História Not For The Faint Of heart - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Mangá/manhwa
Visualizações 4
Palavras 1.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shonen-Ai, Terror e Horror, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Capítulo Dois


Fanfic / Fanfiction Not For The Faint Of heart - Capítulo 2 - Capítulo Dois

 —Eu vou pegar o seu ingresso e te mostrar a entrada~. Sim, seu ingresso foi aceito, entre e um dos funcionários próximos da entrada irá te guiar lá, aproveite~–Diz acenando para os clientes. Em seguida pega seu Woki Toki–Time fantasma, os clientes entraram. Se preparem com antecedência. 

—Ok~

—Claro~

—Eu entendi... 


ÁREA DE ESPERA

Inesperadamente, os rumores que o Minjae mencionou eram mesmo verdadeiros.

Um fantasma de verdade, huh.

....

—...Espera, por acaso ele está me observando agora?–Começo a ouvir ruídos.

!!! 

POR ACASO?!

Viro para a porta.

—Hey, você vai primeiro. 

—Eu não quero... 

Ufa, apenas clientes. 

Certo, estou no meio do trabalho, vamos no concentrar. Agora não é hora para pensar em outras coisas.

Deveria entrar mais no meu personagem.

Vamos ver, aqui deve ter acessórios... 

E quando eu ia tirar a manta:

—Hey~~

—...

Aparece aquele fantasma de novo.

.

—WHOA!!...Eu me assustei pensando que era uma pessoa, mas era só corpo falso. 

—Huh? Onde?

—...

—...?...HUH? É UM HUMANO DE VERDADE?

—O QUÊ?

—...Gerente, ele desmaiou de novo.

De novo...

—DE NOVO?

Desde então, Sungwan desmaiou mais algumas vezes. 

.

—É que nem foi uma ou duas vezes. Se isso continuar acontecendo, vai ser um problema Sungwan-ssi. Quantas vezes você já desmaiou?

—...Me desculpe.

—Claro, vamos ignorar o desmaio por um segundo. Como você nem é capaz de assustar os visitantes? Se isso continuar, não terei razões para te manter.

—...

—Depois de alguns dias, se continuar a permanecer essa situação. Me desculpe, mas você terá que sair.

—O QUÊ? Co-Com licença gerente-

—Wow, mesmo que várias pessoas tenham saído por estarem assustadas, é minha primeira vez demitindo alguém.–Resmunga saído de onde estava antes.

—...


SALA DE ARMÁRIOS

—...Haaa...

Isso é mau.

Agora o que vou fazer? 

Eu serei demitido alguns dias depois de começar? 

Neste ritmo, é apenas questão de tempo até ser demitido...Mas o que eu deveria fazer sobre ficar assustado?

Bato várias vezes com a cabeça no armário.

—O que tem de errado com ele?–Pergunta um desconhecido.

—Huh, acho melhor irmos logo.–Diz um outro desconhecido.

Eu posso também ir apenas ir atrás de outro emprego.

... 

Esquece, nenhum outro paga tão bem quanto este...

Abro o armário.

—Huh?

—Você finalmente veio~ Eu estava te esperando! Pareceu esconde-esconde no início, mas ficou chato depois de um tempo.–Diz o fantasma dentro do armário.

—AH-

—Shh~–Ele põe o dedo na minha boca.–Já não está na hora de você parar de ficar surpreso? Eu ficarei desapontado se tudo o que você fizer é ficar surpreso.

Ele tira o dedo na minha boca.

—Hehe.

—...

O lugar que ele tocou está gelado. 

—Você...realmente é um fantasma? (Sempre aparecendo aqui.)

—Hum? Você não me viu atravessar a parede? Se você não acredita em mim, eu posso mostrar de novo.–Diz enfiando o braço na parede desaparecendo entre ela.

—Não, é o suficiente.–Digo ainda chocado.

—Bem~ Não se preocupe, mesmo sendo um fantasma, eu não tenho a intenção de fazer mal a alguém.

—E-Então por que...Se não tem intenção de fazer mal a alguém, porque você continua aparecendo na minha frente? Que motivos você tem por trás disso?. Além disso...Se você me perturbar, dentro de alguns dias eu serei despedido e você não me verá mais...–Paro e começo a pensar.–Parando para pensar, você também não terá um papel na minha demissão?

—É mesmo~? Eu definitivamente te assusto com frequência...–Ele põe no queixo.–Que seja.–Dá de ombros.–Não é porque você não consegue fazer seu trabalho corretamente em primeiro lugar? (Não é só minha responsabilidade, certo?)

Acho que ele está certo.

—Escute, eu vim fazer uma proposta~

—Uma proposta?

—Sim, uma proposta. Sungwan-ssi, você gostaria de sair comigo?

....?

—Ah, isso foi muito leve para uma confissão?

??????

—Eu deveria usar uma palavra diferente? O que você preferia? você quer sair? Seja meu namorado? Eu gosto de você? Você quer dividir metade de sua vida comigo? Não se sinta desconfortável, me diga~ Ou você tem algo que queir-

Fecho a porta do armário com força.

—Estou indo agora.–Me viro e começo a caminhar.

Como que isso ficou assim? Mesmo sendo um fantasma, é-

—Espera.–Uma mão, ou melhor, a mão dele segura no meu ombro e me puxa ficando cara a cara com ele.–O que estou te oferecendo agora é tanto uma proposta e uma barganha. Eu vou te ajudar no emprego.

–Ele solta meu ombro.–C-como?...

—Basicamente, esse problema não pode ser resolvido apenas assustando os clientes no lugar certo? Tem um rumor rodando por aí ultimamente, certo?

Ele fala muito "certo?"

—"Tem um fantasma de verdade na casa mal-assombrada!" Apenas como nos rumores, eu vou aparecer na frente dos visitantes. As pessoas não ficariam surpresas se o rumor fosse verdade?

—Mesmo isso fazendo sentido-

—Se você não quer~ Eu acho que você será despedido e não vai ser capaz de compensar pelo computador. 

Ponto fraco... 

—...Tem alguma razão para você estar fazendo tudo isso? É apenas um encontro? Não tem mais nada que você queira fazer além de namorar...isso é meio estranho (Especialmente com uma pessoa como eu).

—Hum...Como eu deveria colocar isso.–Faz uma pausa.–Eu não sei se você já escutou escutou isso, mas, eles dizem que se realizar os pedidos de um fantasma, você ficará satisfeito e partirá.

—Ah, já ouvi algo assim.

—Você sabe, devido a certas circunstâncias, eu nunca namorei na minha vida. Então por isso eu pensei que se eu tentasse namorar, talvez ficaria satisfeito e partisse~–Dá de ombros.–Além disso, é meio divertido te assistir.

—...Mesmo assim...

—Bem~, você não precisa se preocupar com isso. Eu te peço para namorar comigo, mas o que eu realmente quero é um relacionamento por contrato, não um normal.

—...Um relacionamento por contrato?

—Você não precisa tratar esse relacionamento com muita sinceridade. Apenas realize três dos meus desejos enquanto saímos.–Ele mostra três dedos.–Apenas três.

Estou um pouco nervoso.

—E então, o que você diz? Vai tentar sair comigo?

O mesmo eu que se arrepia com uma mera menção de um fantasma.

—...Ok, vamos fazer isso. Mas eu não posso continuar te chamando de "você", então diz seu nome.

De algum jeito.

—Hum~–Abre um pouco dos olhos naturalmente chegados.–Meu nome é Ahn Jaeyoung, pelo tempo que for, vamos nos dar bem! E eu não me importo se você usar a linguagem informal, então vamos apenas ser casuais~

—...Eu vou te chamar de Jaeyoung-ssi.

Eu comecei a namorar um fantasma. 


Notas Finais


Estou muito doente gezuis.

Ter gripe é foda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...