1. Spirit Fanfics >
  2. Nosso destino >
  3. Pai

História Nosso destino - Capítulo 3


Escrita por: OtakuNaruteira12

Notas do Autor


Bom, só pra avisar vocês: eu escrevo capítulos pequenos, eu sei, mas a preguiça me domina.
Enfim...fiquem com o capitulo de merda

Capítulo 3 - Pai


- Já que nos apresentamos, vamos beber mais um pouco - falei animada - Barman, pro favor, traga vodka em quatro copinhos?

- Sim senhorita!

- Nossa! Você é bem direta. Gostei disso- disse ele, colocando a mão na minha coxa direita- Mas to tão excitado que não me aguento mais, me alivia, por favor? 

- Que pena pra você, Carlos, mas você terá que esperar as vodkas, se não esperar, nada de sexo- enquanto falava, os copinhos já estavam na nossa frente - Ah, falando neles- peguei um copo de vodka e virei e engoli de uma vez - Agora é a sua vez de tomar, Carlos.

- Com prazer, Stacy - pegou o copinho e virou e depois pegou a segunda e virou também - Pronto, como prometido, eu bebi e agora falta você- sorriu de um jeito sedutor.

Peguei o copinho e bebi. Me levantei e peguei sua mão e disse:

- Agora quero ver como você é na cama, querido- no final da frase, falei manhosa

- Sou ótimo como Seme, querida

- Barman, me cobram depois no hotel que hospedada!!- falei gritando enquanto corria para a porta

~Quebra de tempo~

Estava eu e Carlos no quarto, transando. Eu estava deitada na cama, enquanto Carlos ficava em cima de mim fazendo movimentos de vai e vem dentro de mim. Ah, como eu eu amo transar. Não sei se é vício ou é por causa do meu signo: Touro, que eu sou viciada em sexo.

- Ma- a- is for-te....isso.... AAAAH CARLOS  - disse gemendo

- V-oce  é mui-to aper-tada, meu deus Aaaaah

- Eu- suspirei- sei......to no m-meu ápice- e gozei, depois ele também gozou dentro da camisinha que ele usa- Ah Carlos, eu amei nossa transa mas infelizmente eu tenho que ir- disse, retirando ele de dentro de mim, me vesti, peguei minha bolsa e disse: - Até nunca mais, Carlos, minha diversão- abri e fechei fechei porta e ainda pude ouvir ele falar: 

-Quê!??!?!

Eu ria por dentro com sua confusão. Hahaah como amava isso. Você, leitor ou leitora, deve tá achando que sou sádica, não é? Posso até ser sim mas às vezes sou gentil com os homens, só quando eles não forem pessoas apressadas como o Carlos.

 Saí do Motel em que eu estava. Entrei no meu carro e peguei a chave que estava no retrovisor, eu não fui roubada por causa do deserto que tava a rua, liguei e parti em direção ao hotel em que eu estava hospedada. Chegando no meu quarto, tomei mais um banho e dormi que nem uma pedra na cama.

~1 semana depois...~

Eu já estava no aeroporto, de malas prontas para ir à Milão. Eu estava usando óculos escuros, meus cabelos pretos estavam vivos, soltos e hidratados denovo, usava uma calça preta colada no meu corpo, uma camisa ,sem mangas, branca com um casaco de couro preta. Vou admitir, eu tava me sentindo linda!!!! 

Voltando à história, eu estava sentada em um dos bancos que tem no aeroporto rodeada de seguranças mas eles estavam com disfarces, fingindo ser passageiros. 

- Voo 214 para Milão, primeira chamada

- Opa!!- me levantei animada - Vamos porque to morrendo de saudade da minha cidade natal!!!! 

~3 dias depois~

- Meu deus, até que fim chegamos, já não aguentava mais dormir sentada- disse pra mim mesma, atravessando o grande corredor para chegar em terra firme. Saí do aeroporto de Milão em direção ao carro do meu pai. Quando eu entrei, dei de cara com meu velho e perigoso, Ralph, meu pai.




Notas Finais


Até a próxima!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...