1. Spirit Fanfics >
  2. Nosso >
  3. Bônus: mini mundo

História Nosso - Capítulo 2


Escrita por: renjunmeutudo e bgyueffect

Notas do Autor


vou me poupar de falar alguma coisa aqui, boa leitura :)

Capítulo 2 - Bônus: mini mundo


Sempre paro para refletir no fato de que eu sou o homem mais feliz e sortudo do mundo. Tenho um esposo incrível, um filho extremamente fofo, um cachorrinho que mais parece um segundo filho do que um pet e o trabalho dos meus sonhos.


Na verdade, eu tenho a vida dos meus sonhos, cada pequena coisa que eu vivencio ao lado de Renjun é sensacional. 


Pensando nisso, a história que hoje eu irei contar para o pequeno Jisung de sete anos, é da época em que o adotamos. Foi algo totalmente monótono e igual a adoção de qualquer outro casal com qualquer outra criança, mas o que torna especial, é que somos nós, é a nossa história.


…⏳…


Tudo começou a cinco anos atrás; meu chinesinho e eu éramos casados a cerca de três anos e para sair do tédio, resolvemos fazer uma viagem para Busan – a cidade em que morávamos antes. Isso mesmo, a cidade em que nos conhecemos –. Afinal, já havia um tempinho que não visitávamos nossos pais.


Era outono, se não me engano, meio de outubro, dia dezenove, talvez? Não consigo ser preciso com datas.


Estávamos caminhando de mãos dadas pela praia e ao longe avistamos um grande grupo. De início, pensamos serem turistas – embora, esta não fosse uma boa época praieira –, então, decidimos simplesmente ignorar e continuar com o passeio. Isso, até nos aproximarmos mais e vermos várias crianças, cerca de trinta ou mais, com apenas dois adultos supervisionando-as.


Chegamos a cogitar a possibilidade de ser uma excursão escolar, mas  descartamos a ideia de vez ao lembrar-mos que era final de semana e ainda por cima, feriado. Foi aí que percebemos; o orfanato da região fazia passeios mensais com todos.


Uma garotinha, com mais ou menos cinco aninhos nos chamou para que fossemos jogar bola com ela e os outros. E como não tínhamos nada a perder, resolvemos nos juntar à brincadeira.


Brincamos com todo mundo na areia, exceto o garotinho mais novo. Ele tinha dois anos e ainda não sabia andar e falava pouco. Soubemos que ele havia sido abandonado à alguns meses pelo pai, a mãe não suportou o parto e veio a óbito, e a figura paterna não era lá das mais carinhosas com ele durante esses poucos anos de vida.


Na cabeça daquele homem, o pequeno bebê tinha culpa de ele ter perdido a esposa. Mas não, isso não era verdade.


Logo que coloquei meus olhos no garotinho, senti algo similar a quando conheci Renjun: eu queria protegê-lo. 


E me recordo de que assim que chegamos em casa, ele disse ter visto meus olhos brilharem daquele jeito, somente três vezes em todos esses anos: no dia em que nos conhecemos, no nosso casamento e quando compramos a nossa cafeteria. Era um sinal, Renjun disse que nós havíamos encontrado a parte que faltava em nossas vidas.


No dia seguinte fomos para o orfanato, com um intuito óbvio, que era levar o pequeno Park – agora "Lee Huang" para casa. Não irei me adentrar na parte burocrática da história, em que passamos meses tentando, até ter a aprovação do juiz para levarmos o bebê para casa, mas-


— Jeno! Jiji já dormiu, você está contando histórias para as paredes, querido.


Viro minha cabeça em direção a porta do quarto e lanço um sorriso para o meu amado.


— Você sabe que eu não gosto de sair daqui até que tenha terminado. Mesmo que ele já esteja no sétimo sono, quero que ele saiba a nossa história. – me levanto e antes de sair deixo um pequeno selar na testa do meu mini mundo.


— Amanhã você continua, amor.


— Como se amanhã ele fosse ligar 'pra minha existência. Mark vai deixar o fedelho dele aqui.


Huang deu um tapa em meu ombro.


— Não chame Hyuck assim, ele é só uma criança pró ativa.


— Gosto mais do filho do Jaemin.


— Ótimo! Lele também vai vir.


— Tenho que dividir a atenção dele com dois agora, é isso?


Notas Finais


não sei se ficou bom, afinal, eu nem cheguei a revisar... qualquer coisa, perdão

fun fact: outono é minha estação favorita e 19 de outubro – o dia em que Jeno e Renjun viram o Jisung pela primeira vez – é meu aniversário :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...