História Nossas Marcas - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Drama, Feiticeiras, Lobos, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 137
Palavras 1.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente estou muito feliz que vocês não desistiram de e acompanhar! <3

Capítulo 10 - NMT1C10 - Send


Fanfic / Fanfiction Nossas Marcas - Capítulo 10 - NMT1C10 - Send

O lobo era uma criatura que mantinha alguns de seus mistérios até mesmo para seu portador. Pode – se pensar a princípio que se trata de um ser simples, regido puramente por seus instintos buscando satisfazer suas necessidades mais primitivas a qualquer preço, mas a verdade está bem longe disso, visto que o lobo é a parte divina da constituição de Sasuke e é o fator determinante na sua ligação com Saukura. Justamente por isso que a intensidade dos sentimentos do lobo está diretamente ligada as manifestações do poder de seu receptáculo. As lendas que giram em torno dos licantropos em sua maioria os retrata apenas como seres bestiais e sanguinários, e isso não é verdade. Bem... não é toda a verdade.

Esse ser místico também chamado de cão celestial tem dentro de si a chave desse amor e a força necessária para faze – lo florescer. Quando se é um lobo tudo se aprende em família e cabe aos mais velhos ensinar aos jovens sobre a vida e seu lobo, sobre o amor e sua companheira. O lobo é aquele que sabe quando a companheira é escolhida, afinal o hospedeiro não está restrito a se sentir atraído apenas por ela. É por sua força vital e pela magia dos deuses que as duas almas destinadas a ficarem juntas serão guiadas até que se encontrem.  E apesar de estarmos lidando com o universo magico, isso não significa que nele a crueldade do mundo se torna mais branda, porque na vida no final presenciamos mais dor que amor.

É exatamente por esses motivos que Sasuke Uchiha é conhecido como o CEO exigente e mal-encarado da Taka technology, além de ser o protetor e poderoso Alfa da alcateia Ōtsutsuki. Sendo um homem forte e influente em ambos os mundos e incrivelmente satisfeito com a vida que levava, charmoso, rico e bem-sucedido, ele não mostrava querer compromissos amorosos, para ser sincero as histórias sobre amor romântico e almas destinadas estavam bem distantes de seus objetivos pessoais. As únicas coisas que lhe importam eram sua família, suas armas e sua amada empresa...  Só que o destino trouxe para sua cidade uma bruxa, algo que se revelou pelos olhos de seu lobo um presente: sua marcada.

O que acabou por se mostrar a perdição de seu lobo e por consequência a sua própria. Seu Eu-lobo estava louco, ele o tinha controlado na tarde do dia anterior, na verdade por algumas horas apenas, pela mais pura e obstinada força de vontade. No momento, deitado nos braços dela estava se questionando porque fez isso, seu lobo grunhia e ele só podia concordar: nada mais podia separa-los. Ele não conseguia mais pensar em outra coisa além dela. Seu mundo se reduzia a presença dela e nada o impediria de reclama-la para si. Seu lobo enfim poderia destinar toda sua complexa existência para o seu mais almejado objetivo, dar a ela todo seu carinho, proteção, atenção, a preocupação e o cuidado, que se refletia nele como um amor incondicional. Amor sincero, puro e real. Que seria apenas dela, sua Sakura.

― Sakura, essa noite que passei com você e essa manhã foram apenas a confirmação de tudo que eu ansiei e não sabia, meu coração é seu irrevogavelmente e nos conhecemos apenas a algumas horas, você disse que me pertence então não há como voltarmos atrás nesse amor. Eu não posso prometer que eu vou devagar, porque isso seria contra todos os meus impulsos, mas eu posso jurar que eu vou te respeitar. Em tudo! - Deixando todas as verdades já ditas muito claras em seu olhar Sakura se levantou da cama sem dizer nada, pegou a mão de Sasuke e o trouxe consigo para senta – lo à mesa, quando ele se acomodou em uma cadeira  ela se sentou em seu colo, aconchegando-se ali.

― Eu entendo, Sasuke. Nós vamos encontrar nosso jeito de viver esse amor, e vai ser maravilhoso! - Ela disse isso olhando em seus olhos, e ele entendeu que era uma promessa – Mas agora está na hora de eu te alimentar antes que possa ser acusada de maus tratos aos animais – entrando na brincadeira Sasuke a aperto em seu colo e beijou seu rosto.

― Realmente acho que eu mesmo vou apresentar a queixa – Ela lhe sorrio e iniciou um beijo cálido.

― Espero que não esteja planejando se levantar, eu não vou deixar - Contendo o impulso que teve de fazer exatamente aquilo ela se manteve na posição em que estavam. Eles tomaram o café da manhã tranquilamente para logo após darem início a sua primeira despedida. Acariciando seus cabelos ela lhe perguntou o que ele tinha planejado para o resto do dia.

― Imagino que ainda não saiba, mas eu possuo uma empresa de segurança privada e mesmo que a reserva natural seja apenas uma faixada para a alcateia ela também demanda administração. Então apesar de querer enlouquecidamente passar o dia fechado nesse quarto contigo, eu vou trabalhar. Melhor, vou tentar trabalhar. Mas no final da tarde espero que ainda tenhamos aquele encontro que marcamos ontem. E você o que planeja?

― Particularmente, o mesmo. Qual seria sua reação a um feitiço para trancar você comigo e em como vai ser difícil me concentrar em qualquer atividade na floricultura depois de hoje.

― Em primeiro lugar, não precisa se esforçar para isso, eu quero me atar a você por livre e espontânea vontade e em segundo, por favor não deixe de pensar em mim por nem um segundo.

― Espero descobrir muitas coisas sobre você durante nossa caminhada, Sasuke. Mas estou amando essa pontinha do Iceberg, vamos lá pra baixo antes que eu desista.

― Você dizendo mais uma vez que me ama não contribui para que eu te solte.

― Vamos Sasuke!

― Ok Ok! Vou tentar não me sentir ofendido enquanto você me expulsa.

― Só estou tentando não te monopolizar, então vem comigo, por favor.

― Para onde você quiser – E assim eles desceram as escadas e se encaminharam para fora.

― Quando tivermos mais tempos e menos ansiosos eu vou te mostrar a casa.

― Não sei se eu vou estar menos ansioso para te encontrar em algum momento da minha vida, mas de qualquer forma eu aceito o passeio – Na eminencia da partida Sasuke tocou-lhe a cintura e afagou castamente o local, olhando naqueles olhos tão vivos aproximou seus rotos e colou seus lábios aos dela, macios, quentes e exigentes. Instigou o toque com a língua, necessitado, mas calmo, sentindo e marcando.

― Vou tentar não aparecer de surpresa, então me atenta quando eu ligar.  - Mais uma vez com a ajuda dela ele atravessou a barreira protetora, lhe dirigiu um último olha e depois se foi.

Sakura estava se sentindo extremamente feliz, aquela mudança de cidade estava se mostrando cada vez mais surpreendente, é certo que aquela semana foi incrivelmente movimentada, cheia de surpresas e regada com uma dose extra de apreensão, mas venhamos e convenhamos que em menos de um dia sua vida deu uma guinada de 180° graus, fato mais inesperado que aquele alfa, impossível. Queria loucamente falar com Hinata, mas já havia percebido que ela não estava e casa.  Falando na dita cuja, Sakura não sabia, mas ela também estava muito bem arranjada desde a famigerada noite anterior.

Assim que Hinata recebeu a mensagem que era apenas Sasuke e tudo estava seguro, ela decidiu que definitivamente iria dar um tempo daquela casa, afinal um pouco de privacidade é sempre bom. Depois de executar o feitiço de transformação para retornar ao seu estado anterior ela subiu para o quarto se arrumou com uma roupa básica e decidiu que iria dar uma volta e conhecer a cidade. As meninas moravam em uma area bem localizada então ela pensava que não seria muito difícil achar algo de interessante, por isso foi caminhando.

Passou por uma rua de comercio com suas lojinhas já fechadas, encontrou uma praça e um jardim, olhou as vitrines das boutiques,  até enfim encontrar o caminho para onde haviam alguns restaurantes. Hinata achou muitos daqueles lugares incrivelmente bonitos e glamorosos, mas o que realmente atraiu sua atenção foi o charme de um pequeno restaurante familiar que estava mais a frente, tinha uma faixada pequena e branca, as letras pintadas manualmente na entrada revelavam o nome Ichiraku escrito em vermelho e os traços mostravam tanto capricho que ela imaginou o aconchego que seria se sentar as mesas de madeira do local. Pediu o cardápio e logo foi atendida por uma moça muito simpática que lhe indicou alguns pratos, se decidindo por carne de porco ela se pos a examinar as opções, o que chamou sua atenção, levava na composição macarrão, ovos cozidos, nori, cebolinha picada, fatias de lombo, molho a base de Shoyo e como acompanhamento fatias de naruto. E  aquela última palavra foi o bastante para que ela decidisse por aquele prato e também por outras coisinhas.

Enquanto estava esperando por seu pedido, Hinata queria mandar uma mensagem convidando Naruto para uma refeição, mas essa tarefa estava se mostrando extremamente difícil para ela. Porque Hinata simplesmente começou uma discussão com ela mesma...

― Ok. Hinata pelo amor da deusa, mulher! Isso é simples. Uma coisa simples, é só apertar "Enviar", você consegue!

"Não consigo. Não dá, nesse ritmo eu coração vai parar e eu vou morrer aqui mesmo nessa mesa."

― Chega de agir como uma adolescente. Se controle e mande a bendita da mensagem, Agora!

" NÃO, não, não, chega! Chega, desisto."

 

Ela então apertou o celular contra a testa frustrada com seu nervosismo e assim ouviu o barulho da notificação do aparelho – ENVIADO –

 

― AI-MEU-DEUS que foi que eu fiz ?!

 

 

 

 


Notas Finais


Babys, obrigada por tudo ate aqui, já são 75 favoritos, ais de 10 conquistados com as ultimas atualizações, estou super feliz!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...