1. Spirit Fanfics >
  2. Nosso primeiro verão - Imagine Jungkook >
  3. Confianças

História Nosso primeiro verão - Imagine Jungkook - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


OIII MEUS LINDOS!!
Eu estava morrendo de sdds de vcs <3
Primeiramente, eu queria pedir desculpas pela minha ausência... eu adoeci e depois fiquei tão desmotivada que resolvi sumir de tudo, mas agora estou de volta!
Eu irei recompensar vcs e irei postar dois capítulos só hoje hehehehe
E agora que estou mais organizada na rotina, irei postar pelo menos 3 vezes por semana :3
Espero que vcs gostem e não desistam de mim♡

Capítulo 13 - Confianças


Fanfic / Fanfiction Nosso primeiro verão - Imagine Jungkook - Capítulo 13 - Confianças

As férias estavam chegando no fim, e isso era algo que a S/n do passado iria ficar animada, pensando nas lições de inglês da Sra. Mackenfield ou nas lições de química do Sr. Grimmes. Mas agora, eu estava rezando para que os dias passassem devagar. Nem parecia que se passaram dois meses e meio, tantas coisas aconteceram nesse período... [...]

Fazia uma semana desde que fizeram uma festa de "Natal" surpresa pra mim, e que Jungkook me pediu em namoro. Agora eu era uma garota comprometida, e cada vez que eu olhava para a aliança, eu sorria toda boba. Infelizmente não consegui ir ver o Jungkook e a Sarah passou só uma vez aqui em casa nessa semana, mas pelo menos eu estou tirando a minha carta de habilitação que tanto sonhei em ter. E em uma das aulas com a minha mãe, acabei riscando o carro dela.

Eu estava apenas de bobeira no quarto lendo um livro de romance quando meu celular começou a tocar. Peguei o celular e vi o nome do Noah na tela, achei estranho ele me ligar mas resolvi atender já que poderia ser sobre a Sarah.

- Oi Noah, tudo bem? - Segurei o celular pelo pescoço enquanto eu passava a página do livro.

- Oi S/n, eu preciso da sua ajuda... - Franzo o cenho e fecho meu livro, ajeitando a minha postura na cama.

- Aconteceu algo? Está tudo bem? - Pergunto começando a ficar eufórica. Já comecei a pensar na Sarah.

- Não, está tudo bem... mas o Jungkook... - Quando ouço seu nome, congelo na hora. O que aconteceu com ele? Ele tá bem?

- Fala logo Noah! - O apresso e escuto uma voz de fundo. Era a voz de Jungkook, certeza.

- Ele tá muito bêbado aqui em casa. Ele apareceu aqui puto e começou a beber uma garrafa  de vodka e agora não sei o que fazer com ele... talvez você possa convencê-lo a se acalmar. - Suspiro, aliviada por não ter acontecido nada grave com o Jungkook e por não entender o que estava acontecendo com ele.

- Tudo bem... eu estou indo. - Noah se despede e desligo o celular, levantando da cama, tirando o meu pijama e colocando uma roupa qualquer. Desço as escadas e encontro  minha mãe assistindo um programa de televisão qualquer.

- Vai sair? - Minha mãe pergunta olhando para mim.

- Err... sim, eu vou até a casa do Noah rapidinho. É uma urgência. - Minha mãe me olha confusa, mas logo cede.

- Tudo bem, se divirta. E não volte muito tarde. - Aceno com a cabeça e saio correndo em direção à garagem.

- Eu vou pegar o seu carro. - Grito para minha mãe escutar e escuto um "Pelo amor de Deus, não vai destruí-lo". Dou uma risadinha. - Pode deixar. 

Entro no carro e dou a partida, saindo com muito cuidado da garagem e dirigindo com todo cuidado, até porque eu ainda não era muito experiente nisso. Chego na Casa do Noah em alguns minutos e estaciono em frente à sua casa, travando o carro e aperto a campainha. Noah em poucos segundos me atende e me dá um abraço.

- Ele está  muito bêbado. - Noah faz uma careta, e entro sem dizer nada, indo direto procurar o Jungkook, que não foi difícil de achá-lo porque ele estava deitado no chão da sala. 

Vou até ele e me sento ao seu lado, repousando carinhosamente a minha mão em seu ombro. Vejo Jungkook olhar pra mim com seus olhos semicerrados por estar embriagado. Dou um sorriso gentil à ele, que apenas desvia  olhar por provavelmente estar com vergonha do seu estado.

- O que houve? - Pergunto quase sussurrando para o mesmo, enquanto acaricio o seu rosto. Ele parece se recusar a falar, mas seguro o seu rosto e olho em seus olhos. - Você pode confiar em mim Kookie. Jungkook olha pra mim, e logo me abraça.

- Meu pai traiu a minha mãe, e eles vão se divorciar. - Sinto sua voz trêmula, ele estava prestes a chorar. O abraço forte, e beijo o seu rosto.

- Eu sei que dói, mas isso vai passar meu amor. - Jungkook olha pra mim com seus olhos marejados, e lhe dou um selinho. - Ver os seus pais se divorciando é a pior coisa que podemos presenciar, apesar de a separação dos meus pais serem a melhor coisa do mundo pra mim. - Digo em um tom  de brincadeira  e Jungkook ri baixinho. - Mas talvez seja melhor pra eles, porque é péssimo você viver ao lado de uma pessoa que não ama mais. Talvez com a separação eles se tornem amigos, e a convivência entre eles seja melhor. - Jungkook suspira, e aperta de leve  minha cintura como forma de conforto.

- Meu pai é um babaca. - Ele diz baixinho, e o abraço novamente.

- Eu entendo por você estar com raiva dele, mas você precisa se acalmar. - Vejo o Noah se aproximar com um copo d'água. Agradeço e pego o copo, ajudando o Jungkook a tomá-la.

- Fica comigo hoje. - Jungkook pede baixinho, e mesmo se eu fosse recusar o seu pedido, eu me sentiria um monstro por recusar esse pedido com a sua cara de cachorro abandonado. Apenas aceno com a cabeça e beijo o seu rosto, o ajudando a levantar. Noah me ajuda a colocar o Jungkook no carro e agradeço o Noah por tudo. 

Mesmo me cagando de medo de bater o carro, consigo levar o Jungkook até a sua casa. O carrego até a porta de casa e a abro, meio receosa por não ter tocado  a campainha. Na tentativa de levá-lo para o quarto, dou de cara com a Sra. Jeon, que nos olha espantada.

- S/n? Jungkook! - A Sra Jeon, ao ver seu filho caindo de bêbado, vem correndo até nós. - O que aconteceu com ele? 

- Bem... Ele está chateado por conta da... - Vejo a expressão da Sra Jeon mudar e decido ficar quieta.

Após colocar o Jungkook na sua cama, Sra Jeon me oferece uma xícara de chá e resolvo aceitar. A doce mulher me entrega a xícara de chá e se senta na minha frente na mesa. 

- Obrigada por trazer o meu filho em casa querida. - Vejo seu sorriso doce, e sorrio de volta.

- Não precisa me agradecer, seu filho já fez muito por mim. - Sorrio.

- Ele deve estar abalado... - Sra. Jeon suspira, vejo tristeza em seus olhos. - Eu me sinto culpada por deixá-lo assim. - Vejo seus olhos marejados e seguro a sua mão.

- Eu sei que é difícil, mas vai ficar tudo bem. - Dou um sorriso acolhedor e a Sra. Jeon sorri de volta.

- Meu filho tem sorte de ter você como namorada. - Coro e sorrio sem graça. - Obrigada por tudo, mesmo. 

Após passar algumas horas conversando sobre a infância de Jungkook com sua mãe, vou até o quarto de Jungkook com  a autorização de Sra. Jeon e abro a porta, vendo Jungkook dormindo serenamente. Sorrio por ele estar dormindo tão bem e me sento ao seu lado, acariciando seus cabelos. Jungkook abre os olhos, abrindo um sorriso ao me ver.

- Desculpa, eu  te acordei? - O mesmo pega a minha mão que eu estava acariciando sua cabeça e a beija.

- Não, está tudo bem. 

- Está se sentindo melhor? - Jungkook, sem soltar minha mão, se ajeita na cama.

- Estou sóbrio mas com uma puta ressaca. - Dou risada e Jungkook ri junto. - Vai dormir aqui? 

- Sua mãe não achou ruim, a minha ficou me pedindo pra não fazer coisas impróprias. - Jungkook dá uma risada.

- Pega uma camiseta minha na gaveta, você vai ficar desconfortável se dormir com essa roupa.  - Assinto e pego uma camiseta preta da sua gaveta, vou pro banheiro e a visto após tirar a minha roupa. Volto pro quarto e me deito ao lado de Jungkook, que me envolve em um abraço. - Obrigado por estar aqui.

- Tudo bem, eu gosto de ficar com você. - Sorrio e Jungkook me dá um beijo, envolvendo as nossas línguas carinhosamente. Sinto sua mão entrar por debaixo da camiseta que estou vestindo, sentindo um arrepio. Uma mão sua segura a minha cintura e a outra passeia pelo meu corpo, acariciando e apertando, me tirando suspiros. Jungkook fica por cima de mim e levanta lentamente a minha camiseta, olhando pra mim pedindo permissão para tirá-la. Ofegante, assinto permitindo seu ato e Jungkook tira a minha camiseta lentamente, admirando o meu corpo de cima a baixo, beijando a minha clavícula e descendo os seus beijos para o meu corpo. Solto um gemido quando sinto seu dedo acariciando minha intimidade por cima da calcinha. Ele olha nos meus olhos, com desejo.

- O que quer que eu faça? - Sua voz sai rouca e baixa, me deixando arrepiada e excitada. A única vez que tentei fazer algo com Jungkook deu errado, e não faço ideia do que fazer.

- Eu... não sei... O que você quiser. - Digo ofegante, e Jungkook volta a me beijar, acariciando a minha intimidade.

- Você está toda molhadinha princesa. - Jungkook sussurra em meu ouvido, mordendo o meu lóbulo e me levando à loucura. - Eu vou te  levar pro céu hoje. - Jungkook rapidamente tira a minha calcinha, o que me deixa com vergonha e instintivamente fecho as pernas. - Abra as pernas pra mim amor. - Jungkook abre carinhosamente as minhas pernas e faz um trilho de beijos pela minha coxa. Ele olha a minha intimidade e morde os lábios, me olhando em seguida me fazendo ferver de vergonha. Sinto seu dedo acariciar um ponto específico na minha intimidade, me fazendo dar um gemido alto, seguro o gemido e sinto seu dedo me penetrar. - Tá doendo? - Nego com a cabeça, nesse ponto nem consigo dizer um "A". Enquanto ele mexe seu dedo dentro de mim, sinto sua língua chupar o meu ponto sensível. Agarro seus cabelos com uma mão, agarrando os lençóis na outra, de tanto êxtase de prazer que estava sentindo. Sinto meu corpo estremesser e percebo que estava perto de gozar pela segunda vez na minha vida. Sinto mais espasmos quando sinto um líquido sair de mim, me deixando totalmente relaxada. Jungkook olha pra mim com um sorriso e lambe seus lábios úmidos pelo meu líquido, limpando a minha intimidade com uma toalha. Ele volta a se deitar ao meu lado e me deito em seu peito, sentindo seu peito subir e descer. - Como foi? - Jungkook pergunta acariciando minha cabeça.

- Foi muito bom. - Respondo ainda ofegante, enquanto fazia desenhos imaginários com o meu dedo em seu peito descoberto. Vejo em sua calça moletom um volume e coro, voltando a pensar em diversas coisas obscenas. - Eu... posso? - Jungkook me olha confuso.

- O quê? - Jungkook vê que eu estava olhando para seu quadril, e respira fundo, apertando a minha cintura, sendo tomado pelo tesão de novo. Me sento em seu colo, passando a mão pela sua pele nua, vendo o mesmo suspirar em puro delírio. - Você tem certeza? - Assinto, descendo as minhas mãos pelo seu peitoral, depois para sua barriga com pequenos tanquinhos e parando no elástico de sua calça, com o olhar de Jungkook em cada movimento que eu fazia. 

- Eu só não sei como faço. - Digo quase em um sussurro, e Jungkook pega uma das minhas mãos, a colocando em cima de seu membro duro. Aperto levemente para sentir seu volume e vejo Jungkook arfar, apertando a minha coxa. 

- Eu vou sentar na beira da cama  e você vai se ajoelhar na minha frente. - Assinto e saio de cima de Jungkook, que logo se senta na cama e me ajoelho na sua frente. - Tira a minha a minha calça. - Com um pouco de nervosismo, abaixo a sua calça e vejo seu membro pulsar. Arregalo os olhos, impressionada com o tamanho, pensando em como isso tudo vai caber na minha boca. - Pode começar quando quiser princesa, só coloque na boca o que conseguir. - Assinto e coloco seu membro na minha boca, sentindo um gosto salgado. Tento usar a língua para massagear e Jungkook geme alto, me fazendo olhar pra ele. - Caralho princesa, assim mesmo. - Os nossos olhos se cruzam e vejo luxúria em seus olhos. - Usa a mão também amor, usa.  - O obedeço e coloco a mão na base, massageando. Jungkook joga a sua cabeça pra trás, enquanto acaricia a minha cabeça, a puxando um pouco pra frente. Sinto seu membro se enrijecer mais. - Amor, eu vou gozar, é melhor parar por aqui. - Eu podia parar, mas continuo quando sinto um pequeno jato sair. Engulo o líquido e sinto um gosto que não era ruim, mas nada bom. Jungkook olha pra mim ainda ofegante, me puxando para cima e me beijando, não se importando se ia sentir o seu gosto ou não.

- Eu fui bem? - Pergunto enquanto Jungkook coloca a sua calça e eu a sua camiseta.

- Acho que foi o melhor boquete da minha vida. - Dou risada indignada com a palavra obscena e dou um tapa em seu braço. 

- Fala sério vai, eu nem sou experiente, tenho certeza que você teve melhores. - Digo sentindo um pouco de ciúmes ao pensar nas garotas que já dormiram com Jungkook. Me deito ao seu lado novamente e Jungkook me envolve em seus braços, beijando o topo da minha cabeça. 

- Você pode até não ser experiente nisso, mas quando eu vi a sua carinha inocente, eu fiquei louco de tesão. - Fiquei corada e envergonhada ao escutar isso e escondi o meu rosto. Jungkook ri e tira as minhas mãos do meu rosto, me dando um beijo. - Quer assistir um filme? - Sorrio e assinto. Jungkook liga a televisão, colocando um filme qualquer, tento até assistir tudo, mas o seu cheirinho amadeirado, o conforto de seus braços e da sua carícia na minha cabeça me fizeram pegar no sono.


Notas Finais


Bem, foi isso!!
Espero muito que vocês tenham gostado, eu estou meio enferrujada nos hots mas tentei o meu melhor, juro!! Daqui à algumas horas irei postar mais um capítulo, então esperem ansiosos♡
Me perdoem por qualquer erro e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...