura porque são gananciosos.

-... Mas... Você tinha dito que...- Eu falo

-Era mentira, não tem como fazer a cirurgia de maneira legal, mas o diretor nos ajudou muito, então, por favor, não o entreguem... Quer dizer, eu provavelmente vou ser interrogada quando descobrirem oque esse médico esta fazendo...- Ymir é subitamente abraçada por Christa, a mesma cora

-M-Me desculpem...Pe-Pessoal- Diz a garota loira chorando

Qualquer um que estivesse ali ficava sem palavras, mas eu estou cansado de só me surpreender e nada acontecer depois,eu tomo a frente, aceitando e engolindo tudo que Ymir havia dito

-Senhor Colin... Senhora Amy...- Eu os chamo, eles não estão conseguindo formular uma frase, eu logo olho para o outro lado, o médico já tinha voltado

-Então?- Digo

-Para co-conseguirmos fazer isso... custará 1515151.5152 Ienes( Cerca de 50 mil reais) 

-.... Entendi....- olho para os pais de Armin, os mesmos voltaram ao normal, Amy acena com a cabeça- Espere um pouco.

Os mais velhos começam a fazer cálculos rápidos, e depois de um tempo, nós nos reagrupamos e eles começam a falar

-Mesmo vendendo nosso carro, pegando toda a herança do avô dele, todo nosso dinheiro no banco e vendendo todas as nossas coisas... só conseguiríamos pagar 60% do valor...- Diz Colin, tristemente

-Então... esqueçam isso, senhores- diz o médico, logo se virando de costas

-Espere!- Diz do nada, Annie, chamando a atenção do médico, que se vira novamente- Eu pago.

-ANNIE!- Mikasa diz tentando para-la

-Eu prometi que seria amiga do Eren... E... Amigos... Fazem... Isso?... 

-M-MAS- Mikasa continua

-Mikasa, minha família tem bastante dinheiro, meu pai e dono da delegacia... Me deixe ajudar...

Minha irmã fica quieta, mas logo depois abraça a amiga por impulso, Annie parece não ligar

-Tu-tudo bem...- Diz o doutor- Nós... realizaremos a cirurgia...

Todos comemoram sem parar, tantos problemas foram resolvidos, e tudo graça aos amigos que consegui. Nunca me senti tão agradecido, tanto que comecei a chorar... Mesmo assim, a cirurgia não tinha acontecido ainda, vou continuar sério e rígido até Armin sair de la intacto

-E-Ei...- Diz o pai de Armin- To-Todos vocês...

-OBRIGADO!- Diz o casal ao mesmo tempo, caindo em lágrimas

-Nós sempre estaremos aqui pelo Armin, não duvide de nós!- Eu digo

-E-Eren... OBRIGADO POR MUDAR O NOSSO FILHO!- Grita Amy

Tornei-me insano, com longos intervalos de uma terrível sanidade

-Edgar Allan Poe


Notas Finais


AE TERMINEI

Desculpem a demora e se não ficou bom, a fic esta acabando, fiquem ligados!

É nóis!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...