1. Spirit Fanfics >
  2. Nosso relacionamento (sope) >
  3. Forty seven

História Nosso relacionamento (sope) - Capítulo 48


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura anjus!

Capítulo 48 - Forty seven


Fanfic / Fanfiction Nosso relacionamento (sope) - Capítulo 48 - Forty seven

Seis meses, hoje completava exatamente seis meses de gravides e porra, minha barriga já estava em um tamanho que eu considerava grande até demais. Se antes eu já achava que tava muito grande, agora eu me acho enorme. 

O Suk nunca me deixava em paz, de cinco em cinco segundos este ser fica chutando minha barriga, se ainda estando dentro da minha barriga já está dando trabalho, imagina quando nascer? Oh meu Deus, gosto nem de pensar na bagunça que vai virar esta casa. 

Jung Hoseok, outro caso perdido, este garoto não para mas quieto, eu não sei como vai ser quando o Suk estiver grandinho, vão ser duas crianças bagunceiras pra lá e pra cá. Enfim, a minha difícil vida de noivo. 

Ah, e também tem o nosso casamento que já tem uma data marcada, resolvemos que iríamos marcar depois do nosso neném nascer, pois assim seria melhor, afinal estaríamos com a companhia do nosso neném! Claro que nós já estávamos pelo menos pesquisando lugares para o evento e também tem o simples fato de que na Coréia é difícil conseguir um padre que faça o casamento né queridos, país de bosta.

– Yoonie, eu pensei bastante e decidi que a nossa lua de mel irá ser no Brasil, olha você quem disse que eu poderia escolher o lugar, e não seria ruim ir no Brasil, lá tem muita coisa maravilhosa, o país é muito lindo, as culturas deles são perfeitas, sem dizer as músicas, as comidas, as paisagens e lá é com certeza até um ótimo lugar para nos casarmos! 

– Meu bem, quando eu disse que você poderia escolher qual lugar seria, eu já entreguei toda minha confiança em você nessa decisão, mas porra Hobi, escolher o Brasil como lua de mel foi uma de suas decisões da sua vida! - Larguei a caneta em cima da listinha que eu estava fazendo dos convidados e apertei sua bochecha levemente enquanto deixava um beijo em sua testa maravilhosamente linda.

– Por que você me deixa assim em Min Yoongi?! Sabe que isso pode fazer eu ter um ataque de diabete com sua incrível doçura? - Aquelas cantadas de novo não! 

Ele tinha acordado hoje com as cantadas na ponta da língua, só pode, desde manhã vem com cantadas pra cima de mim e eu sei que ele quer alguma coisa que eu não sei. Talvez ele queira carinho ou sei lá, mas ele quer algo e não quer me contar. 

– Oh Deus, o que você já quer Hobi? Já vou logo avisando que eu não vou poder ir novamente naqueles almoços da sua família, hoje minhas mães combinarão de vim aqui hoje, elas vão trazer a listinha de todas as coisas que vamos precisar comprar para o quartinho do Suk, também vão passar a tarde com a gente. 

Sim, minhas mães iriam vim aqui hoje aqui, eu estava animado pois finalmente essas duas coisas iriam parar de a "Turner" delas, elas são donas de uma empresa de moda e foram convidadas para esta Turner onde foram para milhares de desfiles pelo mundo todo. Um dia elas ainda vão sumir pelo mundo de tantos lugares que já visitaram, péssimas lembranças de quando eu era criança e tinha que ir junto com elas, pois não confiavam em deixar eu ficar junto com a minha tia louca que ficava me levando para rituais junto com ela. Isso foi até eu conhecer o Hobi, depois disso quando elas iam para turnês ou para lugares que eu não podia ir me deixavam junto com o Hobi, o que era muito legal pois ficávamos perturbando a vizinha dele e também ficávamos no meu quarto assistindo filmes ou brincando. Ótimo tempo, porém hoje em dia é muito melhor do que antes.

– Mas Yoon, vai ser só um jantar de família, suas mães também vão ir hm? Tenho certeza que elas vão se dar super bem com minha mãe e com o resto da minha família toda, principalmente com minhas tias lésbicas. Vai Yoonie, se você deixar eu chamar elas tenho certeza que elas vão querer ir. Em bebezinho? Meu fofucho!

– Pode chamar elas, mas tenho certeza que elas não vão querer ir! Me ajuda com a listinha de convidados Hobi? Eu por enquanto só coloquei nossas famílias e os nossos melhores amigos. 

– Eba! Finalmente suas mães vão se ver novamente com minha mãe! Okay, irei te ajudar com a listinha, mas só porque você deixou, meu xuxuzinho! - Se sentou ao meu lado na cama e deu um beijo na minha bochecha, antes de pegar uma caneta dentro do meu estojo da Barbie. 

Nós começamos a anotar o nome de todas as pessoas que iríamos chamar, desde nossas famílias até os nossos colegas de trabalho ou de faculdade, que é o meu caso. Era pra ser uma listinha de no máximo 50 pessoas, porém ficou com 237 pessoas, metade de família e outra metade de amigos. A maior parte do tempo o Hobi ficou me enchendo de beijinhos ou conversando com o Suk, que o respondia com chatinhos, filho da mãe do Hobi, não era ele que estava recebendo a dor né. 

O encarei enquanto ele conversava com o Suk, estava doendo pra caramba os chutes, mas eu gostava quando ele ficava conversando com o nosso neném, é lindo a cena. Levei minha mão até seu cabelo e iniciei um carinho ali, gostava de fazer aquilo e sabia que o Hobi também gostava, ai ai, nestes momentos que eu fico boiola mais do que eu já sou por este ser. 

– Ei Suk, sabia que seu papai tem uma ótima bunda? Ele não queria que eu te dissesse isso por causa da vergonha dele, mas eu prometi que iria te contar tudo que acontecesse então irei lhe dizer tudinho! Olha a bunda do seu pai é tão linda, não tem nenhum defeito nela, desejo que você puxe o seu papai Yoon, pois ele é mil vezes mais bonito que eu, então puxe a ele! – Ele dizia baixinho e eu poderia brigar com ele por estar dizendo essas coisas para um neném que nem nasceu? Poderia, mas preferi não dizer isso.

– Suk, puxe o seu papai Hobi, ele é perfeito tá? Quando você nascer e ele sorrir para você, tu irás ficar impressionado com a beleza dele, o sorriso, o nariz, a testa, a boca, as bochechas, o corpo e tudo nele é perfeito, até mesmo o dedinho do pé dele é lindo. - Ignorei a parte que eu deveria ficar bravo por ele estar falando sobre minha bunda para o Suk e apenas continuei com o carinho em seus cabelos, que como sempre estava macio, cheiroso e muito bem cuidado, afinal eu obrigo ele a lavar e hidratar o cabelo dele pelo menos duas vezes por semana, antes ele odiava lavar o cabelo mas de pouco em pouco ele foi começando a gostar e de ter coragem. 

– Porra Yoongi, eu te amo tanto! - Suas mãos, que estavam fazendo carinho em minha barriga, ele levou uma delas até meu rosto, acariciando meu rosto, antes de se aproximar e me dar um beijo demorado. Passei meus braços em volta de seu pescoço e ele logo aprofundou o beijo pedindo passagem com a língua e eu logicamente cedi, era um beijo calmo. 

Separei o beijo e deixei um selinho nos lábios dele, não podíamos nos aproximar muito já que agora minha barriguinha era um barrigão. Levei minha mão até sua, que estava em meu rosto e as juntei, um sorriso radiante brotou em seu rosto e automaticamente também sorri junto.

– Eu também te amo muito Hobi! - Falei e meu sorriso só aumentou ao ver seus olhos brilharem. Esse ser ainda vai fazer eu ter um ataque cardíaco apenas com um sorriso. 

– Amor, eu vou ir ao shopping hoje okay? Se você quiser, pode ir na casa do Tae, do Jimin, Jungkook ou ir na cafeteria do Jin. - O olhei confuso, Hobi não gostava de ir ao shopping sozinho pois se sentia muito solitário, pois para ele era estranho andar sozinho em um lugar enorme e cheio de pessoas. 

– Você vai ir sozinho Hobi? - Eu não queria ter perguntado pelo simples fato de que aquilo soaria muito ciumento. 

– Não neném, irei com a Moonbyul, aquela minha colega de trabalho. Ela estava pensando em ir fazer umas compras e bem, eu também estou precisando comprar uma coisa então deu nisso.

– Hm, tudo bem. Eu irei lá no meu coelhinho, você poderia me deixar lá né? A bosta do meu Uber simplesmente parou de funcionar, nunca mais confio naquele aplicativo, já é a segunda vez que isso acontece. 

– Claro que posso te deixar lá né Yoon, sou teu noivo, teu melhor amigo, pai do nosso filho e teu futuro marido, então por isso eu sinto que devo fazer tudo o que você quiser, menos assistir bananas de pijamas. Mas peraí, Min Yoongi, por que você está chamando o Jeon Jungkook, meu irmão de parte de pai, de "Meu coelhinho"?! 

– Ah, eu chamo ele de meu coelhinho porque ele é o meu coelhinho? O Jungkook é praticamente um irmãozinho mais novo para mim, ele também é muito fofo e se parece com um coelho então eu o apelidei assim, meu coelhinho, de vez em quando eu o chamo de meu coelhinho trevoso e ele gosta dos apelidos então é normal.

– Okay, hoje eu mesmo irei me convidar para dormir no sofá ok. Aliás, diga para suas mães que nós iremos nos encontrar lá no jantar de família- Ele iria dizer mais alguma coisa, porém seu celular tocou e foi o atender. – Oi Moonbyul, ah que pena, tudo bem podemos deixar para amanhã, amanhã no horário do almoço a gente pode ir no shopping, realmente está tudo bem hoje eu ainda nem iria poder ficar muito tempo lá no shopping, okay tchau tchau! 

– O que foi? - Perguntei e ignorei a primeira parte em que ele dizia que iria dormir no sofá por conta de si mesmo, de madrugada ele iria vim e iria se deitar junto comigo na nossa cama mesmo.

– Infelizmente a Moonbyul não vai poder ir ao shopping mais hoje, a namorada dela fez uma surpresa para ela e bem, não irá poder ir junto comigo ao shopping. - Sua voz parecia meia triste e eu me sentei um pouco… Estranho? Tipo, ele estava triste por não poder ir ao shopping com a tal Moonbyul ou sei lá? 

– Tá, eu até iria ainda chamar o coelhinho mas acho que ele deve estar ocupado com os namorados dele. Eu irei tomar um banho e logo depois vou para o quarto assistir uma nova série chamada Extracurricular, qualquer coisa sabe onde estarei, tchau! - Me levantei do sofá e quando eu estava quase a sair do cômodo, senti sua mão em minha cintura.

– Não vai me dar nenhum beijinho? - Ele fez sua cara fofinha e fez um bico em seus lábios, eu estava puto da vida então apenas ignorei e sai do cômodo, o deixando confuso.

Subi as escadas e passei no quarto para pegar minha toalha, logo indo para o banheiro do quarto mesmo, resolvi tomar um banho rápido então apenas tirei minhas roupas, coloquei minha transparente com patinhos amarelos e liguei o registro do chuveiro, inicie meu banho calmamente. Resolvi colocar a água na temperatura mais quente, então quando percebi o banheiro já estava cheio de fumaça, mas como sempre não liguei e apenas continuei meu banho tranquilo. 

Terminei meu banho e me sequei, me enrolei na toalha, escovei meus dentes e por fim saí do banheiro. Jung Hoseok estava sentado na ponta da cama enquanto me olhava, apenas fui até o guarda-roupa e peguei uma box preta e um short branco, finalizando com um moletom do meu noivo, que por mais eu estando bravo com ele eu ainda iria vestir este moletom pelo simples fato de eu amar vestir roupas dele por conta do seu cheirinho de bebê. 

Vesti a roupa sem me importar com o olhar do meu noivo e logo deixei a toalha na porta do guarda-roupa, enfim minha preguiça que ir estender a toalha no lugar certo , eu poderia me jogar na cama e morrer de tanto dormir, mas lembrei que se eu fazer isso irei estar botando a vida do meu pequenino em risco então apenas me deitei de lado na cama, logo pegando o travesseiro do meu noivo e o abracei, outra coisa que eu amo fazer por conta do cheirinho dele, fechei meus olhos e apenas aproveitei aquele maravilhoso e belo cheirinho de bebê e morango.

– Por que você tá bravo comigo? - Ouvi aquele ser falar e senti a cama se mexer, me assustei um pouco quando senti sua mão acariciar meus cabelos, foda-se perdi minha postura de Bad Boy (que eu nunca tive) e soltei aquele travesseiro, puxei Hobi para mim e o abracei.

– Tô mais bravo não. - Depositei beijinhos em todo seu rostinho e continuei o abraçando fortemente, mas não forçando muito por conta da enorme barriga. 

– Mas eu posso saber o porquê você estava bravinho comigo senhor Min Yoongi? - Ele perguntou e me abraçou direito, me ajeitando em seu peitoral, como estávamos deitado de lado um de frente para o outro, estava um pouco difícil de o abraçar por causa da barriga.

– Eu tava bravo com você, porque tu prefere ir no shopping fazer compras com essa garota do que comigo, que sou seu noivo! Sabe como eu me sinto com isso Jung Hoseok?! Eu já estava até pensando que você estava me traindo com uma garota que eu descobri ser lésbica. - Falei baixo, mas em um tom em que ele conseguisse ouvir.

– Meu bem, não precisa ficar com ciúmes okay? Eu nunca iria te trair com ninguém, eu já te prometi uma coisa a anos atrás e irei continuar com ela para sempre. Eu te amo e isso é o que importa e eu não quero te levar junto porque é uma surpresa para você! 

– Desculpa Hobi-ah, eu não queria ficar parecendo um doido que morre de ciúmes e eu também quero pedir desculpas por estar estragando a sua surpresa. 

– Tá tudo bem anjo, agora que tal a gente dormir um pouco pra depois eu poder perder toda a sua atenção para suas mães hm? Aí neste horário a gente também podemos aproveitar a companhia um do outro!

– Maravilhosa idéia, vá tomar um banho primeiro e depois podemos descansar um pouco para depois minhas mães chegarem, você está cheirando maracujá e eu não gosto de maracujá. 

– Oh meu Deus! - Se levantou e antes de ir para o banheiro deixou um beijo em minha bochecha. 

Demorou se quatro minutinhos e logo Hobi já estava saindo do banheiro, com a toalha em volta da cintura, me virei em sua direção e ri observei ele ir até o guarda-roupa, enquanto ele estava concentrado em pegar uma roupa eu me levantei e fui de fininho até atrás de si, quando ele retirou a toalha para ir se vestir, dei um belo fala em sua maravilhosa e perfeita bunda. Ele se assustou, mas se assustou tanto que gritou e deu um enorme pulo, eu apenas ri dele. 

– Porra Yoongi! Toma no cu véi! Quer me matar antes da gente ao menos se casar ou o Suk nascer?! Tá louco garoto! - Ele me deu um peteleco na testa e logo me deu outro tapa na bunda, só que forte pra caralho! 

– Aí minha bunda Hoseok! Seu filho da puta! Vai se foder caralho! - Devolvi o peteleco em sua testa também e dei outro fala em sua bunda, logo voltei para a cama onde me enfiei debaixo das cobertas enquanto observava ele vestir sua roupa.

– Bem feito seu chatinho! - Ele terminou de se vestir e veio para a cama, onde se jogou ao meu lado e me abraçou, fazendo eu ser a coxinha de dentro, porra ele sabe que eu amo isso.

– Seu nojentinho! - O dei um tapinha e me preparei para ir dormir, fechei meus olhos e quando eu estava quase dormindo…


– Olha que bunda mais gostosinha! - Senti suas mãos em minha bundinha, apertando delicadamente. Oh Deus, dai-me paciência pra aguentar este ser vivo! 


Notas Finais


Capítulo finalizado ao som das músicas de sofrência!

Desculpa por qualquer erro ortográfico, espero que tenham gostado deste capítulo de boiolice entre nosso maravilhoso ship, Sope!

Beijos, até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...