História Nosso amor é tóxico, baby - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Meninas Super Poderosas (The Powerpuff Girls)
Personagens Docinho, Durão, Explosão, Florzinha, Fortão, Lindinha, Personagens Originais, Prefeito de Townsville, Princesa MaisGrana, Professor Utônio
Tags Docinho, Marylin X Docinho, Maylin, Meninas Super Poderosas
Visualizações 43
Palavras 361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Décimo sétimo capítulo - E-espera e-eu...


Fanfic / Fanfiction Nosso amor é tóxico, baby - Capítulo 17 - Décimo sétimo capítulo - E-espera e-eu...

*Maylin pov's*

Finalmente sai do hospital, mal podia esperar pra poder ficar por mais tempo com a Docinho...

Estava pensando... quando eu saisse... eu iria à escola da Docinho pra falar com ela e essas coisas... é... é uma exelente ideia.

Chegando lá... mal pude acreditar no que vi: Docinho beijando uma garota...

Eu já vi ela com papinho com ela outras vezes... ela não parou?

Por que eu pensei mesmo que ela quisesse ficar comigo?

Fui pra perto dela, ela já tinha parado de beijar a garota e dei um tapa na cara dela.

- M-Maylin? P-por quê fez isso?

- P-pensei que você me amasse! Você ficou dias e dias comigo no hospital... v-você me fez... - comecei a chorar e sai correndo.

- Ei, Maylin! Volta aqui! - Gritou a Docinho.

*Docinho pov's*

- Quem é ela, Docinho? Sua namorada?

- Ex. Ela tentou se matar e... eu tenho que ir atrás dela... prometo te explicar tudo depois...

- O-ok...

Eu sai correndo atrás da Maylin... ela foi até uma estação de trem e temi pelo pior... voei atrás dela e antes dela se jogar na frente do trem a peguei no colo.

- Você está doida, Maylin? Quer me matar do coração?

- Por que me salvou? Por que veio atrás de mim?

Desço com ela no chão, a abraço e sussurro no seu ouvido:

- Sinceramente... me desculpa. De verdade... e-eu... não sei... eu não sei o que tinha na minha cabeça... eu continuei com aquela garota porque não sabia de fato... o que queria... ela foi um meio que eu encontrei de... tentar de esquecer... mas... eu não quero te esquecer e... me desculpa por aquela cena... ela... me agarrou quando ia contar pra ela sobre... isso... eu pensei... como deveria agir e... o que eu deveria escolher e... eu escolho você.

Me afastei dela e me ajoelhei no chão:

- Maylin... a-aceita namorar comigo?

Ela corou, fez uma pose pensativa e respondeu, meio tímida:

- Sim, eu aceito namorar contigo.

A beijei... e uma coisa posso garantir: nada supera o beijo dela... nada a supera.

- Te amo Maylin.

- Também te amo, Docinho.

- Quer ir pra minha casa ou vamos na sua?

- Melhor: vamos numa lanchonete. Estou com fome.

- Como quiser, meu anjo.

Peguei em sua mão e fomos...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...