1. Spirit Fanfics >
  2. Nosso Grande Pecado. (Min Yoongi) >
  3. Capítulo 17 - Final.

História Nosso Grande Pecado. (Min Yoongi) - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem♡
Boa leitura♡
Leiam as notas finais♡
Me sigam♡
Deixe seu coração♡

Capítulo 17 - Capítulo 17 - Final.


[...]

Nosso dia se resumiu em risadas e muito amor, pelo menos no final do dia ocorreu tudo bem. De noite fomos todos dormir, Rosé, Lisa e eu em uma cama. Hoseok com o Yoongi e Minha mãe sozinha, mas ela entendeu super.

[...]

Já se passou 2 Semanas, minha mãe já achou a casa e já comprou ela. Iremos buscar as coisas que faltam na nossa antiga casa.

Não falo e nem pretendo falar com meu pai, não até ele pedir nosso perdão pelas coisas que ele falou, e como sei que ele nunca ira pedir, então nunca mais irei falar com ele.

Estou indo com ele e minha mãe. Tivemos a esperança de que ele não estivesse em casa, e pra nossa sorte, ele realmente não estava.

(...)

Pegamos nossas coisas e levamos para a nossa casa. Ficamos com dois quartos sobrando, então com certeza quando Yoongi e eu brigarmos ele irá pra um deles. Agora o me quarto é o dele também.

Estamos acabando de colocar as nossas roupas no closet e estamos conversando até que...

—Amor, eu estive pensando em uma coisa. - ele falou receoso.

—O que é?

—Você... quer conhecer minha mãe?

—Claro, amor! Por que não?

—Ela vai te amar.

—Espero.

—Vamos hoje mesmo.

—O que?!

—Isso mesmo que você ouviu. Estou com saudades dela. - suspirei e assenti. —Obrigado~

—Eu também tenho uma coisa pra falar.

—O que é?

—Advinha quem me mandou mensagem? - ele levantou a sobrancelha. —Jimin. - Ele revirou os olhos e suspirou.

—O que tem ele, afinal?

—Ele disse que quer me encontrar.

—E você com certeza falou não. - ele afirmou.

—Ele disse que só queria ser meu amigo, Yoon.

—Ah, claro. Você acredita nisso? - desviei o olhar. —Então ta, vai com ele, Eu visito minha mãe sozinho.

—Eu não disse que seria hoje.

—Não ligo. - Suspirei.

—Vai ficar me tratando assim?

—Vou sim. - ele sorriu amargo.

—Ta bom. - Terminei de arrumar o resto e deitei na cama.

(...)

Estamos deitados na cama sem falar uma palavra. Me inclino um pouco para olhar o horário no relógio, e sem querer fico em cima dele. Trocamos um olhar intenso e eu pigarreio.

—Já é três da tarde, não vamos ir visitar sua mãe?

—Resolveu falar comigo?

—Nem vem, foi você que começou.

—Você ia gostar que eu te falasse que iria sair com uma ex ficante minha?

—Não ia gostar, mas eu iria confiar e você, eu ia deixar você ir por confio em você. - levantei e fiquei sentada na cama.

—E quem disse que eu não confio em você? - ele também se senta de frente pra mim. —Eu não confio é nele.

—Essa é uma das piores respostas que você poderia me dar. - me deitei novamente e dessa vez de costas pra ele.

—Vai ir comigo ou não? - ele perguntou calmo.

—Vou ir. - falei seca e me arrumei rápido.

(...)

*No carro*

—Para com essa cara amarrada, _________. Já disse que eu confio em você, mas não acha ser super normal eu ter ciúmes de você com seu ex ficante? Sabe, ele já te viu nua, já te beijou, já teve seus carinho e já te sentiu do jeito que só eu gostaria de sentir nessa vida toda.

—Ta, Yoongi.

__________, não complica, por favor. Eu não gosto de ficar brigado com você, ainda mais por coisas fúteis. - olhei pra ele e sorri.

—Ciumentinho mais fofo.

—Aishh.

—Mas saiba que eu ainda vou sair com ele.

—Aaaaaaaish. - ri. —Ta bom, mas eu continuo tendo ciúmes.

—Eu sei, eu sei. - Ri. —Estou com medo de suas e não gostar de mim.

—Ela vai te amar.

—Ela sabe que sou a filha do seu pai?

—Ele não é meu pai, nem sei como você também consegue chamar ele de pai. Ele É meu genitor, e sim, ela sabe.

—Ela aceitou de boa? - ele assentiu sorrindo. —Que bom. - sorri também.

—Ela disse que fez uma sobremesa brasileira só pra te agradar. - Ri.

—Que fofa. Você sabe o nome da sobremesa?

—Se eu não me engane é... cocada.

—Nossa eu amo cocada!

—Eu nunca comi, espero ser bom.

—É uma delícia.

(...)

Depois de algumas curtas horas na estrada, chegamos na casa da minha sogra!

—Ela vai te amar. - ele me consolou e bateu na porta, segurando minha mão.

—Filho! Querida! Entrem, por favor. - sorri ao ver o entusiasmo da mulher. —Que bom que vieram, fico feliz em conhecê-la, ___________.

—Também fico feliz em conhecê-la, Senhora Min. - Sorri.

—Vamos até a cozinha, fiz uma sobremesa do seu país, espero que esteja boa. - Olhei pra Yoongi que estava sorrindo e fomos até a cozinha. —Aqui está, Cocada.

—Mm, a senhora fez dos dois tipos! Obrigada. - agradeci. - Mordo um pedaço. —Ficou muito bom! Igual aos do Brasil. A senhora realmente cozinha muito bem, queria ter esse dom.

—Ei, me dá um pedaço. - Yoongi pede.

—Tem mais ali.

—Mas eu quero esse.

—Claro que não, esse é meu. - Arregalei os olhos quando ele tomou da minha mão e comeu. —Yoongi!

—Perdeu, Gulosa.

—Yoongi, Tinha mais aqui! - a mãe dele falou. - ele deu de ombros.

—Mas eu queria aquele, Omma.

—Só pra atentar a coitada. - ela me defende.

—Coitada, Omma? A senhora não sabe a peça. - semi cerrei os olhos.

—Estão com fome? - a mais velha perguntou.

—Comemos antes de sair, Omma. Obrigado. - Yoongi responde.

—Vamos se sentar pra conversar então. - ela abre um sorriso e fomos para a sala. —Então, __________, irá se formar esse ano, certo? - assenti. —Pretende fazer qual faculdade?

—Mm... ainda não pensei sobre isso, provavelmente vou saber só no futuro.

—Querido, ainda não conversamos sobre isso, né?

—Mãe, na verdade... eu queria seguir a carreira de produtor musical. - Arregalei os olhos, pois ele nunca me disse sobre esse seu talento.

—Filho, siga seu coração. Eu sempre te apoiarei, mas então por que não faz faculdade de musica? Irá te ajudar.

—Talvez...

—E vocês pretendem ter filhos? - Arregalamos os olhos. - ela riu. —Não digo agora, claro.

—Não sabemos... Não chegamos nesse assunto.

—Pois cheguem logo, quero meus netinhos. - ela piscou e eu fiquei nervosa.

(...)

Ficamos conversando mais um pouco, Yoongi me levou até o quarto dele.

—Como você nunca me falou que sabia produzir músicas? - ele da de ombros.

—Eu também sou bom no rap.

—Ai meu deus, será que vou ter um namorado celebridade? - Ele riu.

—Sonha alto.

—Me mostra alguns dos seus trabalhos.

—Ta senta aqui. - ele fala sobre a cadeira de frente pro computador. —Ouve essa, eu fiz pra um artista não muito conhecido, a composição é minha e a produção também. - ele colocou pra tocar e fiquei boquiaberta, ele realmente tem talento!

—Amor, isso ta bom demais. - ele sorriu tímido. —Você é perfeito, sua musica é perfeita. Você disse que sabe cantar, me mostra uma que você canta. - ele fica mais tímido e mostra a musica.

Fiquei escutando cada palavra, cada melodia, o ritmo tudo! Estava tudo em completa harmonia.

—Casa comigo antes que você fique famoso e fique com varias garotas por ai. - fiz bico.

—Não faz esse bico se não eu beijo.

—Beija então.

—Claro que não, beijar só depois do casamento. - rimos.

—Você já pensou em ser um k-idol? - ele riu. —É sério, Yoongi.

—Eu não levaria jeito pra isso.

—Eu não acho. - ele da de ombros. —Yoon, que caixas são essas?

—Ué, nem eu sei, minha mãe deve ter deixado aqui. - ele pega uma das caixas e da uma olhada. —Tem coisas de quando eu era pequeno. - sorri olhando —Mas que foto é essa? - Perguntou da foto que tinha um homen e ele bem pequeno.

—Pode ser alguém da sua família.

—Não, eu não conheço esse homem. Vou perguntar pra minha mãe. - ele andou pra fora do quarto. —Omma? Quem é esse? - perguntou e ela ficou nnervosa.

—Esse... ele é irmão do seu pai.

—Meu pai não tem irmãos, só irmãs. - me intrometi e ela engoliu seco.

—Omma? Quem é esse? - estavamos confuso.

—Yoongi, ele é seu pai.

—O que a senhora ta falando é verdade? - ele sorriu e ela assentiu confusa. —___________, Isso quer dizer que não somos parentes! - ele sorriu e me abraçou.

—Filho, não está bravo?

—Um pouco pela senhora ter mentido, mas pra mim eu já não tenho pai a minha vida toda. Não faz diferença, a única diferença é que agora a gente pode ficar juntos, sem a consciência pesada. - ele sorriu desacreditado.

—Seu pai era meu chefe, ele te visitava as escondidas do seu pai. Ele te amava, mas a filha dele menor de idade ficou gravida, então ele teve que parar de te visitar, e nunca mais voltou. Então o seu pai. - Apontou pra mim. —Sempre achou e sempre tem que achar que Yoongi é filho dele.

—Eu não ligo se tenho pai, pra mim são dois merdas. Eu vivi minha vida toda sem nenhum deles, não é agora que eu vou precisar. - ele da de ombros.

—Eu estou muito surpresa pela sua reação. - A mãe dele disse.

—Esperava oque? Que eu iria ficar com raiva da senhora, ou então ir correndo procurar meu verdadeiro genitor? Não mesmo. Oque eu vou fazer é ser feliz com a minha mulher. - ele sorriu pra mim e eu retribui. —Agora a gente tem que ir, Omma.

—Certo. Novamente me desculpe por mentir esse tempo todo pra você, meu filho. - ele faz um careta e rimos.

(...)

*No carro*

—Eu to tão feliz, esse tempo todo, eu achava que esse seria nosso grande pecado. Mas, tudo mudou, amor, não somos irmãos. - ele fica animado.

—Eu também estou muito feliz, não cabe no peito.

(...)

*Em casa*

—Como assim?! - Lisa exclamou.

—Isso mesmo que você ouviu, não somos irmãos, mas o pai de VOCÊS não podem saber. - ele deu ênfase.

—Por que? - Hobi perguntou.

—Não sei e nem quero saber, pra mim tanto faz, já disse. - Respondeu Yoongi.

—Não quer saber quem é sua família? - Minha mãe perguntou.

—Minha família sai vocês agora.

—O QUE?! MIN YOONGI SENDO UMA CRIATURA FOFA? essa é nova. - Lisa fala.

—Concordo. - disse.

—Ta, Ta podem me zuar.

—Hobi, a gente pode conversar? - Perguntei pro meu irmão.

—Claro. - subimos pro quarto dele.

—Hobi, queria saber se você tem ainda o numero daquele empresário.

—Tenho sim, pra que?

—É verdade que esta tendo audições na Bighit?

—É sim.

—Me passa o numero dele, por favor? - ele assente e pega o celular.

—Anota ai. - assenti e peguei meu celular.

—Da pra falar pelo menos pra quem é?

—Min Suga. Ele é muito talentoso, ele sabe cantar rap, compor e também produzir músicas.

—Nossa, legal.

—Dava muito bem pra você e ele formarem uma dupla, você sabe dançar e cantar muito bem também.

—Não inventa.

—Hoseok, é serio, pensa em como seria o seu futuro, tu não pode desperdiçar o seu talento, eu já te disse isso um milhão de vezes.

—Eu tenho certeza que não teria chance, _________.

—Min Hoseok, você só vai saber se tentar!

—Tanto faz, se você conseguir eu faço. - fiquei animada.

(...)

*1 mês depois*

—Eu não queria que você fosse. - abracei meu namorado.

—Você sabe que é só 2 dias, lembra que foi você que me arrastou pra isso?

—Sim. Vou sentir saudades. - beijei ele.

—Ta casal, chega né? Temos que ir se não quisermos chegar atrasados. - Hobi disse e ele assentiu.

—Tomem cuidado os dois, boa sorte, amo vocês. - beijei Yoongi e abracei Hobi.

(...)

*1 dia depois*

_—Amor, passamos!








[...]


Notas Finais


Espero que tenham gostado♡
Me sigam♡
Deixe o coração♡
Acompanhe as outras fic's♡
Então foi esse o final gente! Se vocês quiserem bastante, vai ter um cap bônus mais pra frente. Acompanhe as minhas fic's. em breve ter a fic nova. Fiz essa fanfic com muito carinho pra vocês, como faço com todas. Valorizem o trabalho das autoras, a gente da o nosso melhor, devemos ter mais reconhecimento♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...