História Nosso amor (Imagine Jeon Jungkook - BTS) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Bts, Drama, Hoseok, J-hope, Jungkook, Revelaçoes, Taehyung, Você
Visualizações 123
Palavras 2.352
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi de novo ❤

Capítulo 2 - Encontro ( não ) arranjado


Fanfic / Fanfiction Nosso amor (Imagine Jeon Jungkook - BTS) - Capítulo 2 - Encontro ( não ) arranjado

                  Coreia do Sul - Seul                                   Quinta-feira, 15:35 AM

Estava assistindo filme sozinha já que a Sun estava na escola e eu estava de folga. Meu telefone toca.

- Alô? Quem é?  - Pergunto após atender o celular.

- Oii é a Yang, eu tenho novidades - Diz animada.

- Que novidade? - Perguntei. 

- Nós arranjamos um encontro para você - Ela diz animada. 

- Não definitivamente, não, dá última vez deu merda, eu tive que fugir do garoto - Eu disse.

- Mas dessa vez nós prometemos que não vai precisar fugir - Hoseok tomou o celular de Yang.

- Hoseok eu já disse que não.

- Por favor Wendy

- Hoseok para, eu não sou depravada, eu consigo me virar sozinha.

- É mesmo é? Nos últimos 3 anos você veio me dizendo a mesma coisa e até hoje você não conseguiu.

- Quem é ele? 

- Meu amigo.

- Quantos anos ele tem?

- 21

- É bonito pelo menos?

- Ele é lindo, é tão lindo que estou pensando em trocar de namorado - Yang diz e Hoseok resmunga.

- Ele não é nenhum psicopata não né? 

- Não - Ele ri.

- Qual o nome dele?

- Jeon Jungkook

- Hoseok, se ele for um depravado, ninfomaníaco eu te mato - Disse raivosa.

- Você está no direito de ficar insegura, afinal o último encontro foi um fiasco. Agora é diferente.

- Eu espero. Que horas? 

- 18hrs, esteja pronta.

- E a Sun? Vocês vem né?  

- Sim, nós vamos.

- Tchau - Desliguei.

Eu ainda estava insegura de ir á esse encontro, na última vez eu não gostei do resultado. E olha que isso foi apenas 2 meses atrás e eu já estou me arriscando dessa forma.

        [Flashback ON]

       Sábado, 19:45 PM

Eu estava indo para um jantar, um encontro arranjado, Hoseok, Taehyung e Yang sempre me fazem vir a esses encontros eles dizem que eu estou ficando velha e preciso de um namorado, eu realmente estava muito bem sozinha com minha filha.

Cheguei no restaurante e procurei pelo garoto e lá estava o boy sentado em uma das mesas mais afastadas, ele não era feio, era bonitinho

- Olá boa noite, sou Wendy - Digo me sentando

- Oi sou o Shin, é um prazer te conhecer - Ele disse sorrindo.

Conversamos bastante, ele era bem legal tinha uma conversa boa. De repente ele passa a mão na minha coxa, tirei a mão do mesmo e ele colocou novamente.

- Dá pra tirar a mão daqui? - Disse nervosa.

- Não -Ele disse debochado colocando a mão na minha perna novamente só que agora subindo.

- Para - Eu disse

- Não - Ele disse. A mão dele já estava perto da minha parte íntima, ele apertou a minha coxa e quando ia colocar a mão em lugares indevidos, levantei rapidamente fazendo muito barulho e todos do local me encaravam. Saí andando para fora do estabelecimento, queria ir embora, ele veio atrás de mim.

- Volta aqui, o encontro ainda não acabou - Ele disse segurando meu braço.

- Pra mim acabou por aqui - Disse soltando sua mão do meu braço.

- Vamos pra um lugar mais reservado - Ele diz malicioso.

- Não - Eu disse seca. Ele começou a me arrastar, eu me debatia tentando me soltar mas ele era mais forte que eu. - Eu não quero, me larga! - Disse me debatendo. Ele se aproximou e começou a me beijar a força ele passava a mão por todo o meu corpo.

- Não, você não vai! - Ele afrouxou a mão no meu braço aproveitei para me soltar e saí correndo e ele logo veio correndo me perseguindo. Passei pela multidão de pessoas que saíam das baladas, restaurantes olhei pra trás e ele ainda corria atrás de mim, corri mais um pouco e entrei na primeira loja que vi, fui andando rapidamente olhei novamente para trás ele havia entrado na loja, fui para a sessão dos provadores. Quando um garoto estava saindo do provador imediatamente o empurrei para dentro do provador novamente, eu estava muito nervosa e ofegante, o medo de ser assediada, eu tenho uma filha pra cuidar. Comecei a chorar loucamente, desesperada, descontrolada e o garoto me observando, ele se abaixou e tentou me acalmar.

- Ei se acalme. O que aconteceu? - Ele pergunta, quando ele dita a frase alguém começa bater na porta da cabine com muita força, já sabendo quem era abraçei minhas pernas. O garoto abre a porta e lá estava o Shin com uma expressão raivosa.

- O que foi? - O garoto pergunta para Shin.

- Vem aqui - O Shin tenta avançar para me pegar, porém o garoto entra na frente do mesmo o empurrando.

- Saí daqui, não encosta - O garoto diz empurrando Shin. O garoto chama os seguranças que imediatamente aparecem e pegam o Shin levando-o para fora da loja. Peguei meu celular e liguei para o Hoseok. Ele atende.

- H-Hoseok? - Digo com a voz trémula.

- Oii Wendy, está tudo bem? - Diz preocupado.

- Vem me buscar,  por favor - Digo já chorando.

- Onde você está? - Ele pergunta nervoso. Olho para o garoto e ele diz onde estávamos. Disse o endereço e Hoseok disse que já viria, fui para a frente da loja.

- Eu vou esperar contigo, só por precaução. - Ele diz se sentando ao meu lado, eu assenti sorrindo toda chorosa. Minutos depois Hoseok chega, ele desce do carro correndo e vem me abraçar. 

- Desculpa Dongsaeng! - Ele diz me abraçando e afagando meus cabelos. Fui para o carro mas antes virei para agradecer o garoto desconhecido, ele não estava mais lá. 

      [Flashback OFF]

Me levantei peguei as chaves da moto e fui buscar Sun. 

Cheguei na escola, peguei a mesma e voltei pra casa, cheguei na frente do meu prédio e Yang, Hoseok e Taehyung estavam parados na portaria.

- Iae cambada - Disse me aproximando deles.

- Iae cambada o cacete, já tem quase 1hora que a gente te espera - Yang diz raivosa. 

- Meu amor vocês sabiam muito bem que eu ia buscar a Sun - Eu digo abrindo o portão. 

- Tio Hobi - Sun diz puxando a barra da blusa de Hoseok. 

- Oii meu amor! - Hoseok diz pegando a mesma no colo. 

- Comigo você nem fala né? - Taehyung diz emburrado. 

- Você sabe que te amo tio - Diz puxando o cabelo de Taehyung. 

- Também te amo, mas essa sua forma de demonstrar carinho não é muito convincente. - Ele diz alisando os próprios cabelos. Rimos.

- Hobi, você já tem notícias do Jimin? - Perguntei.

- Não, só sei que ele foi pro Japão. - Ele diz entrando no elevador. Subimos para o meu apartamento.

- Não vou mais dizer pra não ligarem pra bagunça, vocês não precisam dessa educação toda. - Digo abrindo a porta.

- Ser melhor amigo é foda né? Toda a timidez que você tinha vai pro inferno - Taehyung diz, sentando no sofá. Ficamos assistindo filmes pelo resto da tarde.

- Gata vai se arrumar, já são 17:15 - Yang diz olhando seu relógio de pulso. Me levanto e vou me arrumar.

  45 minutos depois...

- Como estou? - Pegunto entrando na sala 

- Está linda, o Jeon vai babar desse jeito - Hoseok diz sorrindo. 

- Eu viraria lésbica por você, sério. - Yang diz com os olhos arregalados. Eu ri

- Omma, pra onde vai tão bonita? - Sun pergunta. 

- Eu vou a um encontro meu amor - Digo sorrindo.

- Vai logo já é 18:03 - Taehyung diz.

- Me desejem sorte - Digo beijando a bochecha dos quatro.

- Fighting! - Falam em coro.

Saio de casa, pego minha moto e vou para o endereço que Hoseok me passou. Alguns minutos se passaram e cheguei em Hongdae um bairro não muito próximo de onde eu moro. Agora que parei pra pensar, como eu vou achar o garoto se nem ao menos tinha visto uma foto dele? Tentei ligar para Hoseok, porém caía sempre na caixa postal. 

- Hoseok, como vou saber quem é o garoto? Eu não vi nenhuma foto dele, seu mongol. Assim que ouvir esse recado, me retorna. - Gravei um recado para o mesmo. - O que eu vou fazer agora? Vou ir em alguma balada, é o jeito - Digo procurando por uma balada.

Entrei em uma boate qualquer, a boa era que garotas não pagavam nada. Fui para o balcão peguei uma bebida e voltei para a pista, comecei a dançar. Estava tudo tranquilo até que as pessoas começaram a correr desesperadas e eu sem entender fiquei parada observando a correria, quando me dei conta o fogo estava alastrando-se pelo local, olhei para os lados e não havia mais ninguém ali, só eu estava dentro da boate. Saí correndo para a porta de entrada e ela estava interditada pelo próprio fogo, eu não sabia onde ficava a saída de emergência, comecei a chorar, eu não queria morrer, não desse jeito, eu tenho uma filha não posso abandoná-la afinal ela só tem a mim. 

Corri para todos os cantos e não achava uma saída, me sentei no chão olhando o fogo acabando com tudo ali dentro e chorei mais e mais. Escutei alguma coisa se quebrando levantei imediatamente e olhei para os lados não havia ninguém ali, aquele lugar já estava ficando quente demais e eu estava suando muito. Senti minhas pernas ficando fracas e meu corpo foi ficando pesado demais, comecei a andar pelo local com certa dificuldade pois eu já estava tonta com tanta fumaça. Comecei a pedir socorro.

- SOCORRO! ALGUÉM ME A-AJUDA - Gritei. Esperei alguns minutos e gritei novamente. -SOCORRO! POR FAVOR ALGUÉM ME AJUDE. POR FAVOR. - Senti minha garganta arder, estava rouca. 

5 minutos se passou. A porta da entrada se quebrou e um garoto apareceu, ele veio correndo em minha direção.

-Te achei! - Ele diz e me pega no colo, não aguentando mais a temperatura daquele lugar, desmaiei.

      ///////////////////////

Acordei um lugar todo branco com uma luz muito forte, logo percebi ser um hospital pelo cheiro de éter. Olhei para os lados e vi um garoto sentado numa poltrona ao lado de minha cama. Tento me levantar sem fazer barulho para não acordar o garoto, mas falhei miseravelmente. Ele despertou.

- Yaaa não se mecha - Diz se levantando e andando em minha direção.

- Quem é você? - Pergunto curiosa.

- Jeon Jungkook o cara com quem você ia ter um encontro, só que não deu muito certo. - Diz sorrindo. 

- Eu tenho a sensação de já ter visto você em algum lugar - Eu disse.

- Acidente de moto - Ele diz e suspende a manga de seu casaco me mostrando seu curativo. 

- Você é o garoto da moto? - Pergunto surpresa.

- Sim, sou eu - Ele sorri - Você já vai ter alta, vou chamar os médicos. - Ele diz e saí da sala.

- Porra o Hoseok caprichou - Digo pra mim mesma.

Logo o garoto volta para a sala acompanhado de médicos....

Recebi minha liberação médica, estava vestindo a roupa. A MINHA MOTO.

- JUNGKOOK E MINHA MOTO? - Pergunto desesperada.

- Calma o Hoseok levou ela pra sua casa, está tudo bem com ela - Ele diz sorrindo; que sorriso lindo hein,

- Menos mal - Digo colocando a mão no peito. Ele ri.

Fomos para o estacionamento do hospital. Jungkook me deu um capacete, subi na moto e fomos.

Chegamos no meu prédio.

- Quer entrar? - Perguntei tirando o capacete e balançando os cabelos. 

- Oh claro, se não for nenhum incómodo - Ele diz descendo da moto.

- Claro que não é nenhum incómodo Jungkook - Sorri para o mesmo. Entramos.

- Não liga pra bagunça tá? - Eu digo e ele assenti. 

- Comigo você nunca diz isso né? -  Escutei uma voz do além falando.

- Shiu, cala a boquinha - Eu disse para Taehyung. 

- Mal educada, eu sou seu oppa me respeite - Ele diz.

- Ave Maria, não começa Tae, pelo amor - Eu disse rindo e logo o mesmo riu também, logo o mesmo pulou encima de mim me abraçando, sendo seguido por Hoseok, Yang e Sun. Jungkook só observava tudo rindo.

- Olha que oppa lindo - Sun aponta pro Jungkook.

- Pra mim você não diz isso né? - Taehyung fala indignado.

- Obrigado, você também é muito linda - Jungkook diz se abaixando para ficar na mesma altura que Sun - Qual seu nome? - Ele pergunta. 

- Sun Hee e o seu? - Ela diz tímida. 

- Me chamo Jungkook, podemos ser amigos? - Ele pergunta sorridente.

- Se é amigo da omma é meu amigo - Ela sorri e abraça ele.

- Que bonitinhos el... - Comecei a tossir. Hoseok logo foi pra cozinha e trouxe um copo de água, bebi.

- Você está bem? - Ele pergunta alisando meus cabelos.

- Estou. - Disse respirando fundo.

- Você precisa marcar consulta, pode deixar sequelas tá? - Jungkook diz se levantando com a Sun em seus braços.

- Vou marcar pra ela - Hoseok diz - Wendy me desculpa por mais uma vez ter te colocado em um encontro ruim? - Ele diz triste.

- Não precisa se desculpar Hoseok - Eu disse acariciando seus cabelos.

- Eu te coloquei em uma enrascada duas vezes já - Ele diz.

- Se você não tivesse armado esse encontro, eu não teria conhecido uma pessoa tão boa quanto o Jungkook. Obrigada Hobi - Eu disse e o abraçei, ele retribuí.

- Mas você quase morreu Wendy-  Ele diz chorando. 

- Oppa eu não morri, estou aqui e aquele incêndio não foi sua culpa, está bem? - Eu digo o abraçando.

- Bom eu vou indo - Jungkook diz colocando a Sun sentada no sofá. 

- Oh claro, eu te acompanho até o portão - Ele sorri. 

Acompanhei o Jungkook até a portaria.

- Você pode me passar seu número? - Ele diz. 

- Oh claro. - Ele me entrega o celular. Anotei meu número e o devolvi, e antes dele passar pelo portão o puxei para um abraço, ele retribuí.

- Vamos marcar outro encontro? - Ele pergunta rodeando os braços em minha cintura, apertando mais o abraço.

-Claro que vamos - Eu disse logo após nos desvencilharmos do abraço - Tchau, vai com Deus. - Beijei sua bochecha.

 Ele subiu em sua moto e deu partida, fiquei olhando até sua moto desaparecer. Sorri boba e entrei no prédio.

   Continua... 


















Notas Finais


Se você leu até aqui, obrigada ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...